Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

 

A CIÊNCIA CHEGA A DEUS: Somos uma só mente.

FÍSICOS QUÂNTICOS:

“Embora seja mais fácil acreditar que, em nosso planeta, há 5 bilhões de mentes separadas e individuais, do que acreditar que só existe uma mente não-localizada manifestando-se através de todas as diferentes pessoas, ou de todos os seres sencientes, a ciência moderna leva-nos na direção de uma mente não-localizada, universal ou grupal; em suma, afirma que só há uma mente e que somos essa mente, o que a aproxima da concepção de Deus.

 

A MENTE É DEUS

CARL G. JUNG:

“O atentar para a Mente intemporal é tarefa redentora para todas as pessoas. Em nosso tempo, essa tarefa é particularmente difícil porque colocamos, no dia-a-dia, nossa ênfase no aqui-agora, no fazer, no consumir, nos aspectos práticos, no progresso material. Como valorizamos o aspecto material, estamos separados dela. O resultado é patológico: tornamo-nos vítimas de nossos próprios impulsos inconscientes e o mundo ‘demonizou-se’. Nossa verdadeira tarefa de vida é exatamente o contrário: tornarmo-nos conscientes dos conteúdos que emergem do inconsciente, criar cada vez mais consciência; esse o objetivo único da existência humana: acender uma luz na escuridão do ser, liberar a alma. Seguramente, a alma não é algo insignificante, repleta de defeitos e imperfeições, como as religiões ocidentais a consideram; ela é a própria Divindade radiante”.

 

A NOVA VISÃO DA CIÊNCIA

CIENTISTAS QUÂNTICOS:

Se concordarmos com as implicações da moderna visão do universo dada pela mais bem arquitetada ciência de nosso mundo, a física quântica, talvez possamos confirmar as percepções dos visionários e místicos, a visão de que todos nós somos eternos, infinitos e Um.

 

A REALIDADE PROFUNDA

BELL, físico:

Bell mostra que todas as teorias científicas localizadas, isto é, que asseguram que tudo que sucede, que todas as forças e influências, estão dentro do espaço-tempo, por mais que pareçam estar certas, sempre deixam alguma coisa de fora, alguma coisa não explicada pela teoria da localização. Herbert diz que “Bell, simplesmente não apenas sugere que a realidade é não-localizada (isto é, a realidade está fora do espaço-tempo, no domínio do atemporal, no domínio daquilo a que as diferentes religiões dão o nome de Deus); ele prova isso, com a clareza e o poder do raciocínio matemático. Este aspecto inegável da prova desagrada aos físicos mais afinados com a realidade localizada”. Bell e outros mostraram que “nenhuma realidade localizada pode explicar o mundo em que vivemos. Embora os fenômenos do mundo pareçam estritamente localizados, a realidade subjacente a esses fenômenos deve ser supraluminosa (isto é, mais rápida que a luz; e uma velocidade além da velocidade da luz só pode existir fora do espaço-tempo, por isso é denominada ‘não-localizada’). A realidade profunda do mundo é sustentada por uma conexão quântica invisível, cuja influência ubíqua (que está em toda parte) é não-mediada, não-atenuada e imediata’ (isto é, não necessita de coisa alguma para exercer sua influência, não perde, com qualquer distância que seja, sua capacidade de influenciar, e influencia instantaneamente).

(‘Só a realidade não-localizada pode explicar o mundo, seus fenômenos, objetos, coisas e mente’. A realidade não-localizada está além do espaço-tempo, no domínio transcendental, isto é, no domínio daquilo a que as religiões populares dão o nome de  Deus).

 

A REALIDADE PROFUNDA

BELL, físico:

Bell mostra que todas as teorias científicas localizadas, isto é, que asseguram que tudo que sucede, que todas as forças e influências, estão dentro do espaço-tempo, por mais que pareçam estar certas, sempre deixam alguma coisa de fora, alguma coisa não explicada pela teoria da localização. Herbert diz que “Bell, simplesmente não apenas sugere que a realidade é não-localizada (isto é, a realidade está fora do espaço-tempo, no domínio do atemporal, no domínio daquilo a que as diferentes religiões dão o nome de Deus); ele prova isso, com a clareza e o poder do raciocínio matemático. Este aspecto inegável da prova desagrada aos físicos mais afinados com a realidade localizada”. Bell e outros mostraram que “nenhuma realidade localizada pode explicar o mundo em que vivemos. Embora os fenômenos do mundo pareçam estritamente localizados, a realidade subjacente a esses fenômenos deve ser supraluminosa (isto é, mais rápida que a luz; e uma velocidade além da velocidade da luz só pode existir fora do espaço-tempo, por isso é denominada ‘não-localizada’). A realidade profunda do mundo é sustentada por uma conexão quântica invisível, cuja influência ubíqua (que está em toda parte) é não-mediada, não-atenuada e imediata’ (isto é, não necessita de coisa alguma para exercer sua influência, não perde, com qualquer distância que seja, sua capacidade de influenciar, e influencia instantaneamente).

(‘Só a realidade não-localizada pode explicar o mundo, seus fenômenos, objetos, coisas e mente’. A realidade não-localizada está além do espaço-tempo, no domínio transcendental, isto é, no domínio daquilo a que as religiões populares dão o nome de  Deus).

 

A UNIDADE DAS COISAS

LARRY DOSSEY, médico e pesquisador:

“O aspecto mais proeminente da Realidade Não-localizada é a unidade fundamental de todas as coisas e acontecimentos. Passado, presente e futuro são ilusões que projetamos, e não realidades essenciais. Dentro desse contexto de união, o mal (como a doença) é mera aparência, como tudo o mais, pois faz parte do todo e está relacionado com o bem. Quando chegarmos a uma compreensão profunda dessa verdade, os opostos irreconciliáveis nos revelarão sua unidade (amor-ódio, bem-mal, belo-feio) e começaremos a perceber que há um modo alternativo de obter essa informação, que não pelos sentidos. Para a maior parte dos curandeiros (dakotas), entrar no estado de Realidade Não-localizada envolve a participação num estado alterado de consciência, muito semelhante ao da meditação ou da oração. Nesse estado, eles vêem a si próprios e aos pacientes como um só, uma vez que a separação entre sujeito e objeto é completamente superada. Esse estado de consciência vai além da usual consideração do real ou irreal, consciente ou inconsciente, orgânico ou inorgânico, subjetivo ou objetivo, até a totalidade do ser. O paciente e o ego, simplesmente, não fazem parte do repertório do curador”, pois, então, tudo é UM).

 

ALGO ALÉM DO UNIVERSO

SHELDRAKE, um notável físico:

“Tanto a criatividade como o próprio universo requerem uma explicação. E isso só pode ser explicado em termos de algo que esteja acima ou além do universo, isto é, que o transcenda. Isto corresponde à explicação teística tradicional, a qual postula um Deus que estaria além, acima e no interior da natureza... Eu fico com essa concepção”.

 

ENTENDER DEUS

CORPUS HERMETICUM.

A obra ‘Corpus Hermeticum’, um dos exemplos mais impressionantes de apelo à não-localização (ao transcendental, ao que está além do ‘eu’), que data de pelo menos dois mil anos, diz: “A não ser que te faças igual a Deus, não poderás entendê-lo, pois o semelhante não é inteligível senão pelo semelhante. Cresce até atingires grandeza além da medida; de um salto (a instantaneidade produzida pela meditação; a criatividade do salto quântico) liberta-te do corpo (dos condicionamentos; do ego); ergue-te acima do tempo (penetra no atemporal, na não-localização), torna-te a Eternidade; então entenderás (perceberás) Deus. Acredita que nada é impossível (as infinitas possibilidades de Maharish) para ti; pensa-te imortal e capaz de tudo compreender, imaginando estares em toda parte, na terra, no céu, na água, no não nascido, adolescente, velho, morto, além da morte. Se abraçares de uma só vez, em teu pensamento, tudo isso, isto é, tempos, lugares, coisas, substâncias, qualidades, quantidades, poderás entender e ser Deus”.

O autor dessas palavras nos leva para além de eventos singulares, para todos os eventos; além do aqui, para toda parte; além do agora, para todo tempo, à eternidade; além do ego, para a unidade com Deus. E afirma que devemos destruir nossa concepção de uma realidade localizada (o ego) se queremos conhecer Deus. Isso não significa usurpar o poder divino, como alguns pensam e, assim, julgam blasfemas tais palavras. Para o autor de ‘Hermeticum’, tornar-se igual a Deus é impossível, porque é impossível vir a ser o que já se é. Além disso, quando se percebe que o eu individual não existe, que é ilusão (uma falácia, como dizem Wilber, os místicos e a ciência quântica), percebe-se, também, que não há quem esteja fazendo a usurpação.

 

EINSTEIN E O EU

EINSTEIN:

Einstein afirmava, com ênfase, a importância de acabar com a servidão ao eu pessoal (ego), a importância de acabar com o sentimento de um eu localizado (no cérebro), numa filosofia decididamente oriental: “O verdadeiro valor de um ser humano é determinado basicamente pela proporção e pelo sentido em que ele se libertou do eu (ego)”.

 

HÁ UMA SÓ CONSCIÊNCIA

TEILHARD DE CHARDIN, cientista, filósofo, teólogo e sacerdote da Igreja Católica Romana afirma enfaticamente em várias de suas obras o que vai abaixo. Esta citação é de seu livro ‘O Fenômeno Humano’:

      “Todos nós, todos os seres humanos e todos os animais, compartilhamos a mesma consciência”.

      Por afirmações como essa foi proibido, pelo Vaticano, de publicar qualquer pensamento ou concepção sua até o dia de sua morte.

      (Todo o misticismo e, atualmente, a ciência mais avançada do mundo asseguram a mesma coisa).

Exibições: 131

Responder esta

Respostas a este tópico

A reflexão é algo que nos foi dado com maestria sabedoria, concebemos em Paz e vibrando no Amor, saberemos tomar as melhores decisões! As certamente acertadas.

OM!

      Amigo e xará Luis, se é assim, porq é q cometemos tantos absurdos? Porq tantas decisões q tomamos estão erradas e levam sofrimentos e lágrimas aos demais? E onde é q adquirimos isso q o amigo chama de "maestria-sabedoria"?

Os absurdos que sofremos vem da auto entrega do ser ao Ego, os sentimentos e lagrimas que carregamos vem da ilusão que nós próprios criamos quando se vive na farsa da dualidade.

A Maestria e seus derivados adquirimos na Unidade da consciência, sei que é difícil a compreensão, mas experimente descrever a um cego, a sutileza da Luz e suas cores.

Minha Paz entrego a vós, e compartilho para o bem maior de todos.

Namastê!

      Amigo xará Luis, e porq é q nos entregamos ao ego? E porq criamos ilusões? Porq não abandonamos a farsa q é a dualidade? Todos, milhares de conselhos, estão sempre nos dizendo (estamos até cansados de os ler e ouvir) "o que fazer", o q fazer para q alcancemos essa unidade de consciência a q vc se referiu: "seja assim; não seja assim! Faça isto, não faça aquilo. Creia nisto, não creia naquilo!". Aqui o amigo diz: "adquira maestria e seus derivados (derivados?) adquirindo a unidade de consciência!". Como lhe disse, todos aconselham, ensinam  "o que fazer" mas, sem exceção de ninguém, nem doutrinas, nem religiosos, nem bem intencionados, nem o seu texto, consegue ensinar "o como fazer".

Só seu coração poderá lhe responder sem as duvidas, medite e peça a ele.

Penso, logo existo!

Aquiete seu coração. 

Saudações.

      Meu amigo, percebo q não fui claro. Lhe perguntei apenas "como" fazer para nos livrarmos das ilusões, da subordinação à dualidade, afinal, dessas ilusões q o ego nos traz continuadamente e nos fazem sofrer, a todos, de modo torturante e desesperador, muitas vezes, insuportável. Disse que ninguém, nenhuma religião, filosofia ou psicologia sabe dizer o "como fazer" para q consigamos nos libertar disso tudo, q se resume na existência do ego. E o amigo, me perdoe, me diz apenas, e novamente "o que fazer": meditar e pedir a meu coração, q meu coração me tirará as duvidas! Novamente não diz "o como fazer". É simples dizer: "medite e peça a seu coração", uma resposta, para muitos, vaga, vazia.. O amigo poderia ser mais claro, sobretudo lembrando-se de q nossas postagens não são pessoais, particulares, mas abertas ao público, a todos q as quiserem ler, e entre eles, com certeza, há quem queira, verdadeiramente, aprender alguma coisa destes assuntos tão profundos.

      Será q o amigo, para todos q lhe perguntarem o "como fazer" dirá a mesma coisa? Todos compreenderão sua resposta? 

..................

Perdoa-me se não consigo me fazer entender, Você me pede uma receita a uma cura química para um mal, como se faz á um doutor, ou uma tabela a formula matemática das exatas de um professor.

Ora direis, apenas o que sei, o que sou e o que sinto.

Quer saber o que sei?

Seja como eu!

Faça as coisas que fiz.

O que eu fiz?

A muitos anos atras, quis conhecer Deus. 

O procurei em todos os prazeres da vida, e não encontre, sofri, chorei com lagrimas de dor.

Depois de muito sofrer e não conseguir chorar, O encontrei, sim, Deus ali, sorrindo dentro de mim, foi assim que tudo começou.

Não sei como será com você, mas sei que quando o encontrar, lembrará de mim, e vai sorrir e dizer, então foi assim.

Agora deixo no seu coração uma sementinha de Luz, do Amor Incondicional.

Ela foi plantada ai no seu terreno, que ta batendo, cuide dela e com tolerância veja-a com o tempo crescer. 

Do meu coração para o seu coração, assim para todo o bem maior de todos.

Assim já é!

Namastê Irmão da Luz!

      Pois é, meu jovem (vc deve ser mais jovem), é o q lhe peço: a receita de "como" vc fez para encontrar Deus. É conhecer essa receita q a humanidade precisa e q todos os homens, sem exceção, e conscientemente, ambicionam, para se livrarem de todo sofrimento e chegar a uma felicidade duradoura.

       Suas palavras significam q já teve a percepção de q vc e o Pai são um? Que percebeu q somos uma só mente e q nenhum ser humano, ou não humano, é separado ou independente?

      Porq lhe pergunto isso? Porq todos q encontraram Deus tentaram ensinar o caminho aos demais, só cessando qdo algum impedimento irresistível, como a morte, os fez se calarem! Por isso, tive razão em lhe pedir para ensinar o como fazer, concorda?

      Mas, de novo, o amigo diz apenas “o que fazer”: seja como eu! Faça as coisas que fiz. Procure! E, novamente, lhe pergunto: e “como fazer” para realizar essa procura? E bastou procurar para encontrar? Não existe um “como” fazer essa procura?

      Devo fazer como Confúcio q, a um q atingira a luz, reverenciou-o e pediu: “Deixe-me seguir seus passos; ensina-me como fazer para trilhar o caminho q vc trilhou!”

      Felizmente, encontrei alguém definitivamente feliz!

 

Espetacular!

Simples e ao mesmo tempo libertador pela profundidade da "verdade" que carrega.

Pena que Postagens como estas sejam raras por aqui.

A manada ainda se mantém prisioneira de seus Sistemas de Crenças, acreditando na ilusão da dualidade e atuando de maneira hipócrita nas realizações cotidianas de suas"vontades de bem". Não percebem, que suas condutas, alimentam cada vez mais o adversário(ego).

Parabéns pela postagem querido irmão de jornada.

Nós somos o que Escolhemos Ser...carregamos conosco tudo o que precisamos.

      Meu amigo Mauro, de modo algum somos o q escolhemos ou queremos ser! Vc supõe q os hospitais, prisões, estão repletos, ou aqueles q vivem nos e dos lixões, ou sob aquela ponte; os q perdem ou nascem sem membros, ou cegos, dementes, os orgulhosos e egoístas, os q sofrem terrivelmente, são assim, ou estão assim, porq querem ou escolheram estar assim? Se podemos escolher ser felizes, porq muitos escolheriam ser infelizes? Veja q, pela ciência atual e pelas revelações de muitos sábios de desde séculos antes de Cristo, a escolha não é nossa. Mesmo o mestre Jesus e o apóstolo Paulo, afirmam q a escolha não é nossa. Muitos sábios afirmam: "aquele q pensa q escolhe é imaturo; está ainda no jardim da infância (das coisas do espírito) e, dificilmente, chegará à graduação universitária!".

Veja Luis!! Você me sondou na superfície e tirou, precipitadamente, conclusões do que escrevi; talvez eu tenha sido sucinto demais para que vc captasse a essência, ou talvez tenha me expressado de forma pouco esclarecedora.............pouco importa.

Em momento algum eu falo do "querer" e quando me refiro que "escolhemos" , não condiciono absolutamente que esta "escolha" seja no nível da personalidade ou do ego............pois é claro que não há escolha para um "personagem" numa peça de teatro, ele "obrigatoriamente" seguirá o script. A escolha só pode vir, num grau ainda limitado, da extensão deste personagem que OBSERVA na "platéia" ; ou ainda a "escolha" pode vir de uma consciência "mais extendida" deste personagem-palco///personagem-platéia-observador..........que está fora(não-localizado) e sorri, pois sabe que o teatro nem existe...............isto sim, é a ESCOLHA absolutamente real a que me refiro. 

Então, no final, somos exatamente o que escolhemos ser, não importa qual "parte" do Ser que somos escolheu experienciar/vivenciar ou em qual nível de consciência estamos "sintonizados"..............escolhemos(somos UM)...............assim cabe nos deslocarmos, desapegar e aceitar...........

Abraço AMIGO.

P.S.: Sei que vc é dado as discussões e raramente, para não usar o termo nunca, concorda com o quer que seja. Vc acaba sempre "encontrando" um ponto para discordar, até mesmo qdo os argumentos vão ao encontro dos seus; e assim vc tem de ficar sempre com a "palavra" final.......então já me antecipo e te digo que a palavra final é TODA SUA...............seja feliz!! Para mim pouco importa, aliás NADA importa..............kkkk.

Ahh! E mais um detalhe..............eu li aí p/ cima numa resposta sua p/ alguém, que vc usou a célebre frase " Eu penso, logo existo"...............esta expressão exterioriza exatamente o conceito da "mente localizada/limitada" ou seja, é a reafirmação do EGO. A mente não-localizada/liberta se expressaria mais ou menos assim: " Eu sinto, logo sou.........."     Reflita sobre isso.............

Encerro a minha participação neste post..........aqui e agora.

Beijos a todos!

Fui............

 

      Perdoe-me, o amigo; agora entendi o q vc quis dizer com “nós somos o q escolhemos ser”. Como todos só escolhem o q querem, entendi q o amigo dizia que “nós escolhemos o q ‘queremos’ ser”.

      Putzgrila, é esse o julgamento q o amigo faz de mim?! Não seja injusto, meu amigo; nunca (aqui o termo é ‘nunca’ mesmo) conseguirá apontar uma discussão (que, “sou dado a elas”) ou algo com q eu não tenha concordado sem q haja motivo de não concordar. Se o amigo foi atento, também, com certeza, terá percebido o motivo porq provoco sempre tantas discussões. Esse é, exatamente, meu propósito.

      E se foi atento terá visto q não fui eu quem usou a frase "penso, logo existo". E essa frase, com a qual não concordo, já está sendo substituída por "opto, ergo sum", com a qual também não concordo pois, como vc mesmo diz, nem os pensamentos, nem as escolhas são nossas, como egos, ou mente individual, localizada.

..........................

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

COMPRE AQUI LIVROS ESOTÉRICOS NA AMAZON

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço!

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2022   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço