Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

SOMOS UM SÓ - LEI DE CAUSA E EFEITO - LIVRE ESCOLHA

      Olá, amigo X     (resp a sua msg de 28.02.13)

      X:... Entendi que a conversa teria chegado ao fim devido aos diferentes pontos de vista já expostos.

      Cel: meu amigo, esta conversa só chega ao fim qdo não mais houver ‘diferentes’ pontos de vista.

      Aliás, o q tenho apresentado com relação ao espiritualismo não é ‘meu’ ponto de vista, opinião, ou avaliação, julgamento, mas o resultado de descobertas da ciência mais avançada do planeta, cujos primeiros experimentos dividiram a ciência clássica, anterior, de 3 ou 4 séculos, em ‘antes’ e ‘depois’ deles; ciência q trouxe contribuição extremamente valiosa para a vida do ser encarnado e q tem afetado, profundamente, todas as áreas de atuação do homem.

      Como, também já lhe disse, resulta de revelações q vêm de místicos e sábios de desde séculos A.C até nossos dias, de ensinamentos de Jesus, de Paulo, de evangelistas, meditadores e homens q passaram pela experiência da união com Deus e, assim, puderam, como Jesus, dizer: ‘eu e o Pai somos um’!

      É evidente q essas experiências, como todas as demais e sem exceção de nenhuma, se dão na área psicológica e nela são interpretadas, fato q, para muitos, não têm a qualidade necessária para trazer convencimento; mas, a construção do universo é assim: não existe experiência q se dê fora da área psicológica do ser encarnado.

      No entanto, como também já lhe disse, de um século para cá e pela primeira vez na historia do mundo, essas revelações estão sendo legitimadas pela ciência moderna.

      Outro fato importante a considerar é q, sendo a maior aspiração de todos os homens, sem exceção de nenhum, do mais virtuoso ao mais corrupto, seja através de ações no caSala principalmpo do bem, ou no campo do mal, e desde q se lhes desperta a consciência e daí para sempre, conquistar, afinal, uma felicidade duradoura e sem mácula, a experiencia traz, conforme depoimentos, extrema felicidade, elevação moral, iluminação intelectual (sabedoria); consciência de imortalidade e conseqüente perda do medo da morte; convencimento de q não existe ‘pecado’ (qualquer pecado q devemos evitar praticar ou ter de resgatar no futuro); fascínio que faz com que os demais se sintam atraídos pelo experienciador; ‘transfiguração’ muitas vezes percebida pelos outros; certeza esmagadora de que o universo, exatamente como sempre foi e como é neste momento, é tão completamente correto e perfeito que não necessita de qualquer explicação ou justificativas além da de que ele simplesmente é assim como é; os problemas e sofrimentos, de q natureza forem, cessam; o ser maravilha-se diante de tudo, coisas e fatos, incluindo até aquilo que, comumente, seria considerado ‘o pior, o perverso, pervertido, o extremamente maléfico ’; e não se consegue encontrar palavras para expressar a perfeição e a beleza da experiência. Ao q a experimenta, vem-lhe a impressão de que o mundo se tornou luminoso e transparente, enquanto sua simplicidade dá a certeza de que tudo está ordenado por uma inteligência suprema. É comum perceber que todo o mundo se tornou seu próprio corpo e que o indivíduo sente que aquilo que ele é, não se tornou assim com a experiência, mas que sempre foi assim como agora é. E lhe vem a convicção de que, o q é e o q está acontecendo neste mesmo instante, seja qual for sua natureza, é o q é e o q tem de acontecer neste mesmo instante, aqui e agora.

       Êxtase emocional, sensação de profundo alivio, liberdade e leveza e, com freqüência, um amor quase insuportável pelo mundo, coisa q leva, muitos q por ela passam, a tentarem, até a morte, ensinar aos semelhantes como fazer para conquistarem essa percepção libertadora. E a compreensão disso tudo nunca se apaga.

       X: As citações de Jesus, de Paulo, Jung e tantos outros são colocadas pelo amigo de modo a defender sua tese.

       Cel: como já coloquei acima, não é minha tese, nem meu ponto de vista. E apenas coloco citações para corroborar aquilo q os místicos, e os q passaram pela experiência, e a ciência moderna afirmam, e para mostrar suas concordâncias. 

       X: Se analisarmos outros discursos destes e de tantos outros místicos encontraremos uma infinidade de citações que contrariam essa tese.

       Cel: peço ao amigo q cite algumas dessas discordâncias para, se for o caso, as estudemos e, se houver capacidade nossa, as aceitemos ou rejeitemos.

       Não devemos esquecer q, para muitas culturas, abandonar crenças e suposições de séculos ou milênios, em si mesmas absolutamente arraigadas, é extremamente difícil. Muitos acreditam q algo q foi considerado verdade por muitos anos, séculos ou milênios, seja mesmo verdade porq assim foi considerado por tanto tempo. Por isso, muitos mestres, não puderam ser perfeitamente claros em seus ensinamentos ao povo em geral.  

       Não esquecer, também, de q há religiões e ‘religiões’, umas se direcionando aos homens em geral; outra ‘nascidas’ (palavra inadequada) daqueles homens q não mais encontram, em suas crenças, as respostas procuradas e decidem procurá-las ‘além’ daquilo q as religiões comunicam.

       X: Sugiro que o amigo leia atentamente, se já não o fez, o evangelho de João, o qual retrata os ensinamentos de Jesus em seu conteúdo mais puro, mais espiritual, reproduzindo as experiências vividas ao lado do mestre.

       Cel: sinto, meu amigo, me desculpe mesmo, pois não tenho mais ‘fôlego’ para voltar a ler o q já li e reli dezenas de vezes, nestes últimos 60 anos. Peço mesmo ao amigo q, se desejar, traga aqui alguns desses textos para sobre eles conversarmos.

       X: Também, as obras de Jung: Memórias, Sonhos e Reflexões em que encontramos toda fenomenologia mediúnica vivenciada por ele: clariaudiência, clarividência, fenômenos de incorporação e experiências de quase-morte.

       Cel: repito, aqui, o pedido q fiz acima. E conheço poucas obras de Jung, mas sei q ele enaltece sobremaneira a experiência de se perceber ‘um com Deus’, dizendo-a “a experiência mais importante e sublime na vida do ser humano”, bem como diz de sua extrema importância relativamente às enfermidades do corpo e da mente, chamando-a de ‘experiência de Deus’: “O fato, que tenho comprovado numerosas vezes, em meu consultório, é que a ‘experiência de Deus’ é a verdadeira terapia e, na medida em que as pessoas por ela passam, se afastam da maldição da patologia”.

       Outras observações de Jung:

      “O atentar para a Mente intemporal é tarefa redentora para todas as pessoas. Em nosso tempo, essa tarefa é particularmente difícil porque colocamos, no dia-a-dia, nossa ênfase no aqui-agora, no fazer, no consumir, nos aspectos práticos, no progresso material. Como valorizamos o aspecto material, estamos separados dela. O resultado é patológico: tornamo-nos vítimas de nossos próprios impulsos inconscientes e o mundo ‘demonizou-se’. Nossa verdadeira tarefa de vida é exatamente o contrário: tornarmo-nos conscientes dos conteúdos que emergem do inconsciente, criar cada vez mais consciência; esse o objetivo único da existência humana: acender uma luz na escuridão do ser, liberar a alma. Seguramente, a alma não é algo insignificante, repleta de defeitos e imperfeições, como as religiões ocidentais a consideram; ela é a própria Divindade Radiante”.               

       “Religião não é aquilo que pensamos q seja, isto é, esta ou aquela crença ou doutrina; é a vivência da transformação que se opera na mente de quem teve a experiência de Deus”.

       ‘Naturalmente é difícil compreender como essa figura abstrata (a experiência imediata, a experiência mística, a percepção daquilo a que as religiões dão o nome de Deus, que nada é mais que uma experiência subjetiva, pois na psique do homem) desperta o sentimento da ‘mais sublime harmonia’... Contudo esse tipo de experiência não é, para mim, nem obscuro, nem longínquo. Muito ao contrário, trata-se de um fato que observo quase todos os dias em minha vida profissional, de psicoterapeuta... Conheço um número consideravelmente grande de pessoas que, se quiserem viver, terão de levar a sério sua experiência íntima... que, para elas é “tudo” e, sem a qual não podem mais viver’             

        ‘Essa experiência (a experiência mística) é exatamente como se o espírito e a carne, eternos inimigos na visão do cristianismo, tivessem feito as pazes... o sagrado e o mundano se acham conjugados numa inesperada situação de paz. A austera seriedade do espírito parece tocada por uma alegria semelhante àquela que a antiguidade pagã conhecia, perfumada de vinho e rosas. Seja como for, essa experiência faz com que se esqueçam todas as dores e penas da alma... ’

       “O inconsciente coletivo apresenta as características da mente não-localizada (mente fora o espaço-tempo, no atemporal, isto é, a mente una, cósmica, universal, Deus); não pode ser fixado no espaço e no tempo, e transcende o ego individual, envolvendo todas as mentes”.

        “Uma vez que todas as distinções, diferenças, desaparecem na condição inconsciente, é lógico que a distinção entre mentes separadas deve desaparecer também. Toda vez que há diminuição do nível consciente, deparamos com exemplos de identidade inconsciente”.             

       "Os exemplos q escolhi para ilustrar aquilo que chamo de ‘experiência imediata’ (a experiência de ‘Deus’) certamente pouco significarão para um olhar inexperiente... Mas, apesar disso, a experiência individual... é sangue quente e rubro, que pulsa nas veias do homem que a teve. Para quem busca a verdade, essa experiência é mais persuasiva do que a melhor das religiões, do que a melhor das tradições... Se quisermos saber algo a respeito do significado da experiência religiosa para aqueles que a tiveram, esse algo é: ‘tudo’... ’

 

      Para terminar estas citações, coloco a seguir uma de Teilhard de Chardin, místico, cientista, filosofo, teólogo e padre católico, condenado, pelo Vaticano, ao silêncio até o dia de sua morte por dizer coisas como estas:

     “Para que os homens de toda a Terra aprendam a se amar uns aos outros, não basta que saibam que pertencem a uma mesma coisa; devem adquirir a consciência, não de que pertencem, mas de que todos somos tão somente uma e a mesma coisa, um só ser. Assim, devemos abrir os olhos para a natureza imortal e onipresente e para a Mente Una que somos, para a realidade de que tudo e todos, homens e animais, somos apenas Um”.

 

      Mais uma, esta de físicos quânticos:

      “Há quem afirme que as imagens que fazemos do mundo são uma só porque existe um só mundo lá fora, mas a física moderna já provou que, na realidade, não há nenhum mundo “lá fora”, exterior, objetivo, nada e muito menos algo que seja igual para todos. O que há é uma realidade mais profunda que a dos objetos “lá fora” que, em última instância, é a Mente Una, Única, Mente Universal, e que, em sua expressão mais abrangente, é aquilo a que chamamos Deus”. 

 

      X: Mesmo em Paulo, veja AT16,16 e tantas outras passagens onde deixa claro que fora da caridade não há salvação.

 

      Cel: não me recordo de palavras de Paulo nesse sentido... e em Atos, q vc lembrou, está apenas uma referência a, talvez, uma moça ‘considerada’ obsediada.

 

      Terminando, deixo, ao amigo, uma questão para sobre ela refletir: o livre-arbítrio é uma realidade, ou é apenas um estratagema que as religiões usam (com nobres intenções ou  mesmo por crer seja verdade) para tentar explicar o, para elas, inexplicável sofrimento do mundo?

       Se não for realidade, não existirão culpas nem culpados, nem lei de causa e efeito moral, nem mundos de expiações, nem bondade nem maldade, nem méritos nem deméritos, nem recompensas nem castigos futuros, nem encarnações multiplicadas para o resgate de erros cometidos, e, conseqüentemente, nem encarnações do mesmo eu etc.  

..............................

 

Exibições: 16

Responder esta

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço