Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

AMOR INCONDICIONAL AS NOSSAS CRIANÇAS.

Informação

AMOR INCONDICIONAL AS NOSSAS CRIANÇAS.

CRIANÇAS, UMA LUZ DE ESPERANÇA AS NOSSAS VIDAS. Como estrelas, essas pequenas luzes brilham em nossas vidas, trazendo-nos, ternura, amor, vida, sorrisos e tantas, tantas emoções!

Site: http://http://anjodeluz.ning.com
Membros: 136
Última atividade: 28 Jan, 2015

CRIANÇAS BRINCAM CADA VEZ MAIS SOZINHAS.....


Sabe-se hoje que as crianças brasileiras encaram TV e DVD como brinquedo e para muitos, o brinquedo predileto. Se considerarmos TV e DVD brinquedos, tem-se uma forma virtual de brincar e isolada. Se não considerarmos TV e DVD brinquedos, as nossas crianças estão brincando muito pouco, pois passam várias horas do dia, plugados nas telas e possivelmente seus pais desaprenderam como brincar.

O brincar surge já no início do primeiro ano de vida e dá à criança a oportunidade para a interação e a comunicação social, assim como um contexto para que se construam as representações mentais das experiências que ela vive no mundo das pessoas e no mundo das coisas. É mediante o brincar que a criança lida com o passado, enfrenta o presente e se prepara para o futuro.

O brincar, porém, não é só uma prerrogativa da criança. O psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961), dizia que a eterna criança no homem é uma experiência indescritível, pois é o fundamento da capacidade criativa, a possibilidade lúdica da antecipação da realidade e é uma qualidade que determina o valor essencial de uma personalidade. A capacidade de brincar é própria à saúde e é a principal propulsora do desenvolvimento, do início ao fim da vida.

Nos seus primeiros meses, o envolvimento do bebê com as pessoas que cuidam dele é mediante as interações face-a-face. O rosto e os olhos do outro talvez sejam seu primeiro brinquedo. O bebê se relaciona com uma outra pessoa relacionada ao mundo. Ele partilha a experiência das coisas e eventos ao seu redor, mostrando e pedindo, imitando as ações dos outros sobre os objetos e descobrindo novos significados dos objetos que manipula. No fim do primeiro ano, a criança já sabe que o mundo não existe apenas para si, mas é também um mundo para o outro. Inicia-se a possibilidade do jogo cooperativo.

O brincar nasce na relação do bebê com um outro ser humano, da mesma forma que as relações interpessoais são o berço do pensamento. Pensar não é meramente uma ocupação individual. Mesmo quando alguém faz isso por si mesmo, existe algo dando conhecimento que os próprios pensamentos pertencem a si mesmo e não ao outro. Essa consciência de si mesmo e de sua própria mente, assim como de outros e de outras mentes, tem sua raiz nas relações primárias com outros. A falha nos relacionamentos interpessoais causa o empobrecimento da vida imaginativa.

As maneiras de brincar mudaram com o tempo. Num primeiro momento, barra-manteiga, esconde-esconde, gato-mia, cabra-cega, pular corda, queimada, taco, pião, bolinha de gude eram brincadeiras de rua e com a turma. Brincava-se muito com o corpo. Os vizinhos eram os outros com os quais se compartilhava também a fantasia. Livros e televisão contavam histórias que podiam ser vividas com os amigos, pois cavalinhos de pau, carrinhos de rolimã, espadas, revólveres de espoleta, estilingue, etc. permitiam guerras de mamonas, brincadeiras de polícia e ladrão. Às meninas, cabiam ainda os carrinhos de bebê, as casinhas no quintal, as panelinhas, os pratinhos... Tinha-se muito espaço ao ar livre e, praticamente, isento de perigo.

"O brincar sozinho por si não é ruim, ao contrário saber entreter-se consigo mesmo é um privilégio, mas deve ser uma das formas do brincar, não a exclusiva. O brincar com os amigos não deveria ser excluído"Já num segundo momento, há algumas décadas, as pessoas passaram a morar em apartamentos ou em casas menores. Os quintais e jardins diminuíram ou desapareceram. As ruas tornaram-se perigosas. Reduziu-se o espaço do brincar. Os desenhos na televisão passaram a reproduzir situações, cenas que não necessitavam o espaço da rua para brincar. A fantasia passa a acontecer no espaço intergaláctico, no fundo do mar, no passado e no futuro. O E.T., Guerra nas Estrelas, Os Jetsons, Ultraman, Spectraman, Speed Racer, o Homem Submarino se tornaram os motivos das brincadeiras, agora em forma de bonecos. Criaram-se cenários, sendo os quartos e as salas da casa ou do apartamento, os locais do brincar. A criança começa a brincar muito mais sozinha. O brincar sozinho por si não é ruim, ao contrário saber entreter-se consigo mesmo é um privilégio, mas deve ser uma das formas do brincar, não a exclusiva. O brincar com os amigos não deveria ser excluído.

Na atualidade, considerada aqui como o terceiro momento, o avanço da tecnologia trouxe os videogames, os jogos do computador e o DVD. A TV aprimorou-se na sedução das crianças, mediante programas de desenhos, de fato, interessantes. Mais uma vez muda-se a maneira de brincar. O espaço virtual é o espaço do brincar. Não se brinca mais com o corpo, nem são tão necessários mais os bonecos. Além disso, se brinca mais sozinho, sem precisar tanto do amigo para realizar as brincadeiras. A criança muitas vezes, agora joga contra ou a favor da máquina. O adversário ou o parceiro é virtual. Porém, a fantasia ocorre de qualquer forma, ela aparece na tela, vívida, hiper-real, mais real que a própria realidade. Os jogos interativos permitem o planejar e o viver os desejos e as necessidades no plano virtual.

O homem só é verdadeiramente humano quando brinca, quando fantasia, disse Schiller e isso foi verdade ontem, é hoje e será amanhã. Transportado para o nível do lúdico, da fantasia, do símbolo, o ser humano passa a ter um espírito que acredita, uma mente que imagina e um corpo que vive o brincar criativo, projetado ou não na tela.

Por isso, brincando, as crianças, mesmo sozinhas é verdade, podem encontrar animais, super-heróis, extraterrestres, monstros, dos quais incorporam a força, podem encontrar mitos para viver e idéias que dêem suporte, guia e criatividade ao longo do processo do desenvolvimento.

Brincando, também os adultos, mesmo sozinhos, é verdade, podem exercitar a função da imaginação, resgatar prazer e alegria no mundo da fantasia e do símbolo e com isso enriquecerem seu mundo interno e se tornarem mais flexíveis e inteligentes no seu pensar e fazer.

Para o adulto, fazer reviver a criança interna e se dispor a brincar com as crianças, com aquilo que possa ser interessante para os dois, adulto e criança, traz a oportunidade de uma interação nutridora para ambos, deixando os dois (adulto e criança) de brincarem sozinhos. Sem saudosismos desnecessários, pode-se brincar com aquilo que hoje é possível, sem perder a chance do brincar junto, seja no mundo real, seja no mundo virtual e compartilhar da imaginação. 

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de AMOR INCONDICIONAL AS NOSSAS CRIANÇAS. para adicionar comentários!

Comentário de Cleide dos Santos em 25 junho 2010 às 23:48
Olá Katia ,que o UM conserve você assim:Uma Alma cheia
da pureza de criança.
Querido anjo tenha uma ótima semana.
Namastê.
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 23:31

Já fui sonho, projeto, feto... Hoje sou como o raiar de um novo dia
O brotar de uma semente
O desabrochar de uma flor.

Sou como uma doce melodia
Com autor e partitura
Só preciso que me "toquem" com ternura
Para que eu possa ser gente.

Do bem, quero ser sempre contexto
Não nasci para ser avesso
Sou portador de sol
Trago luz
Alegria e esperança
Afinal sou criança
Imagem e semelhança de Jesus!
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 23:28

Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 23:15

C R I A N Ç A
Entre a inocência da infância e a compostura da maturidade,há uma deliciosa criatura chamada criança.
Embora se apresentem em tamanho, pesos e cores sortidos, todas as crianças tem o mesmo credo: aproveitar cada minuto de todas as horas de todos os dias e protestar ruidosamente ( pois o barulho é sua única arma ) quando seu último minuto é decretado e os adultos os empacotam e os colocam na cama.
Crianças são encontradas em toda parte: em cima de, embaixo de, dentro de, subindo em, balançando-se no, correndo em volta de, pulando para...
As mães as adoram, irmãos e irmãs mais velhos assuportam, adultos as ignoram, o céu as protege.
Uma criança é a verdade com o rosto sujo, a beleza com um corte no dedo, a sabedoria com um chiclete no cabelo, a esperança do futuro com uma rã no bolso.
Quando você está ocupado, uma criança é uma conversa fiada, intrometida e amolante.
Quando você deseja que ela cause boa impressão, seu cérebro vira geléia ou ela se transforma numa criatura sádica e selvagem empenhada em destruir o mundo ao seu redor.
Uma criança é um ser híbrido: o apetite de um cavalo, a energia de uma bomba atômica de bolso, a curiosidade de um gato, os pulmões de um ditador, a imaginação de um Julio Verne, o retraimento de uma violeta, o entusiasmo de um bombeiro e quando se mete a fazer alguma coisa é como se tivesse cinco polegares em cada mão.
Gosta de sorvete, canivete, serrote, pedaços de pau, bichos grandes, dos pais, sábados, domingos e feriados e mangueiras d'água.
Não é partidária do catecismo, escola, livros sem figuras, lições de música, colarinhos, barbeiros, agasalhos, adultos e "hora de dormir".
Ninguém se levanta tão cedo , nem chega tão tarde para o jantar.
Ninguém se diverte tanto com árvores, cachorros e mosquitos.
Ninguém é capaz de colocar num só bolso: um canivete enferrujado, uma maçã comida pela metade, um metro e meio de barbante, um saco plástico, dois chicletes, três moedas, um estilingue e fragmentos de substância ignorada.
Uma criança é uma criatura mágica; você pode mantê-la fora de seu escritório, mas não pode expulsá-la de seu coração.
Pode pô-la fora da sala de visitas, mas não pode tirá-la de sua mente.
Queira ou não, ela é seu captor, seu dono, seu patrão, um nanico, um saco de encrencas.
Mas, quando, à noite você chega em casa com suas esperanças e seus sonhos reduzidos a pedaços, ela possui a magia de soldá-los num segundo, pronunciando duas simples palavras: "alô papai, alô mamãe"....
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 23:10

As crianças aprendem o que vivem....
Se a criança vive com críticas,
ela aprende a condenar
Se a criança vive com hostilidade,
ela aprende a agredir
Se a criança vive com zombarias,
ela aprende a ser tímida
Se a criança vive com humilhação,
ela aprende a se sentir culpada
Se a criança vive com tolerância,
ela aprende a ser paciente
Se a criança vive com incentivo,
ela aprende a ser confiante
Se a criança vive com elogios,
ela aprende a apreciar
Se a criança vive com retidão,
ela aprende a ser justa
Se a criança vive com segurança,
ela aprende a ter fé
Se a criança vive com aprovação,
ela aprende a gostar de si mesma
Se a criança vive com aceitação e amizade,
ela aprende a encontrar amor no mundo.
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 23:06

Certa vez, uma mãe viu seu filhinho sentado em um canto da sala, recitando alto as letras do alfabeto: a, b, c, d, e, f, g... Intrigada, ela se aproximou e lhe perguntou: filho, o que você está fazendo?


Mamãe, você me disse para eu orar sempre a Deus. Acontece que eu não sei como fazer. Então resolvi ir dizendo o alfabeto inteiro para Deus, pedindo que faça uma boa oração com essas letras.
O fato poderia ser tomado como uma dessas coisas de criança se não houvesse tanta fé na simplicidade do gesto. Simplicidade que esquecemos muitas vezes.

Quantas vezes dizemos que não sabemos orar ou como nos dirigir ao Criador. Chegamos a pedir a outros que orem por nós, pelas nossas necessidades, pelos nossos afetos, porque não sabemos como orar.

E é tão simples. Orar é dialogar com quem é o maior responsável pela nossa vida, por tudo que somos, desde que nos originamos da sua vontade: Deus.

Não há necessidade de palavras difíceis, rebuscadas ou decoradas. A oração deve ser espontânea, gerada pela necessidade do momento. Ou por um momento de intensa alegria, uma conquista concretizada, um objetivo alcançado.

Já nos ensinou o Mestre Galileu em seu tempo: não creiais que por muito falardes, sereis ouvidos. Não é pela multiplicidade das palavras que sereis atendidos.

E sabiamente ainda ensinou Jesus que se devia orar ao Pai em secreto. Portanto, existem muitas preces que nem chegam a ser proferidas. Explodem da alma para os céus sem que os lábios tomem parte, sem que as cordas vocais sejam acionadas.

Deus vê o que se passa no fundo dos corações. Lê o pensamento dos seus filhos.
A oração pode se tomar incessante em nossas vidas sem que haja necessidade de tomarmos qualquer postura especial. A prece pode ser de todos os instantes, sem nenhuma interrupção dos nossos trabalhos.

Pode consistir no ato de reconhecimento a Deus quando escapamos de um acidente que poderia ser fatal. Pode ser um momento de êxtase pela beleza do oceano que joga suas ondas contra as rochas, desejando arrebatá-las para o seu seio.

Ou, ainda, ante o espetáculo de cores do arco-íris após a tormenta que despetalou as rosas.
Sem fórmulas prontas, sem palavras encomendadas ou de difícil pronúncia.
Rogar, agradecer. Exatamente como a criança que ganha um brinquedo, pula no colo do pai, e diz sorrindo: obrigado, papai. Adorei.

Ou, quando, súplice, pede: papai compra um sorvete? Ah, por favor. Compra, papai.
Singeleza, simplicidade. É assim que devemos dialogar com Deus, nosso Pai.
Deus, em sua infinita misericórdia, criou um canal especial de comunicação para que a qualquer hora, em qualquer lugar, todo ser pensante pudesse falar com ele.

Este canal chama-se prece. Acessível ao pobre, ao abastado, ao letrado e ao desprovido de recursos intelectuais. À criança e ao adulto; a quem crê e até mesmo a quem não crê mas que um dia se dá conta que é muito confortador ter um Pai que escuta sempre, atende e socorre.
Não se esqueça de usar o seu canal especial de comunicação.
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 23:00

Ser criança
Saber brincar
Sonhar com a vida
E em nada pensar

Ser criança
Saber buscar
O melhor pra vida
Sem se preocupar

Ser criança
Saber se educar
Aprender coisas boas
Pra vida mudar

Ser criança
Nascer pra vida
Crescer pro mundo
Viver pros outros
Lutar por si

Ser criança
Se divertir
Estar alegre
Tentar sorrir

Ser criança
Na inocência
Na adolescência
Na meninice
No tempo adulto
E na velhice

Ser criança
Ser natural
Aproveitar o tempo
A viver legal

Ser criança
Pensar em Deus
O Pai do céu
Que a vida lhe deu

Ser criança
Não importa como
Sorrir pra vida
Mesmo chorando

Ser criança
Criança amor
Criança esperta
Criança imagem
Do Nosso Senhor





à você criança,
um beijinho e um abracinho
com as bênçãos do Papai do Céu!!!
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 22:58

Você criança,
que vive a correr,
é a promessa
que vai acontecer...
é a esperança
do que poderíamos ser...
é a inocência
que deveríamos ter...

Você criança, de qualquer idade,
vivendo entre o sonho e a realidade
espargem pelas ruas da cidade,
suas lições de amor e de simplicidade!

Criança que brinca,
corre, pula e grita
mostra ao mundo,
como se deve viver
cada momento, feliz,
como quem acredita
em um mundo melhor
que ainda vai haver!

Você é como uma raio de luz
a iluminar os nossos caminhos,
assemelhando-se ao Menino Jesus,
encanta-nos com todo teu carinho!

Você é a criança,
que um dia vai crescer!
É a promessa,
que vai se realizar!
É a esperança
da humanidade se entender!
É a realidade
que o adulto precisa ver...
e também aprender a ser...
Comentário de KATIA CEI em 25 junho 2010 às 22:48

Comentário de RENATOVERTEX em 19 junho 2010 às 21:30
Para mim as crianças são Toda Esperança de nossa civilização, na pureza, esperança, simplicidade, confiança e verdade, todas são belas e indiscutivelmente inteligentes, capazes de mudar uma civiliação muribumda como a nossa!
 

Membros (135)

 
 
 

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço