Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Sobre o Amor...
Viver o Amor em nós mesmos e nos outros é o sentido da vida. O significado não está nas coisas. O significado está em nós. Estamos aqui para co-criar com Deus, difundindo o Amor.
O Amor é a sabedoria intuitiva do coração. O Amor não é material. É energia. Nós o vivenciamos como bondade, doação, perdão, compaixão, paz, alegria, aceitação, não-julgamento, união e intimidade. O Amor está dentro de nós. Estamos fazendo a nossa jornada espiritual como um meio de transformar o mundo transformando a nós mesmos. Somente encontrando o Amor entre nós podemos providenciar o Amor que salvará o mundo.
Não há pensamentos neutros; todos os pensamentos conduzem ao Amor ou à sua falta. Quando o pensamento é negativo cria o medo e toda emoção decorrente. E, quando o pensamento focado é Amor e Iluminação, cria o “Milagre”. Um milagre é o poder iluminado que emana da mente quando ela está em união com o coração.
Nossa postura não deve ser somente que nos opomos ao ódio; nossa resposta deve ser que amamos o mundo. Só assim, o Amor triunfará: quando os Filhos de Deus não apenas sentirem Amor, mas também o expressarem.
Sendo nossa função a de utilizar as energias do Amor; tornando real seu enorme poder em modos práticos e significativos. Com toda a gratidão de um coração compassivo. E, é essa certeza no poder ilimitado do Amor que faz nascer Milagres.
Todas as situações ou pessoas que encontramos na nossa jornada, são uma oportunidade espiritual se nos aproximamos com Amor. Todo momento desafia-nos a expandir a nossa consciência: escolher força sobre fraqueza, perdão sobre ofensa, fé sobre dúvida e Amor sobre medo. Escolhendo Amor estamos escolhendo ser curados das forças que nos aprisionariam. O Amor cura o mundo curando nossas mentes, pois aquele que é curado no nível da consciência é curado no nível da Divindade.

Exibições: 18

Respostas a este tópico

".... O Amor cura o mundo curando nossas mentes!! "
Que Vivam o Amor e Alegria (sempre!!)
O amor é tudo. Obrigada pelo texto tão encantador.
Só um Anjo de Luz como vc. poderá escrever tão bela mensagem......continue na luz....
Paul Ferrini

A CRIANÇA FERIDA NO ABRAÇO DO AMOR

AMOR SEM CONDIÇÕES

As feridas deformam o corpo e a mente. O amor expande suas fronteiras.

Todos os que atacam o fazem por medo. Enxergam o ataque como sua maneira de
escapar do medo, ainda que o ataque faça com que se sintam culpados. E
quanto mais culpa sentem, mais esperam ser atacados e mais medrosos se
tornam. É um ciclo vicioso.

Não há como cortar caminho para sair da separação e do medo. Esses estados
indicam carência de amor. O único jeito de ultrapassar essa turbulência é
pedir por amor e estar disposto a dá-lo e recebê-lo. Qualquer outra coisa é
contradição. Qualquer outra coisa só aprofunda a dor da separação.

A idéia de que o ataque vai nos livrar dos acontecimentos é absurda. A idéia
de que culpar outros (uma forma de ataque) vai remover o nosso desconforto é
ridícula. Nosso estado psicológico é simples, antes de deturpá-lo através da
permissão que nos damos para atacar ou defender: Não nos sentimos amados e
queremos nos sentir amados. Não há nada de misterioso a respeito desse
sentimento. Todos o sentimos. Sentíamos quando crianças e sentimos quando
adultos.

Nesse mundo o amor é como uma rua de mão dupla. Tendemos a responder
amorosamente a aqueles que nos oferecem amor e defensivamente a aqueles que
nos atacam ou se distanciam. Se não nos sentimos amados, geralmente é porque
não temos sido muito amorosos com os outros, ou não temos sido receptivos à
sua maneira de expressar amor.

Muitos de nós evitamos o amor porque temos medo dele. Se dissermos “não me
toque”, a maioria das pessoas não nos tocará, porque elas não conseguem
escutar essas palavras como sendo um pedido por amor. Somente uma pessoa que
não estiver envolvida conosco através do ego será capaz de enxergar além de
nossas defesas e nos oferecer o amor que queremos, mas que temos medo de
pedir.

Por que temos tanto medo de pedir pelo que queremos? Um pedido tão simples
poderia fazer a vida mais fácil e mais prazerosa para todos nós. Quando não
nos sentimos amados, por que não podemos pedir por amor em vez de atacar ou
fugir?

Pedir por amor desfaz o ciclo vicioso e nos torna diretamente responsáveis
pelo nosso processo de cura. Quando pedimos por amor e o recebemos, não
temos mais desculpas para não sermos gentis com os outros. Quando pedimos
por amor e não o recebemos, temos que aprender a amar a nós mesmos através
da dor. Muitos de nós não se sentem preparados para assumir essa
responsabilidade. Preferimos projetá-la em outra pessoa.

Decidimos em favor de nosso próprio sofrimento quando nos recusamos a
assumir responsabilidade pela necessidade que sentimos por amor. Ainda que a
necessidade por amor seja universal, mesmo assim temos vergonha de pedir por
ele. Pensamos que pedir por amor significa que somos fracos e incapazes de
inspirar alguém a nos amar; se alguma vez já tenhamos pedimos por amor e
tenhamos sido rejeitados, não temos vontade de pedir de novo. Pensamos que
somos os únicos que precisam de amor, que todo mundo já o tem. Isso
demonstra como nos sentimos separados.

É difícil para mim dizer assim para você: “me sinto só, tenho medo, preciso
do seu amor e do seu apoio.” Prefiro fazê-lo sentir-se culpado, assim você
prestará atenção a mim sem eu ter que pedir diretamente. Dessa forma posso
controlá-lo.

Controlar é uma peça fundamental por trás de nossos sentimentos de medo e
separação. Se me distancio de você, quero que me ame sem fazer nenhuma
exigência de mim. Quero que me ame de uma forma que seja segura para mim,
que não ameace as minhas defesas. A idéia de que eu possa receber o seu amor
do jeito que você escolher dá-lo para mim, me é desconhecida. Não confio em
mim mesmo para amar dessa maneira. E não confio em você também.

Prefiro seguir sem amor do que recebê-lo em seus termos. Vejo o seu amor
como um ataque a mim. Em outras palavras, é inconcebível para mim que você
pudesse me amar incondicionalmente. Vejo seu amor por mim como uma maneira de
satisfazer as suas próprias necessidades, não de satisfazer as minhas.

Eu acredito que a única maneira de satisfazer as minhas necessidades é
controlar a maneira que você me ama. Se você não deixar que eu controle a
sua maneira de me amar, então vou rejeitar completamente o seu amor. Vou
fingir que não preciso dele.

Isso tudo fica muito complicado. Precisamos de amor mas não confiamos em
ninguém que possa dá-lo, sem colocar um monte de condições. Então,
manipulamos para conseguir o amor que queremos mas nunca ficamos
satisfeitos. Isso acontece porque as pessoas que nos deixam controlar seu
amor não nos amam realmente. Elas só respondem às nossas exigências. E,
ainda que isso seja o que parece que queremos, não satisfaz a nossa
necessidade profunda pela aceitação e pelo amor incondicional.

No fundo, conhecemos a diferença entre o amor que responde a exigências e o
amor que é dado livremente. Um é previsível mas sem fundação, o outro
energiza mas é imprevisível. Que dilema! Esse negócio de amor não é tão
fácil como pensamos. Por mais que tentemos, não conseguimos controlar o
amor. Nosso desejo por ser amados significa confiar na pessoa que quer nos
amar e sentir que o ambiente em volta desse amor é leal.

Se escolhemos relacionamentos com pessoas nas quais não confiamos, ou
ambientes de amor que são instáveis ou limitantes, podemos estar certos que
ainda estamos pedindo por amor com condições impróprias. Ou seja: “Posso
receber amor somente de uma pessoa que me ame intensamente mas que não possa
se comprometer comigo, ou somente de uma pessoa que se comprometa, mas que
não me faça exigências emocionais.”

Será que isso lhe soa familiar?

Qualquer pessoa que tenha se relacionado com um homem casado ou com uma
mulher casada conhece o primeiro exemplo. O casado, homem ou mulher,
geralmente conhece os dois exemplos, o primeiro com o(a) amante e o segundo
com o(a) esposo(a).

Confiar que uma pessoa possa nos amar sem pre-condições e em um ambiente que
não possamos controlar, exige muita fé. Sim, significa fé na outra pessoa.
Significa fé no universo. Mas, acima de tudo, significa fé em nós mesmos.

Significa que posso amá-lo sem garantias de que você vá ficar distante ou
presente. Indica que posso receber seu amor conforme seja dado, sem julgá-lo
como sendo pouco ou demasiado. Sugere que posso ser agradecido por seu amor,
mas não dependente dele, que seu amor possa me desafiar a crescer e a
aceitar a mim mesmo mais completamente e que meu amor possa fazer o mesmo
por você.

Esse é o tipo de amor que nos nutre e nos inspira. É o amor que nos chega
porque estamos prontos para enfrentar nossos medos e, gradualmente, deixar
de lado as nossas defesas. É um amor maduro, um amor entre pessoas iguais,
um amor que apoia o mútuo.

Não posso ter esse tipo de amor enquanto tiver medo dele. E estarei com medo
dele até que esteja disposto a abandonar minha necessidade neurótica pelo
controle. Por trás dessa necessidade de controlar e dos complexos
comportamentos contraditórios, frequentemente associados ao controle, existe
uma crença profunda em minha separação das outras pessoas. Toda oportunidade
de amar ou de ser amado desafia essa crença e me ajuda a ultrapassá-la, se
estiver disposto a compartilhar quem eu sou com meu companheiro.

A menos que meu companheiro venha a me conhecer como sou e vice-versa, não
podemos nos encontrar no plano superior da verdade. Em vez disso, escolhemos
o caminho lamacento da codependência, no qual cada um procura em vão
controlar o amor do outro, um processo que ambos resistem inconscientemente
por ser incompatível com nossas necessidades espirituais.

Tradução de Cláudia Martinez

Novembro 2009


"O Amor é o Milagre"

Só o amor tem o poder de alterar as vibrações mais sutis da energia humana, pois ele transforma eventos no nível da consciência, que é o nível da causa real.
Não há problema para o qual o amor de Deus; manifestado no nosso amor pelos outros, não seja a solução definitiva.
Devemos olhar para esse amor dentro de nós mesmos, se desejamos que milagres nos abençoem e protejam. Não só a palavra de Deus, mas sim a realização de Deus que é necessária para que milagres aconteçam.
Devemos ver os milagres como costurados na estrutura do universo, e, quando fazemos isso, nossa experiência do universo é alterada. Quando estamos abertos à possibilidade de que o poder de Deus é verdadeiramente ilimitado, que na última vastidão do cosmo, o amor prevalece, então somos automaticamente transportados a um reino de possibilidades no qual milagres fluem naturalmente.
É tempo de deixarmos para trás as limitações de uma perspectiva mortal e limitadora e, abraçarmos a liberdade espiritual que emana da Mente de Deus.
Acreditando que toda situação é sobre Deus, porque Ele é o último estágio de nosso ser.
De acordo com os antigos egípcios, o propósito de nossas vidas é preservar a ordem no cosmos. E, fazemos isso preservando a ordem dentro de nós mesmos. Cada um de nós, de acordo com a ciência moderna é literalmente o centro do Universo.
Nossa relação com Deus é nossa relação conosco, pois de nenhum modo estamos separados Dele. Saber que somos um com Deus é saber que somos amor infinito. Quando não estamos amando, não estamos sendo nós mesmos. Amor infinito não é um atributo de nosso ser, mas antes sua essência.

Paz, Amor e Luz a todos!

Que a Divina Luz se faça em nós no aqui agora e sempre!
Feliz recomeço! Aproveitemos mais esta oportunidade para aparar as arestas do nosso cristal interior.
É hora de fazermos o que chamamos de reforma intima.
O planeta a esta promovendo sua reforma, ela é externa.
Cabe a nós fazermos a nossa, que é interna.
Sejamos Um com o Todo!

Namastê!
Eu Sou Sandra Regina


NOSSA ESSÊNCIA É AMOR

Nós nascemos com o Amor. O medo aprendemos. A nossa jornada espiritual é a renúncia, o desaprender do medo, a aceitação e vivência do Amor em nosso coração. O amor é a existência, é a nossa verdade. A nossa realidade definitiva e nosso propósito na Terra. Viver o Amor em nós mesmos e nos outros é o sentido da vida.
Estamos aqui para co-criar com Deus, difundindo o Amor. A vida gasta com qualquer outro significado, não tem sentido e é, em último caso dolorosa. É como se estivéssemos perdidos, em um universo escuro, paralelo, onde as coisas são mais amadas do que as pessoas; onde “Ter”importa mais que “Ser”. Valorizamos o que reconhecemos com os sentidos físicos, e desvalorizamos a Verdade que existe no íntimo do nosso Ser.
O Amor não é visto, com os olhos físicos ou escutado com os ouvidos físicos. Esses sentidos não conseguem percebe-lo; ele é vivenciado por outro tipo de visão. Os metafísicos o chamam de Terceiro Olho, os cristãos de Espírito santo, e os espiritualistas de Eu Superior. Independente de como é chamado, o Amor requer uma visão diferente, da que estamos acostumados. O Amor é o conhecimento intuitivo de nossos corações. É um mundo com o qual nós todos sonhamos. Uma lembrança antiga desse Amor nos permeia o tempo todo, e nos convida à voltarmos.
O Amor não é material, é energia. Nós o sentimos como bondade, doação, perdão, compaixão, paz, alegria, aceitação, não-julgamento, intimidade e unicidade. As pessoas merecem Amor não por causa do que elas fazem, mas por causa de quem são.
Ninguém jamais nasceu para odiar. O Amor de Deus em nossos corações não pode ser destruído, mas, apenas temporariamente, esquecido. Tendo esse conhecimento devemos recusar a esquecer sobre nós mesmos e sobre os outros. A percepção da inocência em alguém é uma escolha que fazemos baseada não em nossa opinião sobre ela, mas em nosso conhecimento de Deus presente nela.
Quando percebemos que nossa missão é Amar e Perdoar, veremos que toda situação é uma oportunidade de vivência-los. O que poderíamos ver como um problema é visto diferente quando reconhecemos que todo evento é parte de um currículo Divino, estabelecido por Deus para nosso crescimento e cura. Toda situação é uma lição para nos tornamos quem somos capazes de ser e uma lição de perdão.
Perdão é nossa decisão de ver o Amor que é real em todos nós, não importando quão contrárias sejam as aparências. Não mais culpo você porque acredito que sua ação seja quem você realmente é. Vejo, ao contrário, a sua inocência, o anjo dentro de você, que permanece, não importando o que você faça. Este é o poder do perdão: trazer a tona uma realidade mais alta através do reconhecimento e vivência dela.
.A luz espiritual, é como a Luz de mil sóis. Viemos da Luz e retornaremos à Luz quando tivermos escolhido ver apenas Amor. Saberemos que estamos com Deus quando estivermos em casa no coração das outras pessoas

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço