Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

DERINKUYU - A CIDADE SUBTERRANEA CHAMADA POÇO PROFUNDO.




Derinkuyu ['poço profundo'] é uma das várias ‘cidades subterrâneas’ encontradas na Turquia. Descoberta em 1963, ela fica localizada na província de Nevþehir, uma região conhecida no passado como Capadócia. A origem da ‘cidade’ é controversa: para alguns arqueólogos, suas ruínas datam de c.4000 aC.; para outros, são ainda mais remotas: c.9000 a.C. No entanto, a datação pelo método Carbono 14, aplicado aos esqueletos do cemitério paleocristão ali situado, aponta para o ano de 1800 aC. Estima-se, ainda, que Derinkuyu começou a ser abandonada por completo por volta do século VIII da Era Cristã. O complexo de túneis subterrâneos, com até 20 níveis O complexo arqueológico é formado túneis e galerias distribuídos por 20 níveis, embora apenas 8 estejam abertos à visitação pública. Neles se pode observar antigas cisternas para armazenagem de azeite de oliva, silos e depósitos de alimentos, cozinhas com sistemas de exaustão projetados para dispersar a fumaça sem que fosse notada na superfície, refeitórios, poços d’água, locais para a celebração de cultos religiosos, estábulos para a guarda de animais, e 52 dutos conformando um complexo sistema de ventilação que capta o ar externo e o faz percorrer todos os níveis, até os mais profundos. De tal modo que a temperatura ambiente permanece sempre em torno de 13°C., independente das condições climáticas na superfície, daí advindo uma das teorias sobre sua origem: Derinkuyu seria um refúgio construído em algum período de intensa glaciação.

Escavada em rocha vulcânica, as ruínas de Derinkuyu apresentam uma arquitetura um tanto rudimentar, mas com engenhosos dispositivos de bloqueio das entradas, tais como pesadas portas redondas, tipo ‘tampão’, esculpidas de uma rocha com consistência bastante dura, daí supondo-se que o complexo também tenha sido projetado para funcionar como um refúgio defensivo.

Nestes espaços conviviam pessoas e animais domésticos.

Mais de 600 saídas à superfície já foram descobertas, estimando-se que a ‘cidade’ poderia albergar até 100.000 habitantes. Entre outras curiosidades, Derinkuyu possui um túnel, com cerca de 8 km de extensão, que a conecta com outra cidade subterrânea: Kaymakli. Mas a maior de todas essas construções sob o solo, batizada Gaziemir, foi descoberta em 2007 no distrito de Güzelyurt, Turquia, junto ao caminho da antiga rota da seda, o que permitia aos viajantes que por ela circulavam, descansar em segurança ao abrigo dessa imensa cidade-fortaleza.

Uma das pesadas ‘portas’ de acesso à cidade subterrânea, medindo 1,00 a 1,50 m de altura,
30 a 50 cm de largura, e pesando 200 a 500 kg. O orifício no meio da pedra era utilizado
para bloquear a passagem e observar quem se aproximava.

Uma adega para armazenamento de vinho.

O túnel de acesso a Kaimakli, com 8 km de extensão.

Um Salão subterrâneo.

Wikipédia:
Derinkuyu é uma cidade e distrito da província de Nevşehir na Turquia. De acordo com o censo de 2000, a população do distrito era de 24.631, dos quais 11.092 vivem na cidade de Derinkuyu. O distrito cobre uma área de 445 km², com uma elevação média de 1.300 metros e altitude máxima no Monte Ertas com 1.988 metros.

Localizado na antiga região da Capadócia, Derinkuyu é notável pela sua grande cidade subterrânea, que é a principal atração turística local. Na região histórica da Capadócia estão localizadas diversas outras cidades subterrâneas, esculpidas de uma única formação geológica e utilizadas extensivamente pelos primeiros cristãos como esconderijos.

História
As fontes escritas mais antigas sobre cidades subterrâneas são os escritos de Xenofonte. Em sua Anábase ele escreve que as pessoas que viviam na Anatólia escavaram suas casas debaixo da terra, vivendo em acomodações suficientemente grandes para toda a família, animais domésticos e armazenagem de alimentos.

A cidade subterrânea de Derinkuyu fornecia refúgio para os habitantes da região como os cristãos através dos tempos; para os primeiros cristãos e, possivelmente, habitantes anteriores; para os gregos se escondendo dos ataques repentinos da árabes omíadas e dos exércitos abássidas. As cidades possuíam lojas de alimentos, cozinhas, estábulos, igrejas, prensas de vinho e azeite, poços de ventilação, poços de água e uma escola religiosa.

A cidade subterrânea de Derinkuyu possui, pelo menos, oito níveis e profundidade de 85 metros, e poderia ter abrigado milhares de pessoas.

Derinkuyu (Poço Profundo) é uma das várias cidades subterrâneas localizadas na Turquia, na província de Nevşehir na antiga região conhecida como Capadócia.

Origem
Sua origem é controversa, alguns arqueólogos datam suas origens por volta do ano 4000 a.C., outros defendem que suas origens são ainda mais remotas, por volta do ano 9000 a.C., embora a datação por carbono-14 realizada em esqueletos do cemitério paleolítico-cristão situado nessa cidade datam do ano 1800 a.C.. Estima-se que a cidade começou a ser abandonada por completo por volta do século VIII.

Arquitetura

Uma das portas circulares, altura 1-1.5 mA cidade é formada por 20 níveis, embora apenas 8 estejam abertos a visitação pública. Neles podem encontrar-se cisternas para armazenagem de azeite de oliva, armazéns de alimentos, cozinhas com sistema de dispersar fumaça de forma que não fosse notada na superfície, bares, poços de água, templos de culto, estábulos e até 52 tubos formando um incrível sistema de ventilação para que o ar entrasse e percorresse todos o níveis, até aos mais inferiores. A temperatura ambiente sempre gira em torno dos 13 °C, independente da temperatura que faça na superfície, daí advém uma das teorias de sua origem, que poderia ter servido de refúgio, durante alguma era glacial.

Escavada em rocha vulcânica, a sua arquitetura é um tanto rudimentar, embora fossem usados sistemas engenhosos para bloquear a entrada de intrusos, como portas em forma de rodas esculpidas de uma rocha de consistência mais dura, daí supõe-se também que provavelmente essas cidades foram construídas como cidades de defesa.

Foram descobertas mais de 600 saídas à superfície e se calcula que essa cidade poderia albergar até 100.000 habitantes possuindo também um túnel com aproximadamente 8 km de extensão que a conecta com outra cidade subterrânea de Kaymaklı. A maior dessas cidades subterrâneas foi descoberta em 2007 em Gaziemir, Güzelyurt, pertencente a uma antiga rota da seda, permitindo aos viajantes descansar em uma cidade-fortaleza sob o solo.



 

Exibições: 35

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de Maria Miguel em 24 outubro 2013 às 17:49


Muito interessante .
Agradeço .
 Image

Comentário de ALICE em 15 janeiro 2010 às 23:39
HHUUMMM ! INCRÍVEL !!!

GOSTO MUITO DE ARQUEOLOGIA. OBRIGADA OTIMA MSG.
BEIJOSSSSSS.
Comentário de Sunshine em 16 novembro 2009 às 21:28
Muito interessante...o que mais chama a atenção, é a extensão subterrânea construída, numa época com escassos recursos de escavação...até o que se sabe! Mistérios....
Beijos de luz em seu coração
Sunshine
Comentário de ॐ JOSÉ ॐ em 16 novembro 2009 às 14:19
maravilha!!!!!

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço