Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Jesus e o Vosso Processo de Ascensão



Mensagem da Deusa da Criação canalizada por Shelly Dressel, 17 de Abril de 2011 (colocada a 6 de Maio de 2011)


Esta jornada está verdadeiramente cheia de energia poderosa. A Deusa começou por nos levar para Tudo O Que É, como faz habitualmente. Uma vez lá, Ela ajudou-nos a sentirmos realmente quem somos enquanto a nossa divindade e o nosso eu humano. Ela trabalhou com cada um de nós para ajudar a abrir o nosso eu humano a aceitar mais da sua essência divina.
Feito isto, Jesus entrou no grupo com um grupo de Mestres Ascensos. A energia era tão poderosa e cheia de tanto amor que trouxe lágrimas aos meus olhos! Tive que fazer uma pausa para reagrupar. Ele falou da divindade, da espiritualidade, de viver a vida; tudo o que estávamos a trabalhar. Além disso, Ele falou do que é, na verdade, o processo de ascensão. Descreveu-o de muitas formas diferentes para que as pessoas o pudessem perceber.
Algumas das formas incluíam: sair do nosso corpo para outro lugar de realidade consciente. Esta é uma forma de mudar de dimensões. Ele falou também como se está a recuar e a avançar entre dimensões e como estas dimensões são nesta Terra, na Terra Nova, nas estrelas, planetas e mais. A mudança pode ser com ou sem um corpo.
Ela falou ainda de como nos sentimos. É o “saber interior” de que sois a vossa divindade. É a manifestação completa dessa experiência. Além do mais, Ele falou de “ser” amado, do que é quando sois amor, vedes amor, expressais amor. A energia estava tão poderosa!!! Ele falou como, a partir deste lugar de sermos amados, vemos as nossas vidas. Quando sentimos algo, é do amor e da nossa divindade. Quando nos olhamos no espelho, vemos o amor e a divindade. Quando vemos outras pessoas, vemo-las enquanto o seu amor e divindade.
Foi verdadeiramente extraordinário e muito poderoso.
Shelly
 


Nama sika: venia benya Eu SOU Um; EU SOU o todo


Eu vos saúdo, amada família. Toco cada um de vós, enviando-vos as minhas saudações, o meu amor e a minha energia!
Há, como sempre, uma grande quantidade de coisas a ocorrerem na Terra neste momento. Em alguns aspectos é como se a energia que está disponível para as pessoas estivesse mais transparente e, portanto, permita uma maior facilidade em aceder ao que quer que seja que possais tentar fazer.
Por outro lado, há uma grande quantidade de energia a fluir dentro e à volta de todos e, por vezes, as pessoas podem sentir como se fosse uma sobrecarga ou ela fosse, simplesmente, descarregada em cima delas. Quando sentis algo assim, Eu incentivo-vos a respirardes não apenas a vossa divindade, mas a energia e a essência de modo a que elas vos possam preencher.
Tenho falado muitas vezes acerca da respiração. Tenho falado sobre como vos pode ajudar a aterrar; tenho partilhado convosco as muitas formas com que podeis expandir o vosso corpo de energia ou até mesmo comprimi-lo através da respiração. Senti o que isso significa para vós em cada dado momento. Permiti-vos estar nesse estado de consciência que permite que o fluxo se desloque dentro e ao vosso redor cada vez com maior facilidade.
Com isto, Eu convido-vos a mudardes a vossa atenção. Podeis precisar de respirar fundo outra vez para dentro de vós, talvez até mesmo enviando para a Terra permitindo que tudo volte para dentro do vosso corpo físico, ainda que apenas por este momento.
E, de seguida, quando estiverdes prontos, deixai que a vossa consciência suba; senti deslocar-vos para fora do vosso corpo físico e permiti que ele vá para o espaço da grelha magnética.
Aqui dentro deste espaço podeis ter a sensação de vos ligardes com o vosso Eu Superior. Podeis sentir essa essência que sois vós e permitirdes que ela flua com facilidade. À medida que vos permitis estar neste estado expandido, captai as percepções do que possa estar à vossa volta, sentindo ainda mais plenamente quem sois.
Convido-vos a mudardes o vosso foco. Enquanto o fazeis, permiti que a vossa consciência se desloque através do entrelaçamento da grelha até vos encontrardes dentro da grelha cristalina.
Agora chamamos-lhe grelha cristalina porque se trata de um caminho de energia mas, de facto, é mais um estado de consciência e de criar e de transmitir energia.
De facto, através do vosso pensamento e intenção podeis, na verdade, criar uma centelha ou uma bola de energia – o que quer que queirais que seja – e depois podeis enviá-la através desta rede de trabalho com uma intenção ou foco particular, se assim o escolherdes.
Deixai que as energias vos limpem. Senti como a vossa consciência está a ser banhada com a luz brilhante deste lugar.
Daqui, Eu convido-vos a respirardes profundamente uma vez mais e a permitirdes que a vossa atenção se desloque para o plano da alma.
Alguns vieram para aqui directamente mas, se estais a chegar agora, permiti-vos olhar à volta. Conforme olhais à volta deste espaço, alcançai o vosso Eu Superior através da vossa divindade enquanto a vossa presença “Eu Sou”.
À medida que percepcionais a vossa divindade, deixai-vos envolver. Consoante a vossa divindade flui através de vós, podeis senti-la a amar-vos, a acarinhar-vos e preencher-vos.
Eu, a Deusa, venho por aqui, entro neste espaço. Enquanto o faço, alcanço cada um e fundo as minhas energias com as vossas. Enquanto isso, podeis sentir-vos a deslocar para o espaço de Tudo O Que É.
Senti este espaço. Senti a energia, senti a liberdade que tendes à medida que deixais que os vossos sentidos se elevem. Este lugar está a tornar-se cada vez mais cheio e, portanto, ele estende-se e alarga-se enquanto acomoda todos os que escolhem vir aqui e criar.
Convido-vos a abrirdes os vossos sentidos e a sentirdes tudo à medida que vos inunda. Há muito que Eu gostaria de partilhar convosco neste momento. E penso que gostaria de iniciar convidando cada um a aproveitar um momento e considerar, simplesmente, como se sente ao estar neste espaço de amor, de criação, de divindade e de tudo o mais que está presente.
À medida que o assimilais, permiti que o amor, o calor, tudo isso vos banhe. Podeis ainda usá-lo como um meio de expandirdes o vosso corpo de energia, a vossa consciência.
Agora, Eu convido-vos a olhardes com os olhos internos. Olhai à volta. Enquanto o fazeis, convidai, de forma consciente, que algo de que não éreis conscientes surja na vossa consciência.
Vejo em todos pequenas centelhas de energia e de luz que indicam que a vossa percepção e consciência se expandem. Permiti que tudo isso vos banhe e senti-vos ainda com maior consciência do vosso próprio eu.
Convido-vos agora a considerar-vos na vossa vida diária. À medida que o fazeis, posso ver como alguns permanecem neste estado expandido e permitem que a sua percepção do dia-a-dia os inunde.
Em outros, Eu posso ver como comprimis a vossa energia ao considerardes o vosso estado humano e algumas das cores não são tão brilhantes; parte do que estais a perceber não é tão claro.
Parte disto são as diferenças entre serdes na vossa divindade na vibração mais elevada, mais leve e serdes outros aspectos têm a ver com quem sois e como percebeis a vossa vida enquanto no planeta Terra.
Há sempre aquela sensação de diferença ou talvez possais dizer que isso vem apenas das diferenças das dimensões.
Eu convido-vos a fazerdes surgir os vossos pensamentos, as vossas crenças, a vossa consciência enquanto estais na vossa vida diária. Enquanto o fazeis, pensai se é possível para vós realizar o que quer que seja que procurais realizar.
Pensais que é possível que isso possa acontecer com facilidade e apoio? Agora, gostaria de perguntar se vos sentis como se estivésseis completamente sozinhos enquanto no vosso corpo na Terra e depois, por último, como vos sentis na vossa vida?
Conforme Eu colocava estas questões, pude ver o fluxo de energia à volta de vós visto que alguns evocaram muitas respostas distintas em todos os sentidos. Para outros, a resposta foi muito consistente com todos.
Mas o que Eu gostaria de mostrar neste momento é que, enquanto falávamos da vossa vida na Terra, cada um começou a aterrar mais as suas energias, recuando para a sua existência humana.
E, enquanto isto ia ocorrendo, era como se as vossas percepções não fossem tão amplas, como se a vossa energia estivesse mais comprimida e pude também ter uma sensação de falta dentro de vós.
Se isto vibra convosco, Eu convido-vos então a aproveitardes um momento e a considerardes como é estardes aqui no Tudo O Que É e como é estardes na vossa existência limitada à Terra.
Durante tantos anos tendes buscado manifestar a vossa divindade na Terra na vossa vida diária. Durante tantos anos haveis tido a percepção de que a vossa divindade era maravilhosa e perfeita e que a vossa existência humana o era menos ou não era boa o suficiente.
Era por aqui que Eu gostaria de ir por agora. Falámos acerca da vossa crença em vós mesmos no passado. Temos falado sobre sentir-vos bem o suficiente, como um sentido de julgamento.
Neste momento, Eu convido-vos a trazerdes simplesmente essa energia ou essa essência de “suficientemente bom” e deixardes que ela surja apenas para verdes o que acontece ou o que sentis.
Na verdade, Eu vejo vários de vós com listas que compilam as vossas faltas. Vejo outros como se percebessem que ainda não estão alinhados com isso. O que Eu vos incentivaria a fazer, agora, era reconhecerdes que esse julgamento ou esse ser “suficientemente bom” é uma emoção. É uma crença, um processo do pensamento.
Assim, deixai que tudo o que está alinhado surja neste momento, reconhecei-o e, de seguida, inspirai e expirai e deixai apenas ir. Estais no lugar da criação; podeis fazer tudo o que gostaríeis dentro deste espaço e estamos a vir com a vossa essência consciente enquanto humanos para assim o experimentardes.
Deixai que o vosso foco e energia fluam. Permiti que a vossa criatividade se abra e expanda mais ainda. Pudestes sentir o aumento de energia que foi libertado à medida que todos faziam isto?
Convido-vos a brincar nesta criação. Deixai que as energias fluam, deixai que os pensamentos e ideias se expandam. Ficai simplesmente nesse espaço de alegria, permitindo que tudo gire dentro e à vossa volta.
Consoante o fazeis, Eu peço-vos que deixeis que a vossa consciência flua com facilidade entre o vosso eu humano e a vossa divindade. Para muitos é já sempre apenas uma energia ou essência.
À medida que permitis que essa energia flua, começai a ver como uma ponte ou um elo é criado. Existe algo da vossa existência terrena que vos impeça de sentirdes a vossa divindade? A partir da vossa essência divina, não existe absolutamente nada que alguma vez pudésseis fazer que impedisse a vossa divindade.
Assim, permiti que esta flua através de vós, que vos preencha e abraçai essa sensação. Agora, Eu queria que cada um tivesse este senso de alinhamento entre a vossa existência humana e a vossa divindade para que isso estivesse no primeiro plano da vossa consciência.
Estamos a entrar no momento na vossa Terra que muitos povos em culturas distintas consideram um tempo sagrado. Muitos estão, provavelmente, no meio disto.
Tem havido muitos, muitos, muitos indivíduos que têm ascendido. Tem havido culturas completas; por exemplo, os Lemurianos, como cultura, ascenderam. Tem havido grupos de pessoas indígenas à volta do mundo que têm ascendido em grupos.
E isto quer dizer coisas diferentes para pessoas diferentes. Mas aqui, neste momento que chamais de Páscoa na Terra, Eu convido Sananda para aparecer na sua forma de Jesus como se os dois aspectos dele próprio caminhassem lado a lado, e convido-vos a olhardes para o grupo de pessoas que vem com Ele.
Estes são mestres ascensos e, na verdade, há mais do que os sete que a maioria das pessoas tem reconhecido na Terra. Eles vêm juntos como um grupo para vos dar assim a oportunidade de alcançardes aquele que possa ressoar mais convosco.
Neste momento, Eu vou deslocar a energia e permitir que Sananda fale convosco acerca da ascensão.


Jesus entra para falar:


“Saudações, amada família.


Muitos de vós conhecem-me como Jesus. Muitos de vós como Buda, Maomé. Eu sou uma mente suprema a partir da qual surgiram muitos dos que considerais como as bases das várias religiões; claro, Abraão.
E, durante estas experiências com a Deusa, não se trata de uma religião ou de outra. Trata-se de divindade. Trata-se do amor. Trata-se de espiritualidade.


Nós trabalhámos convosco de uma maneira semelhante no passado mas, porque é o tempo da Páscoa e os pensamentos e crenças são sobre a ascensão, vamos utilizar a essência de Jesus para centrar esta energia.


Eu transformo-me diante de vós. Alguns podeis ver-me agora como Jesus ou alguns podem ainda ver-me com a essência que ressoe convosco. Olho à volta e apresento todos os meus irmãos e irmãs que têm caminhado sobre a Terra e têm ascendido para este estado e eles caminham comigo. Senti-nos a virmos para dentro e à vossa volta.


Deixai-me somente dizer-vos, primeiro, que muitos, muitos de vós já passaram por este processo de ascensão de uma forma ou doutra. Muitos de vós, de facto a maioria de vós, tivestes aspectos da vossa divindade que caminharam sobre a Terra e depois mudaram para a vossa divindade sem terdes que passar por um processo de morte.


Esta é uma percepção do processo de ascensão; que vós libertareis, de forma consciente, o corpo físico no qual viveis e que, através do conhecimento consciente, recuareis e reunir-vos-eis com a vossa presença “Eu Sou”.


Outra experiência de ascensão é, na verdade, que podeis andar facilmente entre dimensões. Com isto, Eu quero dizer que podeis estar completamente presentes na terceira, quarta, quinta dimensão, que são facilmente acessíveis às pessoas na Terra neste momento e, por qualquer razão, podeis decidir mudar para – apenas para dar um exemplo – a sétima, a oitava ou a décima dimensão.


Algumas vezes fazeis isto com a vossa consciência. Outras vezes, vós levais o vosso corpo junto e, outras ainda, manifestais um corpo físico num outro local para utilizardes o tempo que quiserdes.


Podeis perguntar, se fordes para essas dimensões superiores, para onde estais a ir? A Terra Nova é um lugar. A maior parte de vós está dentro da sua própria galáxia, mas podeis mudar para uma estrela. Podeis ter a sensação de mudar ainda dentro da vossa própria Terra. A sétima dimensão para muitos está, actualmente, dentro da vossa própria Terra.


Podeis perguntar-vos, porque iria eu querer fazê-lo? Bem, talvez estejais a procurar respostas para uma questão e ela esteja mais disponível para vós numa dessas outras dimensões. Talvez estejais a procurar um relacionamento, um trabalho, uma experiência particular.


Podeis sintonizar-vos com o vosso Eu Superior ou com quer que seja no vosso lugar actual num outro local e ter uma conversa com eles, talvez resolver um problema, caso exista um problema.


Não há poucos exemplos ou experiências em que possais usar “porque não está isto a acontecer? O que é preciso! O que tenho que fazer?” E, quando Eu vos disser esta resposta, a maioria vai pensar “é demasiado simples”.


O que precisais de fazer é acreditar em vós próprios. Acreditai que tendes a capacidade para o fazer e ides faze-lo. Acreditai que tendes a capacidade de permitir que a vossa consciência flua para cima e para baixo e entre espaços e vós podeis fazê-lo.


Acreditai na perspectiva de aceitar e de permitir. Vede, são essas nuances subtis que se tornam os bloqueios dos caminhos. Podeis acreditar analiticamente que podeis fazer algo mas, contudo, emocionalmente estardes a ser retidos.


Podeis acreditar intelectualmente que haveis experimentado tudo o que procurais nesta vida e que estais preparados para mudar para a próxima dimensão e mover-vos para algo mais. Talvez para algo sem dor, talvez algo sem luta. Assim, eu convido-vos a irdes.


Vós fazei-lo no estado de dormir, fazei-lo durante a meditação, fazei-lo em essência quando estais nestas experiências. Assim, Eu partilho convosco que o estais a fazer, provavelmente, com muito maior consistência e habilidade do que alguma vez o haveis feito.


Enquanto Eu andava na Terra como Jesus, tive essas experiências que as pessoas consideraram milagres da cura, da multiplicação do pão e do peixe que eram feitos a partir de pouco para a abundância e Eu não sou o único que o fez. Havei-lo visto vezes sem conta.


Podeis perguntar-me como o fiz? A primeira coisa que Eu fiz foi aceitar-me a mim mesmo como um humano e reconhecer que sou, ainda, cem por cento divino. Eu aceitei que com estas experiências humanas havia dor, mágoa, frustração, mas como continuei a lembrar a minha divindade não fui arrastado por elas.


E às vezes Eu fui, então não é que nunca o tenha sido, mas o que estou a dizer é que durante esses momentos em que os milagres ocorriam Eu podia ver a dor, a mágoa, o sofrimento mas, enquanto a minha divindade, na minha aceitação completa de mim mesmo no estado humano, Eu acedia a tudo o que estava disponível aqui mesmo e ainda mais na minha existência limitada à Terra.


Deste modo, esta é uma chave. A próxima coisa que Eu fiz, enquanto caminhava sobre a Terra, foi o que alguns chamariam de amor incondicional. Tal como Eu o poderia manifestar dentro do Meu próprio Eu, assim também era a Minha forma de olhar para o mundo e para aqueles que entravam em contacto coMigo.


Eu sabia que, ao ir para essa vida, que iria ter experiências que muitos considerariam como um desafio, mas sabia também que estava a ir com a minha consciência amplamente aberta, como de facto estava.


À medida que olhais à volta para estes outros mestres ascensos que aqui estão, eles podem não ter tido a vida muito pública que Eu tive, embora alguns deles a tivessem, mas muitos eram pessoas tal como vós sois, pessoas a viverem as suas vidas, pessoas que estavam a escolher um caminho de ascensão.


E, para alguns deles, foi como se tivessem degraus específicos que precisavam de subir e cada degrau da escada levava-os para mais perto do seu lugar no Nirvana ou para mais perto do seu lugar de completude.


Enquanto Eu falo, muitos de vós tendes a sensação interior de “sim” eu fiz isso antes”. Na verdade, havei-lo feito.


Outros ainda podem falar convosco sobre o seu processo de ascensão como parte da consciência de uma cultura.


Considerai o que se pode chamar de os Nativos Americanos, considerai os Aborígenes, as tribos do Egipto, as tribos das montanhas peruanas; podíamos continuar em redor do mundo e iríeis descobrir que, em alguns casos, houve grupos muito pequenos e, noutros, houve culturas inteiras que se mudaram para outra dimensão e o fizeram enquanto uma consciência de massa.


Quando falam de um continente perdido, quando falam de pessoas que costumavam viver num lugar particular e que agora partiram, não foi que tivessem morrido ou sido integradas pelas pessoas que chegaram.


Assim, vede, amada família, não existe uma forma certa ou errada de o fazer. Uma das coisas que irá facilitar as coisas para vós é que, quanto mais energias vibratórias mais leves houver que vêm de mais energias cristalinas, mais isso cria um fluxo maior que permite que vos movimenteis de um espaço para outro.


Alguns perguntam sobre teletransporte, alguns sobre a mudança de forma. De facto, isso virá, se assim o escolherdes.


Está muito ruído aqui, não está? Há grandes discussões a ocorrer. Este é um exemplo perfeito: no nível um Eu caminho entre vós, as pessoas estão a escutar, estão a sentir, estão a experimentar.


Deslocais a vossa percepção como se estivésseis a dar uma volta ou algo assim e nós podemos ver como todos vós vos estais a misturar e a conversar com os mestres que aqui estão.


Enquanto reflectis sobre o vosso processo de ascensão, Eu convido-vos a libertardes quaisquer noções preconcebidas. Permiti dentro de vós qualquer forma que isso possa tomar e, de seguida, olhai à volta e vede a vossa vida através dos olhos do amor.


E, obviamente, esses olhos do amor olham primeiro e principalmente para vós. Vós olhais para vós mesmos, senti-lo dentro de vós e aceitai-lo. Aceitai-o agora neste momento, essa vossa parte humana que fizestes surgir e tornastes plenamente consciente dentro deste espaço.


Deixai que este amor vos banhe apenas; deixai que ele limpe tudo e convido-vos, simplesmente, a senti-lo. E não o sintais como se fosse algo que é temporário ou exterior a vós. Dou-vos coragem para abraçardes este sentimento e deixardes que ele vos inunde.


Inspirai, expirai, aceitai.


Desde esta vida na Terra Eu voltei para a Terra em muitas vezes diferentes. Umas vezes as pessoas reconheceram-Me, outras não. Eu torno especialmente a minha presença conhecida durante este tempo em que existe tanta atenção sobre a Minha vida, a Minha morte e a Minha ascensão.


Eu Sou um de vós. Eu Sou O Que Eu Sou.


Ansaluia”


(A Deusa volta)
Foi lindo, não foi? Tantas emoções, tanta energia. É uma presença tão poderosa quando Ele vem e fala e se faz a Si mesmo conhecido.
Ele continua agora com este grupo e todos aqueles pequenos grupos de pessoas a falar e a partilhar estão a expandir-se; estão a ficar maiores.
Eu vejo alguns de vós falando um a um com estes mestres ascensos. Alguns de vós têm estado a estudá-los, outros de vós têm estado a trabalhar e a comunicar com eles seja por meio de canalização seja de meditação. Alguns de vós têm estado a trabalhar com estas essências no vosso estado de sonho.
Tudo tem significado. É apenas amor e, no entanto, o amor é tudo. Eu vejo-vos, Eu sinto as vossas energias e Eu sei que cada um de vós está a viver a sua vida na Terra como esta essência. Sois tão extraordinariamente capazes de ter ou de fazer o que quer que procureis.
Permiti que isso vos banhe neste momento. Permiti-vos aproveitar este momento do tempo e lembrar-vos de como Jesus na Sua vida caminhou e viveu como a Sua divindade.
Lembrai-vos como houve momentos em que Ele seria apanhado em emoções: raiva, frustração, dor, mas Ele também sabia que estava caminhando enquanto a Sua divindade.
À medida que Ele se lembrava disso e permitia que isso fluísse através dele, Ele conseguia também essas experiências a que chamais milagres. Ele via todos como a essência divina que eles eram. Ele reflectia isso de volta para eles e eles acreditavam Nele.
À medida que passardes os vossos dias Eu convido-vos a fazê-lo convosco. Senti o vosso amor, senti a divindade, deixai que isso seja reflectido em vós em tudo o que fazeis na vossa experiência diária.
Quando olhais para o mundo, vede-o com os olhos de amor. Quando vos olhais no espelho, vede a vossa essência física como a manifestação da vossa divindade. Quando olhais para a vossa vida e para o que procurais ter, olhai com os olhos do amor. Permiti que a vossa divindade seja quem vós sois na vida.
E Eu faço girar tudo isto através de vós. Há tanta coisa que ireis continuar a fazer. Alguns de vós escolhem ficar com estas energias, mas Eu peço-vos que, por agora, vos junteis finalmente em grupo.
Conforme vedes este holograma subir para dentro de vós, vede o que representa a Terra e depois vede também – como se pudésseis olhar entre dimensões – o que é Ariellis ou a Terra Nova.
À medida que estes hologramas sobem neste círculo, olhai com os olhos da vossa divindade. Olhai para vós mesmos em ambos os hologramas porque estais em ambos os lugares simultaneamente.
Reconhecei e honrai as vossas capacidades; honrai o vosso caminho pelo que ele tem sido. Enquanto tudo isso se infunde dentro destes hologramas, tende a sensação de os deixardes libertar.
Eles fluem para baixo, com a grade cristalina, fluindo através dela. O que vai na direcção de Ariellis muda e desloca-se nessa direcção e então o holograma da Terra desce através da rede magnética.
À medida que ele se liga com a rede magnética, há uma essência que preenche esse espaço. O resto vem em seguida, liga-se no centro da Terra com os cristais que estão na essência do seu núcleo.
Irradia de lá movendo-se através da própria Terra, subindo pelas pedras, pela água, pelas árvores, pela relva e sobe através de cada indivíduo.
Nós convidamos-vos a respirardes profundamente e a senti-lo subir para vós no espaço humano. Podeis senti-lo no vosso corpo físico e podeis senti-lo aqui em Tudo O Que É nessa parte vossa que está alinhada dentro da vossa experiência física.
E então nós libertamo-lo, deixamo-lo ir. Convido-vos a mudardes a vossa consciência uma vez mais de volta para o plano da alma. Consoante aqui chegais senti a vossa divindade, o vosso saber consciente.
Sabei que haveis criado fios de alinhamento ainda maiores na vossa divindade com a experiência desta tarde. Permiti que isso desça para a vossa realidade limitada à Terra e senti-o como uma parte do vosso dia.
Permiti que a vossa consciência se desloque. Senti-vos à medida que vos ligais com a grade cristalina; senti as vossas energias fluírem para cá. Enquanto vos sintonizais uma vez mais com a rede magnética, senti a atracção magnética da Terra.
Permiti que a vossa consciência recue para dentro do corpo físico.
Enquanto o fazeis, podeis descobrir aqueles lugares dentro de vós que ficaram cheios com o vosso amor, a vossa essência, com a vossa aceitação de quem sois.
Haveis sentido o amor de Jesus. Convido-vos a abrir-vos e sentirdes isso por vós mesmos a partir da vossa divindade, porque ela está aqui. Está dentro de vós e à vossa volta neste momento.
À medida que ancorais estas energias, convido-vos a deixardes que elas fluam através de vós descendo para a vossa realidade física. Podeis ancorá-las na Terra onde quer que escolheis, mas deixai-vos recuar totalmente neste momento.
Certo, e assim nós encerramos a sessão desta tarde e Eu agradeço-vos, como sempre, por virdes partilhar este tempo comigo.
Eu agradeço as várias questões e respostas que haveis tido e envio o meu amor e conhecimento para todos os que estão presentes e todos os que possam estar a escutar ou a experimentar isto num momento diferente.
Sabei que Eu estou sempre convosco e dentro de vós.
Ansaluia

Esta é a canalização da Deusa da Criação por Shelly Dressel, o aspecto feminino da essência da fonte, na teleconferência gratuita oferecida no primeiro e terceiros Domingos de cada mês. Todos os direitos são reservados. Sois convidados a partilhar esta mensagem e esta informação; pedimos apenas para manterdes intacto o seu conteúdo. Para mais canalizações ou mais informação sobre a Deusa e sobre Shelly, por favor visitai o nosso sítio na rede: www.goddesslight.net
Fonte: www.spiritlibrary.com
Tradução: Ana Belo – anatbelo@hotmail.com

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de Eliane de Fatima Ferreira em 20 maio 2011 às 16:13

  paz  e  luz  para  todos

Comentário de Edite de Barros Sartore em 16 maio 2011 às 15:42
Grata!
Comentário de GINA LOPES em 15 maio 2011 às 1:43
Lindo de mais, obrigado por partilhar! Muito amor para todos
Comentário de IZA CANELLAS em 12 maio 2011 às 18:09
GRata. Paz e Luz.
Comentário de Eliana Cristina Barros Torres em 12 maio 2011 às 17:03
Grata pela postagem.Vem explicar muito bem nosso momento...Om shantí.
Comentário de lucindasousa em 12 maio 2011 às 15:05
grata adorei a experiencia.Namastê
Comentário de Crimene Aparecida Claudino Morae em 12 maio 2011 às 14:57
Sou Grata! Sou grata! Sou grata!
Comentário de Onise Aparecida da Rocha em 12 maio 2011 às 13:44
Desculpe-me prefiro não comentar....
Comentário de Mahacath em 12 maio 2011 às 12:38

Grata

Paz e Luz

Comentário de bia jardim em 12 maio 2011 às 11:30
ELE ESTÁ ENTRE NÓS TÕDOS MOMENTOS! OBRIGADA FOI LINDO

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço