Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Nova Regência do Planeta e o Novo Senhor do Mundo

( Artur de Paula ) 30.12.2009

baixar palestra em áudio




Quando a instrução nos transmite certas informações que nos chega por intermédio de instrutores, de consciências e seres que servem de ponte entre o nosso estado atual e a fonte da instrução. Os instrutores são seres que atuam nos níveis internos. Nós como mônadas, somos instruídas nos níveis cósmicos, espiritual, intuitivo. As nossas almas freqüentam aulas, elas ingressam na aura de grandes consciências e quando, como almas, ingressamos nessas auras dos Mestres ou Instrutores, elas vão sendo instruídas porque vão recebendo uma vibração, códigos que correspondem a estados de consciência mais elevados. Então a instrução vai acontecendo em muitos níveis e essa instrução vem de uma Fonte Única que é cósmica, universal e que vai se projetando em todos esses níveis.




Quando nós somos instruídos e quando essa instrução chega até o nível consciente, significa que conscientemente nós devemos a começar a participar de processos mais amplos e num certo sentido é o que está acontecendo nestes tempos. Estamos num período de transição do planeta, período importante e que certas definições dependem, também, das nossas escolhas. É como se a vida universal, cósmica e planetária, toda essa historia estivesse escrita em linhas gerais, mas não detalhadamente escrita. Então nesta fase de transição os processos são um pouco livres de se encaminharem em diferentes direções. Por exemplo, podemos ter uma partitura de Mozart para flauta e orquestra. Mozart que era o autor daquela peça, escreveu a partitura com todos os seus compassos, para cada instrumento, orquestra e o flautista que era o solo, e foi escrevendo compasso por compasso e a uma certa altura ele escreve para a orquestra manter os acordes de base e que do compasso nº X até o compasso nº 2X do trecho da música, a flauta vai improvisar. Ele não escreve o que o flautista vai tocar, será aquele flautista que vai saber aquela base da orquestra, estar criando e aquilo é parte da musica.




Então, quando o universo, a vida cósmica, assumiu em si um planeta onde se vai fazer uma experiência com o livre-arbítrio e que a humanidade tinha o livre-arbítrio, esta possibilidade de criar fora de padrões estabelecidos, o universo estava assumindo que num certo ciclo, aqueles compassos contariam com o improviso do solista, da flauta, neste exemplo acima.

Neste período de transição isto acontece de uma maneira muito clara. No planeta se assistem certos jogos de forças que não existem em outros pontos do universo e a humanidade tem o livre-arbítrio para escolher em direções diferentes. Nós estamos num momento em que as nossas escolhas determinam muito, determinam certos desdobramentos do processo universal. As linhas gerais desse processo estão definidas, que o planeta vai passar por esta transição e ingressar num novo ciclo. Parece que isso foi definido.




Segundo certas informações anteriores que foram transmitidas pela Hierarquia por intermédio de Helena Roerich, até 1939 não estava definido se o planeta Terra iria prosseguir na sua evolução, se iriam ser retirados do planeta aquelas consciências que estariam avançando no seu processo, as consciência que prosseguiriam iriam para outras escolas e o planeta Terra iria terminar o seu ciclo, teria fracassado. Outra opção seria serem retiradas do planeta aquelas consciências que não podem prosseguir no novo ritmo e persistiriam no planeta aquelas consciências que iriam ingressar numa nova etapa, num novo grau da consciência planetária.

Segundo esta discípula, esta iniciada, Helena Roerich, até 1939 isto era algo ainda a ser definido. E parece que em 1939, os Conselhos, as Hierarquias definiram que o planeta Terra prosseguiria e que iria mudar de grau, ia continuar a sua evolução, ou seja, aquela experiência que vinha sendo feita na Terra como planeta-laboratório, iria prosseguir e o planeta iria continuar sendo um laboratório para criar algo que deveria ser doado para o cosmos.




Se formos observar, de 1939 até 1988, quando nós ingressamos numa fase de transição definitivamente, corresponde a um ciclo solar e um ciclo planetário, o 08.08.88. Então de 1939 a 1988 nós temos uma diferença de 49 anos, que significa 7 ciclos de 7 anos e isso diz respeito a uma certa etapa da consciência da humanidade sobre a Terra, porque os setênios para a humanidade são ciclos que determinam etapas de evolução importantes. Se percebe que todo o processo evolutivo quando se projeta no plano material, nas dimensões materiais, ele se projeta dentro de ciclos e de etapas.

Hoje estamos novamente dentro de uma mudança de ciclo muito fundamental. Assim como o 8.8.88 representou o inicio do processo de purificação e essa possibilidade de realmente o planeta começar a expurgar as forças involutivas e se preparar para a transição que nós conhecemos como final dos tempos, que é o ingresso numa coordenada de tempo universal. O planeta sai desse tempo que ele existe e entra num novo tempo. Isso começa a se definitivamente preparado, diretamente preparado em 08.08.88, a partir desta data.




Agora estamos novamente num momento cíclico importante. Muitas pessoas percebem fechamento de ciclos na sua vida pessoal, profissional, na vida familiar, grupal, na vida das nações, é algo que se projeta em todos os níveis da consciência planetária.

Temos que ter em conta também que existe um propósito que é cósmico, que conhecemos como a Vontade de Deus, ou seja, é um principio e uma força criadora, é uma potencia criadora que cria tudo o que existe, é o que norteia a criação. Então este propósito de projeta nos universos como Plano Evolutivo, como Plano de Evolução. Isso parece algo distante, algo cósmico, é distante não? Não é assim, porque as nossas células, os nossos átomos, tudo o que existe está dentro disso. Nós somos parte dessa criação, então esse propósito dinâmico, essa Vontade Divina Cósmica, move os nossos átomos, move o planeta, o Sol, as Galáxias, as bactérias, as plantas. Nada existe fora disto. Ao se projetar dentro de ciclos e etapas, nos universos, na natureza, no dia, na noite, temos o Plano Evolutivo. Esse Plano Evolutivo se adapta porque como a nossa resposta não é fixa, se fosse fixa o universo teria um programa, como um programa de computador e seria fixo, uma etapa depois da outra e estaria tudo definido.




Mas a evolução universal não é assim. Ela conta com aquilo que fazemos, sentimos e pensamos. Nós estamos criando. É como se o Cosmos, a Fonte Cósmica escrevesse um texto, que é o universo e as palavras do texto e as letras das palavras, começassem elas mesmas a escrever também. Então é uma história que não é pré-definida, é uma historia que vai criando a si mesma e existe todo um movimento criativo universal, a Terra girando em torno do Sol, o Sol girando com todos os planetas pela Galáxia, é uma vida cósmica. E na superfície da Terra, os seres pensam, sentem, estão criando, emanando algo para o espaço. E o Plano Evolutivo não é fixo e o que nós pensamos, sentimos, fazemos, aquilo que decidimos, isso repercute no espaço, repercute no universo.




Então somos seres criadores e o nosso processo de evolução é para nos levar a transcender o livre-arbítrio, transcender a vontade própria. E com esta capacidade, este dom do livre-arbítrio, nós transcendermos o próprio estado, transcendermos o nosso estado humano e gerarmos que é o desdobramento da nossa essência, mas que não existe ainda. É como se na Terra estivesse sendo criada uma nova flor, que não é uma flor que já existia no universo, porque o universo está evoluindo, então temos que gerar algo em nós, da nossa essência, que não é algo que já fizemos, é algo que vai surgir com a transcendência do nosso estado, é algo que seria o que se chama de Cristos. Então vamos acender o nosso Cristo Interno. É algo que da nossa essência se acende, que existia de forma latente, mas não era um código ativo.




O universo em nós por meio desta transcendência, ativa certo código, certo grau de amor. De amor, de perdão, de compreensão. Isso faz parte do processo na Terra e este plano evolutivo que é planetário que se repercute na nações, na natureza, nos reinos, nas plantas, ele vai se adaptando à nossa resposta.

Então vem o propósito, vem o plano evolutivo em cada etapa e a nossa resposta vai gerar aquele plano evolutivo na etapa seguinte.





A união das nossas respostas com os impulsos do Cosmos geram a etapa seguinte. Está se criando algo na Terra e dentro da estrutura da Hierarquia na Terra, da instrução na Terra, porque a Hierarquia são nossos instrutores, existe algo que reflete a consciência cósmica e a energia cósmica, a consciência cósmica se projeta de maneira Trina. É algo que é cósmico e que ao manifestar-se, se manifesta assim, neste desdobramento de 3 energias. Isto é um arquétipo cósmico, que ao se projetar na Terra, são 3 vertentes de energia:

>> Uma vertente é um principio criador, dinâmico, que reflete o propósito da criação.

>> Existe um principio criativo feminino que é toda a manifestação que vai ser fecundada por este propósito.

>> E existe aquele principio que é a consciência dentro desta manifestação, dentro deste propósito, dentro desta vida manifestada.


São eletricidades, são estados de consciência que criam em nós e criam fora de nós. Este propósito dinâmico, esta eletricidade dinâmica é representada naquilo que conhecemos como o Senhor do Mundo. Este Senhor do Mundo é um certo grau da consciência planetária e isto é representado, é personificado no membro da Hierarquia. É o ápice da Hierarquia Planetária. É aquilo que faz a ponte com esse propósito fora da Terra, no Cosmos. Faz a ponte com a Confederação de Mundos Evoluídos.

Este transformador que é o Senhor do Mundo que foi no passado conhecido como Melquisedek, como Sanat Kumara, como Amuna Khur, em Miz Tli Tlan, que é um Centro Planetário e agora estamos prestes a uma mudança. Esta consciência que é Amuna Khur, como já estudamos, está se projetando em certos núcleos da vida cósmica na Terra, ou seja, Amuna Khur começa a trabalhar desde a Confederação, de fora da Terra.

A consciência terrestre começa a se unir com a consciência cósmica por intermédio de Amuna Khur. Esta posição, esta função de Senhor do Mundo que recebe uma eletricidade cósmica para toda a vida planetária, esta posição vai ser assumida por um ser que conhecemos como Khutulli, que é aquele ser que numa passagem sobre a Terra foi Francisco de Assis, entre outras manifestações. Foi Pitágoras.

Este ser, esta consciência que foi Francisco de Assis que viveu no plano físico e manifestou estes códigos desse amor cósmico, os códigos crísticos. É essa consciência que está assumindo esta posição de Senhor do Mundo. Isto não era algo previsto, mas um remanejamento no Plano Evolutivo. O Plano Evolutivo se adapta às respostas que a vida planetária dá, a resposta que nós, como humanidade, damos. Existe o propósito e existe o plano evolutivo. O plano evolutivo vai se adaptando a cada etapa para que o propósito possa se manifestar. É como se tivéssemos uma tarefa por fazer em grupo e temos uma meta que é, por exemplo, organizarmos esta sala para a reunião, então começamos a limpar a sala, os vidros, tirar o pó do piso, fazer o trabalho básico, mas vão surgindo situações que não eram previstas, altera o numero de participantes, vamos precisar de mais cadeiras ou as cadeiras não estão em condições. Então temos que ir nos adaptando e criando as condições para que o propósito se cumpra. Então é assim. O Plano Evolutivo vai se adaptando a cada etapa, a casa passo e se usa a melhor estratégia para criar as condições para que o propósito se cumpra. No exemplo, o propósito é que a sala esteja pronta para que a reunião aconteça.

No caso da vida planetária é levar cada reino mineral, vegetal, animal, humano, dévico, angélico, a Hierarquia Planetária, à sua realização, à união com a vida cósmica, à realização das essências que estão em cada reino. É assim a cada etapa, a adaptação para levar à realização do propósito. Esta mudança de Amuna Khur deixar de ser o Senhor do Mundo, se projetar na vida cósmica, trabalhar na purificação da vida planetária, não dentro da consciência planetária, mas fora, para a Terra, da Confederação para a Terra. Isto é uma mudança, é algo que não era previsto.

Esta posição, este transformador da Hierarquia, é assumida por Khutulli que passa a ser chamado de Khutullim, porque os nomes das Hierarquias designam suas tarefas. Quando uma Hierarquia muda de tarefa, muda de nome. Então Khutullim assume essa posição de Senhor do Mundo. Isto é algo que representa uma grande mudança em todo o processo energético planetário. Significa uma mudança de mecanismos da evolução dentro da vida planetária. É como se os processos de reação química fossem mudar.

Os nossos processos internos vão mudar, a maneira como alcançam a personalidade, a maneira como as personalidades usam o livre-arbítrio, a maneira como certa emanação da vida cósmica penetra a consciência terrestre e pode alterar os processos cármicos na Terra vai mudar, ou seja, a regência da vida planetária, aquela lente que passa uma luz cósmica e essa luz cósmica se desdobra em todas as cores para a vida planetária, vai ser uma lente de 2º Raio, Amor-Sabedoria. Então muito simbolicamente podemos imaginar se S. Francisco de Assis fosse ser o presidente de um país, que aconteceria com aquele país? Algo vai mudar porque o processo evolutivo em Francisco de Assis segue um mecanismo, uma dinâmica, uma lei, uma expressão de uma energia de Amor-Sabedoria que é diferente de outras energias. Então algo vai mudar e aquela posição de Instrutor do Mundo que é outro aspecto que dissemos que eram 3:

1º Senhor do Mundo

2º Instrutor do Mundo

3º Mãe do Mundo

São 3 transformadores fundamentais. Isso se projeta em todos os estados da vida. Nossa alma tem 3 aspectos, o nosso ser tem 3 aspectos em cada nível: o físico-etérico, o emocional, o mental. A personalidade é TRINA. O nosso ser tem a personalidade, a alma, o espírito, é TRINO. A nossa alma tem 3 aspectos: vontade, amor, inteligência. É assim, vai de espelho em espelho. Os Centros Planetários tem uma regência TRINA. Mirna Jad tem Antuak, Visnuk, Mishuk e assim por diante.

Então esse 2º aspecto na Regência Planetária passa a ser ocupado por Muriel. Muriel é aquela Hierarquia que conhecemos numa passagem recente sobre a Terra como Padre Pio, de Pietrelcina, como Irmão Pio, Hierarquia de Aurora.

Pio, ou melhor, dizendo, Muriel, uma consciência muito ampla, muito potente, passa a ser este transformador, este ser que é o canal da instrução dentro da consciência planetária, o Instrutor do Mundo.

Aquela consciência que é a Mãe do Mundo, que já é uma outra eletricidade, é uma transformadora de uma eletricidade que representa o Kundalini do planeta, aquela energia que está na base da manifestação material, por isso a Virgem é as vezes representada como a Lua, ou uma Lua Crescente porque a Lua simboliza o aspecto material da manifestação e a Virgem simboliza esta consciência que é a Mãe do Mundo, é a Mãe de tudo o que existe. O manto da Mãe do Mundo é a natureza, somos nós, os anjos, os devas, é tudo o que existe. É a manifestação material ou a face material da manifestação. E nesta mudança de ciclo, esta Mãe do Mundo que para a vida planetária é representada por Mainhdra, uma grande consciência e para a vida cósmica, é representada por Thaykhuma, também uma grande consciência, está passando por transformações.

Esta Mainhdra assume a Regência dos Espelhos, de todos os Retiros daquilo que se chama Rede do Tempo que são os retiros que vão possibilitar o ingresso da consciência planetária no novo ciclo. É a possibilidade de a Terra sair desta dimensão a qual está e entrar naquilo que se chama o Tempo Real. Então é a conjuntura desses retiros da Rede do Tempo, é a união desses retiros na nossa coordenada de tempo, que vai possibilitar a mudança. E para vermos como esse processo é perfeito. Cada Retiro da Rede do Tempo guarda uma chave do processo de Cristificação da humanidade. Então em cada disco colar desses 13 retiros desde a Antártida até o Monte Shasta, na Califórnia, esses 13 retiros com seus discos solares cada um guarda uma parcela do processo de Cristificação da consciência. O processo pelo qual nós humanidade terrestre nos tornamos Cristos. Cristo é um estado de ser, é um estado quando nós somos ungidos, quando nós ativamos em nós certos códigos de amor, de compaixão, de perdão, de misericórdia, que são energias criadoras, que vão construir no Cosmos e no universo uma nova consciência, um novo estado de ser.

Então não é algo que existia. É algo que está sendo gestado na Terra. Quando Mainhdra, que é a Mãe do Mundo assume a Regência dos Espelhos, os 13 Retiros da Rede do Tempo, significa que Mainhdra, que gesta em si a nova humanidade, é a consciência que está gestando este processo de cristificação, está preparando o Final dos Tempos porque a união desses retiros significa o final dos tempos, significa ingressarmos num novo tempo e Mainhdra está unindo a sua dimensão de Mãe do Mundo Angelical com a dimensão material porque como Mãe do Mundo Mainhdra tem uma face, uma dimensão da sua consciência que é criadora, que é todo este universo de Anjos, das energias Arcangélicas e isso Mainhdra está como Portal para que isso se uma na consciência material na qual existimos.

Todas essas energias criadoras que conhecemos como Anjos, Devas, Arcanjos, Querubins, isso não vão estar funcionando de maneira paralela, mas vai começar a estar mais unido àquelas consciências humanas que se abrirem para isso.

Os 12 atributos de Mainhdra, que nós conhecemos naquela oração Mãe Universal: Fé, Luz, Paz, Proteção, Cura, Unidade, Amor, Perdão, Reconciliação, Caridade, Humildade, Transmutação. Este 12 atributos são aqueles aspectos criadores que devemos ativar em nós para criarmos em nós e no planeta as condições para que esse processo de cristificação ou a ativação do Cristo Interno possa se dar. Mainhdra prepara o caminho e Monte Shasta, com seu disco solar, está irradiando para a consciência planetária esses atributos. Então é algo que temos que ativar em nós e na consciência do planeta. Isso prepara o surgimento, a possibilidade de descida desta consciência que é SAMANA.

Estamos vivendo um período muito especial e no nosso calendário, no dia 02.01.2010 será um momento em que a assunção desta posição de Senhor do Mundo por Khutulli se sincroniza com o nosso tempo. Então isso que acontece numa outra dimensão sincroniza com a nossa dimensão em 02.01.2010. Nessa data que é também simbólica, é concreta e simbólica, nós temos 2+1=3 duas vezes, temos aí 2 triângulos e os 2 triângulos um com o vértice para cima e o outro com o vértice para baixo e temos a estrela de 6 pontas. Essa estrela de 6 pontas é o símbolo da Confederação de Mundos Evoluídos. Isso simboliza que nesta data a consciência planetária está se unindo à Confederação num grau maior.

Aquela consciência que era a ponte com a vida cósmica que era Amuna Khur está na Confederação fazendo a ponte com a vida terrestre. E aquela consciência que era Khutulli, o canal do 2º Raio, assume a posição de Senhor do Mundo e abre para a vida planetária um canal que vem do Cosmos para a Terra. E que canal é esse? É um canal para que a misericórdia de SAMANA possa ingressar o planeta de outra maneira, dadas as condições da humanidade e da vida terrestre, esta misericórdia, que é um principio de criação. Nós temos um conceito muito equivocado de misericórdia e na verdade vamos considerar que não sabemos o que é. Achamos que misericórdia é m conceito, é algo que está nos livros ou se repete nas igrejas.

Misericórdia é um principio criador cósmico e universal. É um principio que possibilita que o carma material seja transformado dentro de uma lei superior. Então uma lei superior ao carma material possa se tornar ativa porque é uma lei que nessa nossa dimensão não é ativa, é latente. A lei que é ativa na nossa dimensão material é a Lei do Carma da Matéria. Sabemos que pelo carma material não haveria planeta que suportasse os nossos débitos com tudo o que fizemos sobre a Terra, com todas as transgressões que fizemos ao longo das épocas. Então temos um débito, um carma negativo e um compromisso com as forças involutivas porque mesmo os nossos bons representantes da humanidade são comprometidos com as forças involutivas, todos nós, com aquilo que chamam de 7 pecados capitais, a gula, a cobiça, e tudo o que está em nós e fora de nós. Então somos comprometidos com as forças involutivas.

Para que o planeta possa se liberar de uma certa carga psíquica e ingressar nessa nova dimensão de tempo precisa misericórdia, precisa ingressar uma lei evolutiva superior que não é o carma material e todo este contingente cármico ser transformado dentro de uma outra química. Precisa uma Lei do Perdão. Istoé um aspecto de SAMANA. Isto é um aspecto do 2º Raio. São necessários representantes do 2º Raio para que abra um canal na vida planetária para esse 2º Raio ingressar numa potencia maior e a misericórdia de SAMANA. SAMANA é a perfeição da misericórdia no Cosmos e esta perfeição da misericórdia ingressar aqui por outra lei que não é o carma material.

É como se tivéssemos uma mancha na roupa que não conseguimos tirar, o tecido está manchado e tentamos esfregar, esfregar com escova e não sai a mancha e o tecido começa a se romper. É o que está acontecendo hoje na Terra. A estrutura planetária não suporta, basta olhar em torno a condição do ar, da terra, das águas, dos oceanos. Nós convertemos o planeta numa lata de lixo e continuamos gerando lixo, gerando sujeira. Então a resposta da humanidade é mínima e precisa da misericórdia e do perdão que são expressões do 2º Raio para que estas manchas das roupas possam ser dissolvidas, pois não é esfregando, não é pela força fricativa. É outra lei, é outra eletricidade, é como se banhássemos essas roupas num líquido como um banho de misericórdia e de perdão e as roupas ficam limpas, sem manchas.

Muriel, que também é um representante dessa energia crística, é um ser que viveu esse processo de cristificação até fisicamente e transcendeu a lei material porque Pio era visto em vários locais ao mesmo tempo, realizava curas milagrosas. Era um ser que estava manifestando uma nova lei. Este ser humano que viveu o processo como ser humano sobre a Terra e viveu e ativou em si esses códigos do 2º Raio é o ser que é o Instrutor do Mundo, e que a partir de 02.02.2010 assume esta posição, ou seja, é o momento que se sincroniza esta dimensão interna com o nosso calendário, com o nosso tempo. 2+2=4 e 2+1=3. Temos aí as 7 energias básicas, temos os 7 planos de consciência onde esta energia da Graça e da Misericórdia e onde esse Perdão deve atuar, nos 7 níveis da consciência planetária.

Mainhdra, como Mãe do Mundo está ativando seus princípios. Está assumindo a Regência de todos os Espelhos da Rede do Tempo para que os códigos que estão guardados em cada disco solar possam se unir e a humanidade ter esse caminho de cristificação disponível.



É mais do que uma oportunidade. Nós estamos vivendo um momento em que a vida planetária está se transmutando. Logo, estamos entrando num novo estado da vida planetária. Podemos nos unir a esse movimento ou podemos nos negar a este movimento. E como fazer isso? Com as nossas escolhas. Podemos dizer sim e ingressar em toda essa transformação, neste advento de uma nova consciência, ou podemos dizer não: não, eu fico na vida velha, fico naquilo que já fui, naquilo que eu construi, naquilo que eu pensei que sou bom, que sou correto, porque tenho compromissos.

Não tem compromisso. Os relógios estão mudando. Os processos cármicos estão mudando. Dias atrás uma pessoa teve um sonho em que ela estava num local escuro, sombrio e havia uma escada, havia uma porta aberta e uma luz imensa do outro lado da porta. Um ser feminino a aguardava do outro lado com muita luz, uma energia muito pura e aquele ser estava lá embaixo naquele lugar escuro e no sonho era mostrado que tudo estava pronto, era só subir a escada e entrar na luz. E ela permanecia lá embaixo porque ela acreditava que não estava pronta, que não estava à altura, que tinha que completar os seus processos, que tinha que desatar os nós, que tinha compromisso.

Para a luz não tem isso. Existe um momento cíclico, a porta está aberta, é só entrar. Não somos perfeitos, mas o universo não é perfeito, o universo está em evolução, então é dar o passo, entrar na luz. Assumir em si este processo que é um processo que não sou eu que vivo, é o amor universal, cósmico que vive em mim.

Tem pessoas que passam por acidentes, que tem sua vida profissional toda fechada para ver se compreende que tem que dar um passo porque a pessoa fica numa boa vida, correta, não rouba, não mata, paga os impostos, faz a sua boa ação do dia, é correta com os filhos. É uma vida boa, correta.

Não basta uma vida boa, correta, que é raro. Alguém que tem uma vida correta já é raro, mas não é suficiente. Isso corresponde àquela pessoa que está debaixo da escada, com tudo aberto, porta aberta, luz esperando, a Hierarquia do outro lado da porta, e feminina, porque agora é a polaridade feminina que está regendo este processo do novo ciclo. Tá tudo aí. Khutullim assumindo a Regência do Mundo como Senhor do Mundo, a Hierarquia Planetária, a ponte com a Confederação. Muriel assumindo como Instrutor do Mundo. Mainhdra ativando os Espelhos, unificando os registros dos discos solares, um processo de cristificação, a Lei do Amor, disponível. É só viver.

Qual a nossa atitude agora? Como estou escutando isto? É aí, coloca amor. Quando nós vamos fazer a tarefa prática, qual é o motivo e para que eu estou fazendo aquilo? O que move ali? Troca, tira um programa do computador, põe um programa novo, muda o motivo da ação. Eu estou naquela ação por que? Ah, porque estou lutando pela vida, porque quero vencer na vida, porque estou competindo, porque estou com ciúme, porque não gosto daquela pessoa, porque gosto daquela pessoa. Tudo escuro, lá embaixo da escada.

Muda o motivo. Vou fazer algo por amor. Vou fazer algo em glória a esta vida única. É por amor ao Plano. É pelo bem de todos os seres. Não tem motivo pessoal. É pelo bem e aí a vida cósmica começa a viver em nós. A atividade inteligente começa a agir em nós. Nós vamos nos tornando seres inteiros, nós entramos na luz. Está tudo aí. A misericórdia está aí, o perdão está aí para nos lavar, para que o nosso carma se transforme, para que o carma planetário se transforme.

Mas temos que subir esta escada. Anjos, Arcanjos, Querubins, Serafins, todas as hostes angelicais, as Hierarquias, as naves, os Centros Planetários, os Conselhos Cósmicos, a Confederação, estão todos aí, os canais abertos, os Espelhos ativos, mas nós temos que dar o nosso passo. Eles não podem caminhar por nós. Nós temos que dar o nosso passo e com o livre-arbítrio dizer: EU ACEITO, Universo, faça em mim a tua vontade.

E aí o Universo faz. É só nós obedecermos. Cuidado! Porque o Universo escuta.

Quando falarmos, depois vamos estar dispostos a seguir em frente porque o Universo vai escutar.

Sobre Artur

Artur Artur de Paula Carvalho vem proporcionando esclarecimentos preciosos a respeito das etapas do caminho espiritual, do alinhamento da personalidade que aspira à existência superior, da vida e do serviço grupais, bem como do contato com linhas evolutivas paralelas à da humanidade. Expõe e aprofunda a importância de percebermos realidades mais amplas, transcendermos a condição humana comum e conhecermos as grandes possibilidades que trazemos no fundo da alma para nos tornar cada vez mais úteis no atual momento planetário. Contribui para a expressão da vida monástica e manifestação de Centros Planetários e Retiros Intraterrenos que pulsam nos mundos interiores. Muitas de suas palestras têm sido gravadas e algumas apresentadas também com tradução simultânea para o inglês.

visite o site Irdin



transcrição feita por Silvana Pion do áudio e publicada hoje em www.anjodeluz.com.br

Exibições: 21

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de Vera Lucia em 27 janeiro 2010 às 23:45
Gratidão!
Comentário de Norma Maria Lima de Carvalho em 15 janeiro 2010 às 20:16
Agradeço de coração todas estas informações. muita Luz e Paz. Deus a abençoe. Meu abraço amigo. Norma
Comentário de Sol em 9 janeiro 2010 às 15:57
Daqui de Aurora- Salto Uruguai

Namastê
Comentário de Cleide dos Santos em 8 janeiro 2010 às 23:56
Que as bençaos recaiam sobre nós.....
Eu aceito esta n ova energia.
Namastê!
Comentário de SANDRA BEATRIZ SILVA DE SOUZA em 8 janeiro 2010 às 22:31
Profundamente grata!...Faço minha as palavras de Lúcia e Naget. Precisamos de toda a Misericórdia e completo discernimento sobre estas questões!... Namastê!!
Comentário de Ana Paula Ferreira em 8 janeiro 2010 às 22:06
Muito obrigada pelas explicações que acabei de ler, pois são muito gratificantes e devemos ponderar em tudo com muita atenção, porque realmente o mundo terreno está em modificação e é uma pena muitas pessoas não se aperceberem outras dizem ainda não vi nada, que Deus proteja esses irmãos e a vós meus queridos continuem porque são vindos por Deus para nos ensinarem e ajudarem-nos.
O meu muito obrigada pelos vossos esclarecimentos
As bençãos para todos
Comentário de Rita Moreira em 8 janeiro 2010 às 21:33
Obrigada. que Deus ilmine seus passos sempre. bjosssssssssssssssssssssss...
Comentário de VERONICA DORST em 8 janeiro 2010 às 21:02
obrigada! que deus ilumine seus passos. bjs de luz.
Comentário de agnes camargo em 8 janeiro 2010 às 19:48
Eu Sou o que Sou.Que o Deus que habita em vclhe abençoe com amor e paz. Muito bom,desde junho de 2007 venho buscando tudo sobre Muriel,tem pouca coisa na net sobre o Arcanjo Muriel,se voce tiver mais coisas irmão por favor me mande pois me interessa.Beijos dourados na alma e no coração sagrado.
Comentário de Lúcia Helena Argoud Zacouteguy em 8 janeiro 2010 às 17:37
Muito obrigada pela mensagem! Tenho pedido sempre muita misericórdia, principalmente para nossos irmãos que ainda continuam lutando contra si mesmo, que não conseguem penetrar dentro de seu próprio coração!!! Que Mestre Kuthulli nos oriente com sua sabedoria divina e não nos permita sair deste caminho que começamos a trilhar. Muita luz para todos nós!!!

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2019   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço