Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

OS PAIS E O DIA DOS PAIS

Mensagem de Jennifer Hoffman

23 de Junho de 2015

 

 

Esta será uma semana agitada!

 

Tivemos sete explosões solares, sendo que quatro delas são de Classe M, no Solstício, em 21 de Junho, com um halo completo da ejeção de massa coronal, e outra grande explosão de Classe M hoje.

 

Três tempestades solares estão convergindo e chegando à Terra hoje, dando-nos uma severa tempestade geomagnética. A energia está realmente se movimentando agora.

 

Nesta semana, temos um trígono Júpiter/Urano em Leão e Áries. Nós somente recebemos um destes sinais em uma vida, por causa do movimento lento de Urano, assim usem-no bem, seus efeitos duram por várias semanas.

 

Estão se sentindo um pouco oprimidos?

A diversão está apenas começando.

 

À medida que avançamos com mais velocidade, a necessidade de liberarmos a nossa bagagem emocional se torna mais clara. Na verdade, quanto mais rápido avançarmos, mais o perceberemos.

 

Comemoramos o Dia dos Pais neste último final de semana, coincidentemente com o Solstício, sendo que o sol representa o pai na astrologia. Isto pode ter criado para vocês muitas questões ao redor da energia do pai, especialmente se o seu relacionamento com o seu pai não foi tão maravilhoso.

 

Nossos pais podem não ter sido a pessoa que queríamos que fosse, mas eles tinham os seus próprios problemas com que lidar. Durante séculos, a energia masculina foi traumatizada, carregando uma imensa marca de tristeza. Podemos liberá-la agora, quando perdoamos os nossos pais e liberamos toda a bagagem emocional que temos em relação a eles.

 

Sinto que conheço meu pai melhor agora e ele está morto há mais de 25 anos, mas não cheguei lá até que conseguisse aceitá-lo por quem ele foi e não julgá-lo, porque ele não foi quem eu desejava. Este é o tema da mensagem desta semana.

 

O Dia dos Pais foi em 21 de Junho nos Estados Unidos, um dia em que comemoramos nosso relacionamento com os nossos pais. Alguns não têm muito a celebrar, pois nossos pais podem ter sido ausentes, desconhecidos, ou emocionalmente tão distantes, que não conseguimos encontrar uma razão para comemorarmos o nosso relacionamento com ele.

 

Meu pai morreu há 25 anos e embora eu passasse grande parte da minha vida zangada com ele e me perguntasse se ele se importava comigo sob qualquer condição, eu entendo agora muito mais sobre ele e posso realmente ser grata pelos presentes que ele me deu, em vez de me concentrar em como ele ignorou tantas oportunidades para mostrar o quanto ele me amava e se preocupava comigo.

 

Os pais refletem as nossas lições de amor e poder, muitas vezes, através de suas limitações, em vez de suas habilidades. Meu pai foi, como foram muitos homens de sua geração, emocionalmente prejudicado. Órfão durante a Segunda Guerra Mundial, aos 4 anos, adotado por estranhos aos 7, grande parte de sua vida foi vivida com a questão do que aconteceu a sua família e por que ele não era digno de estar com eles.

 

Ele era quieto, retraído e emocionalmente desconectado. No entanto, havia algumas vezes, como na primeira vez em que eu fui rejeitada por um menino que eu gostava, que ele foi amoroso e solidário.

 

Eu queria que ele fosse forte e poderoso para me proteger e me mostrar que ele me amava, assim eu poderia saber que eu era amada. Mas ele não se amava, e nem se sentia digno do amor, com base em suas experiências de vida, então, ele não conseguiu dar este tipo de amor para mim.

 

Meu pai, como muitos homens de sua geração, foi consumido pela dor, raiva, tristeza, impotência, e não tinha idéia de como expressar as suas emoções. Para a sua geração, as emoções eram para as mulheres, e “meninos grandes não choram”. O que eu sei agora é que ele não poderia me dar o que ele não tinha; ele, simplesmente, não tinha as habilidades ou o conhecimento para estar emocionalmente presente.

 

Sinto que conheço o meu pai agora melhor do que nunca, e estou em paz com a pessoa que ele era, em vez de estar irritada com a pessoa que ele foi ou não, pois eu aprendi a aceitar o que ele nunca conseguiu ser. Foi necessário muito tempo para eu descobrir isto.

 

Tive muitas expectativas em relação ao meu pai e fiquei muito zangada porque ele não as satisfez. Não conseguia reconhecer a sua dor, porque eu queria que ele diminuísse a minha, que me mostrasse que eu era poderosa e digna de amor.

 

Ele viveu comigo durante os últimos meses de sua vida e isto me deu a oportunidade de ver a intensidade do seu sofrimento emocional, a tristeza que ele carregava, e como o seu coração estava fechado. Momentos antes de sua morte, ele me disse que me amava, que estava orgulhoso de mim e se desculpou por não ser um pai melhor. Foram necessários mais de 30 anos para que ele dissesse isto para mim e isto foi a cura e a prova do amor que eu precisava.

 

Isto também foi um ponto de escolha para mim: eu conseguir aceitá-lo e seguir em frente, ou ficar com raiva e rejeitar este presente porque era muito pouco e demasiado tarde. Eu escolhi aceitá-lo, grata por ele me amar o suficiente para encontrar a coragem de dizê-lo, mesmo que fosse nos últimos momentos de sua vida.

 

Agora eu sei, com o entendimento que vem da experiência, com a sabedoria que vem com a idade, e a compaixão por ele ser um pai, que as limitações emocionais de meu pai foram o seu presente para mim. Eu poderia escolher ser como ele, ou eu poderia optar por ser tão emocionalmente aberta quanto possível, e acabar com o legado de sofrimento, mágoa, raiva, impotência e distância emocional, que foi o legado daquela geração.

 

Escolhemos nossos pais, mesmo os nossos pais distantes, ausentes ou feridos, de modo que possamos nos curar. A crença de que os pais deveriam ou não ter sido ----------------

-------------------- (preencham o espaço em branco), coloca o ônus de nossa cura sobre eles e limita a nossa capacidade de aprendermos e nos curarmos de nossa jornada compartilhada.

 

Se eles foram terrivelmente abusivos ou extremamente amorosos, havia uma razão por tê-los escolhido e quando pudermos ser compassivos e perdoá-los e a nós mesmos, poderemos liberar existências de raiva e de decepção e aceitá-los pelo que eles são: seres humanos fazendo o melhor que eles podem, com o que eles aprenderam e sabem.

 

Se vocês tiveram pais bons ou ruins, seu pai é parte do seu grupo de almas, um aspecto importante de sua jornada de cura e outro reflexo de sua cura.

 

Este Dia dos Pais caiu também no Solstício, uma celebração do dia mais longo da luz do sol e o sol representa o pai na astrologia. É mais uma razão para nos realinharmos com uma perspectiva mais elevada em todos os nossos relacionamentos, mas, especialmente, com aqueles que nos esforçamos para entender, ou entrarmos em acordo, porque sentimos que eles estavam falhando de muitas maneiras.

 

Há outro aspecto a considerar, enquanto decidimos se iremos passar as nossas vidas com ressentimento pelos nossos pais, pelas suas precárias habilidades de paternidade, ou superamos estas emoções e os vemos com bondade compassiva e compreensão, e este é o despertar da energia Masculina Divina.

 

Comemoramos a ascensão do Feminino Divino, após eons de supressão, o que foi parte do nosso Legado da Atlântida. A energia do Masculino Divino representa o reingresso do masculino ao seu centro cardíaco, do qual esteve desconectado por tanto tempo, enquanto o Feminino Divino foi desconectado do seu poder.

 

Através de inúmeros séculos de guerra, morte, domínio e controle, a energia masculina teve o seu coração partido, sendo consumida pela tristeza, que é um produto do seu trauma, e é o momento para ela ser reconectada ao nível do coração e assim os homens poderão ser íntegros e completos novamente, reunidos com o amor incondicional que é parte do seu projeto divino.

 

Nós o vemos na geração mais jovem de hoje, quando pais são cuidadores e provedores para os seus filhos, de uma maneira que a minha geração nunca foi.

 

Ao perdoarmos nossos pais, podemos abrir os portais para que esta reconexão ocorra e abençoarmos as futuras gerações com pais que sejam igualmente amorosos, compassivos, solidários e cientes do seu poder, de maneiras que lhes permitam expressar todo o amor em seu coração, por todos em sua vida.

 

E ao assim fazermos, poderemos acabar com o legado do sofrimento, que tem sido uma poderosa limitação a nossa reconexão com o nosso próprio centro divino, e uns com os outros.

 

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar

http://stelalecocq.blogspot.com/2015/06/os-pais-e-o-dia-dos-pais.html

http://enlighteninglife.com

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Grata Regina!

 

LUZ!

STELA

 
Gratidão, Stela ! Gratidão, Regina !
 

Exibições: 1142

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de angela tavares de castro em 29 junho 2015 às 19:30

Muito bonita mensagem. O pai que eu tive, foi maravilhoso. E quando ele chegou a falecer, foi até nos meus braços. Eu nunca esqueci dele.

Grata!!!

Paz, Amor, Alegria para todos!!!

Comentário de renata reginaldo em 28 junho 2015 às 11:02

tudo e todos que eu tenho hoje em minha vida são merecidos, então muito obrigado pelo pai que eu tenho e pela oportunidade de tê-lo como, amém!!!

Comentário de Dulce Varela em 27 junho 2015 às 21:53

Paz e Amor. Obrigada.

Comentário de Ebe Fernandes em 27 junho 2015 às 12:33

Agradecia pela mensagem.

Comentário de Maria de Lourdes Lima Frutuoso em 26 junho 2015 às 22:30

Obrigado pela mensagem muito emocionante

Comentário de Paulo César Bezerra em 26 junho 2015 às 16:28

me emocionei em ler esta mensagem meu pai foi um grande homem e amoroso do jeito que era permitido naquela epoca faleceu a 29 anos e era rude pela sua propria criação que teve mais comigo e meus irmãos um poço de bondade obrigado pela linda mensagem

Comentário de Maria Celina Gonçalves Dias em 26 junho 2015 às 15:01

Gratidão!!! Meu pai se foi e também acredito que devo perdoá-lo por não ter sido tão amoroso e também peço perdão por não ter sido a filha que ele criou em sua expectativa. O amo e sei que ele me ama!

Comentário de Fernando Marcelino em 26 junho 2015 às 9:22

Simplesmente muito Obrigada por esta mensagem!!!

Comentário de maria do rosario dias em 26 junho 2015 às 8:22

omo foi bom esta partilha, tenho feito as minhas orações onde tenho pedido perdão aos meus pais por tudo o que lhes fiz e perdoar-lhes por tudo o que eles me fizeram.amo-os muito Luz e Paz onde eles estaram.

namaste

Comentário de Maria Isaura Silva Martins em 26 junho 2015 às 7:23

Muito obrigada pela partilha, pois perguntei a mim própria o porquê do mar de lágrimas e desgostos destes últimos dias e da necessidade que senti em focar-me nos meus pais - em especialmente no pai, que já morreu, e em perdoar-lhe todos os maus momentos e recordar só bons momentos...e acima de tudo agradecer... agradecer...

afinal já percebi! grata do fundo do meu coração!

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço