Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

P R O C E S S O S D E M A N U T E N Ç Ã O D O P E R I S P Í R I T O

P R O C E S S O S  D E   M A N U T E N Ç Ã O   D O P E R I S P Í R I T O

Os processos e a alimentação do organismo físico, embora sejam diferentes daqueles do perispírito, guardam com ele estreitas ligações, variando quanto ao grau de materialização ou espiritualização do espírito. No organismo espiritual continuam as funções de alguns órgãos similares aos físicos, porém adaptados ao ambiente e às energias mais eterizadas do mundo espiritual.

            Através da respiração é que o perispírito absorve a maior quantidade de fluidos responsáveis pelo bom funcionamento da fisiologia espiritual, uma vez que respira diretamente do meio as energias superiores emanadas do foco divino. O fluido cósmico universal, o prana dos hindus, presente em toda a criação, como energia primordial que preside e a tudo interpenetra, é absorvido através do processo respiratório, também comum ao corpo espiritual, irrigando todos os órgãos, sistemas e células astrais através de sua vitalidade divina.

            Os raios solares captados e também assimilados pelos poros perispirituais transportam a energia que mantém o magnetismo psicossomático sempre ativo e atuante, colaborando com o equilíbrio íntimo do organismo em processos difíceis de entender pela medicina humana atual.

            Os pulmões perispirituais, quando o ser se mantém em faixas mais sutis de ambiente espiritual, processam a transformação dos fluidos assimilados pelo espírito, produzindo a leveza com que se caracterizam as expressões diáfanas dos seres elevados.

            Igualmente, o coração astral, comandado pelas energias absorvidas pelo centro energético cardíaco, é um transformador vivo do fluido cósmico universal — que, após ser processado pelo coronário, irriga todos os átomos astrais de que se constitui o corpo espiritual. O órgão extrafísico citado converte tal energia divina, esse magnetismo amoroso do Pai, em cambiantes de luz que é exsudada por todos os poros da epiderme perispiritual e lembra, em sua aparência, astros imortais, que, luminosos, gravitam em torno do grande amor do Criador.

            De forma semelhante ao sistema glandular, no psicossoma ou perispírito encontram-se os centros de força, que estão intimamente relacionados com as glândulas do corpo físico, mas são responsáveis não pelos hormônios — que suas contrapartes físicas produzem —, mas pela manutenção dos estados superiores do sentimento, das emoções e da própria condição psicológica do desencarnado em crescimento espiritual.

 

            Ao contrário, quando o espírito se degrada e se avilta, sob o império das paixões e dos sentidos, imantando-se às zonas primárias nas quais se detém o psiquismo enfermo, seus órgãos perispirituais, algo que materializados, absorvem fluidos de densidade pesada e grosseira, obrigando todo o sistema de órgãos perispirituais a funcionar como máquinas pesadas. São absorvidas verdadeiras substâncias cinzentas, massas de fluidos mórbidos e aluviões de energias animalizadas, quase materializadas, exsudando do corpo astral, em lugar da luminosidade dos ambientes sublimes, apenas a fuligem fluídica, semelhante às nuvens pastosas liberadas pelas grandes fábricas da crosta terrena.

            Os pulmões perispirituais de tais espíritos, acostumados com a grosseria dos fluidos deletérios, absorvem-nos a longos haustos, de modo a impregnar as fibras sensíveis de sua organização espiritual com os miasmas pestilentos que povoam a atmosfera perniciosa em meio a qual se movimentam, aumentando, assim, o magnetismo primário que os mantém presos ao solo astral.

            Igualmente, os outros órgãos, obrigados a exercer um metabolismo diferente daquele a que foram destinados na existência extrafísica, envenenam-se pelo desequilíbrio do espírito, mantendo-se este distante dos ideais do belo e do bem a que todos fomos destinados. Como consequência, observa-se que, na encarnação subsequente, o perispírito enfermo agrega em torno de si, revestindo a nova couraça

de carne desde a fase de célula-ovo ou zigoto, já impressos nos genes e cromossomos do corpo somático, outros núcleos igualmente propensos a estados enfermiços e a doenças variadas, muitas vezes de difícil cura nos quadros da medicina humana. Uma vez reencarnado, adota comportamentos como a ingestão de alimentos em quantidades maiores que as essenciais, o uso de condimentos e carnes em excesso, bem como o consumo de tabaco e substâncias alcoólicas ou tóxicas. Tais ações do indivíduo promovem a adesão de formas astrais densas ao delicado sistema perispiritual, comprometido previamente em seu equilíbrio original, o que favorece, muitas vezes, o surgimento de determinada doença, conforme o registro cármico que traz impresso na sensível intimidade do DNA.

            As substâncias mentais infelizes, produto de leituras, imagens e informações igualmente inferiores que o homem teima em continuar despejando para o seu íntimo, somado ao cultivo de conversações e hábitos menos dignos criam a fuligem mental absorvida e assimilada por seu perispírito, conservando-o imantado a condições inferiores de existência no mundo astral ou emocional. Estabelece-se então um círculo vicioso, que produz mais e mais formas mentais infelizes e abjetas, as quais progressivamente lhe sugam as energias psicofísicas, retendo-lhe indefinidamente no estado enfermiço; isso sem contar as inteligências vulgares que se imantam ao ser, em doloroso processo obsessivo, causa oculta de inúmeros problemas ainda insolúveis pela psicologia moderna.

            Envolvendo-se nas complicadas experiências do mundo das formas, o homem agita-se em meio ao turbilhão de energias que constantemente se transformam e geram o mundo das aparências, o mundo dos efeitos — e não das causas. Na euforia de suas percepções, detém-se prisioneiro das ilusões, das sensações detectadas pelos seus cinco sentidos, pois que as coisas objetivas, externas ou materiais são apenas a simulação das coisas eternas, permanentes, do mundo espiritual. Assim, o ser pensante, devendo utilizar-se dessas coisas objetivas como matéria de aprendizado para robustecer e abrilhantar seu corpo espiritual, acaba aviltando-se e

submetendo-se ao torvelinho das mesmas experiências que deveriam erguê-lo, caindo pelos despenhadeiros da viciação e do desequilíbrio.

            Com base na realidade do corpo espiritual, corpo astral ou psicossoma e na certeza da realidade da vida extracorpórea, do plano do espírito, vemos como a verdadeira natureza do ser humano é quase desconhecida e ainda mal compreendida pelos nossos irmãos cientistas da Crosta, assim como pela grande maioria dos homens.

            Embora a associação íntima do perispírito com as funções fisiológicas, esse corpo espiritual — preexistente e sobrevivente à agregação e à desagregação da matéria física — alcançou o seu presente estágio evolutivo, ao longo dos milênios, por razões outras que não apenas as que se relacionam com a manutenção dessas funções puramente materiais e mecânicas do veículo biológico, mas acima de tudo para servir ao espírito em sua experiência evolutiva ao longo dos séculos.

            Embora se considerando o psicossoma como um modelo energético supra dimensional, ele não foi gerado pelas células físicas; ao contrário, sendo a matriz, o molde energético de natureza superior, é ele, o perispírito, a sede da consciência eterna, presidindo a formação e a manutenção dos agregados celulares que constituem a indumentária carnal. Assim, ossos, músculos, tecidos vasculares, nervos, cérebro e outros órgãos e substâncias do corpo são todos estruturados conforme o modelo original preexistente: o corpo espiritual.

            A nossa insistência em esclarecer a natureza e a realidade desse corpo vem da necessidade de se encarar a problemática dos estados enfermiços, físicos ou psicológicos num contexto mais amplo, mais abrangente que aquele até então visto de forma puramente material, conforme a visão atual de certos pesquisadores.

            Qualquer terapia que não observar a questão do homem de forma integral, mais do que simplesmente um agregado de nervos e músculos, falha em seu tentame, pois o ser, temporariamente envolto no pesado escafandro de carne, existe, apesar dessa aparência física, como originário de dimensões superiores da vida, consistindo o seu corpo espiritual no verdadeiro e eterno veículo de expressão de seu psiquismo mais profundo, de seu espírito imortal.

            Conforme falamos alhures, a alimentação perispiritual se exerce através do próprio magnetismo ambiente, absorvido ou eliminado, conforme o caso, de maneira bem semelhante ao processo conhecido na Terra como osmose. O automatismo espiritual, adquirido através de milênios e milênios de experiências, fez com que o perispírito desenvolvesse sua sensibilidade, que lhe faz gravar nas células astrais os acontecimentos vividos pelo espírito.

            Eis aí a necessidade imperiosa de um estudo pormenorizado a respeito de nossos comportamentos, atitudes e pensamentos, que, com absoluta certeza, influem, de forma direta e total, nos estados de saúde ou de enfermidade em que se encontra o espírito, pelo que ainda recomendamos a terapia evangélica do amor, do perdão, da vigilância, enfim, do equilíbrio e da harmonia com as leis maiores da vida.

 

 

 

 

 

P E R G U N T A S  E  R E S P O S T A S

1. QUAL A FUNÇÃO DO DNA, NOS CASOS DE ENFERMIDADE, LEVANDO-SE EM CONTA AS LEIS ESPIRITUAIS?

O DNA, descoberto nos estudos de meus irmãos cientistas, veio, a bom tempo, confirmar as leis que regem a vida, descortinadas pela grandeza da doutrina espírita.

Tratando-se de um ácido desoxidado com bases de nitrogênio, em modalidades que se manifestam como adenina, guanina, timina e citosina, contém igualmente fósforo, sob a forma de ácido fosfórico. Essa base de nitrogênio se encontra não somente na formação íntima das células orgânicas, mas igualmente na composição, por assim dizer, mais materializada das células astrais; nesse caso, podemos identificá-la nas moléculas do DNA funcionando como um programa cármico-biológico na execução dos registros da vida do espírito, que, no momento adequado, se revelará no corpo físico, através da reencarnação.

Na estrutura do DNA, vão-se gravando as atividades do eu profundo, ou do espírito imortal, naquilo que se destina a se externar, em futuro veículo somático; tais registros determinam as etapas necessárias da saúde ou das enfermidades genéticas, conforme as conquistas ou deficiências adquiridas ao longo da caminhada evolutiva.

As experiências gravadas diariamente nas estruturas sensíveis do DNA se manifestam, mais tarde, em novas encarnações, conforme a intensidade e a constância dos desejos, das emoções e dos pensamentos que aí são registrados pela lei do carma, a qual se revela, através do DNA, de forma inevitável e inflexível.

Pelo estudo e pela compreensão da bioquímica e, especificamente, das pesquisas levadas a efeito a respeito do DNA, meus irmãos poderão entender melhor o funcionamento da lei de ação e reação nos mecanismos da vida, pois cada ser humano plasma, diariamente, por efeito de suas vibrações de harmonia ou desarmonia, o código cifrado de todas as experiências de seu psiquismo, no corpo físico de que se utilizará em próxima reencarnação. Dessa forma, pode-se entender como os conceitos do Evangelho são uma fórmula científica para imprimir nesses núcleos genéticos um programa mais equilibrado para as nossas experiências reencarnatórias. O Evangelho torna-se, assim, uma ciência genética-molecular-espiritual, que nos favorece com formas de interferir na futura programação de nossas vidas.

 

2. QUAL A LOCALIZAÇÃO DA MEMÓRIA NA CONSTITUIÇÃO ESPIRITUAL, OU MELHOR, A MEMÓRIA ESTÁ LOCALIZADA NO PERISPIRITO OU NO ESPÍRITO?

Este é um caso que exige raciocínio por parte de meus irmãos. Quando Allan Kardec usou o termo perispírito para identificar o corpo espiritual, ele englobou nessa definição o setenário das doutrinas espiritualistas e tornou esse conhecimento de domínio público — o que era, até então, ensinado apenas aos iniciados.

Quanto à localização da memória, podemos dizer que ela se localiza no perispírito, pois, em se tratando do espírito imortal como consciência eterna, vocês não conseguem entendê-lo ainda sem o envoltório do perispírito. Para efeito didático, podemos dizer que a memória é a lembrança de todas as coisas vividas pelo espírito e registradas nas células sensíveis do psicossoma. Logicamente que o histórico de todos os fatos relacionados às diversas etapas da vida do espírito está gravado em sua intimidade, mas é por intermédio do perispírito que se dão tais registros e que poderão estar localizados nas células sensíveis do corpo espiritual, como núcleos de manifestação emocional ou intelectual, conforme a intensidade do fato vivido e a importância dele para a ação da lei do carma. Isso merece ainda estudos mais aprofundados por parte de meus irmãos.

 

3. COMO SE DÁ O PROCESSO DE ARMAZENAMENTO OU REGISTRO DE NOSSAS VIVÊNCIAS?

Toda ação realizada no mundo das manifestações físicas ou extrafísicas se traduz como um quantum energético, de determinada vibração magnética, conforme a vivência do espírito. Os registros de cada experiência se manifestam como uma potência magnética, de acordo com a vibração peculiar ao ato praticado ou ao pensamento mantido pelo homem em cada fase de sua vida. Como a natureza do corpo espiritual ou psicossoma é essencialmente magnética, revestindo-se de fluidos mais ou menos eterizados, conforme a elevação do espírito, qualquer impressão que lhe atinja as células sensíveis ou os campos de energias eletromagnéticas fica aí gravada de forma automática, como o som e a imagem ficam nas fitas de áudio e vídeo desenvolvidas por meus irmãos. Os componentes mais profundos ou mais intensos dessas vivências são imediatamente transferidos para as vibrações do corpo mental, ficando aí impressos, até que as leis da vida proporcionem ao ser a oportunidade de exteriorização desses registros na vida física ou extrafísica, de acordo com a necessidade evolutiva. O processo é automático.

 

 

 

TRECHO DO LIVRO MEDICINA DA ALMA  -  ROBSON PINHEIRO págs.124

Exibições: 15

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2019   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço