Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

É, Eu fui xingado, e daí? Qual o problema? Quem se importa?

Imagine a cena. Eu e você estamos sentados num banco de praça tendo uma bela conversa, quando de repente passa um sujeito, para na nossa frente, dá uma gargalhada e grita: ‘vocês são uns idiotas e retardados!’.

O que houve aqui? Talvez você diga que houve um xingamento. Talvez você também diga que isso foi um ato maldoso, errado, injusto, e que o sujeito não presta. Muito provavelmente você vai ficar puto, chateado, magoado, revoltado, ferido, pois compreende que aquilo não deveria ter acontecido. E provavelmente você responda ao sujeito com outro xingamento ou até mesmo com uma agressão física.

 

Você ficou tão revoltado que nem percebeu a minha reação. Você estava tão chateado, tão puto, tão magoado, tão ferido, que nem percebeu o sorriso que eu dei diante do xingamento do sujeito. Sim, eu reagi ao xingamento de uma forma completamente diferente da sua. Eu estava em paz, tranquilo, mantendo minha felicidade interior, mesmo presenciado o mesmo xingamento que você acabou de presenciar.

 

Então o sujeito vai embora. Fica um silêncio no ar. Você se vira para mim e diz cheio de raiva: “que absurdo cara, olha o que aquele sujeito fez!!! Eu deveria ter dado uma bela lição nele!!!”. Só então que você percebe que eu estou totalmente relaxado, em paz, tranquilo, com um sorriso no rosto. Você fica espantado. Você não acredita nisso. Afinal, como isso é possível? Você está cheio de ódio e raiva, mas eu estou tão bem como se aquela cena não tivesse acontecido para mim. Eu olho para você e me mantenho calado. O silêncio no ar parece infinito e desconfortante. Você fica perdido e até sem graça. Só agora você vê o quão infantil foi ao reagir sentimentalmente ao ato do xingamento, enquanto que eu me mantive apático, indiferente, neutro, equânime.

 

Só então eu falo. Eu pergunto se você percebeu algo. Você responde que não e pergunta do que eu estou falando. Então eu lhe digo que todo ato é neutro e que um xingamento é apenas um xingamento. O que importa é como você se relaciona mentalmente com o ato. Sim, nós participamos de um ato chamado xingamento, mas enquanto eu não me senti ferido, você sentiu-se. E por que você sentiu-se ferido e atacado? Porque em seu mundo interior você possui verdades que dizem que é errado, mau e injusto ser xingado. Já eu, em meu mundo interior, possuo verdades que dizem que não é certo e nem errado, bom ou mau, justo ou injusto ser xingado. Ser xingado é apenas ser xingado. Eu não dou valores, rótulos ou adjetivos para o xingamento, por isso não me sinto bem ou mal com o acontecimento. Desta forma consigo manter meu estado de espírito inalterado, apenas na apatia, equanimidade, indiferença e neutralidade.

 

Você olha para mim e diz que realmente, dentro de você, existe a verdade que fala que você não deve ser xingado, apenas elogiado. E dentro de você também existe a verdade que diz que é errado, mau e injusto ser xingado. Então você compreende a grande verdade: ‘fui eu que me senti ferido ao ser xingado’. Sendo assim, você percebe que ninguém lhe feriu, mas você mesmo que se feriu a partir das compreensões que teve do xingamento. Você percebe que estava sendo egoísta, pois queria que aquilo não tivesse acontecido.

Então a ‘ficha cai’ e você aprende a lição: ‘não é o que acontece comigo que faz a diferença, mas sim como eu reajo sentimentalmente ao que acontece comigo’.

 

A partir deste dia, sempre que participa do ato chamado xingamento, lembra disso e fala para si mesmo: ‘É, eu fui xingado, e daí? Qual o problema? Quem se importa?’. E sempre agradece internamente ao agente do xingamento, porque antes visto como inimigo, agora é visto como o seu melhor amigo.

 

 

EEU - Espiritualismo Ecumênico Universal: www.meeu.com.br

Exibições: 42

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá, já passei por uma situação destas e a melhor coisa que fiz foi manter-me em silêncio. Imagina se deixasse que a raiva falasse mais alto e se eu respondesse ao insulto, Deus
deu-me sabedoria naquele instante e o que deveria ser uma grande tempestade, tornou-se numa paz maravilhosa. Foi muito bom ter lido este relato assim lembrarei-me sempre deste fato,e, se for necessário colocarei em prática.
Bjs, mt LUZ...SEMPRE!!!
Ola ELIANA!

Esse texto é só uma ilustraçao de um acontecimento que qualquer um pode vivenciar... Um exemplo de como atuar diante do fato.

está em atençao plena aos nossos pensamentos, e aos sentimentos decorrentes do pensamento(conjunto de verdades)

entao como o mais importanter é observar o raciocinio, para nao se entregar a qualquer sentimento egoista, os atos, (e nos atos tambem se incluem os pensamentos), deveram ser o bservados pelo observador(VOCE), que sera quem no ultimo instante vai optar por permanecer em paz, feliz, ou se deixar levar pelo sofrimento(dor), ou pelo prazer( felicidade humana, temporaria, condicionada)

apartir disso, nao importa a forma que voce reagirá ao ato do outro, pode ficar calada, mais tambem pode responder com a mesma moeda xingando, ou até com uma agressao fisica.. nao que seja assim que devemos atuar, (estou abrindo o léque de possibilidades), mais pq acredito que nossos atos, (entra ai tambem os pensamentos), aconteceram de acordos com o merecimento dos envolvidos, provaçao para cada um que posso ter envolvimento com a situaçao, (direta ou indiretamente) . mais ainda sim, poderemos no fim, reagir sentimentalmente feliz, em paz... como se nada estivesse acontecido, vencendo o processo do raciocinio...

isso nao é nada facil, mais dizem existir essa possibilidade, eu pelomenos acredito néla.. se libertar da mente!



Abraços, fica em paz!

Olá amigos,

Todos nós passamos por esse tipo de situação e vamos continuar passando,pois convivemos com de pessoas diferentes,cada um com seus pensamentos,suas alegrias e também suas dores.
 Nesse momento o importante é pensar no motivo por tráz deste ato,pois as pessoas só tentam atacar quando estão feridas.
Nessas horas penso : -"O que será que esta pessoa passou para ter tanta dor no coração a ponto de querer me fazer sentir o mesmo?"
Dessa forma consigo entender,que assim como eu,meu agressor é somente uma pessoa tentando ser felíz da maneira que ele  sabe e como ele pode, consigo me livrar dos sentimentos negativos,e entender que a ofensa é apenas parte dos sentimentos da pessoa,mas que eu não preciso internalizar a mesma emoção.
Talvez esse seja o verdadeiro sentimento de compaixão, aceitar aos outros e a sí mesmo,sabendo que apesar das máscaras que usamos para nos proteger somos irmãos na mesma caminhada.

Um forte abraço a todos.

Olá Liah!

boa lembrança que voce teve, olhar para o outro sem condenaçoes, de igual pra igual.. sair um pouco do nosso mundinho egoista, e se por no lugar do outro.. Nao existe cérto nem errado, culpa e culpados... tudo nos dado pela justiça perfeita e amor sublime..

Abraço, fica em paz!

Isso se aplica ao Xingamento, ao Elogio, a notícia boa ou ruim, a um imprevisto ou acidente e etc...

Parar de alimentar a dualidade e vivênciar a experiência CONSCIENTES.

Estampar o velho sorriso Monalisa na cara e SABER SER.

Valeu pelo texto Lineu !

Abs

Mauro

 

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço