Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

     
      Boa tarde, amigos.

      Um amigo perguntou:

      “Que, O que, ou Quem é Deus?

      Olá, amigo, aquilo a q damos o nome de Deus, o Criador, o Absoluto, o Todo, o Alpha e o Ômega, o Verbo, o Vazio e a Forma, Mente ou Consciência Universal, o Criador-Mantenedor-Destruidor,essa poderosa força que movimenta sóis e galáxias, q criou os elementos da natureza, a energia, elétrons e átomos, células e moléculas, q tudo leva para frente numa correnteza de destino incerto e imprevisível (para nós, que olhamos o mundo ameaçador ao nosso derredor, pela janela embaçada do ego, nossa defesa psicológica q nos ilude incessantemente), é o Desconhecido, o Grande Mistério (e mesmo sendo desconhecido, nós lhe conferimos uma série de atributos, baseadas nas virtudes dos homens, elevadas a sua máxima potência!).

      No entanto, para aqueles q se libertaram do ego e, agora, olham o mundo livres de sua ótica, Deus é a Mente ou Consciência una, única, é tudo, o manifestado e o imanifestado; para esses, há uma só Mente e nós somos essa mente. Como afirmou Jesus: “eu e o Pai somos um”, e Paulo: “já não sou que vivo, mas é o Cristo q vive em mim”; a mesma coisa, com outras palavras, muitos outros afirmaram séculos ou milênios antes e depois de Jesus e, hoje, a ciência moderna.   

      Metaforicamente, nossas mentes individuais são como pequenas lagoas, de águas poluídas, mas sempre e sempre há um canal q nos liga às águas desse imenso oceano universal, águas q, puras e cristalinas, embora ligadas à nossa, não se manifestam perfeitamente, devido aos detritos de q a as pequenas lagoas estão repletas: pensamentos de todo tipo, suposições, ilusões, imaginação, preocupações, desejos, emoções, lembranças do passado e expectativa qto ao futuro, ignorância e medos, egoísmo e orgulho, apegos e muitos detritos mais.  

      Contudo, toda essa poluição é produzida pela equivocada interpretação q o ego nos dá do mundo. Por isso, afastado o ego/mente/eu “menor”/consciência individual ou localizada em nós, a verdade libertadora nos leva ao q é e sempre foi o Real; então, percebemos q não existe separatividade, q todos e tudo somos Um. Como disseram “... tudo o mais vos virá por acréscimo!”, “é a libertação de todo sofrimento!”, “é a bem-aventurança!”, “... a verdade vos libertará!”.    

      Libertamo-nos das ilusões e entramos numa felicidade absoluta e, frente ao sofrimento dos semelhantes, q sofrem exatamente por não terem se libertado do ego e, por isso, ainda não conhecerem a verdade q liberta, desperta, em nós, um amor quase insuportável (compaixão) pelo mundo e tentamos, até q a morte nos detenha, mostrar aos demais o caminho para q tb busquem e encontrem a verdade.

 

      Até mais...

-

 

Exibições: 197

Responder esta

Respostas a este tópico

      Marcio: o amor que sentimos pelos nossos filhos é o mais próximo que chegamos do amor incondicional que deveríamos ter com outras pessoas; a impossibilidade habita nossos pensamentos e atitudes, neste ponto depende só de nós mesmos. Este é o amor que Jesus pregava, o de um pai para seus filhos.

      Cel: e, como o amigo sabe, esse não é, afinal, o amor que o coração, o nosso íntimo deve possuir. E, o mestre Jesus, qdo se refere ao amor entre os homens, está se referindo, como fizeram todos os líderes, de cujas palavras os homens convecionaram religiões, à necessidade primeira de trazer um mais harmonioso relacionamento entre as criaturas humanas, já tão sofridas. Esse amor é para uma vida melhor, não para aprimoramento espiritual.     

      Assim, Moisés, com o decálogo, as regras éticas das religiões, assim  Jesus, com muitos ensinamentos. São apenas  recomendações q podemos chamar de “regras para bem-conviver”.

      Observe, amigo: Quantas vezes a natureza do indivíduo ainda não tem condições de amar, mas ele a força, pois acredita que deve seguir os conselhos de sua crença particular e, assim, também, conseguir méritos. Mas isso não é amor, é imitação de amor, obediência aos mestres, busca de méritos, amor por interesse. O coração pode nada ter de amor mas, como para o futuros estão previstas compensações, muitos se forçam a realizar ações de amor. A prática repetida de atos de amor ou caridade etc, não torna uma natureza pessoal, ainda inclinada ao desamor, egoísmo, orgulho etc, em natureza amorosa. Por isso os sábios afirmam que, enquanto não se “conhecer a verdade que liberta”, como disse Jesus, todas as virtudes são ou prematuras, imitações, forçadas ou falsas. O homem, muito do que faz quando parece virtuoso, o faz por receio da desaprovação de Deus, por obediência, para ter uma mente mais tranqüila ou por interesse pessoal. A expressão comum “sou temente a Deus” é significativa. 
      As lições de Jesus, em geral, tinham o mesmo objetivo: uma vida menos sofrida alicerçada no fato de todos se respeitarem naqueles aspectos citados no decálogo; quando o Mestre disse “... dali não sairás até que tenhas pago o último ceitil...”, “... serás atirado ao fogo da geena...”, “... teu credor te levará ao juiz...”, “perdoe sempre”, “abençoe os q lhe fizerem o mal”, “oferece a outra face” etc, era esse o objetivo. Afinal, amigo, é verdadeiramente possível fazer tudo isso, de coração? Nunca!! O homem/ego não tem capacidade para isso; muitos, religiosos e crentes, podem estar fazendo tudo isso, mas só o fazem da “boca para fora”, com esforço, e esforço não traz nem amor, nem perdão; e tudo q é feito apenas como manifestação externa, nenhum aprimoramento traz ao íntimo. Observe q <todas> essas recomendações visavam, exatamente, a um relacionamento mais harmonioso com vistas a suavizar a vida daqueles homens já sujeitos a tantas desditas, sobretudo em tempos onde os discricionários eram a lei.

      Nos mandamentos e nesses ensinamentos, nada não há q possamos chamar de “regras para a salvação”, mas somente instruções para uma vida com menos desentendimentos, conflitos e sofrimentos, menos intranqüila.  
      Isso é o q <todas> as religiões tentam fazer: levar os homens a melhor se conduzirem e se respeitarem, sobretudo por temerem as conseqüências, tantas vezes, conforme as doutrinas, inenarráveis, torturantes e insuportáveis, de seus “erros”. Por isso, sérios pesquisadores do cristianismo primitivo e sábios afirmaram que “‘pelo cristianismo de hoje, ninguém chega ao Pai”, que “as religiões falharam, por estarem fazendo a humanidade caminhar contra um muro, sem conseguir dar um passo na direção de Deus”. 
      Márcio: ... a impossibilidade habita nossos pensamentos e atitudes, neste ponto depende só de nós mesmos. Este é o amor que Jesus pregava, o de um pai para seus filhos.

      Cel: amigo, não entendi pois, se a impossibilidade habita nossos pensamentos e atitudes, como depende de nós? Se nossos pensamentos são no sentido de julgarmos impossivel o amar, como depende de nós, se nós só obramos conforme nossos pensamentos? Se depende de nós, como é q se faz a substituição da impossibilidade por possibilidade? Basta querer? Basta dizer a si mesmo ou, em oculto, para Deus: “a partir de agora vou ser bom, caridoso, paciente, acreditar e confiar em Deus; não vou mais ser egoista, nem orgulhoso; não vou mais roubar, assassinar, mentir, nem ser invejoso, nem ciumento, agressivo, nem violento, etc etc”?  

      Esse, como vc disse acima, é o amor q Jesus pregava; contudo, se vc bem analisar, com certeza verá q é um amor q objetiva relacionamento melhor, como Moisés: “honrai pai e mãe” etc; apenas uma das “regras para bem-conviver”. Observe q esse não é o amor q Jeus manifestava, tanto q várias vezes mostrou isso: “aquele q não abandonar pai e mãe para seguir-me não é digno de mim”, e, ao rapaz q desejava acompanhar o velho pai até sua morte: “deixa q os mortos enterrem seus mortos e segue-me tu”, “quem são minha mãe e meus irmãos?”. O amor paterno, em relação ao verdadeiro amor, está lá, em algum degrau mais abaixo da escada daquele amor q, realmente, Jesus desejou q os homens alcancem.

      Márcio: ... a utilização desse conhecimento em pról de um mundo melhor também depende só de vc e tenho certeza que vc tem utilizado deste conhecimento para melhorar o mundo.

      Cel: um dia o amigo compreenderá q nada depende nem de mim, nem de vc, nem de ninguém. Mas é isso q tento sempre e o tempo todo: fazer q, se possivel, outros abram os olhos e aumentem seu leque de buscas, não tendo olhos voltados somente para suas crenças, e esquecendo, por terem plena confiança em suas fontes, q há outras direções a serem investigadas. Contudo, lhe digo q esse procedimento só melhora o mundo, não a si mesmo (pois, ainda, não passa de regra para bem conviver; não é regra para a salvação). Levar o amor aos semelhantes a ninguém salva.   

      Marcio: Como estamos em um orbe de aprimoramento não podemos cobrar dos demais o que nós temos de fazer como exemplo.

      Cel: não é cobrança, exigência, mas tão somente conselho para bem-conviver. O amor nunca pode ser cobrado pois, se é manifestado porq se cobrou, ou foi exigido, é apenas obediencia ou receio das consequencias de não pratica-lo. Apenas manifestação exterior.

      Marcio: O bom é que tudo tem sua hora e lugar...

      Cel: então devemos ficar esperando a hora e o lugar?! Não entendi. E haverá mesmo, para as obras ou melhora íntima, hora e lugar?

      Marcio: ... que depende somente do grau evolutivo de cada um, portanto não devemos nos mostrar desiludidos com o que ocorre à nossa volta...

      Cel: isso q vc colocou agora é uma verdade absoluta, tanto q sábios e mestres aconselham: “para viver melhor frente aos eventos da vida, uma boa dose de humor e uma boa dose de indiferença”; isso porq somente podemos fazer alguma coisa dentro de certos limites... depois, seja o q Deus quiser!

      Marcio: Isso se transforma em breve em condicionamento e se tornará fácil espandir em outras direções.

      Cel: e tudo isso q vc disse não passa de regra para bem-conviver, pois não salva ninguém.

      Namastê, meu amigo! Fique em Deus.

Realmente as religiões tendem a limitar o ser. Cabe ao homem expandir esses limites e neste ponto cabe o "à sua hora". O que vc cita sobre a bíblia tem outras explicações, não ao pé da letra. Como sabe Jesus falava em parábolas pois as pessoas ao seu redor naquela época não eram capazes de entender muito do que ele falava. Para uma análise mais ampla das suas colocações, todas, veja o EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO e verás que não condizem com o que vc colocou, o que talvez não signifique que seja a verdade, talvez um outro caminho.

A visão de regras para o bem viver é aceitável até um determinado ponto pois também limita maiores possibilidades inclusive sua essência. Discordo quando vc diz que nada depende de nós. Minha visão talvez limitada é que se fomos abençoados com a possibilidade de sermos  intelectualmente mais avançados que muitos de nossos irmãos e se nos dispormos a auxiliá-los levando o pouco que conhecemos a estes irmãos estaremos trabalhando em pról do bem da humanidade e sem cobrar nada por isso. Te digo que faço isso sem prever recompensas e sem imaginar que isso vá me salvar ou não, ou seja, não é forçado, é condicionado, automático, natural. Cada um age com as ferramentas que se tem disponíveis. Sou espírita e espiritualista e me vejo limitado em relação a muitas novidades que aparecem todos os dias mas cada dia que passo vejo mais que nossa missão neste orbe é nossa REFORMA ÍNTIMA que além de intelectual tem de ser moral o que significa aprendermos com nosso "homem velho" pois este camarada que nos trouxe até onde estamos e não podemos simplesmente largá-lo em um canto qualquer do nosso inconsciente, ele sempre existirá, mas aprender a conviver com ele, modificando os pontos negativos em positivos, transmutando. Difícil de perceber esta nuance sozinho como difícil é olhar para o mais leve faixo de luz se se passou a maioria da sua vida em trevas. Isso não é doutrinação meu amigo, é simplesmente no que creio e realmente é muito limitado diante de um todo incomensurável a ser redescoberto. Me baseio naquele princípio que te disse, AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO e FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO. Estes são objetivos implementados pelos estudos a respeito do espiritismo, que realmente limitam em relação a muitas coisas mas já é um caminho a ser trilhado. Neste caminho além do bem-viver podemos auxiliar a pessoas fora do nosso círculo de amizades e fora da nossa família o que não condiz com a regra do bem-viver pois seriam pessoas que não fazem parte da nossa vida corriqueira (vc já foi em algum hospital de pessoas com câncer ou em um presídio? Se sim viu como as pessoas se sentem depois de um abraço?). Quanto ao egoísmo, inveja, ciúme, orgulho, estes são sentimentos que vêm com o "homem velho" e que em determinado ponto de nossas vidas passadas foram-nos úteis pois nos auxiliaram no manter a vida (vide era primitiva, onde se não fossemos egoístas poderíamos morrer de fome) só que hoje são sentimentos desnecessários, isso qualquer religião prega e sinceramente não acho que seja um fator limitante, muito pelo contrário, nos abre a mente para novas possibilidades, para a libertação.

A hora e o lugar para a sua melhora íntima quem dita é vc mesmo, isso independe de outras pessoas. Mas se vc não conseguiu perceber esta necessidade ainda e vem um irmão seu e te passa esta possibilidade aí está plantada a semente. O seu bom ato pode ser o arado para a terra naquele momento infértil, o adubo para melhorar essa terra e a semente que se bem plantada irá germinar. Se puder plante, mas não cobre e nem se vanglorie deste ato. Do meu ponto de vista isso é amor e se não tem condição para ser exercido (de forma automática, condicionada, natural) é incondicional (sem redundância!).

O que vc diz sobre "salvação" talvez tenha inerência com o momento que estamos vivendo atualmente, onde muitas pessoas se ligaram a seitas e religiões tentando buscar o tempo perdido fora do caminho a ser trilhado. O que te pergunto é o seguinte: e estão errados? Os que não haviam começado a trilhar o bom caminho começaram agora e como dizia nosso grande irmão Chico Xavier: "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim". O início é o momento e este início só se dará quando o ser quizer, neste ponto que friso que à sua hora e ao seu momento tudo se dará. Como buscar a verdade que liberta se ainda não se está preparado para esta verdade? É o mesmo que dizer a um evangélico que Chico Xavier conversava com os mortos. Este na mesma hora te dirá que é balela, pois é impossível conversar com os mortos, mas o pastor da igreja dele faz desobsessões de espíritos pouco iluminados em sessões ... contraditório concorda? Além do EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO te recomendo a leitura de REFORMA ÍNTIMA SEM MARTÍRIO de Ermance Dufaux (veja em http://www.4shared.com/document/mpnizKa-/Reforma-intima-Sem-Martiri...) veja mais livros interessantes e de vários assuntos em http://www.4shared.com/account/dir/gqFLEAuN/_online.html?rnd=75#dir.... Se desejar algo mais avançado te recomendo os assuntos associados a APOMETRIA com passagens de física quântica e algumas coisitas a mais, verás neste diretório que te passei também. Meu intuito não é te "doutrinar" meu irmão, muito pelo contrário, sou-lhe muito grato por esta oportunidade de estar externando o pouco que sei em um pequeno debate saudável. Não me coloco como melhor que ninguém, muito longe de tudo o que escrevi esta possibilidade. Te digo o que acredito e o que me faz bem e tenho plena convicção que este pouco é muitíssimo limitado mas tenho a certeza que é um pouco além do que alguns de nossos irmãos têm conhecimento. O que me dá forças para uma vida melhor. Se for com um bom-conviver melhor ainda, mas independemos de outras pessoas para nossa evolução: só evoluiremos quando quizermos e faremos também evoluir só quando quizermos. Se desejamos a estagnação é uma questão pessoal eu particularmente não a recomendo. O grande lance realmente é este: REFORMAR-SE INTIMAMENTE, tanto intelectual quanto moralmente, eu creio nisso. RAMAATIS!!!

Responder até Márcio Almeida 52 minutos atrás

      Márcio: Realmente as religiões tendem a limitar o ser.

      Cel: me permita dizer: não apenas limitam, iludem (é evidente, q porq não conhecem a verdade); iludem os homens e lhe dão esperanças e medos, com ameaças sempre repetidas. Se conhecessem a verdade libertadora não se calariam a respeito. Os mestres a ensinaram, mas suas palavras foram mal interpretadas e, por isso, as numerosas denominações e sub-denominações em q se dividem. No entanto, a experiência dos mestres e iluminados é uma só, como a denominaram Einstein (?), Jung (?) e outros expoentes, “expêriencia de concordância universal”, q podem apresentar diferenças, apenas, devido a culturas diferentes em foram anunciadas.

      Marcio: Cabe ao homem expandir esses limites e neste ponto cabe o "à sua hora". O que vc cita sobre a bíblia tem outras explicações, não ao pé da letra. Como sabe Jesus falava em parábolas pois as pessoas ao seu redor naquela época não eram capazes de entender muito do que ele falava.

      Cel: pois é isso meu amigo, por isso Jesus usou historietas. Mas, me permita discordar qto ao restante: ao homem nada cabe pois o homem nem decide, nem escolhe, pois não tem vontade própria. Tudo nos vem do Alto (de fora, da vida). E as interpretações, ou conclusões, q cito, vêm de desde séculos ou milênios antes de Jesus até nossos dias e, hoje, da ciencia moderna q, somente há cem anos, está trazendo revelações q fizeram com as tradicionais adversárias de muitos séculos, ciencia e religião, se dessem as mãos. Aqueles sábios, sem os sofisticados laborátórios e instrumentos científicos de última geração de q dispoem nossos cientistas, haviam chegado (há séculos ou milênios) às mesmas conclusões a q estes só estão chegando somente agora.

      Marcio: Para uma análise mais ampla das suas colocações, todas, veja o ESE e verás que não condizem com o que vc colocou, o que talvez não signifique que seja a verdade, talvez um outro caminho.

      Cel: meu amigo, estudo a DE, aliás toda a literatura, as obras básicas, doutrinárias, científicas, filosóficas, romances, práticas, afinal, tudo, há mais de 60 anos. Sei q muita coisa discorda de minhas colocações e, por isso, muitos amigos reagem frente a elas, alguns até mesmo irritados. Mas, isso fazem muitos, e de todas as crenças, porq só colocam a atenção em suas doutrinas e rejeitam tudo o mais, mesmo sem conhecimento do q seja. Esquecem-se de Paulo q aconselhou: “estudai de tudo, e guardai o q for bom”, conselho sabiamente repetido, com mais clareza e sabedoria, em LM, cap 3, item 35:       "... os que desejam conhecer completamente uma ciência devem ler necessariamente tudo o que foi escrito a respeito, ou pelo menos o principal, não se limitando a um único autor. Devem mesmo ler os prós e os contras, as críticas e as apologias, iniciar-se nos diferentes sistemas a fim de poder julgar pela comparação. Cabe ao leitor separar o bom do mau, o verdadeiro do falso."
      Aí está um sábio conselho que poucos seguem. E, qto a estudar os “contras” e as “críticas”, muitos se aborrecem à simples sugestão.
      Observe q, em geral, as pessoas se prendem àquela crença que conhecem e que julgam correta e não se interessam em conhecer outras. Veja a necessidade de estudar, olhar noutras direções e comparar; nossa cabeça é que vai decidir porque a crença/religião é assunto de foro pessoal, de acordo com aquilo que se harmoniza com nosso interior e pode ser muito diferente de tudo q está escrito, por quem quer que seja, daquilo que ouvimos, aprendemos etc.
      Como vc há de concordar, é isso que todos devíamos fazer mas, infelizmente, não é o que acontece e, assim, muitos  podem estar deixando de conhecer coisas de extrema importância para o crescimento em direção à verdade.
      Marcio: A visão de regras para o bem viver é aceitável até um determinado ponto pois também limita maiores possibilidades inclusive sua essência.

      Cel: gostaria q o amigo me explicasse qual é esse “determinado ponto”, q não entendi. E não limita nenhuma possibilidade, muito menos a essência, pois esta é uma só e universal. A essência ou os espiritos são “o” Espirito”, um só, a Consciencia, ou Mente, universal. E, sendo universal, abrange todos e tudo. Como disse Paulo (e muitos outros): “Nele vivemos e respiramos; Ele está à frente e atrás, à esquerda e à direita, acima e abaixo, dentro e fora”. Como muitos e a ciencia mais avançado do planeta “existe uma só consciencia e nós somos essa consciencia!”. 

      Marcio: Discordo quando vc diz que nada depende de nós. Minha visão talvez limitada é que se fomos abençoados com a possibilidade de sermos  intelectualmente mais avançados que muitos de nossos irmãos e se nos dispormos a auxiliá-los levando o pouco que conhecemos a estes irmãos estaremos trabalhando em pról do bem da humanidade e sem cobrar nada por isso.

      Cel: pois é isso, e nada mais é do que “regras para bem-conviver”, uns dando as mãos para os outros. É obra pelo bem da humanidade; satisfaz quem a pratica e quem a recebe, mas não leva ninguém sequer um passo na direção de Deus.

      Marcio: Te digo que faço isso sem prever recompensas e sem imaginar que isso vá me salvar ou não, ou seja, não é forçado, é condicionado, automático, natural.

      Cel: bem, meu amigo, o q é condicionado ou automático não é natural; apenas está namemória e se tornou hábito resultante do pensar q deve ser assim, q se fará, e a alguém mais, mais feliz. Condicionamento ou automatismo não transforma o coração de ninguém; apenas transforma hábitos, costumes, atitudes, procedimentos. O íntimo continua o mesmo q era antes do habituar-se.

      Marcio: Cada um age com as ferramentas que tem disponíveis. Sou espírita e espiritualista e me vejo limitado em relação a muitas novidades que aparecem todos os dias mas cada dia que passo vejo mais que nossa missão neste orbe é nossa REFORMA ÍNTIMA que além de intelectual tem de ser moral o que significa aprendermos com nosso "homem velho"... não podemos simplesmente largá-lo em um canto qualquer do nosso inconsciente, ele sempre existirá, mas aprender a conviver com ele, modificando os pontos negativos em positivos, transmutando.

      Cel: nada aprendemos com o “homem velho”, pois ele, como nós, somente aprendemos, alguma coisa, com as experiencias/lições da vida do dia-a-dia, pois não somos nós q nos moldamos o caráter ou nosso destino: são as inumeráveis influências q, as tambem inumeráveis lições da vida, excercem sobre nós, tanto no sentido do bem, quanto no sentido do mal. Essa chamada “escola de espíritos” é, tão somente, uma escola do bem e do mal. Aqui, aprendemos a ser bons e, aqui, aprendemos a ser maus. Aqui é q nos tornamos recheados de imperfeições.

      Marcio: ... Me baseio naquele princípio que te disse, Amar a Deus sobre todas as coisas e a teu próximo como a ti mesmo” e “Fora da caridade não há salvação”.

      Cel: bem, meu amigo, não entendo como se pode amar algo q desconhecemos totalmente; nem o q significa esse “amai o próximo como a  vós mesmos”; são apenas conselhos possíveis àqueles que não mais precisam de conselhos. E evidentemente, o sábio Jesus com essas palavras ensinava mais uma regra de bem-conviver, para q se procedesse com os demais com aquele tipo de amor q pode levar a um relacionamento melhor; o amor verdadeiro está além do alcance dos homens. E outra coisa, meu amigo, as palavras q vc citou sobre a caridade são apenas a bandeira do espiritismo; na realidade vc não encontrará, nas escrituras (a não ser q eu esteja com a memória ruim) essa afirmação; todos, Jesus, Paulo e outros enalteceram o amor como a virtude por excelencia; contudo, nenhum deles afirmou q fora da caridade não há salvação. Se vc se lembrar de algo nesse sentido, por favor, me informe.

      Marcio: Estes são objetivos implementados pelos estudos a respeito do espiritismo, que realmente limitam em relação a muitas coisas mas já é um caminho a ser trilhado.

      Cel: é um começo, mas não é um dos caminhos, pois só existe “um” caminho. É certo q muitos começam por esse, e por outros mas, muitos chegam ao ponto de se desencantar com todos eles pois, a partir desse ponto, não têm mais respostas aos q se aprofundam. Por isso, muitos abrem seu leque de buscas e descobrem as respostas procuradas, muitas vezes sozinhos, sem qualquer religião ou doutrina; essas respostas estão além delas todas!

      Marcio: A hora e o lugar para a sua melhora íntima quem dita é vc mesmo, isso independe de outras pessoas. Mas se vc não conseguiu perceber esta necessidade ainda e vem um irmão seu e te passa esta possibilidade aí está plantada a semente.

      Cel: é certo meu amigo, mas nem eu, nem o amigo q me apoie, tem essa semente por ele mesmo plantada; tudo vem de  fora de nós, nada por nossa livre vontade, escolha ou esforço. Embora toda verdade ja esteja dentro de nós, nunca a encontraremos se de fora de nós não vier a provocação necessária; veja q, como vc mesmo colocou no seu exemplo, “vem um irmão e te passa a possibilidade”. Na realidade, nada nasce em nós sem provocação externa; lembre-se de que nem de nossos pensamentos somos donos; nós não temos comando sobre nossa mente; é ela q nos comanda. E, se os pensamentos não são nossos, não são nossos os desejos e as obras. Não temos méritos nem deméritos, pois, como afirmaram Jesus< Paulo e outros “tudo vem  do Alto”.

      Marcio: ... plante, mas não cobre e nem se vanglorie deste ato.

      Cel: nem podemos nos vangloriar, pois as obras não são nossas, nem as boas, nem as más. Aquele q se vangloria está (como todos nós) interpretando a vida através de um véu de ilusões.

      Marcio: O que vc diz sobre "salvação" talvez tenha inerência com o momento que estamos vivendo atualmente

      Cel: amigo, existe um só caminho e esse não depende de qualquer momento, nem de tempo, nem de condições em q esteja o mundo, seja 10 mil anos atrás, ou hoje mesmo, violento ou tranquilo. O único q importa é o trabalho de se ter a percepção de quem na realidade somos.

      Marcio: ... contraditório concorda? Além do EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO te recomendo a leitura de REFORMA ÍNTIMA SEM MARTÍRIO.......

             Cel: a partir daqui perdi o restante de sua msg e nem mesmo no tópico de Anjo consegui encontra-la. Minha máquina está perdendo coisas; até a correção sumiu.  (Agora encontrei sua msg mas já a arespondi, talvez em lugar errado).

              Forte abraço.

      Márcio: Realmente as religiões tendem a limitar o ser.

      Cel: me permita dizer: não apenas limitam, iludem (é evidente, q porq não conhecem a verdade); iludem os homens e lhe dão esperanças e medos, com ameaças sempre repetidas. Se conhecessem a verdade libertadora não se calariam a respeito. Os mestres a ensinaram, mas suas palavras foram mal interpretadas e, por isso, as numerosas denominações e sub-denominações em q se dividem. No entanto, a experiência dos mestres e iluminados é uma só, como a denominaram Einstein (?), Jung (?) e outros expoentes, “expêriencia de concordância universal”, q podem apresentar diferenças, apenas, devido a culturas diferentes em foram anunciadas.

      Marcio: Cabe ao homem expandir esses limites e neste ponto cabe o "à sua hora". O que vc cita sobre a bíblia tem outras explicações, não ao pé da letra. Como sabe Jesus falava em parábolas pois as pessoas ao seu redor naquela época não eram capazes de entender muito do que ele falava.

      Cel: pois é isso meu amigo, por isso Jesus usou historietas. Mas, me permita discordar qto ao restante: ao homem nada cabe pois o homem nem decide, nem escolhe, pois não tem vontade própria. Tudo nos vem do Alto (de fora, da vida). E as interpretações, ou conclusões, q cito, vêm de desde séculos ou milênios antes de Jesus até nossos dias e, hoje, da ciencia moderna q, somente há cem anos, está trazendo revelações q fizeram com as tradicionais adversárias de muitos séculos, ciencia e religião, se dessem as mãos. Aqueles sábios, sem os sofisticados laborátórios e instrumentos científicos de última geração de q dispoem nossos cientistas, haviam chegado (há séculos ou milênios) às mesmas conclusões a q estes só estão chegando somente agora.

      Marcio: Para uma análise mais ampla das suas colocações, todas, veja o ESE e verás que não condizem com o que vc colocou, o que talvez não signifique que seja a verdade, talvez um outro caminho.

      Cel: meu amigo, estudo a DE, aliás toda a literatura, as obras básicas, doutrinárias, científicas, filosóficas, romances, práticas, afinal, tudo, há mais de 60 anos. Sei q muita coisa discorda de minhas colocações e, por isso, muitos amigos reagem frente a elas, alguns até mesmo irritados. Mas, isso fazem muitos, e de todas as crenças, porq só colocam a atenção em suas doutrinas e rejeitam tudo o mais, mesmo sem conhecimento do q seja. Esquecem-se de Paulo q aconselhou: “estudai de tudo, e guardai o q for bom”, conselho sabiamente repetido, com mais clareza e sabedoria, em LM, cap 3, item 35:  "... os que desejam conhecer completamente uma ciência devem ler necessariamente tudo o que foi escrito a respeito, ou pelo menos o principal, não se limitando a um único autor. Devem mesmo ler os prós e os contras, as críticas e as apologias, iniciar-se nos diferentes sistemas a fim de poder julgar pela comparação. Cabe ao leitor separar o bom do mau, o verdadeiro do falso."
      Aí está um sábio conselho que poucos seguem. E, qto a estudar os “contras” e as “críticas”, muitos se aborrecem à simples sugestão.
      Observe q, em geral, as pessoas se prendem àquela crença que conhecem e que julgam correta e não se interessam em conhecer outras. Veja a necessidade de estudar, olhar noutras direções e comparar; nossa cabeça é que vai decidir porque a crença/religião é assunto de foro pessoal, de acordo com aquilo que se harmoniza com nosso interior e pode ser muito diferente de tudo q está escrito, por quem quer que seja, daquilo que ouvimos, aprendemos etc.
      Como vc há de concordar, é isso que todos devíamos fazer mas, infelizmente, não é o que acontece e, assim, muitos  podem estar deixando de conhecer coisas de extrema importância para o crescimento em direção à verdade.
      Marcio: A visão de regras para o bem viver é aceitável até um determinado ponto pois também limita maiores possibilidades inclusive sua essência.

      Cel: gostaria q o amigo me explicasse qual é esse “determinado ponto”, q não entendi. E não limita nenhuma possibilidade, muito menos a essência, pois esta é uma só e universal. A essência ou os espiritos são “o” Espirito”, um só, a Consciencia, ou Mente, universal. E, sendo universal, abrange todos e tudo. Como disse Paulo (e muitos outros): “Nele vivemos e respiramos; Ele está à frente e atrás, à esquerda e à direita, acima e abaixo, dentro e fora”. Como muitos e a ciencia mais avançado do planeta “existe uma só consciencia e nós somos essa consciencia!”. 

      Marcio: Discordo quando vc diz que nada depende de nós. Minha visão talvez limitada é que se fomos abençoados com a possibilidade de sermos  intelectualmente mais avançados que muitos de nossos irmãos e se nos dispormos a auxiliá-los levando o pouco que conhecemos a estes irmãos estaremos trabalhando em pról do bem da humanidade e sem cobrar nada por isso.

      Cel: pois é isso, e nada mais é do que “regras para bem-conviver”, uns dando as mãos para os outros. É obra pelo bem da humanidade; satisfaz quem a pratica e quem a recebe, mas não leva ninguém sequer um passo na direção de Deus.

      Marcio: Te digo que faço isso sem prever recompensas e sem imaginar que isso vá me salvar ou não, ou seja, não é forçado, é condicionado, automático, natural.

      Cel: bem, meu amigo, o q é condicionado ou automático não é natural; apenas está namemória e se tornou hábito resultante do pensar q deve ser assim, q se fará, e a alguém mais, mais feliz. Condicionamento ou automatismo não transforma o coração de ninguém; apenas transforma hábitos, costumes, atitudes, procedimentos. O íntimo continua o mesmo q era antes do habituar-se.

      Marcio: Cada um age com as ferramentas que tem disponíveis. Sou espírita e espiritualista e me vejo limitado em relação a muitas novidades que aparecem todos os dias mas cada dia que passo vejo mais que nossa missão neste orbe é nossa REFORMA ÍNTIMA que além de intelectual tem de ser moral o que significa aprendermos com nosso "homem velho"... não podemos simplesmente largá-lo em um canto qualquer do nosso inconsciente, ele sempre existirá, mas aprender a conviver com ele, modificando os pontos negativos em positivos, transmutando.

      Cel: nada aprendemos com o “homem velho”, pois ele, como nós, somente aprendemos, alguma coisa, com as experiencias/lições da vida do dia-a-dia, pois não somos nós q nos moldamos o caráter ou nosso destino: são as inumeráveis influências q, as tambem inumeráveis lições da vida, excercem sobre nós, tanto no sentido do bem, quanto no sentido do mal. Essa chamada “escola de espíritos” é, tão somente, uma escola do bem e do mal. Aqui, aprendemos a ser bons e, aqui, aprendemos a ser maus. Aqui é q nos tornamos recheados de imperfeições.

      Marcio: ... Me baseio naquele princípio que te disse, Amar a Deus sobre todas as coisas e a teu próximo como a ti mesmo” e “Fora da caridade não há salvação”.

      Cel: bem, meu amigo, não entendo como se pode amar algo q desconhecemos totalmente; nem o q significa esse “amai o próximo como a  vós mesmos”; são apenas conselhos possíveis àqueles que não mais precisam de conselhos. E evidentemente, o sábio Jesus com essas palavras ensinava mais uma regra de bem-conviver, para q se procedesse com os demais com aquele tipo de amor q pode levar a um relacionamento melhor; o amor verdadeiro está além do alcance dos homens. E outra coisa, meu amigo, as palavras q vc citou sobre a caridade são apenas a bandeira do espiritismo; na realidade vc não encontrará, nas escrituras (a não ser q eu esteja com a memória ruim) essa afirmação; todos, Jesus, Paulo e outros enalteceram o amor como a virtude por excelencia; contudo, nenhum deles afirmou q fora da caridade não há salvação. Se vc se lembrar de algo nesse sentido, por favor, me informe.

      Marcio: Estes são objetivos implementados pelos estudos a respeito do espiritismo, que realmente limitam em relação a muitas coisas mas já é um caminho a ser trilhado.

      Cel: é um começo, mas não é um dos caminhos, pois só existe “um” caminho. É certo q muitos começam por esse, e por outros mas, muitos chegam ao ponto de se desencantar com todos eles pois, a partir desse ponto, não têm mais respostas aos q se aprofundam. Por isso, muitos abrem seu leque de buscas e descobrem as respostas procuradas, muitas vezes sozinhos, sem qualquer religião ou doutrina; essas respostas estão além delas todas!

      Marcio: A hora e o lugar para a sua melhora íntima quem dita é vc mesmo, isso independe de outras pessoas. Mas se vc não conseguiu perceber esta necessidade ainda e vem um irmão seu e te passa esta possibilidade aí está plantada a semente.

      Cel: é certo meu amigo, mas nem eu, nem o amigo q me apoie, tem essa semente por ele mesmo plantada; tudo vem de  fora de nós, nada por nossa livre vontade, escolha ou esforço. Embora toda verdade ja esteja dentro de nós, nunca a encontraremos se de fora de nós não vier a provocação necessária; veja q, como vc mesmo colocou no seu exemplo, “vem um irmão e te passa a possibilidade”. Na realidade, nada nasce em nós sem provocação externa; lembre-se de que nem de nossos pensamentos somos donos; nós não temos comando sobre nossa mente; é ela q nos comanda. E, se os pensamentos não são nossos, não são nossos os desejos e as obras. Não temos méritos nem deméritos, pois, como afirmaram Jesus< Paulo e outros “tudo vem  do Alto”.

      Marcio: ... plante, mas não cobre e nem se vanglorie deste ato.

      Cel: nem podemos nos vangloriar, pois as obras não são nossas, nem as boas, nem as más. Aquele q se vangloria está (como todos nós) interpretando a vida através de um véu de ilusões.

      Marcio: O que vc diz sobre "salvação" talvez tenha inerência com o momento que estamos vivendo atualmente

      Cel: amigo, existe um só caminho e esse não depende de qualquer momento, nem de tempo, nem de condições em q esteja o mundo, seja 10 mil anos atrás, ou hoje mesmo, violento ou tranquilo. O único q importa é o trabalho de se ter a percepção de quem na realidade somos.

      Marcio: ... contraditório concorda? Além do EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO te recomendo a leitura de REFORMA ÍNTIMA SEM MARTÍRIO.......

             Cel: a partir daqui perdi o restante de sua msg e nem mesmo no tópico de Anjo consegui encontra-la. Minha máquina está perdendo coisas; até a correção sumiu.

              Forte abraço.

Querido irmão, veja o restante da mensagem:

Além do EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO te recomendo a leitura de REFORMA ÍNTIMA SEM MARTÍRIO de Ermance Dufaux (veja em http://www.4shared.com/document/mpnizKa-/Reforma-intima-Sem-Martiri...) veja mais livros interessantes e de vários assuntos em http://www.4shared.com/account/dir/gqFLEAuN/_online.html?rnd=75#dir.... Se desejar algo mais avançado te recomendo os assuntos associados a APOMETRIA com passagens de física quântica e algumas coisitas a mais, verás neste diretório que te passei também. Meu intuito não é te "doutrinar" meu irmão, muito pelo contrário, sou-lhe muito grato por esta oportunidade de estar externando o pouco que sei em um pequeno debate saudável. Não me coloco como melhor que ninguém, muito longe de tudo o que escrevi esta possibilidade. Te digo o que acredito e o que me faz bem e tenho plena convicção que este pouco é muitíssimo limitado mas tenho a certeza que é um pouco além do que alguns de nossos irmãos têm conhecimento. O que me dá forças para uma vida melhor. Se for com um bom-conviver melhor ainda, mas independemos de outras pessoas para nossa evolução: só evoluiremos quando quizermos e faremos também evoluir só quando quizermos. Se desejamos a estagnação é uma questão pessoal eu particularmente não a recomendo. O grande lance realmente é este: REFORMAR-SE INTIMAMENTE, tanto intelectual quanto moralmente, eu creio nisso. RAMAATIS!!!

A partir daqui me retiro do debate para que não entre nem conote pessoalidade, não há esta intenção. Percebo que há discordâncias e como te disse ainda sou limitado e prefiro conservar o respeito pelas diferentes crenças e me aprofundar nos estudos buscando o entendimento para as divergências em busca da verdade essêncial que realmente liberta! Seja feliz mesmo que em flashs!

      Cel: olá, amigo Almeida, grato por me mandar o q faltava da msg.

      Marcio: Meu intuito não é te "doutrinar" meu irmão, muito pelo contrário, sou-lhe muito grato por esta oportunidade de estar externando o pouco que sei em um pequeno debate saudável.

      Cel: amigo, ao contrário de vc, minha intenção é, sim, fazer q amigos reflitam e, se possivel, como já ocorreu com muitos, abram os olhos para outras linhas espiritualistas; se o não fazem, se só têm a atenção voltada para sua crença, podem estar deixando de conhecer coisas de extrema importancia para a emancipação espiritual. Como disse o Mestre: “... colocai vossa luz sobre o velador para q ilumine a todos”. E tenho certeza de q se o amigo possuisse algo q pudesse auxiliar outros, não o guardaria só para si mesmo, certo?

      Marcio: Não me coloco como melhor que ninguém, muito longe de tudo o que escrevi esta possibilidade.

      Cel: ninguém é melhor; todos estamos no mesmo barco, na escuridão da ignorancia e dos consequentes sofrimentos, dos quais só nos libertamos ao “conhecer a verdade q liberta”.

      Marcio: Se for com um bom-conviver melhor ainda, mas independemos de outras pessoas para nossa evolução: só evoluiremos quando quizermos e faremos também evoluir só quando quizermos.

      Cel: meu amigo, não dependemos de nós mesmos, nem evoluiremos qdo quisermos. Dependemos das inumeras influencias vindas das tb inúmeras experiencias/lições q esta escola, do bem e do mal, q é a vida (a que chamam de “escola de espíritos”), exerce sobre nós a todo instante. É a vida q nos faz como somos, maus ou bons, perfeitos ou imperfeitos; não somos nós q moldamos nosso caráter nem moldamos nosso destino. O querer, o desejar, o obrar não depende de ninguém, mas do que a vida faz de nós. Assim, não há, nesse evoluir, questões ou vontades pessoais.

      Se evoluir depende de nós, porq somos como somos?

      Marcio: O grande lance realmente é este: REFORMAR-SE INTIMAMENTE, tanto intelectual quanto moralmente.

      Cel: como reformar-se intimamente? O amigo sabe <como> fazer isso? Como substituir o desamor, orgulho, egoísmo, inveja, ciumes, por amor, humildade, solidariedade por amor? Sempre milhares de msg, textos, poesias, historietas, fábulas etc nos ensinam <o que> devemos fazer: seja caridoso, benévolo, tenha fé em Deus, deixe de ser impaciente, agressivo, mau, deixe de roubar e matar, não minta mais, não seja mais tão irritável e irritante, abandone todos seus vícios e defeitos morais e os substitua por virtudes! Mas nunca, como todas as religiões, ensinam o q é importante e tem valor para nós: o <como> fazer. Já percebeu isso?

      Marcio; A partir daqui me retiro do debate para que não entre nem conote pessoalidade, não há esta intenção. Percebo que há discordâncias e como te disse ainda sou limitado e prefiro conservar o respeito pelas diferentes crenças e me aprofundar nos estudos buscando o entendimento para as divergências em busca da verdade essêncial que realmente liberta!  

            Cel: me permita dizer q <nenhuma> religião do mundo pode ensinar o caminho da verdade q liberta, e não pode porq interpreta equivocadamente os ensinamentos daqueles grandes, de cujas palavras os homens convecionaram religiões. O q ensinam são somente regras de como bem-conviver; nunca ensinam regras para a salvação, para a realização espiritual.

      Mas porq o amigo se retira? Vc não está em Anjo de Luz justamente para se informar, visando uma maior compreensão?

      Um abraço.  

Querido irmão, me retiro pois não acho viável ficarmos debatendo quando há tanta divergência. Vc tem sua crença e como disse, já a algum tempo. Eu só te digo, de coração, vc está equivocado em muitas de suas colocações. Mas o hábito faz o monge! Quanto à Reforma Íntima, leia a indicação que te passei de ERMANCE DUFAUX. Tenho certeza que alguma informação "extra" lhe será passada para que seja bem utilizada isso SE VC SE PERMITIR, caso contrário será somente mais uma leitura avulsa que talvez não te acrescente nada! Quanto ao frequentar o blog sim é para me informar e auxiliar quem precisar mesmo que de forma limitada ainda, mas tenho o cuidado de filtrar as informações para não absorver muitas inverdades cultuadas por aqui. Seja feliz o quanto puder!

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço