Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Abro este tópico para manifestar as coisas que sinto em meu coração no momento, e ao mesmo tempo para solicitar a qualquer trabalhador irmanado na busca e instauração da luz neste planeta, para que dê sua opinião sincera sobre o tema do desapego. Na minha caminhada em busca de mais harmonia e paz estou enfrentando dificuldades com esse tema! Como encarar a ligação natural que temos com nossos trabalhos habituais, como conseguirmos equilibrar o desejo e a vontade de convivermos com nossos familiares, considerando que todas essas relações fazem parte da 3ª dimensão, e está sendo bombardeada pelas energias contrárias a instauração do plano divino na terra, as quais estão sendo gradativamente afastadas pelo trabalho de luz neste mundo! Enfim como podemos equilibrar essas relações da melhor maneira! Eu acredito e estou praticando cada vez mais a meditação! Esta semana comecei a meditação junto a natureza, e senti uma grande harmonia e uma invasão em meu ser de várias luzes, principalmente a violeta! Me contém suas experiências com isso, pois fico muito feliz em saber como as outras almas que querem luz para este mundo estão se saindo.! Namastê!

Paz e luz na terra!

Exibições: 58

Respostas a este tópico

Tudo bem Paulo, realmente o desapego tem sido um grande desafio e é uma meta diária também. A nossa tendência ao sofrimento vem exatamente do apego que no meu entender devemos subdividir(para melhor ser trabalhado) em:

     o lado material, que pra mim foi muito mais fácil de me desvencilhar pois esta já era uma caracteristica minha, o não ser consumista, possuir uma consciência ecológica, não ser dado a modismos e possuir uma vida mais singela no tocante ao grosso dos sonhos e objetivos da sociedade ocidental.

    o emocional, que para quem vive com a família e possui pouco tempo para si mesmo em isolamento, acaba tendo dificuldade em se sentir como energia individual, "mas jejuar do mundo" é bem útil como técnica. É fácil falarmos que podemos querer bem as pessoas sem nos apegarmos a elas, mas na prática a coisa é diferente, o que costumo fazer é simular mentalmente a perda de entes queridos, amigos, parentes e tentar trabalhar minha cabeça nestas situações, que é bem mais difícil. Mas se agoniar e PRÉocupar pelo o que ainda nem aconteceu é bem cruel, provavelmente, na hora certa, estaremos nos sentindo mais plenos e integrados com a energia cósmica, sem a necessidade de nos relacionarmos fisicamente.   

       na nossa rotina diária quer seja no trabalho, no lazer, no âmbito cultural e educacional, físico dentre outros, novamente sempre tenho agido em meio termo, não deixo de levar meu dia a dia(já com diversas alterações), mas tenho em mente que daqui a algum tempo tudo isto poderá ser irrelavante e desnecessário, de uma forma que nem ainda conseguimos conjecturar. Mas basta saber que até lá algumas atividades e atitudes podem me fazer estar mais desenvolvido e resolvido energetica e emocionalmente.

O certo é não deixarmos sentimentos ruins se apossarem de nós, gerados pela insegurança do não saber, pois ter certeza de nada é com o que temos de nos acostumar e contentar. Viver mais o presnte e esperar pelo que há de vir trabalhando princípios básicos de solidadriedade, ética, fraternidade, equânimidade, pois tudo é impermanente . 

Que todos tenhamos muita Luz , Paz  e Serenidade para agirmos com amor na hora da trnsição.

NAMASTE>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Agradeço demais sua contribuição, com certeza me ajudará muito! Eu te digo q tb ñ tenho problema c/ consumismos, minha maior dificuldade é a administração da ansiedade e tensão familiar q causa a nossa ida p/ a luz em relação a eles! Na minha família falamos sobre as mudanças planetárias, mas é dificil de aceitarem em seus corações as mudanças! Entende eu tento dar o meu salto quântico e me sinto puxado de volta a td momento p/ as tensões próprias da 3a d. Eu te diria q a administração da situação é nova prá mim, mas estou fazendo c/ tds devem fazer, entrando em meditação e cuidando mais tempo de mim do meu físico, sem deixar trabalho e família, apenas dividindo mais o tempo! É um caminho sem volta, eu ainda sinto muita insegurança, mas tb a minha confiança no trabalho p/ a luz aumenta gradativamente! É assim, é uma mudança de concepção de vida, lenta, gradual, mas sempre olhando p/ frente em busca e na certeza da libertação do planeta!

Namastê! Muita luz e amor e em seu mundo!

Olá Paulo, estou feliz por você trazer esse assunto para nosso grupo.  DESAPEGO.

Pois bem, lhe direi sinceramente e verdadeiramente:  E minha verdade é que eu só parei  para pensar no assunto agora, com seu questionamento.

Não penso nisso, talvez por ser um trabalho diário.

Pois bem, tenho marido, filho  e  família  com irmãos, cunhadas, sobrinhos e filhos dos sobrinhos. O que aconteceu comigo foi que a partir de uns cinco anos atrás, a vida tem me levado ao desapego das pessoas que amo, naturalmente, e por ser natural e gradual, talvez eu não tenha parado pra refletir mais profundamente.

Minha vida tem passado por grandes transformações nesse período, mas também me trouxe ferramentas para eu aprender a lidar com o desapego. Hoje entendo que apego não é Amor.  Apego faz mal, tanto para você como para o outro. Então nesses últimos 5 anos tenho tratado o desapego com naturalidade.

Desapegar do meu filho é que é mais difícil e ainda hoje tenho dificuldade, mas vira e mexe, lembro e envio comando para minha mente entender que ele é uma pessoa, com um espírito e talvez, um espírito mais vivido que o meu espírito e ele têm suas próprias experiências e lições para o aprendizado que é único, e que eu não tenho o direito de interferir ou atrapalhar. A isso eu chamo de respeito, assim como eu também mereço esse respeito e não admito invasão de ninguém. Mas repito, é um trabalho constante.

E tenho progredido muito nesse trabalho que é interior. E o trabalho maior  é com a mente que tem de estar em consenso com o coração.  E lembrando sempre que quem comanda é o espírito.

Hoje, a cada dia, sinto-me em paz e mais segura. Vivo o presente. Consumo o que necessito. Na verdade nunca fui consumista ou desvairada. E hoje até minha mala arrumo na hora da viagem. Nada com antecedência e sem mala lotada de coisa desnecessária ou supérflua.  

Puxa como eu mudei! Mais uma vez te agradeço por ter trazido esse assunto em discussão. Clareou muita coisa nesse momento para mim.

Gratidão.
Olá Paulo
Li seu comentário e acho que de fato é muito dificil pensarmos em desapego guando falamos em familia e entes que amamos.
Deus sabe que é dificil para nós,porém sabe como eu faço,aprendi a respeitar o espaço deles(meus filhos) e de verdade não consigo me imaginar sem eles nesta vida,mas hoje o meu filho mais velho mora em outra cidade e aprendi a conviver com a distancia.
Eu quanto a coisas materiais já consigo de verdade não me apegar,consigo dividir tudo,com muita facilidade,tento fazer o melhor no meu mundo,e assim vamos vivendo e realizando o nosso melhor...

Bjs no seu coração

Mara
Agradeço a todas intervenções! Muita luz p/ tds

Olá irmão Paulo!creio que nos temos ainda ligações forte com a 3ª dimensão, não podemos ignorar isso, pois estamos vivenciando ela,o que faz a diferença em sermos trabalhadores da Luz, é compreender,se transformar nos pensamentos e atitudes de luz,paz e amor,sentir,aceitar,vibracionar nossos corpos de luz na unidade e conexão com a fonte(Deus),entender que nossa dualidade é uma grande dádiva que Deus nos concedeu para evoluirmos em harmonia,equilíbrio,amor,compaixão,fraternidade,benevolência,paciência,piedade,perdão,agradecimentos, enfim seguir os ensinamento do Mestre Jesus para conosco e o próximo,praticar a caridade com despreendimento

sem cobranças e arrependimento,respeitando o livre arbítrio de cada um, plante a semente...faça sua parte, que chegará o dia que todas as sementes irão germina e verás os frutos de teu plantio... Cada um tem seu tempo! isso não podemos forçar a natureza,apenas der exemplos de luz ....em seu trabalhos, e tudo irá fluir naturalmente no tempo certo...pode ter certeza e fé!  É a Lei da causa e Efeito, se plantamos flores teremos um jardim....Deus te abençõe sempre!

Paz e alegrias para todos.

Elciene Maria.

ELCIENE:

Muito grato por tuas palavras de luz e sabedoria! Com certeza tens razão em td q expressa, devemos ser perseverantes em nossa busca individual de luz, com calma, perseverança e fé sem abandonarmos nossas funções no mundo, mas ao mesmo tempo mantendo o foco na luz. A questão c/ algum iluminado ser de luz nesse site já falou "devemos estar no mundo, mas não devemos ser do mundo", e assim, as coisas, as pessoas, a natureza, td, se ajusta no tempo necessário. Devemos sim manter nosso propósito. Paz e luz a vc e em sua vida! NAMASTÊ

Paz, Luz e alegrias....irmão Paulo. Fica com Deus!

Namastê!

Elciene Maria.

Paulo, recém ingressei no grupo, estou na condição de entrante.

Eu não sei como está sendo interpretado esse "desapego" no nosso meio e, sinceramente nao concordo com a forma radical como vem sendo este termo empregado. Para mim apego é afeição,vínculo, compromisso, defesa ,nada que se aproxime com o sentimento obsessivo de posse sobre algo ou alguém.

Somos espíritos reencarnados, comprometidos com a nossa matéria que precisa de todo o nosso cuidado e respeito para cumprir nossa missão na Terra. Nosso aprendizado é longo e não vejo essa possibilidade sem determinados vínculos sensíveis. Viemos ao mundo através de uma ligação sagrada com nossa mãe, desde a fase imbrionária  ficamos cuidadosamente ligados através do cordão umbilical àquela que nos à luz. Isso é apego. Como a vida humana pode acontecer sem esse liame, o mais forte que uma mãe pode  ter?A fase seguinte é a amamentação do filho ao seio materno. E essa, Paulo, é a experiência mais linda que uma mãe pode ter. Só tive uma filha, mas amamentei muitas crianças e como esse apego me feliz, me completava. A nossa condição evolutiva exige que precisemos de recursos humanos e materiais para que vivamos na Terra, num mundo altamente competitivo e agressivo, onde temos que constantemente estar vigilantes em relação ao supérfluo e o essencial para as nossas vidas. Já sabemos que a questão maior é SER e não TER. Entretanto, precisamos de amigos, da nossa família, até dos nossos animaizinhos, no contrário, a nossa reeencarnação estaria prejudicada pois o amor precisa ser expandido, manifestado nessa forma de vínculos. Não acredito nesse desapego radical. Nem Jesus o conseguiu, ele amava a vida, os amigos que o cercavam, ele se identificou com sua parte humana onde apegos afetivos são inevitáveis.

Não foi em vão a sua depressão no Monte das Oliveiras, quando sua hora de partir estava chegando, e ele suplicou ao Pai que afastasse dele aquele cálice. E o que dizer de Maria, nessa hora e após?

Então, acho que esta exigência deve ser reconsiderada nos limites da ponderação. Não estou fazendo apologia ao materalismo, até porque me considero bastante desprendida daquilo que a grande maioria  tem como essencial em suas vidas. Essencial para mim são meus livros, meu cantinho para morar, o pão nosso de cada dia, meu trabalho, meus filhos, (sou mãe adotada), meus amigos que me acompanham desde à infância, minha origem, minha família espiritual. Porque tudo isso fazem parte do meu processo de crescimento. Alguns pecadinhos também não mão, meu estágio nãe é ainda de santidade e porque sou assim, me considero muito feliz e abençoada. Paulo, despego mesmo´só indo para um mosteiro tibetano e até para é necessário estar vocacionado.Para encerrar, respondendo a sua pergunta, não enfrento o desapego, deixo-o acontecer naturalmente, sem qualquer repulsão, porque tudo tem a sua hora  e condições exatas, como o amadurecimento de um fruto. Amo demais a vida e tudo que ela me oferece com tanta generosidade. Fazer laboratório de desapego sem o preparo necesário é caminhar para algum tipo de transtorno físico e mental, trazendo aí um sofrimento inútil. Não é o apego a razão do sofrimento, devemos nos conscientizar que, além de estarmos num planeta de provas e expiação, tudo na vida obedece a lei universal de causa e efeito.

Espero, sinceramente, que as pessoas tenham mais tranquilidade nessa corrida à ILUMINAÇÃO, sob pena de esquecer algumas bagagens pelo caminho. Garande abraço de coração a coração. NAMASTÊ.

 

Maria Helena:

Desde já agradeço a sua intervenção na discussão. A sua intervenção é muito lúcida e extremamente oportuna! Lhe parabenizo pela sinceridade e coração no que diz, pq sinto q tem muita bagagem de vida!

A minha intenção ao propor essa discussão é justamente abrir espaço p/ q tds coloquem suas visões sobre este tema! Isto é naturalmente complexo, especialmente no momento que o planeta passa, onde nós q não são somos nem tão iluminados assim (afinal se já tivessemos mais ascenção, não viveríamos num mundo ainda de provas e espiações), mas o nosso diferencial em relação a grande maioria das pessoas é que sabemos das mudanças q estão ocorrendo, onde os canais de luz com as esferas ascencionadas estão sendo abertos e o planeta já está recebendo uma grande quantidade de luz. O resultado disso, é que a energia aqui instalada de baixissíma vibração, reage, entende, e funciona (a meu ver) c/ um peão um tanto qto enlouquecido (é a simples lei de ação e reação). Quem sofre essa reação imediata, eu pergunto a vc Maria Helena?? Eu digo, e acho q vc se dá conta: NÓS Q FAZEMOS TRABALHOS DE LUZ, POIS NÓS ESTAMOS SENDO OS RESPONSÁVEIS PELA ABERTURA DOS CANAIS! Então eu sinto na minha vida, a contradição constante, a colocação a prova das minhas convicções, q sei são sinceras! Nesse universo o quem ver ser o desapego ou o que eu pretendi qdo propus a discussão? C/ lidamos c/ essa reação da melhor maneira, sem nos afetarmos do mundo em que vivemos, ou seja não abandornarmos, nossos entes queridos, nossos amigos e trabalhos, mas firme nos propósitos de trabalhar pela luz! Entende, Maria Helena, eu talvez eu não tenha me feito compreender no que eu queria! Na verdade, o que eu quero é buscar os meios p/ ficar na luz, e ao mesmo tempo no mundo! Eu penso tb c/ vc - não podemos abandonar nossas vidas, pq na verdade o q dá razão as nossas vidas, são nossos "apegos" c/ vc muito bem coloca e estamos aqui justamente p/ melhora esse mundo tão sofrido!

No meu caso, admito q sou um pouco paranóico, mas poxa eu sinto c/ se minha família pensasse q estou enlouquecendo c/ tdo essa questão da mudança planetária q eu venho colocando, eles acreditam, mas tem dificuldade de entender q é necessário mudar hábitos! Eu sou casado c/ uma moça japoneza, temos 2 filhos, mas não temos casa própria Maria, então, moramos numa casa grande, junto c/ a minha mãe q é a Dona, e mais 2 irmãos. A casa é espaçosa e tem espaço suficiente p/ tds, mas tempos concepções de mundo diferentes. Eu junto c/ minha esposa tentamos uma vida mais natural, c/ alimentação equilibrada e exercícios (estamos fazendo reeducação alimentar c/ introdução maciça de verduras, frutas e legumes - estamos nos sentindo bem nesse processo de mudança). Mas a minha flia. Maria Helena, gosta muito de comer, e se come de td mesmo! Somes gaúchos e vc sabe, gaúcho gosta de carne, então c/ convencê-los de q a mudança de hábitos beneficia tds. Vc está percebendo q o meu problema não é só desapego em relação ao momento do planeta, mas conflitos familiares por diferentes concepções de mundo, q se acirram um pouco mais pelo momento de mudança do planeta. No meu caso, vc é vivida e se dá conta a saída é mudar de casa, mas a dificuldade é grande pq não temos, pelo menos no momento uma perspectiva melhor p/ sair. Temos um terreno, mas não temos dinheiro suficiente p/ construir. Mas, apesar das divergências, estamos conseguindo nos conciliar, pois eu tb ajudo muito minha mãe, pq temos 2 irmãos mais velhos q são oligofrênicos (deficiente mental leve - eles conseguem trabalhar, mas são muito protegidos pela minha mãe - vc é mãe entende esse sentimento materno), então ajudo bastante na despesa da casa, mas c/ isso fico bastante tolhido p/ fazer uma poupança e aplicar mais em benefício de minha esposa e filhos. Eu trabalho c/ advogado, tenho muito serviço, mas tb enfrento um stress absurdo - pq o Judiciário nesses tempos de mudança, se naturalmente já lento, atualmente parece travado. Então é isso querida, do desapego, acabei abrindo um pouco mais meu coração prá vc me entender melhor!

Te desejo muita paz e luz e q td se resolva prá vc sempre e da melhor maneira possível! NAMASTÊ 

Querido amigo estelar

 

Sei que falei demais, talves porque esteja acostumada a redigir por força da profissão; coincidência ou não, também sou advogada.

Eu entendi a questão do despego e sei o quanto é delicado e determinante esse momento de transição. O quanto ficamos sensíveis, porque o nível de consciência eleva aumentando a nossa percepção e é ai que os desafios e perigos surgem. Nem todos estão na mesma frequencia que a nossa, então não espere compreensão de familiares. Faça a sua parte, com menos ansiedade, sem grandes exigências nem para si nem para os seu. Cada tem o seu tempo de despertar e a natureza não dá saltos. Todas essas dificuldades vão passar, mas no momento ela lhe servem de alicerce para o seu fortalecimento espiritual para voc colher a sua vitória mais adiante.  Mantenha sua fé, assim como Daniel, na cova dos leões a manteve porque sabia que o plano divino era aquele e que não seria abandonado. Então todas essas dificuldades não podem servir de obstáculos para o plano evolutivo e ascenção. Se desapegue sim, do desânimo quando lhe abordar, da tristeza, das dúvidas em relação ao futuro. Afinal o tempo não existe, viva então o seu presente como um presente sagrado e oportunidade de vida, pois a única coisa que realmente possuímos e não podemos nos desapegar é o nosso AGORA. Não sofra por antecipação, deixe tudo fluir como a natureza, como a luz; despegue-se dessas procupações inúteis porque o amanhã não existe. Agradeça aos Mestres, porque efetivamente você foi escolhido e está, por isso, recebendo uma série de "abordagens" para comprometer o seu equilíbrio físico e emocional. Mais a sua força é determinação são maiores, seu senso de responsabilidade é admirável e seu caráter é incorruptível, enfim, querido amigo, sua alma é linda e transparente e porisso você vencerá.

Sempre que quiser abrir o seu coração, pode contar comigo e com minha atenção.

Muita paz. Namastê.

 

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

COMPRE AQUI LIVROS ESOTÉRICOS NA AMAZON

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço!

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2022   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço