Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

 

Mas receitas

  1. APROVEITAMENTO DE FOLHAS, TALOS E OUTROS – TORTA DE FOLHAS E TALOS ...
  2. DICAS E APROVEITAMENTO DE CASCAS, TALOS E OUTROS – Do Caderno Ecoló...
  3. DICAS – salsa, cebolinha, manjericão roxo e branco, sálvia e outros
  4. PÃO DE AVEIA E FOLHAS VERDES – PARA MÁQUINA DE PÃO
  5. Mil Folhas de Bacalhau e Cobertura de camarão
  6. Mil folhas
  7. Cogumelos Paris recheados com Gorgonzola e Sementes de Funcho
  8. APROVEITAMENTO DE TALOS – PÃO DE TALOS
  9. Pão de Marmelada de Laranja e Sementes de Papoula
  10. Pão de sementes
  11. Sementes germinadas
  12. Pão sementes
  13. Mousse de Abobora e Laranja com Sementes de Abobora Tostadas – 
Mais receitas
http://www.comerbemcasa.com/aproveitamento-de-folhas-sementes-e-out...
ॐESTRELAॐ ORIENTEॐComentário de ॐESTRELAॐ ORIENTEॐ em 28 março 2011 às 20:32
Excluir comentário

http://www.comerbemcasa.com/aproveitamento-de-folhas-sementes-e-out...

APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS – MULTIMISTURA

Dra.+Clara+Brand%C3%A3o APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS MULTIMISTURA

 

 

MULTIMISTURA

Na entrega da Rede do dia 18/07, falamos sobre aMULTIMISTURA que vem da APAT e que alguns querem saber como usar.

Primeiro, não poderia deixar de citar a Dra. Clara Takaki Brandão, Pediatra, Nutróloga e criadora da MULTIMISTURA, que você vê na foto acima.
Conheci seu trabalho quando entrei para a Unibiótica em 1995. Dedico a ela minha profunda admiração, pois já salvou muitas crianças desnutridas (principalmente no Norte e Nordeste do Brasil) com aMULTIMISTURA e seus ensinamentos sobre a forma mais completa e correta de se alimentar.
Assisti, num vídeo, as grandes transformações sofridas por crianças que chegaram até ela só pele e osso e que, em alguns meses, estavam tão fortes que você nem dizia que eram as mesmas.
Se alguém tiver notícias recentes, após os problemas que enfrentou no governo no ano passado, por favor, me conte.
Em seu livrinho Alimentação Alternativa, ela nos fala que “a MULTIMISTURAvai dar muita qualidade pela variedade. Não existem alimentos fortes (carne, leite, ovo,frango) ou fracos, mas complementares. O nosso corpo precisa de variedade. A MULTIMISTURA vai enriquecer, com pequenas quantidades, o que você come todos os dias, sem mudar a preparação ou o sabor do que você gosta. Ela contém: farelo (de arroz ou de trigo), pó de folhas verde-escuras, pó de sementes e pó de casca de ovo.
MULTIMISTURA além de enriquecer o que comemos, ajuda a manter a saúde; a recuperar a criança desnutrida; a comer menos, porque os pratos ficam mais completos; a aumentar o leite do peito; a diminuir as infecções; a diminuir a anemia e muitos outros sintomas que você vai ter oportunidade de observar no dia-a-dia.”
O uso deve ser diário, como o sal: pouco e sempre.
Usar 1 a 2 colheres de sopa (rasas) para cada pessoa, por dia, dividida nas refeições. Serve para todas as idades.
Além de como usar, coloco abaixo as receitas, caso alguém deseje fazê-la.

FARELO DE ARROZ
O farelo deve ser sempre novo, sem cheiro de ranço ou de mofo.
Peneirar aos poucos em peneira fina para separar a casca e o arroz quebradinho. Pode-se passar mais de uma vez na peneira se tiver ainda muita palha.
O farelo de arroz deve ser imediatamente preparado e torrado. Torrar em panela grande, com colher de pau, mexendo sempre por, no mínimo, 25 minutos em fogo baixo(Depois que a panela e o farelo estiverem quentes).
Não colocar mais de um terço (1/3) da capacidade da panela, para se conseguir um farelo torrado homogeneamente.
Esfriar e guardar em vasilhas fechadas ou no freezer.

MODO DE USAR
1 a 2 colheres de sopa (rasas) para cada pessoa por dia.
Misturar em sopas, mingaus, vitaminas, arroz, feijão, bolos, cuscuz, beiju, pão, molho de macarrão…
Dividir em todas as refeições usadas durante o dia.

O Óleo de farelo de arroz pode ser frito várias vezes e não se decompõe. Tem álcool triterperno, que acelera a formação e a fixação da memória e outras propriedades mais. Os farelos neutralizam o componente nutricional da TPM, cólica menstrual, do alcoolismo e contribuem para uma qualidade de vida melhor. Normaliza o crescimento dentro e fora do útero, reduz a anemia, regulariza a função intestinal, melhora a dor nas pernas, o calcanhar rachado, a cicatrização, a assadura etc.

FARELO DE TRIGO (contém glúten)
Passar em peneira não muito fina. Convém torrar para ser usado em preparações que não vão ao forno ou fogo.
Para crianças pequenas, tem de ser passado em peneira fina.

MODO DE USAR
1 a 2 colheres de sopa (rasas) para cada pessoa por dia.
Dentro do princípio da MULTIMISTURA, se você tiver os 2 farelos, pode misturá-los e usar na mesma quantidade acima recomendada.

Hoje, conhecemos os efeitos maléficos dos metais pesados como o mercúrio, chumbo, cádmio, alumínio, níquel, porém, nutrientes contidos nos farelos e nos pós de folhas verde-escuras comestíveis podem neutralizar sua ação total ou parcialmente, dependendo da sua concentração, assim como outros alimentos, como as frutas, verduras, cereais integrais, que também têm componentes funcionais ou inteligentes.

PÓ DE FOLHAS VERDE-ESCURAS
São ricas fontes de vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C etc… além de Ferro e Cálcio. Existem muitas folhas que podem ser usadas, eis algumas delas: abóbora, alfavaca, batata-doce, beldroega, caruru, chuchu, coentro, dente de leão, hortelã, jambu, língua-de-vaca, mandioca, manjericão, ora-pró-nobis, picão branco, pimentão, serralha, taioba, uva, vinagreira etc…
A folha de mandioca além de ser a mais rica, é a mais fácil de ser preparada.

PREPARO
Secar as folhas em lugar ventilado, à sombra, ou em forno entreaberto até se tornarem crocantes. Amassar bem e passar no pilão, no liquidificador, no moedor de cereal ou peneira fina.
Com esse processo elimina-se o ácido cianídrico.

MODO DE USAR
Acrescente uma (1) pitada do pó de folhas no prato já pronto, em todas as refeições.

PÓ DE SEMENTES
São alimentos de grande valor que a natureza colocou à disposição. Concentram muitos sais minerais, vitaminas, óleos essenciais e proteínas muito importantes para o funcionamento do organismo.
Ex.: sementes de abóbora, amendoim, babaçu, gergelim, girassol, castanha de caju, castanha do Pará, jaca, melancia, melão, pecã, sapucaia etc…

MODO DE USAR
Use no preparo de paçoca, farofa, granola, mingau, bolo, cuscuz etc…

PÓ DE CASCA DE OVO
Os nossos bisavós já usavam o pó da casca de ovo porque é uma grande fonte de Cálcio, importantíssimo para: o crescimento, a gravidez, a amamentação, a recuperação da saúde, a conservação dos dentes e a prevenção da osteoporose (lembrar de tomar sol).

PREPARO
Lavar bem as cascas dos ovos. Fervê-las por 20 minutos e lavar bem para retirar a espuma branca. Deixar de molho por 30 minutos em 1 litro de água para uma colher de (sopa) de hipoclorito ou água sanitária. Secar ao sol ou ao forno. Liquidificar ou pilar, é bom passar em pano fino para ficar como talco.

Nota: usar máscara na hora de liquidificar para impedir a contaminação e a aspiração do pó.

Colocar 1 colher (chá), por pessoa, de suco de limão. Esperar ferver (como sonrisal) e tomar. Antes de usar, pode deixar também em vinagre (prefira o de maçã ou arroz mas o limão é o ideal), por algumas horas, para ser melhor aproveitado pelo organismo.

Usar em sopas, mingaus, farofa, paçoca, bolo etc…

Pode-se enriquecer a alimentação do dia-a-dia com uma farinha composta de:
70% de farelo (arroz e ou trigo) tostado,
15% de pó de folhas (mandioca, batata-doce, etc.),
15% de pó de sementes (gergelim, abóbora, linhaça, girassol).
Se tiver pó de cascas de ovo, a mistura fica assim:
70% de farelo tostado,
10% de pó de folhas verde-escuras,
10% de pó de sementes,
10% de pó de casca de ovo.
ESSA É A MULTIMISTURA.

No site http://www.multimistura.org.br/multimistura.htm que você encontrará mais informações.

6662277346983323447 857909181996017860?l=ecosdarede receitasecologicas.blogspot APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS MULTIMISTURA

Estas viendo el artículo APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS – MULTIMISTURA
Leer fuente original del artículo 
http://ecosdarede-receitasecologicas.blogspot.com/2009/07/receitas-com-dicas-de-aproveitamente-de.html

APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS – MULTIMISTURA

 

TSampa um alimento do Futuro!

 

EXERCITEM  E PRATIQUEM O VERBO COMPARTILHAR EM TODOS OS MOMENTOS DE SUA VIDA

PORQUE MEUS  AMIGOS A RECEITA  E OS ALIMENTOS TSAMPA NÃO PODEM SER VENDIDOS?PORQUE  É PARA  SER  COMPARTILHADO,  POR  EXEMPLO: JUNTE  AS  FAMILIAS  AMIGAS   COMPREM OS  INGREDIENTES   EM  CONJUNTO  E  FAÇAM  EM  CONJUNTO  E  DIVIDAM EM PARTE  IGUAIS   É  A  PARTILHA  DO  DO PÃO  QUE  TANTO  NOSSO  MESTRES JESUS  EXEMPLIFICOU , PRINCIPALMENTE EM  EPOCA DIFICIES COMO ESTAMOS  VIVENDO.
É ISSO  QUE OS CRIADORES DA  RECEITA NOS CONSCIENTIZA.

 TSampa um alimento do Futuro!


TSAMPA é um alimento, que em caso de escassez, guerra ou outra necessidade de sobrevivência nos sustenta. Uma bolinha deste alimento substitui uma refeição!
No caso dos alimentos em determinado momento escassearem, em casos de conflitos ou de severas mudanças terrestres que poderão acontecer, seria interessante que pessoas soubessem como manterem-se a partir da elaboração de um alimento nutritivo e fácil de ser armazenado, sem necessidade de eletricidade e de fácil acesso. Este alimento, no formato de uma bolinha, elaborada, substitui uma refeição, claro junto com líquido suficiente.
Os 9 ingredientes necessários para a confecção do TSAMPA :
Feijão vermelho; Grão de bico; Lentilha; Milho seco; Amendoim natural; Mel puro; Banana verde e Soja em grão
Nota sobre a Banana Verde:
Para obter 1 Kg útil de banana têm que se descascar 5 quilos de banana verde, portanto, se por exemplo se se estabelece como medida básica 5 Kg, tem que descascar 5 x 5 = 25 Kg de banana verde para se conseguir a quantidade necessária; logo se corta em tiras para poder tostar antes de moê-la.
Nota sobre o Mel:
Em geral o mel é utilizado na proporção de “1 por 3”, quer dizer, se se estabelece como medida básica 1 Kg, a quantidade de mel necessária para amassar o TSAMPA é de 3 Kg; se se estabelece uma medida básica de 5 kg a quantidade necessária é de 15 (5 x 3 = 15) quilos de mel puro.
Entretanto, no momento da preparação do TSAMPA o sentido comum sugerirá a quantidade exata do mel a utilizar, já que as bolinhas não devem ficar nem muito secas, que poderiam desmanchar-se em seguida, nem muito molhadas, já que demorariam muito tempo para secar ou poderiam deformar ou achatar no momento de serem armazenadas.
PREPARAÇÃO DO TOSTADO: Todos os ingredientes a serem tostados deverão ser realizados em separado, já que cada um tem seu grau de tostagem específico. A banana uma vez cortada em tiras pode ser seca ao sol, se é que tem a possibilidade de fazê-lo. Se não, simplesmente se pode tostá-la num forno para logo moê-la.
Moinho de Tsampa
MOAGEM: Os ingredientes são moídos separadamente já que cada um tem seu grau de dureza específico (o milho é o mais duro de moer) utilizando um moinho manual tipo corona. (NÃO UTILIZAR MOINHO ELÉTRICO). Recomenda-se não utilizar moinhos elétricos de nenhum tipo já que ao utilizar estes artefatos se estaria privando aos ingredientes do corpo elétrico ou corpo energético, que também os vegetais possuem e que neles constitui em definitivo o elemento nutritivo principal para nós, os humanos.
MISTURA: Quando todos os grãos e a banana estiverem moídos, juntam-se todas as farinhas, dependendo da quantidade em um, dois ou mais recipientes não de metal e sim de plástico, tomando o cuidado de fazer uma mescla o mais uniforme possível.
MISTURA COM MEL: Quando as farinhas estiverem bem misturadas, coloca-se gradualmente o mel, amassando manualmente toda a mistura até obter a consistência desejada, procurando não deixar pequenas bolinhas de farinha sem mel.
BOLINHAS: Quando estiver toda a massa pronta, bem misturada, nem muito seca e nem muito molhada, fazem-se manualmente pequenas bolinhas do tamanho aproximado de uma bola de golfe ou pingue-pongue.
SECAGEM: Quando terminar de fazer as bolinhas, deixar secar num local adequado e possivelmente à sombra, tomando cuidado de cobrí-las com um pano ou tela que impeça que os insetos, sobretudo as moscas, possam colocar ali seus ovinhos, estragando assim um trabalho de muitos esforços. Uma boa secagem se obtém quando as bolinhas de TSAMPA tenham uma consistência não muito dura e apresentem certo grau de maleabilidade.
CONSERVAÇÃO:
Uma vez obtido uma boa secagem se passa para a conservação.
Recomenda-se armazenar as bolinhas de TSAMPA em recipientes de vidro possivelmente de boca larga que, além de assegurar uma boa conservação natural, permitem um acesso fácil na hora de pegá-las, entretanto também pode utilizar-se um recipiente de plástico… Ambos os tipos de recipientes devem ficar fechados herméticamente para que não haja aceleração no processo de deteriorização das bolinhas ao serem expostas ao ar.
Um TSAMPA bem preparado, que teve uma boa secagem, longe de mosquitos e de insetos e que tenha sido bem armazenado, chega a conservar-se perfeitamente comestível por um tempo de não menos de 4 anos e no máximo 7 anos.
O TSAMPA é um alimento altamente energético. O consumo de uma bolinha de TSAMPA o equivalente a uma das três refeições que normalmente consumimos num dia, portanto com a ingestão diária de três bolinhas de TSAMPA não se necessita consumir nenhum outro alimento, já que só elas fornecem ao organismo a energia necessária e suficiente para seu desenvolvimento funcional durante o dia. Em tempos “difíceis”, o TSAMPA preparado e armazenado com antecipação pode ser a única tábua de salvação frente a escassez de alimento ou diante da impossibilidade de consumir o que se consiga ao redor devido a sua contaminação, seja química, biológica ou nuclear.
É importante que se respeite a proporção de “1 por 1” entre todos os grãos.
Quer dizer, que se estabelecer como medida básica 1 Kg, deverá ser 1 Kg de feijão, 1 Kg de grão de bico e assim sucessivamente para todos os componentes. Se escolher outra medida, por exemplo como medida básica 3 Kg, deverão ser 3 Kg de feijão, 3 Kg de grão de bico, 3 Kg de lentilhas e assim para todos os ingredientes.

Importante: NÃO É PERMITIDO VENDÊ-LO

 

EXERCITEM  E PRATIQUEM O VERBO COMPARTILHAR EM TODOS OS MOMENTOS DE SUA VIDA

PORQUE MEU AMIGO A RECEITA  E OS ALIMENTOS TSAMPA NÃO PODEM SER VENDIDOS?PORQUE  É PARA  SER  COMPARTILHADO,  POR  EXEMPLO: JUNTE  AS  FAMILIAS  AMIGAS   COMPREM OS  INGREDIENTES   EM  CONJUNTO  E  FAÇAM  EM  CONJUNTO  E  DIVIDAM EM PARTE  IGUAIS   É  A  PARTILHA  DO  DO PÃO  QUE  TANTO  NOSSO  MESTRES JESUS  EXEMPLIFICOU , PRINCIPALMENTE EM  EPOCA DIFICIES COMO ESTAMOS  VIVENDO.
É ISSO  QUE OS CRIADORES DA  RECEITA NOS CONSCIENTIZA.

Exibições: 23

Respostas a este tópico

 

Mas receitas

  1. APROVEITAMENTO DE FOLHAS, TALOS E OUTROS – TORTA DE FOLHAS E TALOS ...
  2. DICAS E APROVEITAMENTO DE CASCAS, TALOS E OUTROS – Do Caderno Ecoló...
  3. DICAS – salsa, cebolinha, manjericão roxo e branco, sálvia e outros
  4. PÃO DE AVEIA E FOLHAS VERDES – PARA MÁQUINA DE PÃO
  5. Mil Folhas de Bacalhau e Cobertura de camarão
  6. Mil folhas
  7. Cogumelos Paris recheados com Gorgonzola e Sementes de Funcho
  8. APROVEITAMENTO DE TALOS – PÃO DE TALOS
  9. Pão de Marmelada de Laranja e Sementes de Papoula
  10. Pão de sementes
  11. Sementes germinadas
  12. Pão sementes
  13. Mousse de Abobora e Laranja com Sementes de Abobora Tostadas – 
Mais receitas
http://www.comerbemcasa.com/aproveitamento-de-folhas-sementes-e-out...
ॐESTRELAॐ ORIENTEॐComentário de ॐESTRELAॐ ORIENTEॐ em 28 março 2011 às 20:32
Excluir comentário

http://www.comerbemcasa.com/aproveitamento-de-folhas-sementes-e-out...

APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS – MULTIMISTURA

Dra.+Clara+Brand%C3%A3o APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS MULTIMISTURA

 

 

MULTIMISTURA

Na entrega da Rede do dia 18/07, falamos sobre aMULTIMISTURA que vem da APAT e que alguns querem saber como usar.

Primeiro, não poderia deixar de citar a Dra. Clara Takaki Brandão, Pediatra, Nutróloga e criadora da MULTIMISTURA, que você vê na foto acima.
Conheci seu trabalho quando entrei para a Unibiótica em 1995. Dedico a ela minha profunda admiração, pois já salvou muitas crianças desnutridas (principalmente no Norte e Nordeste do Brasil) com aMULTIMISTURA e seus ensinamentos sobre a forma mais completa e correta de se alimentar.
Assisti, num vídeo, as grandes transformações sofridas por crianças que chegaram até ela só pele e osso e que, em alguns meses, estavam tão fortes que você nem dizia que eram as mesmas.
Se alguém tiver notícias recentes, após os problemas que enfrentou no governo no ano passado, por favor, me conte.
Em seu livrinho Alimentação Alternativa, ela nos fala que “a MULTIMISTURAvai dar muita qualidade pela variedade. Não existem alimentos fortes (carne, leite, ovo,frango) ou fracos, mas complementares. O nosso corpo precisa de variedade. A MULTIMISTURA vai enriquecer, com pequenas quantidades, o que você come todos os dias, sem mudar a preparação ou o sabor do que você gosta. Ela contém: farelo (de arroz ou de trigo), pó de folhas verde-escuras, pó de sementes e pó de casca de ovo.
MULTIMISTURA além de enriquecer o que comemos, ajuda a manter a saúde; a recuperar a criança desnutrida; a comer menos, porque os pratos ficam mais completos; a aumentar o leite do peito; a diminuir as infecções; a diminuir a anemia e muitos outros sintomas que você vai ter oportunidade de observar no dia-a-dia.”
O uso deve ser diário, como o sal: pouco e sempre.
Usar 1 a 2 colheres de sopa (rasas) para cada pessoa, por dia, dividida nas refeições. Serve para todas as idades.
Além de como usar, coloco abaixo as receitas, caso alguém deseje fazê-la.

FARELO DE ARROZ
O farelo deve ser sempre novo, sem cheiro de ranço ou de mofo.
Peneirar aos poucos em peneira fina para separar a casca e o arroz quebradinho. Pode-se passar mais de uma vez na peneira se tiver ainda muita palha.
O farelo de arroz deve ser imediatamente preparado e torrado. Torrar em panela grande, com colher de pau, mexendo sempre por, no mínimo, 25 minutos em fogo baixo(Depois que a panela e o farelo estiverem quentes).
Não colocar mais de um terço (1/3) da capacidade da panela, para se conseguir um farelo torrado homogeneamente.
Esfriar e guardar em vasilhas fechadas ou no freezer.

MODO DE USAR
1 a 2 colheres de sopa (rasas) para cada pessoa por dia.
Misturar em sopas, mingaus, vitaminas, arroz, feijão, bolos, cuscuz, beiju, pão, molho de macarrão…
Dividir em todas as refeições usadas durante o dia.

O Óleo de farelo de arroz pode ser frito várias vezes e não se decompõe. Tem álcool triterperno, que acelera a formação e a fixação da memória e outras propriedades mais. Os farelos neutralizam o componente nutricional da TPM, cólica menstrual, do alcoolismo e contribuem para uma qualidade de vida melhor. Normaliza o crescimento dentro e fora do útero, reduz a anemia, regulariza a função intestinal, melhora a dor nas pernas, o calcanhar rachado, a cicatrização, a assadura etc.

FARELO DE TRIGO (contém glúten)
Passar em peneira não muito fina. Convém torrar para ser usado em preparações que não vão ao forno ou fogo.
Para crianças pequenas, tem de ser passado em peneira fina.

MODO DE USAR
1 a 2 colheres de sopa (rasas) para cada pessoa por dia.
Dentro do princípio da MULTIMISTURA, se você tiver os 2 farelos, pode misturá-los e usar na mesma quantidade acima recomendada.

Hoje, conhecemos os efeitos maléficos dos metais pesados como o mercúrio, chumbo, cádmio, alumínio, níquel, porém, nutrientes contidos nos farelos e nos pós de folhas verde-escuras comestíveis podem neutralizar sua ação total ou parcialmente, dependendo da sua concentração, assim como outros alimentos, como as frutas, verduras, cereais integrais, que também têm componentes funcionais ou inteligentes.

PÓ DE FOLHAS VERDE-ESCURAS
São ricas fontes de vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C etc… além de Ferro e Cálcio. Existem muitas folhas que podem ser usadas, eis algumas delas: abóbora, alfavaca, batata-doce, beldroega, caruru, chuchu, coentro, dente de leão, hortelã, jambu, língua-de-vaca, mandioca, manjericão, ora-pró-nobis, picão branco, pimentão, serralha, taioba, uva, vinagreira etc…
A folha de mandioca além de ser a mais rica, é a mais fácil de ser preparada.

PREPARO
Secar as folhas em lugar ventilado, à sombra, ou em forno entreaberto até se tornarem crocantes. Amassar bem e passar no pilão, no liquidificador, no moedor de cereal ou peneira fina.
Com esse processo elimina-se o ácido cianídrico.

MODO DE USAR
Acrescente uma (1) pitada do pó de folhas no prato já pronto, em todas as refeições.

PÓ DE SEMENTES
São alimentos de grande valor que a natureza colocou à disposição. Concentram muitos sais minerais, vitaminas, óleos essenciais e proteínas muito importantes para o funcionamento do organismo.
Ex.: sementes de abóbora, amendoim, babaçu, gergelim, girassol, castanha de caju, castanha do Pará, jaca, melancia, melão, pecã, sapucaia etc…

MODO DE USAR
Use no preparo de paçoca, farofa, granola, mingau, bolo, cuscuz etc…

PÓ DE CASCA DE OVO
Os nossos bisavós já usavam o pó da casca de ovo porque é uma grande fonte de Cálcio, importantíssimo para: o crescimento, a gravidez, a amamentação, a recuperação da saúde, a conservação dos dentes e a prevenção da osteoporose (lembrar de tomar sol).

PREPARO
Lavar bem as cascas dos ovos. Fervê-las por 20 minutos e lavar bem para retirar a espuma branca. Deixar de molho por 30 minutos em 1 litro de água para uma colher de (sopa) de hipoclorito ou água sanitária. Secar ao sol ou ao forno. Liquidificar ou pilar, é bom passar em pano fino para ficar como talco.

Nota: usar máscara na hora de liquidificar para impedir a contaminação e a aspiração do pó.

Colocar 1 colher (chá), por pessoa, de suco de limão. Esperar ferver (como sonrisal) e tomar. Antes de usar, pode deixar também em vinagre (prefira o de maçã ou arroz mas o limão é o ideal), por algumas horas, para ser melhor aproveitado pelo organismo.

Usar em sopas, mingaus, farofa, paçoca, bolo etc…

Pode-se enriquecer a alimentação do dia-a-dia com uma farinha composta de:
70% de farelo (arroz e ou trigo) tostado,
15% de pó de folhas (mandioca, batata-doce, etc.),
15% de pó de sementes (gergelim, abóbora, linhaça, girassol).
Se tiver pó de cascas de ovo, a mistura fica assim:
70% de farelo tostado,
10% de pó de folhas verde-escuras,
10% de pó de sementes,
10% de pó de casca de ovo.
ESSA É A MULTIMISTURA.

No site http://www.multimistura.org.br/multimistura.htm que você encontrará mais informações.

6662277346983323447 857909181996017860?l=ecosdarede receitasecologicas.blogspot APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS MULTIMISTURA

Estas viendo el artículo APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS – MULTIMISTURA
Leer fuente original del artículo 
http://ecosdarede-receitasecologicas.blogspot.com/2009/07/receitas-com-dicas-de-aproveitamente-de.html

APROVEITAMENTO DE FOLHAS, SEMENTES E OUTROS – MULTIMISTURA

 

TSampa um alimento do Futuro!

 

EXERCITEM  E PRATIQUEM O VERBO COMPARTILHAR EM TODOS OS MOMENTOS DE SUA VIDA

PORQUE MEUS  AMIGOS A RECEITA  E OS ALIMENTOS TSAMPA NÃO PODEM SER VENDIDOS?PORQUE  É PARA  SER  COMPARTILHADO,  POR  EXEMPLO: JUNTE  AS  FAMILIAS  AMIGAS   COMPREM OS  INGREDIENTES   EM  CONJUNTO  E  FAÇAM  EM  CONJUNTO  E  DIVIDAM EM PARTE  IGUAIS   É  A  PARTILHA  DO  DO PÃO  QUE  TANTO  NOSSO  MESTRES JESUS  EXEMPLIFICOU , PRINCIPALMENTE EM  EPOCA DIFICIES COMO ESTAMOS  VIVENDO.
É ISSO  QUE OS CRIADORES DA  RECEITA NOS CONSCIENTIZA.

 TSampa um alimento do Futuro!


TSAMPA é um alimento, que em caso de escassez, guerra ou outra necessidade de sobrevivência nos sustenta. Uma bolinha deste alimento substitui uma refeição!
No caso dos alimentos em determinado momento escassearem, em casos de conflitos ou de severas mudanças terrestres que poderão acontecer, seria interessante que pessoas soubessem como manterem-se a partir da elaboração de um alimento nutritivo e fácil de ser armazenado, sem necessidade de eletricidade e de fácil acesso. Este alimento, no formato de uma bolinha, elaborada, substitui uma refeição, claro junto com líquido suficiente.
Os 9 ingredientes necessários para a confecção do TSAMPA :
Feijão vermelho; Grão de bico; Lentilha; Milho seco; Amendoim natural; Mel puro; Banana verde e Soja em grão
Nota sobre a Banana Verde:
Para obter 1 Kg útil de banana têm que se descascar 5 quilos de banana verde, portanto, se por exemplo se se estabelece como medida básica 5 Kg, tem que descascar 5 x 5 = 25 Kg de banana verde para se conseguir a quantidade necessária; logo se corta em tiras para poder tostar antes de moê-la.
Nota sobre o Mel:
Em geral o mel é utilizado na proporção de “1 por 3”, quer dizer, se se estabelece como medida básica 1 Kg, a quantidade de mel necessária para amassar o TSAMPA é de 3 Kg; se se estabelece uma medida básica de 5 kg a quantidade necessária é de 15 (5 x 3 = 15) quilos de mel puro.
Entretanto, no momento da preparação do TSAMPA o sentido comum sugerirá a quantidade exata do mel a utilizar, já que as bolinhas não devem ficar nem muito secas, que poderiam desmanchar-se em seguida, nem muito molhadas, já que demorariam muito tempo para secar ou poderiam deformar ou achatar no momento de serem armazenadas.
PREPARAÇÃO DO TOSTADO: Todos os ingredientes a serem tostados deverão ser realizados em separado, já que cada um tem seu grau de tostagem específico. A banana uma vez cortada em tiras pode ser seca ao sol, se é que tem a possibilidade de fazê-lo. Se não, simplesmente se pode tostá-la num forno para logo moê-la.
Moinho de Tsampa
MOAGEM: Os ingredientes são moídos separadamente já que cada um tem seu grau de dureza específico (o milho é o mais duro de moer) utilizando um moinho manual tipo corona. (NÃO UTILIZAR MOINHO ELÉTRICO). Recomenda-se não utilizar moinhos elétricos de nenhum tipo já que ao utilizar estes artefatos se estaria privando aos ingredientes do corpo elétrico ou corpo energético, que também os vegetais possuem e que neles constitui em definitivo o elemento nutritivo principal para nós, os humanos.
MISTURA: Quando todos os grãos e a banana estiverem moídos, juntam-se todas as farinhas, dependendo da quantidade em um, dois ou mais recipientes não de metal e sim de plástico, tomando o cuidado de fazer uma mescla o mais uniforme possível.
MISTURA COM MEL: Quando as farinhas estiverem bem misturadas, coloca-se gradualmente o mel, amassando manualmente toda a mistura até obter a consistência desejada, procurando não deixar pequenas bolinhas de farinha sem mel.
BOLINHAS: Quando estiver toda a massa pronta, bem misturada, nem muito seca e nem muito molhada, fazem-se manualmente pequenas bolinhas do tamanho aproximado de uma bola de golfe ou pingue-pongue.
SECAGEM: Quando terminar de fazer as bolinhas, deixar secar num local adequado e possivelmente à sombra, tomando cuidado de cobrí-las com um pano ou tela que impeça que os insetos, sobretudo as moscas, possam colocar ali seus ovinhos, estragando assim um trabalho de muitos esforços. Uma boa secagem se obtém quando as bolinhas de TSAMPA tenham uma consistência não muito dura e apresentem certo grau de maleabilidade.
CONSERVAÇÃO:
Uma vez obtido uma boa secagem se passa para a conservação.
Recomenda-se armazenar as bolinhas de TSAMPA em recipientes de vidro possivelmente de boca larga que, além de assegurar uma boa conservação natural, permitem um acesso fácil na hora de pegá-las, entretanto também pode utilizar-se um recipiente de plástico… Ambos os tipos de recipientes devem ficar fechados herméticamente para que não haja aceleração no processo de deteriorização das bolinhas ao serem expostas ao ar.
Um TSAMPA bem preparado, que teve uma boa secagem, longe de mosquitos e de insetos e que tenha sido bem armazenado, chega a conservar-se perfeitamente comestível por um tempo de não menos de 4 anos e no máximo 7 anos.
O TSAMPA é um alimento altamente energético. O consumo de uma bolinha de TSAMPA o equivalente a uma das três refeições que normalmente consumimos num dia, portanto com a ingestão diária de três bolinhas de TSAMPA não se necessita consumir nenhum outro alimento, já que só elas fornecem ao organismo a energia necessária e suficiente para seu desenvolvimento funcional durante o dia. Em tempos “difíceis”, o TSAMPA preparado e armazenado com antecipação pode ser a única tábua de salvação frente a escassez de alimento ou diante da impossibilidade de consumir o que se consiga ao redor devido a sua contaminação, seja química, biológica ou nuclear.
É importante que se respeite a proporção de “1 por 1” entre todos os grãos.
Quer dizer, que se estabelecer como medida básica 1 Kg, deverá ser 1 Kg de feijão, 1 Kg de grão de bico e assim sucessivamente para todos os componentes. Se escolher outra medida, por exemplo como medida básica 3 Kg, deverão ser 3 Kg de feijão, 3 Kg de grão de bico, 3 Kg de lentilhas e assim para todos os ingredientes.

Importante: NÃO É PERMITIDO VENDÊ-LO

 

EXERCITEM  E PRATIQUEM O VERBO COMPARTILHAR EM TODOS OS MOMENTOS DE SUA VIDA

PORQUE MEU AMIGO A RECEITA  E OS ALIMENTOS TSAMPA NÃO PODEM SER VENDIDOS?PORQUE  É PARA  SER  COMPARTILHADO,  POR  EXEMPLO: JUNTE  AS  FAMILIAS  AMIGAS   COMPREM OS  INGREDIENTES   EM  CONJUNTO  E  FAÇAM  EM  CONJUNTO  E  DIVIDAM EM PARTE  IGUAIS   É  A  PARTILHA  DO  DO PÃO  QUE  TANTO  NOSSO  MESTRES JESUS  EXEMPLIFICOU , PRINCIPALMENTE EM  EPOCA DIFICIES COMO ESTAMOS  VIVENDO.
É ISSO  QUE OS CRIADORES DA  RECEITA NOS CONSCIENTIZA.

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço