Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Olá!

Espero que você esteja bem.

Preparamos 3 lições essenciais que você precisa aprender e colocar em prática caso queira realmente viver no seu melhor.

As perguntas que recebo com mais frequência são:

"Afinal, é possível ser saudável sem deixar de comer comidas gostosas?"

"É preciso investir muito dinheiro para me alimentar bem?"

Quero te guiar nesta semana para compreender a resposta certa para estas perguntas.

Antes de mais nada, é preciso entender:

A alimentação é a matéria prima da Saúde.

Sendo assim, qual seria a base de uma alimentação verdadeiramente saudável?

Se você buscar este conhecimento nos meios tradicionais de comunicação, pode ser que acredite que uma alimentação saudável é composta de alimentos light, pão integral, arroz integral, carnes magras, queijo branco, doces diet.

E, com certeza, vai acreditar que para ser saudável precisa eliminar alimentos como estes:

Eu te garanto que quase todos que se aventuram em busca da definição de alimentação saudável se deparam com uma enorme quantidade de informações contraditórias.

E o mais comum é se sentir confuso diante de tantos fragmentos de conhecimento.

Essa confusão é causada principalmente pela mídia, pela indústria alimentícia, e pela indústria farmacêutica, cada um destes ramos trabalhando por interesses próprios, que nem sempre são beneficiados pela ciência verdadeira.

Como você já sabe, o meu trabalho é divulgar a ciência mais recente, mais atual, mais precisa. Meu trabalho é amparado em evidências e pesquisas de alguns dos mais respeitados médicos, nutricionistas e pesquisadores da atualidade.

Tenho feito isto por mais de 12 anos, em mais de 600 palestras presenciais. E, online, para centenas de milhares de pessoas. E, de forma mais aprofundada, para mais de 6000 alunos.

Muitas destas pessoas me enviam relatos de transformação. São muitas vidas mudando para melhor. Pessoas perdendo peso desnecessário, eliminando sintomas e até doenças, reencontrando-se com o prazer de comer bem, se inspirando a cuidar bem de si e conhecendo um novo patamar de qualidade de vida.

Recebo com alegria estes relatos, mas tenho ciência de que sou apenas um comunicador, e de que o mérito pela ciência não é meu - mas de meus professores.

E o mérito da transformação é de quem se dedica a colocar o conhecimento em prática, merecendo assim os benefícios que conquista.

Por isso, quero que você leia este material que preparei com muito carinho, com a tranquilidade de que está no lugar certo, obtendo informação e conhecimento de uma fonte segura.

De alguém que, um dia, assim como você, precisou deste conhecimento... encontrou, colocou em prática, se transformou... e hoje torna mais fácil o acesso a estas ferramentas e compreensão.

Durante a Semana da Alimentação Extraordinária, eu expliquei como conhecer a verdadeira nutrição saudável que salvou a minha vida durante minha adolescência.

Eu era obeso, pesava 16 kg acima do ideal, sofria há alguns anos com síndrome do intestino irritável e asma crônica.

Eu estava sempre gripado, sofria quase diariamente com enxaqueca e dores abdominais, e tinha meu rosto coberto por acne.

Sofria com transtorno de déficit de atenção, e por isso não conseguia estudar ou fazer nada que precisasse de foco e concentração.

Também não conseguia praticar esportes, porque vivia sempre exausto e não tinha energia pra isso.

E hoje, aos 37 anos, meus exames estão melhores do que nunca. Eu posso dizer que estou no ápice da minha saúde. Minhas capacidades são além do que eu imaginei que seriam possíveis para mim. Minha forma física nunca foi tão ideal.

É claro que viver uma transformação assim foi algo que me tocou muito. Despertou em mim o desejo de facilitar o caminho para outros.

E hoje este desejo já é uma realidade… milhares dos meus alunos também desfrutam dos benefícios que o conhecimento e os bons cuidados podem oferecer para a qualidade de vida:

Posso dizer que o CONHECIMENTO me salvou.

Antes de ter conhecimento, fazia minhas escolhas na ignorância, e sofria com as consequências sem nem mesmo entender porque elas aconteciam.

E mesmo nos anos iniciais da minha busca por uma alimentação saudável continuei a cometer erros… justamente por causa de algo que já mencionei - as confusões e contradições que existem no território da Nutrição.

Ao longo destas 3 lições que preparei, quero desfazer algumas dessas confusões que podem deixar a vida mais difícil desnecessariamente.

Vamos começar?

Talvez isso te surpreenda um pouco, talvez não… mas, ao contrário do que a mídia, a indústria e muitos profissionais de saúde insistem em recomendar, o caminho para uma alimentação saudável NÃO tem a ver com trocar seu pão francês pelo pão integral, ou seu arroz branco pelo arroz integral… ou seu refrigerante pelo suco de frutas… ou seu açúcar branco pelo açúcar mascavo.

Não. Estas são mudanças pouco significativas, que geram poucos resultados práticos.

Este é um assunto que precisa ser bem compreendido. Se tratarmos deste assunto de forma leviana, corremos o risco de cometer exageros e radicalismos.

Um excelente ponto de partida para compreender o que é uma alimentação saudável são os carboidratos e açúcares… e de como exageramos no consumo destes macronutrientes na alimentação moderna comum.

Hoje, em 2018, já temos um enorme corpo de evidências que atribuem ao excesso de carboidratos concentrados (farinhas e amidos isolados) e açúcares (refinados ou não) uma grande diversidade de condições de desequilíbrio da Saúde - tão comuns nos dias de hoje.

A ciência demonstra que, caso seja de seu interesse prevenir ou tratar o envelhecimento precoce, as doenças neurológicas degenerativas, a esteatose hepática (gordura no fígado), a síndrome metabólica, a diabetes tipo 2, a obesidade, a inflamação sistêmica, a oxidação dos tecidos e muitos outros desequilíbrios... é necessário minimizar o consumo de alimentos e bebidas com açúcares concentrados.

Como por exemplo...

  • • Refrigerantes… mas também sucos de frutas industrializados, porque quase sempre ambos possuem quantidades equivalentes de açúcar.
  • • Bebidas energéticas ou esportivas.
  • • Doces convencionais.
  • • Biscoitos doces.
  • • Sorvetes.
  • • Maizena e derivados.
  • • Farinha de trigo e derivados.
  • • Tapioca e derivados.

... e tantos outros.

Se você se incomodou ao ler esta lista é sinal de que você está habituado a ter pelo menos algum destes alimentos como parte de sua alimentação diária.

Mas não se preocupe com isto. Ao contrário do que muitos pensam, o caminho para uma transição alimentar saudável não tem a ver com se privar do prazer, nem com viver dietas restritivas. Não.

É natural que eu precise lhe apontar quais são os sabotadores da Saúde. Você precisa ter esta referência em seu intelecto. Mas, não se preocupe. Seguindo o caminho que eu demonstro, aos poucos você vai deixando de ter vontade de comer aquilo que não te faz bem.

Sem privações, sem se maltratar. Você transforma aprendendo a saciar as necessidades do seu corpo, e através de experimentos práticos. O caminho que proponho é um caminho leve, humano. Por isso ele funciona. Não é uma dieta. É um estilo de vida.

Repetindo de propósito: quando você aprende todos os fundamentos e começa a adicionar em seu estilo de vida os alimentos que seu corpo realmente precisa e processa bem, isto gera uma profunda saciedade fisiológica.

Esta saciedade faz com que você perca o desejo por aquilo que não te faz bem, sem luta e sem esforço.

Mas, como eu mencionei, é importante que você saiba quais alimentos prejudicam sua busca pela Saúde plena.

Como estamos listando alimentos não ideais, vamos expandir um pouco nossa definição daquilo que vale a pena ingerir com moderação.

Por uma série de razões importantes que vou detalhar mais adiante, é sensato minimizar adoçantes glicêmicos. Não só os açúcares refinados, mas também os adoçantes naturais, como o mel, melado, mascavo, demerara, açúcar de coco e outros semelhantes.

Por que? Bem, porque não há tanta diferença prática no resultado metabólico de um açúcar refinado para um açúcar mascavo.

Veja… não importa se seu nutricionista disse que estes açúcares alternativos são "saudáveis". Eles continuam sendo açúcares e o seu corpo não entende a diferença entre o açúcar mascavo biodinâmico colhido na primavera e o açúcar refinado comum.

Para a limitada capacidade de seu corpo de processar açúcares, qualquer excesso pode cobrar um preço alto.

Não acredita? Eu te entendo. Comer quantidades excessivas de açúcar todos os dias se tornou "o normal".

Mas olhe bem para as pessoas quando você estiver no litoral. Observe como a obesidade se tornou normal. E saiba que você está olhando apenas a casquinha. Por dentro, a situação muitas vezes é até pior.

É importante que você compreenda que há uma limite saudável de ingestão de carboidratos por dia. Esse limite varia de acordo com o metabolismo do indivíduo, com a atividade física praticada por aquele indivíduo, e por outros fatores.

Mas este limite é menor do que a maioria das pessoas compreende.

Isso é especialmente grave porque os carboidratos concentrados se tornaram quase onipresentes na alimentação do indivíduo.

Além dos adoçantes que citei, são exemplos: pães, massas, tapioca, pão de queijo, croissant, batata, chips, barra de cereal, corn flakes, granolas comuns e bolachas, com ou sem glúten.

Todos estes que citei são exemplos de fontes concentradas de amido de alta carga glicêmica.

E o processo de metabolização do amido concentrado e do açúcar é muito semelhante.

Essa é uma explicação do porquê o corpo não entende a diferença se o açúcar vem do pão, do doce, do bolo, da tapioca ou do açucareiro.

Novamente preciso lembrar: se ao ler estas informações você sentiu algum desconforto, não se preocupe. É normal pensar que vai ser difícil reduzir a quantidade destes alimentos tão queridos.

Mas lembre-se também do que eu expliquei - este caminho que proponho não é um caminho de privação. É um caminho de compreensão e transformação estratégica.

Com sua alimentação estrategicamente alinhada, você pode comer, sem culpa, sobremesas deliciosas como esta:

Ainda, quero sublinhar que a proposta dentro deste entendimento sobre o excesso de açúcares e carboidratos não é simplesmente minimizar ou eliminar estes alimentos do cardápio.

Para a maioria das pessoas, estas são as fontes primárias de energia - de calorias.

O corpo precisa de calorias. Se você simplesmente elimina calorias, seu corpo vai te pedir energia - você fica com fome.

E estando com fome, existem grandes chances de que você perca o controle e faça escolhas ruins, nocivas para sua saúde.

A proposta inteligente não é diminuir o combustível do seu corpo, mas sim trocar o tipo de “combustível”.

Existe uma estratégia fascinante e eficiente para realizar isto com o mínimo de esforço e o máximo de benefícios. Falarei sobre ela nas próximas lições.

Ela te ensina a compreender qual a necessidade e equilíbrio ideal deste nutriente dentro da sua individualidade, quais os melhores horários para ingerir este tipo de nutriente dentro de um plano de evolução de Saúde, e quais os melhores tipos de carboidratos.

“E as frutas, Flávio? Como elas ficam nessa história toda?”

De uma forma geral (mas nem sempre), as frutas são fontes de carboidrato.

Por também oferecem vitaminas, minerais e outros micronutrientes, foram por muito tempo apontadas como alimentos ideais, para consumo irrestrito.

Aprendi com meus professores (pesquisadores norte-americanos) que não é bem assim.

Existem diferentes categorias de frutas. As silvestres, mais naturais, não receberam alteração em sua estrutura através do processo humano de "hibridização".

Frutas nativas ou silvestres não são muito doces, e são sazonais.

Acerola, pitanga, cupuaçu, coco, abacate, caju, goiaba silvestre, umbu e tantas outras são exemplos de frutas naturais com baixa carga glicêmica.

Como estas contém pouco açúcar (e, geralmente, muitas fibras), é possível desfrutar destas livremente.

Mas existem frutas que foram extensivamente modificadas pelo homem, através de muito tempo de seleção e enxerto com o objetivo de gerar frutas com o máximo de dulçor, e o mínimo de fibras.

A banana é um exemplo de fruta extensivamente hibridizada para ser doce.

Originalmente, era cheia de sementes grandes (como você pode ver abaixo), sua polpa bem fibrosa e cheia de amido.

Quando madura, sua carga glicêmica é alta, o que sugere um consumo moderado.

A natureza não entrega açúcar concentrado, e por bons motivos.

Laranja, manga palmer, maçã fuji ou gala e tantas outras são exemplos de frutas doces DEMAIS.

Elas só existem da forma como as conhecemos por interferência do homem.

Isso significa que não devemos comer frutas?

Não.

Isso significa que não devemos BASEAR nossa nutrição em frutas, comendo várias porções ao longo do dia como se fossem alimentos incríveis e perfeitos.

Legumes e verduras, como brócolis, couve-flor, folhas verdes e tantos outros estão mais perto de serem alimentos perfeitos: possuem alta densidade de nutrientes e baixa concentração de açúcares. Destes todos deveríamos nos fartar.

Somando o conhecimento da Semana com o que foi transmitido nesta lição, você já tem um "dever de casa" para fazer.

Observe qual é a BASE da sua alimentação e responda:

De zero a dez, qual o tamanho de sua dependência de: frutas, doces e farináceos (pão, pizza, biscoitos, bolachinhas, etc)?

Antes de avançar para a 2ª lição, peço que por favor responda esta pergunta na área de comentários abaixo!

Na 2ª lição, falarei sobre um mito que já prejudicou gerações inteiras.

Pode ser que você e as pessoas que você ama estejam até hoje fazendo escolhas alimentares ruins, influenciadas por este mito.

Assim que tiver me contado sobre o grau da sua dependência, nos comentários abaixo, clique no botão abaixo para avançar para 2ª lição.

Avançar para a Lição #2

Exibições: 339

Respostas a este tópico

Lição #2 de 3:

A REAL IMPORTÂNCIA DA GENÉTICA

Lições aprendidas na Semana da Alimentação Extraordinária


Olá!

Espero que você esteja bem.

Antes de começarmos a segunda lição, tenha certeza de que você leu a 1ª Lição! Se ainda não o fez, clique no link abaixo para lê-la.

Lição #1: A Base de uma Alimentação Saudável

Agora continuaremos nossos estudos com esta 2ª lição,

Vamos nos aprofundar um pouco no entendimento do que é necessário conhecer para uma vida realmente saudável, com hábitos construtivos, se alimentando bem sem gastar muito.

Por acreditar que a vida segue um script pré-determinado, muitas pessoas acham que não vale a pena investir em um estilo de vida saudável.

Muitos acreditam que a genética é quem dá as cartas no baralho da vida. E que, portanto, Saúde e doença são frutos de sorte ou azar.

Se hoje sofrem com alguma condição restritiva de saúde ou uma doença, logo pensam que, tanto faz o que comem ou o estilo de vida que levam… afinal, quem determina é a genética e nada pode ser feito em relação a isso.

Mas, segundo os estudos mais recentes, isso simplesmente não é verdade.

Existe uma área da ciência denominada Epigenética, especializada no estudo de como nossos hábitos e escolhas ativam ou inativam determinados genes.

As evidências reveladas por esta ciência demonstram que este antigo mito da "genética determinante" não só é impreciso com também é usado como "desculpa" pelas pessoas para não se empenharem na construção de um estilo de vida saudável, realizando as mudanças e transformações necessárias.

"Se meu avô e meu pai sofreram com isso, eu também sofrerei!"

Não.

De acordo com a Epigenética, 90% do que colhemos em nossa Saúde (a curto, médio ou longo prazo) está relacionado à qualidade das nossas escolhas:

  • • A qualidade dos alimentos que ingerimos
  • • Se praticamos atividade física ou não
  • • Se repousamos de forma adequada
  • • Se temos contato com a natureza
  • • Se fazemos uso de substâncias que poluem nosso corpo
  • • Qualidade das relações íntimas
  • • Como gerenciamos o stress do dia a dia...

Cada escolha tem a sua influência, para o bem ou para o mal. Mesmo que você não tenha consciência disto.

É como a gravidade: você pode não ter consciência dela. Você pode até mesmo duvidar que ela existe. Mas seus efeitos são inescapáveis.

Isto não quer dizer que os genes que herdamos de nossos pais não tenham influência alguma para a nossa Saúde.

Conforme já mencionei, a epigenética comprova que o estilo de vida que adotamos é o que vai determinar se estes genes serão ativados ou não.

Ou seja: você pode ter herdado TENDÊNCIAS - para a obesidade, diabetes, doenças cardíacas e tantas outras…

Mas o que vai permitir (ou impedir) que estas tendências se manifestem são as suas escolhas do dia-a-dia.

Podemos observar nitidamente a importância de nossas escolhas quando analisamos a vida de gêmeos univitelinos (idênticos), que mesmo possuindo material genético igual, desenvolvem estilos de vida bem diferentes.

Por exemplo: um dos irmãos se cuida, faz atividade física, se alimenta bem. O outro bebe e fuma, é sedentário e workaholic.

As diferenças são muito notáveis - na aparência, nos exames médicos, na longevidade, na eficiência e produtividade… em diversos aspectos.

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos declarou que apenas 10% das doenças são de origem genética.

E, através da Nutrigenômica, eles também já provaram que uma alimentação adequada é capaz de suprimir a ação de genes causadores de doenças.

Percebe como vale a pena investir na qualidade dos alimentos que você ingere? Não estamos falando somente de estética. Pense comigo…

Se seu pai sofreu com o mesmo problema que seu avô, será que não foi porque ambos tinham hábitos alimentares e estilos de vida parecidos?

Será que não foi o caso cultural da transmissão de hábitos equivocados, de geração em geração?

Os estudos citados nesta lição nos mostra que não podemos mais responsabilizar a genética pela nossa condição de saúde.

Talvez essa seja a melhor notícia que você recebeu nos últimos anos. Afinal, se a sua qualidade de vida depende de você, e não de fatores aleatórios como a genética ou até a astrologia, então isto significa que está em suas mãos… em sua responsabilidade… o dever e o direito de se transformar.

Ou seja: só depende de você! :)

Tudo que foi compartilhado com você nesta lição é um complemento perfeito para a 1ª lição.

Eu disse na lição anterior que não podemos simplesmente nos privar de alimentos que consumimos diariamente há anos se não entendermos o impacto que cada escolha tem em nossa vida.

É preciso compreender, experimentar e sentir o preço que pagamos por determinadas escolhas.

Quando você entende o "porquê"... o "o quê" e o "como" ficam muito mais claros.

Trocar alimentos nocivos que são muitas vezes indicados pela mídia por "alimentos de verdade" é uma escolha que pode transformar a sua Saúde completamente - assim como transformou a saúde da Neusa:

Com tudo que aprendemos até aqui, você consegue se imaginar indo ao supermercado ou à feira, e fazendo melhores escolhas?

Talvez, trocar uma bolacha por uma fruta da estação… de preferência alguma que não seja tão doce? Ou, trocar grãos e farináceos por vegetais e proteínas?

Se a resposta ainda é "não", eu te entendo.

Mudar hábitos alimentares é uma ciência e uma arte. É considerado por muitos algo mais difícil do que mudar as crenças religiosas.

Mas não se preocupe. Na 3ª lição, eu vou te mostrar um caminho para tornar essa mudança a mais simples possível.

Não se trata de alguma dieta maluca ou qualquer outra coisa que te prive dos prazeres da vida.

Até porque, nos meus 22 anos de pesquisa e prática, percebi que isto é insustentável a longo prazo.

Avançar para a Lição #3

Grande abraço,

Flávio Passos.

RESPONDA ABAIXO: Depois de ler esta lição, você agora acredita ser a única responsável pela sua saúde através de suas escolhas?

Lição #3 de 3:

COMO ALIMENTAR-SE BEM GASTANDO POUCO?

Lições aprendidas na Semana da Alimentação Extraordinária


Olá!

Antes de começarmos a nossa terceira e última lição, tenha certeza de que você leu as outras duas!

Esta série só fará sentido se você completar as 3 lições na sequência.

Se ainda não leu alguma, basta clicar:

Lição #1: A Base de uma Alimentação Saudável

Lição #2: A Real Importância da Genética

"Como comer bem e viver com Saúde, gastando pouco?"

A alimentação é a matéria prima da Saúde.

Se você já estudou as outras 2 lições e está lendo esta terceira é porque há em você um interesse genuíno em transformar a sua Saúde e a saúde da sua família através de boas escolhas alimentares.

Por isso, leia até o final, pois tenho um convite especial para você.

Como você já deve ter percebido até aqui, o caminho que proponho NÃO tem a ver com seguir dietas da moda, ou o caminho da restrição e privação.

Ao invés disso, minha proposta tem a ver com:

  • 1 - Obter conhecimento correto e atualizado
  • 2 - Compreender quais são as melhores escolhas e estratégias
  • 3 - Praticar o melhor possível em cada circunstância
  • 4 - Entender qual a mentalidade correta e saudável para viver uma transição de hábitos alimentares sem sofrimentos e com resultados duradouros

Tenho uma boa notícia para você: sim, existe um caminho simples. Um caminho que te ajuda a encontrar a excelência em cada aspecto da sua Saúde.

E o meu trabalho é estudar e desvendar o conhecimento técnico e te apresentar a essência do que você precisa saber, em linguagem simples de entender… para facilitar ao máximo a sua prática e a sua transformação.

Como eu afirmei no início deste texto, a Saúde se constrói a partir da qualidade daquilo que você come. O alimento é a matéria-prima da Saúde.

E embora existam inúmeros alimentos especiais e suplementos que oferecem possibilidades incríveis, não é imprescindível que você gaste seu orçamento com estes para praticar uma alimentação saudável e completa.

Você não precisa de "chás emagrecedores", "pílulas milagrosas" ou qualquer tipo de produto "especial" para cultivar sua Saúde.

A verdade é que não existe um atalho.

A Saúde é como um jardim: ela precisa de cuidados diários. A beleza do seu jardim reflete o quanto você investe de tempo e dedicação nestes cuidados. E assim é com a Saúde.

Suas escolhas diárias, especialmente as alimentares, determinam a sua qualidade de vida… sua imunidade… sua aparência física… sua eficiência mental… sua longevidade… e muito mais.

Então, não seriam pílulas mágicas ou chás especiais que poderiam equilibrar escolhas alimentares profundamente equivocadas.

Para cultivar bem sua Saúde, você precisa compreender e organizar seu estilo de vida para se alimentar primariamente de comida de verdade.

E isto é uma ótima notícia!

Comida de verdade, como legumes, verduras, coco, abacate, ovos, feijões, peixes nativos da costa do Brasil, de pesca sustentável como a sardinha e tantos outros, temperos, frutas da estação…. tudo isso é relativamente acessível e fácil de encontrar.

E estes alimentos são uma ótima base da nutrição saudável.

Sim: você vai aumentando suas possibilidades de excelência conforme vai aumentando seu potencial financeiro - suplementos, alimentos especiais funcionais, equipamentos de cozinha que maximizam a extração dos nutrientes…

Tudo isso é muito legal. Mas com o básico já é possível viver muito bem.

Nunca se esqueça de algo importante: se você acha que é caro comer bem para se manter saudável, então experimente o preço de ficar doente.

O custo de viver o dia a dia com o corpo e com a mente aquém de seu potencial verdadeiro é altíssimo. Imagine quantas oportunidades perdidas!

Seu melhor investimento é na sua Saúde… na qualidade daquilo que você come, na qualidade dos ingredientes, na obtenção de conhecimento.

Conforme sua Saúde progride, você se sente melhor, seu humor melhora, seu vigor melhora… e com isso sua mente funciona melhor e até a sua capacidade de desenvolver sua Saúde Financeira melhora. É natural que seja assim.

O investimento em si próprio, seja física, mental ou emocionalmente, é sempre o investimento que lhe dará o melhor retorno - inclusive financeiro.

Assim, reunindo os aprendizados destas 3 lições, poderíamos dizer que já temos a resposta para a pergunta título.

Para se alimentar bem e viver com saúde, sem gastar dinheiro desnecessário e sem sofrer com privações ou dietas, precisamos de CONHECIMENTO para fazer as melhores escolhas em cada circunstância!

Nada é mais eficiente do que ter em mãos o conhecimento real e verdadeiro, para nunca mais sofrer com escolhas que não trazem resultados, ou se privar de alimentos saudáveis erroneamente demonizados pela mídia - como é o caso das boas gorduras saturadas.

O conhecimento também te ajuda a ler rótulos e escolher as melhores opções de alimentos industrializados - evitando que você desperdice recursos com comida de baixo teor nutritivo disfarçada de alimento saudável.

Ou ainda, sabendo identificar quais os principais poluentes alimentares (aditivos nocivos) que sabotam a Saúde, como eles são ocultos aos olhos do consumidor, e como evitar estes elementos que cobram um preço alto.

Novamente: a fonte do seu conhecimento é muito importante. Você precisa buscar informação estruturada, amparada em estudos científicos atuais.

Caso contrário, se você pautar suas escolhas em informação incompleta e fragmentada como: "conselhos de instagram", artigos sensacionalistas, ou mesmo na orientação de profissionais pouco atualizados, bem, já sabemos o resultado:

  • • Compulsão alimentar
  • • Desistência precoce da construção de um estilo saudável
  • • Sofrimento desnecessário
  • • Dificuldades para ganhar músculos e perder gordura
  • • Doenças neurológicas degenerativas evitáveis
  • • Esteatose hepática (gordura no fígado)
  • • Síndrome metabólica
  • • Diabetes tipo 2
  • • Baixa imunidade

E a lista continua...

"Flávio, o que fazer quando as recomendações de tantos profissionais de saúde estão, na verdade, induzindo ao erro?"

Sou categórico: confie em quem propaga a verdadeira ciência, amparada nos estudos mais atuais.

Eu aprendi, a duras penas, que a Saúde é o nosso bem mais precioso e ela não é responsabilidade do nosso médico, terapeuta ou nutricionista.

A responsabilidade pela Saúde é nossa - pessoal e intransferível.

É você quem faz as suas escolhas diárias.

E por isso, é fundamental que você saiba muito bem o que escolher:

  • • Quanto comer de: carboidratos, gorduras, proteínas? Em qual proporção?
  • • Quais são os mais construtivos, os neutros e os destrutivos, para evitar?
  • • Quais alimentos devemos abandonar e quais devemos incluir na alimentação?
  • • Qual é o melhor horário para ingerir cada um deles?
  • • Colesterol: será que ele entope as artérias? Causa infarto? Como regular?
  • • Será que meus índices estão saudáveis? Como entender meus exames?
  • • Açúcar: quais são os melhores adoçantes glicêmicos e não-glicêmicos?
  • • Como ler rótulos e entender a composição dos alimentos?
  • • Quais são os piores aditivos alimentares e como evitá-los?
  • • Como lidar com as intolerâncias alimentares: glúten, lactose e outras substâncias?

E muitos outros detalhes.

Não tem jeito, querido amigo, querida amiga: você precisa estudar um pouquinho pra saber como cuidar bem desse corpo que você habita.

E, como eu já mencionei, meu trabalho é facilitar este estudo, tornando-o mais simples, resumido e fácil.

Tenho feito isto por mais de 12 anos, em mais de 600 cursos e palestras presenciais, lições como estas e eventos online como a Semana da Alimentação Extraordinária, que em sua última edição (em agosto), impactou positivamente mais de 280.000 participantes.

Minha responsabilidade é enorme, pois aquilo que comunico impacta muitas pessoas. Sem esta laboriosa pesquisa para embasar as informações, tudo que falo seria apenas "ciência de comadre" ou simplesmente, minha opinião.

Opiniões não trazem retorno significativo à sociedade.

Você já sabe que ofereço meu trabalho mais completo e profundo através do Curso Coma Fora da Caixa.

Neste semestre já estamos com a turma completa, que foi fechada no início de Setembro.

Infelizmente, muita gente não conseguiu uma vaga nesta turma.

Além das vagas limitadas, nosso time de suporte disse que o motivo #1 foram as condições financeiras momentâneas.

Temos consciência da situação pela qual o país está passando, e sabemos que muitos estão com sua Saúde Financeira comprometida neste momento.

Mesmo que embora nos esforcemos para proporcionar conteúdos relevantes gratuitamente (como os da Semana da Alimentação Extraordinária e estas lições), recebemos muitos pedidos de pessoas que gostariam de algo estruturado, com um passo a passo prático do que fazer para mudar a forma como se alimentam.

Com estes critérios em mente, eu e minha equipe elaboramos um curso que cabe tranquilamente no orçamento de todos, e que ao mesmo tempo, causará transformações positivas nas vidas de quem o acompanhar.

Dos meus 22 anos de pesquisa e prática, identifiquei os pontos essenciais, aqueles que não podem faltar em uma verdadeira transformação alimentar e formulei este curso.

Nele, tenho a liberdade de compartilhar de forma estruturada, o que a ciência mais atual tem a nos oferecer em termos de alimentação saudável.

Oferecemos o AE em pequenas janelas de oportunidade durante o ano (assim como o Coma Fora da Caixa).

Como você participou desta série de lições gratuitas, quero te dizer que na próxima segunda-feira - dia 17 de setembro - abriremos as inscrições por um curto período de tempo.

Anote esta data na sua agenda.

Alimentação Essencial é um curso focado no conhecimento essencial sobre nutrição e em ferramentas para transformar seus hábitos alimentares de forma rápida e inteligente.

No total, o curso é composto por 13 aulas completas e 20 livros digitais com receitas, listas de compras, guias e resumos gráficos do conteúdo, perfeitos para uma consulta rápida.

Tudo feito de forma simples e prática, que qualquer pessoa pode colocar em prática e ter resultados já nas primeiras semanas.

Após se beneficiar de tudo que é proporcionado neste curso, você poderá optar por entrar na próxima turma do Coma Fora da Caixa, abatendo o valor investido no Alimentação Essencial. Completando assim seu acesso ao conhecimento mais avançado e atual no mundo da saúde e da nutrição.

O Alimentação Essencial é a porta de entrada perfeita rumo a uma nova fase da sua vida. Conhecimento acessível e direto.

Então, se você já decidiu que quer reconquistar sua saúde ainda este ano, aqui embaixo tem um botão pra você fazer uma pré-inscrição gratuita no curso e assim, reservar uma das vagas que vamos disponibilizar na segunda-feira (17 de setembro).


FAZER PRÉ-INSCRIÇÃO »

Estas lições estarão liberadas até o final desta semana. Sinta-se a vontade para revisitá-las neste período, ou para sugerir para qualquer pessoa que possa se beneficiar destes ensinos.

Lição #1: A base de uma alimentação saudável (liberada)

Lição #2: O segredo da Genética que ninguém te contou (liberada)

Agradeço por sua atenção e espero contar com sua presença no Alimentação Essencial.

Um grande abraço,

Flávio Passos.

Comente abaixo: depois de participar desta série de lições, você já é capaz de assumir a responsabilidade pela sua saúde?

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço