Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

22 de dezembro de 2014

A Luz dos Mestres - Osho

 
"Quero lhes dizer uma coisa: os mestres não dizem a verdade. Mesmo se eles quisessem dizer, não conseguiriam é impossível. Então, qual é a função deles? O que eles continuam fazendo? Eles não podem dizer a verdade, mas podem fazer despertar a verdade ainda dormente em você. 

Eles podem provocá-la, podem desafiá-la. Eles podem balançar você; podem acordar você. Não lhe podem dar Deus, a verdade, o nirvana. 


É inato, é intrínseco. Faz parte da sua própria natureza. 

Portanto, qualquer um que finja lhe dar a verdade está simplesmente explorando a sua estupidez, a sua ingenuidade. (...) Ele é um pseudo-mestre.
A verdade não pode ser dada; ela já está em você. Pode ser evocada, provocada. Pode-se criar um contexto, um certo espaço, no qual ela alfora em você e já não está adormecida; torna-se desperta.

A função do mestre é muito mais complexa do que você pensa. Seria muito mais fácil, muito mais simples, se a verdade pudesse ser transmitida. Ela não pode ser transmitida; por isso, caminhos e meios indiretos têm que ser criados.


O Novo Testamento traz a bela história de Lázaro. (...)

Lázaro morre. Ele é irmão de Maria de Madalena e de Marta, e um grande devoto de Jesus. Jesus está longe; quando recebe a informação e o chamado: 'Venha imediatamente', dois dias já se passaram, e quando ele chega à casa de Lázaro, já se foram quatro dias. Mas Maria e Marta estão esperando por ele, tamanha é a confiança delas. Toda a vila está rindo delas. Aos olhos dos outros, elas são tolas por guardarem o corpo do irmão numa gruta; elas vigiam o cadáver todos os dias. O cadáver já começou a cheirar, está se deteriorando. As pessoas da vila, estão dizendo: "Vocês são tolas! Jesus não pode fazer nada! Quando alguém está morto, está morto!
Eis que Jesus chega, ele vai até a gruta - não entra lá - mas fica do lado de fora e chama Lázaro. As pessoas se reúnem. Devem estar rindo: " Esse homem parece estar louco!"(...) Mas, sem hesitar, Jesus chama muitas vezes: "Lázaro, saia!" E a multidão tem uma grande surpresa: Lázaro sai da gruta - abalado, chocado, como se acordasse de um longo sonho, como se estivesse saindo de um coma. Ele mesmo não pode acreditar no que aconteceu ou entender por que está numa gruta..

Esse é na verdade, um outro modo de dizer qual é a função de um mestre. A questão não é se Lázaro estava ou não morto. A questão não é se Jesus era capaz de ressuscitar realmente os mortos ou não. (...) Isso não é um fato, é uma verdade! Não é algo que acontece no tempo, é mais, é algo que acontece na eternidade!


Vocês todos estão mortos. Vocês todos estão na mesma situação de Lázaro. Vocês estão todos vivendo em suas grutas escuras. Estão todos cheirando mal, e se deteriorando...porque a morte não é uma coisa que vem de repente, um dia...vocês estão morrendo todos os dias! Desde o seu nascimento, vocês estão morrendo todos os dias. É um longo processo; leva setenta, oitenta, noventa anos para se completar. A cada momento alguma coisa de vocês morre, alguma coisa em vocês morre, mas vocês estão totalmente inconscientes de toda a situação. Continuam como se estivessem vivos; vão vivendo como se soubessem o que é a vida.


A função do mestre é chamar: "Lázaro, saia da gruta! Saia de sua cova! Saia de sua morte!" O mestre não pode lhe dar a verdade, mas ele pode despertar a verdade. Ele pode mexer com alguma coisa em você. Ele pode desencadear um processo em você que iniciará um fogo, uma chama. A verdade é você - tanta poeira se acumulou à sua volta. A função do mestre é negativa: ele tem que lhe dar um banho, uma chuveirada, para que a poeira desapareça.(...)


João Batista estava preparando as pessoas para um banho interior. Quando elas estivessem prontas, ela as levava simbolicamente ao rio Jordão. Era apenas simbólico, (...) significando que o mestre pode lhe dar um banho. Ele pode retirar de você a poeira, a poeira de séculos. E de repente, tudo fica claro, tudo é claridade. Essa claridade é iluminação.

O grande mestre Daie, diz: "Todos os ensinamentos dos sábios, dos santos, dos mestres, mostram nada mais do que isto: eles são comentários sobre o grito súbito: Ah, isso!"

Quando de repente, você está desanuviado, uma grande alegria e júbilo se manifestaram em você e todo o seu ser, toda fibra de seu corpo, mente e alma dançam e você diz: Ah, isso! Aleluia!, num grandioso grito de alegria que irrompe em seu ser, isso é Iluminação! De repente, as estrelas descem dos céus. Você se torna parte da eternidade, dança da existência.

Auden diz: Dance até as estrelas descerem do céus! Dance, dance, dance até cair!


Sim, isso acontece - não é algo que você tem que fazer. É algo que mesmo que você queira fazer, achará impossível; achará impossível resistir. Você terá que dançar.

A beleza disso, a beleza do agora, a alegria pela existência e a proximidade dela...sim, as estrelas descem dos céus. Elas estão tão próximas que você pode tocá-las; você pode segurá-las com as mãos.(...)

Todo o coração dizendo: "Ah!" E o silencio que se segue, e a paz... e a alegria, e o encontro, e a fusão, e a experiência orgástica, o êxtase...


Os mestres não ensinam a verdade; não há como ensiná-la. Ela é uma transmissão além das escrituras, além das palavras. É uma transmissão. É energia provocando energia em você. É uma espécie de sincronicidade.

O mestre, como um ego, desapareceu; ele é pura alegria. E o discípulo se senta ao lado do mestre, partilhando de sua alegria, de seu ser, comendo e bebendo daquela fonte eterna e inexaurível. E um dia - e não se pode prever quando será esse dia, ele é imprevisível... - um dia de repente acontece: um processo, que lhe revela a verdade de seu ser, começa em você. Você fica face a face consigo mesmo. Deus não está em outro lugar; ele está aqui, agora. 

Os mestres iluminam e confirmam a realização. Eles iluminam de mil e uma maneiras. Vão apontando para a verdade; os dedos apontando para a lua. Muitos tolos começam a se apegar aos dedos - se você se apegar aos dedos, não verá a lua, lembre-se disso. Há indivíduos ainda mais tolos que começam a morder os dedos. Isso não vai alimentar ninguém. Esqueça os dedos e olhe para onde eles apontam.


Os mestres iluminam. Lançam uma grande Luz - eles são Luz - lançam uma grande Luz sobre o seu ser. São como um holofote: projetam o ser deles no seu ser. Você vive na escuridão há séculos, há milhões de vidas. De repente, o holofote de um mestre começa a revelar alguns territórios esquecidos em você. Eles estão dentro de você; o mestre só os está trazendo à luz, ele só está se projetando em você. E um mestre somente se projeta quando o discípulo está aberto; quando o discípulo se entrega; quando o discípulo está pronto para aprender; quando o discípulo se entrega; quando o discípulo não quer mais acumular conhecimento, mas conhecer a verdade; quando o discípulo não está mais apenas curioso, mas é alguém que procura e está disposto a arriscar tudo. Mesmo que a vida deva ser arriscada e sacrificada, o discípulo está pronto. Na verdade, quando você arrisca a sua vida sonolenta, adquire uma qualidade totalmente diferente de vida: a vida de luz, de amor, a vida que está além da morte, além do tempo, além das mudanças.


Os mestres iluminam e confirmam a descoberta. Primeiro, o mestre ilumina o caminho, a verdade que está dentro de você. Depois, quando você a descobre e reconhece... É muito difícil você acreditar que a alcançou. A coisa mais inacreditável é a descoberta da verdade, porque você sempre ouviu dizer que é algo muito difícil, quase impossível, e que leva milhões de anos para se alcançar. E você ouviu dizer que ela está em outro lugar - talvez no céu - e, quando você a reconhece dentro de você, como pode acreditar?


O mestre confirma. Ele diz: "Sim, é isso!" A confirmação dele é tão necessária quanto a iluminação. Ele começa iluminando e termina confirmando. Os mestres são a evidência da verdade, não a prova.


O mestre é uma evidência, é uma testemunha. Ele viu, ele sabe, ele se tornou. Você pode sentir; a evidência pode ser sentida. Você pode se aproximar cada vez mais; pode permitir que a fragrância do mestre penetre até o mais íntimo de seu ser. O mestre é só evidência; não é a prova. Se você quiser alguma prova...não existe prova.


Deus não pode ser comprovado, nem contestado; ele não é um argumento. Deus não e uma hipótese, não é uma teoria: ele é uma experiência. 

O mestre é evidência viva. "
Osho em O homem que amava as gaivotas

Exibições: 16

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço