Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

A MINHA MISSÃO, A SUA MISSÃO, A NOSSA MISSÃO.

 JOSI SANTANA
Comentário: Todos procuramos o crescimento interior, procuramos a Luz e a elevação de nossa consciência. Os que retiram o véu e a luz começam a perceber, tentam a outros irmãos mostrar o caminho, Mestres fazem isso, nos orientam com suas mensagens esclarecedoras para discernirmos o verdadeiro do ilusório, mas tão elevados estão, em dimensões muito alem de nossa concepção, que fica difícil muitas vezes, tanto a eles encontrar termos que nos sejam de fácil entendimento, como nós entendermos citações as vezes longe de nossa atual vivencia e capacidade de assimilação. Mas vejam ou leiam agora o relato da Josi. A mensagem que a Josi nos traz, ela esta aqui em nossa dimensão, passa todas as dificuldades e privações que todos nós passamos, neste nosso momento existencial, e ela ao experênciar e perceber um caminho que nos leva ao crescimento interior o relata, trazendo assim, valiosas informações que nos facilita a compreensão de muitas duvidas e incertezas que nos surge ao percorrermos a trilha para o Saber. A trilha esta agora Iluminada pelo relato de quem a Luz percebeu e a outros mostra. Muitos são os caminhos, mas muitos também serão os que se identificarão com esse, agora relatado.-S.E-
Há uns 9 meses atrás, eu descobri qual era a minha missão. 
Mas quando eu descobri a minha missão, eu não tinha certeza de como eu iria realizá-la, pois eu não me sentia preparada.

Foi somente há uns seis meses atrás que eu compreendi o poder que se encontra dentro de mim e o que na verdade precisava ser feito.

Eu tive uma conversa com a nossa querida irmã Alexiis algum tempo atrás, e ela me demonstrou uma grande preocupação sobre a falta da participação de vários membros do GRUPO-CÍRCULOS. Ela sentia que havia se esforçado tanto para organizar os grupos, mas que a maioria não estava dando continuidade no trabalho que ela e o Sorem iniciaram.

Eu comecei a sentir a mesma coisa em relação alguns membros do blog que abri “Resgate de amor”. Eu sinto uma grande insegurança vinda dos membros. 
Muitos parecem não saber o que fazer, apesar de todas as instruções estarem lá. E com isso, assim como acontece no Grupo-Círculos, no blog Resgate de amor alguns se afastam e deixam de lado a oportunidade de cumprir uma parte de suas missões.

Quando eu me conectei à Fonte para saber o porque os membros estavam reagindo desta forma, e sobre o porque há tanto receio de interagir e participar, a resposta foi o que eu já estava pensando, que muitos estão procurando por direção. Mas principalmente, porque muitos estão tentando descobrir suas missões.
E que somente na hora que a pessoa descobrir sua missão, que a pessoa terá mais confiança de realizar seu trabalho, e não precisará de outro para dizê-lo o que ele deve fazer, pois o trabalho será aceito naturalmente.

Chegando à essa resposta, eu decidi escrever sobre a tal missão. Para que possamos juntos superar essa dificuldade que temos enfrentado em vários grupos; onde a liderança, opinião e ação de UM se torna a aceitação e verdade de vários.
Fazendo com que a pressão e a responsabilidade de quem está liderando façam surgir perguntas como: “O meu trabalho está rendendo?” “O meu trabalho está fazendo alguma diferença?, Ou está simplesmente deixando as pessoas dependentes de mim?” “Se eu parar o meu trabalho, alguém irá continuá-lo?

Entendam, que muitos de nós que temos blogs não seremos blogueiros para sempre. Eu mesma, chegará um momento em que terei que passar um dos meus blogs para outra pessoa continuar o trabalho, pois serei e já estou sendo chamada para fazer outras coisas. 
Mas a pergunta é: “O pessoal está preparado para assumir a responsabilidade e dar continuidade ao trabalho?”
Alguns já estão, mas até eles mesmos se perguntam: “Qual é a minha missão? Como eu faço para descobrir a minha missão?”

Bom, então vamos falar sobre a tal missão.
Vamos re-descobrir nossas missões.

Continua clik aqui


Mas antes de começar, eu gostaria de falar sobre a comparação que uns ficam fazendo com outros.

Em outros textos, eu já comentei sobre a importância de enviar amor à Gaia, de ajudar uns aos outros com nossa luz e amor, de fazer o resgate de almas, etc...
E também comentei que isso dá trabalho.

Mas meus irmãos, o trabalho precisa ser feito.

Alguém precisa fazê-lo.

Exemplo:

“Pensa num tiozinho que mora na roça, que tem uma plantação de arroz. E do lado das terras do tiozinho há um rio que passa por ali. Neste rio, o gado do vizinho sempre aparece por lá para beber a àgua. E pelo menos uma vez por semana uma vaca entra no rio e acaba se afogando lá dentro, seja pelo motivo que for....
A vaca, se não for tirada do riozinho, começa a contaminar a àgua que o tiozinho usa para irrigar a plantação. E todos os dias o tiozinho precisa ir checar o rio para ver se não há nenhuma vaca morta por lá. E se houver, ele tem que dar um jeito de tirar a vaca de lá de dentro.

Ele comenta com o vizinho, e pede para o vizinho ficar atento.
O vizinho diz que vai dar um jeito, mas infelizmente construir uma cerca ao lado do rio fica muito caro, para os dois. E com isso, o tiozinho precisa ficar checando o rio todos os dias.
Dá trabalho, mais ele vai lá todos os dias.

Esse tiozinho não precisa entender sobre a Transição Planetária para saber qual será o nível de contaminação na água se ele deixar todas as vacas que já morreram lá dentro do rio.
Então, mesmo sendo trabalhoso, ele faz a parte dele, porque ele entende qual será a consequência de sua ação se ele escolher por não fazer nada.

A água contaminada irá afetar a plantação, e com a plantação contaminada o tiozinho não poderá vender o seu produto. Os que compram o arroz não poderão comprá-lo. E eventualmente o resultado de sua ação de escolher por não fazer nada chegará até você!

Ele não entende nada de Transição Planetária, e muito menos de que ele precisa enviar amor à Gaia, e que ele precisa fazer exercícios para elevar a vibração, e que ele precisa entender sobre as chaves Metatrônicas, etc...
Mas qual é a diferença entre ele e nós? As escolhas que fazemos todos os dias!

Ele escolhe por fazer a parte dele e é ciente das consequências de suas escolhas. A escolha dele de checar o riozinho todos os dias, mesmo dando tanto trabalho, causa uma reação em cadeia que pode chegar até a mesa de alguém.

Esse exemplo que dei, é só para entendermos a consequência de nossas escolhas e de querermos ficar nos comparando com outros. E de as vezes ficarmos arrumando desculpas sobre o porque não devemos fazer algo, se um tiozinho que mora lá roça não está fazendo o que nos está sendo aconselhado pelos Mestres tampouco.

Meus queridos, A VERDADE PERSEGUE!

Uma vez que aprendemos e tomamos conhecimento da verdade, ela sempre irá nos perseguir.
Nós podemos arrumar a desculpa que for para não fazermos algo, mas no fundo, bem lá no fundo, nós sempre saberemos da consequência da nossa decisão.

As hostes celestes não nos julgam pelo o que decidimos fazer. Mas há uma grande necessidade de que estejamos atentos à razão das nossas decisões.

Muitos de nós queremos ser partes conscientes desta nova energia que já está aqui. Muitos de nós queremos fazer parte do que está acontecendo. Muitos de nós queremos colocar a mão na massa e começar a trabalhar.
Mas o problema é que muitos de nós não estamos preparados para encarar a verdade.

E a verdade é essa: SE NÓS NÃO ESTAMOS PRONTOS PARA ASSUMIR RESPONSABILIDADES, E FICAMOS ARRUMANDO VÁRIOS MOTIVOS PARA FUGIR DO QUE JÁ SABEMOS QUE PRECISA SER FEITO, QUEM PODERÁ CONTAR COM A NOSSA AJUDA?

Nós pedimos pela verdade, mas assim que a verdade é exposta, nós as vezes optamos por não fazer nada porque fazer o que precisa ser feito requer trabalho.

Se diante dos obstáculos, nós desistimos e pensamos em voltar para trás tornamo-nos inconstantes.
É preciso encontrar equilíbrio para podermos dar continuidade no trabalho que nos oferecemos a fazer.
Não é sempre fácil encontrar esse equilíbrio, e sairemos do caminho algumas vezes, mas precisamos continuar buscando por esse equilíbrio pois, do contrário, ficamos experienciando a Dualidade. E como num puxa puxa de cordas, ficamos sendo puxados para um lado e o para outro.

O tiozinho pode não saber da importância sobre limpar as energias negativas que estão acumuladas no planeta.
O tiozinho pode não saber da importância de enviar amor à Gaia, e que o nosso amor ajuda na elevação do Planeta e facilita a transição pela qual Gaia está passando.
O tiozinho pode não saber o que acontece quando deixamos tantas almas desencarnadas carregadas de energias negativas pairando sobre a Terra, e ele também pode não saber do alívio que é trazido à alma que é salva.
O tiozinho pode não saber que é através da aplicação da luz e do amor em tudo o que ele faz, que o ajudará com sua elevação espiritual,

MAS VOCÊ SABE!!!!

E a pergunta é: O QUE VOCÊ FAZ EM RELAÇÃO À ISSO??

A VERDADE PERSEGUE! SEMPRE!!
 
E O QUE VOCÊ FAZ QUANDO DESCOBRE A VERDADE?

A decisão do tiozinho de manter o rio limpo, faz com que ele esteja imediatamente colaborando com uma parte de Gaia e de si próprio. E Gaia com certeza é muito grata à ele.
Ele não precisa saber sobre a Transição Planetária para já estar ajudando, para já estar cumprindo a sua missão.

Vocês já olharam para um campo com plantação de arroz, ou qualquer outra plantação? Você já observou a paisagem?
Mesmo sem eu talvez consumir o arroz da plantação daquele tiozinho, eu já sou eternamente grata pela linda paisagem.
Basta sentir a energia da plantação e você sentirá se o amor e a luz da pessoa foi aplicado ali, pois a vibração negativa ou positiva que podemos sentir se nos concentrarmos é clara.

O tiozinho, e muitos outros ao redor do planeta, ainda não sabem do que é preciso ser feito para realizamos o nosso trabalho; assim como nós tampouco temos muito conhecimento sobre o que precisa ser feito para que o trabalho deles sejam realizados.
Mas eles certamente apreciam e desfrutam do ar, da água, do solo, da atmosféra, e das regiões que limpamos com nosso envio de energia, assim como nós também apreciamos o que eles fazem.

Isso não é suficiente para continuarmos com o nosso trabalho e não desistirmos?
Cada um precisa fazer a sua parte.

O tiozinho cria uma paisagem linda com os campos que eu gosto de observar, e cultiva alimentos.
E eu ajudo na limpeza do Planeta para poder ver o resultado da
criação do tiozinho e da criação de muitos outros.

Se ninguém ajudasse na limpeza das energias densas que se encontram no planeta, o solo de muitas fazendas estariam repletos de energia negativa, incapacitando o cultivo de vários produtos. (para falar a verdade muitos solos já se encontram deste jeito.)

Gaia desfruta e aprecia o resultado de nossos esforços, nos dando em troca sempre mais para continuarmos a criar o que desejamos.

Portanto, cada vez que quisermos arrumar uma desculpa de que não devemos fazer algo porque uma outra pessoa não está fazendo, estejamos atentos à consequência das nossas decisões.

A VERDADE PERSEGUE

Quando eu abri o blog “Rumo ao Despertar”, eu não tinha idéia no que eu estava entrando.
Mas parte da idéia de eu abrir o blog surgiu por causa desse e-mail que eu enviei para a Alexiis:
http://escritores-canalizadores.blogspot.com/2010/01/inmovilizacion... , do qual ela resolveu publicar no seu blog.

Pela minha surpresa, alguns outros blogs publicaram aquele texto também.

Aquela ação dela me fez sentir importante. Me fez sentir que eu era alguém e que talvez eu tivesse algo a oferecer.

Eu não entendia o casteliano muito bem na época, e acabei ficando cansada de entrar todos os dias no blog dela e conseguir somente entender algumas palavras, mas não todas.
Eu decidi então começar a traduzir os textos dos blogs da Alexiis, e publicá-los no blog que eu havia criado.

Eu não era tradutora. Mas aquilo não me impediu de tentar traduzir os textos.
Apesar da dificuldade de traduzir os textos e de frequentemente estar confusa com a gramática, pois assim que coloquei os pés nos Estados Unidos eu completamente coloquei o Português de lado para aprender o Inglês(e o meu Português já nem era aquelas coisas no Brasil...), eu não deixei aquilo ser um bloqueio de início.

Com o passar do tempo, eu comecei a me comparar com os tradutores. E aquilo me bloqueou completamente.
No que antes a minha preocupação era traduzir os textos e partilhar as mensagens com os outros, uma simples vontade do coração. De repente havia se transformado num bloqueio, onde o foco era: “Será que eu devo continuar traduzindo, pois esse fulano, e tal fulano, e o outro fulano, fazem as traduções bem melhor do que eu...”

Enquanto o foco estava no que o meu coração queria fazer, e no quanto eu podia contribuir, a dificuldade de traduzir não era problema algum. Mas assim que eu deixei a mente tomar conta, o problema foi ficando cada vez maior.

Demorou, mais com muito esforço eu consegui passar a ouvir o meu coração novamente e abrir espaço para o que ele desejava fazer.
(Obs: Atualmente o trabalho tem tomado bastante o meu tempo e tenho estado afastada do computador, e não tenho tido tempo para fazer traduções. Mas quando posso, faço questão de dar uma ajudinha.)
- Um grande obrigado à todos os tradutores que estão sempre nos presenteando com suas energias iluminadas através das traduções.

Bom, entendam que a decisão de eu abrir o blog foi completamente um grande impulso do coração. E hoje eu fico muito feliz por ter feito aquilo.
Mas ainda não muda o fato de que eu tive que esperar outra pessoa me mostrar que eu era importante, para que eu pudesse acreditar no que eu podia oferecer. E o dilema se encontra aí.

Muitos de vocês se encontram na mesma situação que eu estava. Vocês estão esperando alguém lhes dizer que vocês são importantes, e o que vocês tem a oferecer é importante. E não aceitam se o “dizer” vier de forma geral, precisa ser de forma individual, pois o Ego gosta de ter atenção própria.

E com isso, o tempo vai passando e muitos continuam esperando.....

Alguns esperam porque acreditam que só deverão fazer algo na hora que souberem de uma vez por todas quais são suas missões.
E outros esperam porque o complexo de inferioridade está tão alto, que a energia que paira ao redor da pessoa não o deixa pensar com claridade, não o deixa abrir espaço para a luz entrar e guiá-lo.

Então, assim como eu tive uma mãozinha da Alexiis, eu desejo dar uma mãozinha àqueles que estiverem com o coração aberto e quiserem ouvir.

Vamos falar da missão individual de cada um.

Quando eu abri o meu blog, eu não tinha idéia de qual era a minha missão. Demorou um pouco para eu redescobrí-la.
E hoje que eu sei, eu vejo que a resposta estava na minha cara o tempo todo.

E a razão pela qual há 11 meses atrás, quando eu abri o meu blog, eu não sabia qual era a minha missão, era porque eu não estava procurando pela minha missão. Eu estava procurando por um título.

E é essa a razão do porque alguns de vocês ainda não encontraram suas missões, porque vocês estão procurando por títulos, uma distinção honorífica, um rótulo, etc...

Alguns não conseguem se mover sem poder dizer:
EU SOU...(título)..

Esta também é a razão de muitos fazerem a pergunta:
“ Será que eu sou um trabalhador da luz?”

Vamos ver se eu vou conseguir esclarecer essas dúvidas.
Se eu não conseguir, alguém por favor dá uma mãozinha nos comentários. J

Vamos tomar os ÍNDIGOS como exemplo.

A missão dos Índigos de acordo com Kryon, é a de equilibrar a energia feminina e masculina.

Eles tem entrado/nascido no planeta desde da época de 80 se eu não me engano. A diferença se encontra em algumas fitas de DNA deles, que já estão reconectadas, e em atributos psicológicos bem diferente dos da geração antiga.

Eu tenho tido a oportunidade de observar algumas crianças Índigos de perto, e confesso que eles me surpreendem.

Nancy Tappe, autora do livro “Understanding your Life through Colors” – “Entenda sua vida através das cores”, foi a primeira professional a estudar as crianças Índigos e escrever um livro sobre eles depois de 10 anos de observação e estudo.

Ela descreve eles como um pouco “robóticos” (Eu concordo.) E que eles se sentem fortemente atraídos por técnologia desde pequenos. E que socialmente falando, eles tem uma certa dificuldade em se relacionar com outros. Mas a nível de consciência, eles não tem dúvida alguma de quem são.
Eles têm uma grande dificuldade de aceitar ordens pelo fato de já saberem quem são. E quando têm suas idéias contrariadas, eles se afastam das pessoas.

As estórias que tenho lido e oportunidades que tenho tido de observar algumas dessas crianças, me mostram que realmente muitos pais estão passando sufoco por não saberem como lidar com essa geração.

E por causa de uma certa ignorância, o governo daqui até criou uma espécie de vacina para essas crianças; pois a reclamação de pais, babás e professores andam aumentando muito. E a maioria dos psicólogos não sabem como lidar com o comportamento dessas crianças tampouco.

As reclamações tem sido:

* Levantar a mão e corrigir o professor quando está ensinando.

* Não aceitar ordens que não fazem sentindo de pais e babás sem realmente saber a causa do porque eles têm que cumprir aquela ordem. - Mas quando eles compreendem a ordem, eles não tem problema algum em aceitá-la.

* Não aceitam serem ameaçados, tipo: “Se você não fizer o que eu estou falando, isso ou aquilo irá acontecer.”
Para eles isso não significa nada!

*Se interessam por várias coisas ao mesmo tempo, até acharem o que realmente querem fazer. Deixando os pais loucos, porque os pais acreditam que eles estão simplesmente brincando com sua paciência.

Mas na verdade, eles estão simplesmente estudando as várias oportunidades para ver com o que se identificam.
(É aconselhado que quando se trata de instrumentos musicais, para os pais não comprarem nenhum, simplesmente aluguem os instrumentos até a criança decidir qual ela realmente quer tocar.)

Mas vamos ao ponto, Nancy Tappe classificou os Índigos desta forma:

1- HUMANISTA – Que irá trabalhar com a massa.
Esses serão os doutores, advogados, professores, vendedores, enfermeiros, homens/mulheres de negócios, políticos, crediaristas, faxineiros etc... de amanhã.
Eles irão servir a população.

2- CONCEITUAL – Estes são mais interessados por projetos do que outras pessoas.
Eles serão os engenheiros, designers, arquitetos, astrounautas, pilotos, militares. E geralmente gostam de prestar atenção no corpo, gostam de esportes.

3- ARTISTAS – Estes são mais sensíveis e as vezes a minoria, mas nem sempre. Eles são criativos, e serão os professores de artes, artistas, cirurgiões, pesquisadores, músicos, autores, escritores, etc...

4- INTERDIMENSIONAL – Eles são maiores do que outros Índigos, com um ou dois anos de idade, você não consegue falar algo à eles sem com que eles respondam: “Eu já sei disso.” “Eu sei que posso fazer isso.” “Me deixa em paz.”
Eles serão os filósofos, e as novas religiões do mundo.
Na infância, eles também podem ser mandões, tirânicos, e querer mandar em outras crianças.

Bom, a razão pela qual eu quis usar os Índigos como exemplo, é porque fica bem claro que eles podem cumprir suas missões de uma forma mais ampla através de seus talentos, através do que eles podem oferecer.

Vejam bem, o equilíbrio da energia feminina e masculina que eles estão trazendo para o mundo, se encontra no que eles são, nos Seres que eles são. A energia deste equilíbrio feminino e masculino está na luz que é emitida de dentro para fora.
Agora, se eles emitem esta energia de forma consciente ou inconsciente é a questão.

A missão meus irmãos, de cada um, é a de SER LUZ.

Quando a luz de um faról está apagado, os navios têm dificuldade de chegar ao seu destino. E ficam navegando em águas escuras à direção do que procuram.

Teresa de Lisieux disse: “O objetivo de toda criação é elevar-se.”

Por que?
Simples, quanto mais elevamos a nossa luz, mais espaço ocupamos com a nossa energia. Quanto mais espaço ocupamos com a nossa luz, mais a escuridão ao nosso redor desaparece.

Se no momento, sua luz é como a luz de uma vela, o espaço que a sua luz ocupa é bem pequeno, importante, mas ainda pequeno.
E por sua luz ser pequena, o efeito que ela tem sobre você mesmo é pequeno; o que dirá nos outros.

Se a luz da pessoa é muito pequena, ela tende a procurar por mais luz lá fora, e quando olha ao redor tudo o que ela vê é a escuridão.

A falta de mais luz faz a pessoa ficar parada, e não a ajuda encontrar respostas, pois é comum nessa fase a pessoa não conseguir reconhecer a luz nos momentos de aprendizagem.
A luz da pessoa fica sendo bloqueada pela quantia de energia negativa acumulada que ela tem ao redor dela mesma, e escurecendo os momentos de reflexão que ela precisa fazer, levando-a a ter mais dúvidas e passando por momentos confusos.
E dentro da escuridão, tudo o que ela consegue atrair é mais escuridão, fazendo com que a escuridão seja maior do que a sua própria luz.
A depressão e a vontade de se suicidar é comum nessa fase.

Agora, se a sua luz é como a luz de uma lâmpada, o espaço que a sua luz ocupa é um pouco maior, e por essa luz ser um pouco maior ela te ajuda a enxergar um pouco mais além da escuridão.
Quando a pessoa está com uma vibração mais alta, ele consegue identificar a luz com um pouco mais de facilidade, e começa absorver toda ajuda que vê pela frente, se esquecendo que a ajuda que ele vê pela frente está vindo de fora.
Chega um momento onde há tanta coisa vindo de fora, que as várias energias que grudam no seu campo vibracional o faz sair do caminho e se esquecer quem é. E a verdade dos outros se torna a verdade dele. E ele acaba precisando de ajuda dos outros sempre que se depara com algo novo, pois a dúvida não o deixa refletir sozinho.
Nessa fase a Dualidade é brutal, porque a pessoa fica num grande vai e volta tentando corrigir conceitos.

Nessa fase muitos passam por tantos testes e experiências dolorosas, que se esquecem que essas experiências são na verdade degraus que precisam subir para poderem alcançar um outro nível.
E quanto mais a pessoa tenta rejeitar o que está acontecendo, mais no meio do caos ela se encontra.
Como diz Teresa de Lisieux: “Não rejeitar, transceder!”

A poder da observação é essencial nessa fase, pois evita com que fiquemos correndo dentro de um labirinto. E nos ajuda a lembrarmos que a luta não é necessária, mas sim a aceitação.
A hora que a pessoa aceita o que está acontecendo sem brigas, o caminho se torna claro novamente para ele saber o que fazer e continuar a percorrê-lo.
Seja simples, seja humilde, e as experiências não se tornarão tão complicadas.


E temos também aqueles que já se tornaram um faról de luz.
Esses já conseguem ver as manchinhas escuras que ainda estão bloqueando o seu brilho, e por poderem ver essas manchinhas, eles trabalham constantemente na eliminação das energias densas para tornarem-se parte de um Grande Sol.

Lembrem-se: Mesmo um faról depois de passar por uma grande tempestade, precisa que seu holofote seja limpo. E quando o holofote queima, este também precisa ser trocado.

Então, mesmo aqueles que já se tornaram um faról de luz, precisarão de vez em quando usar a sua luz para eliminar a sujeira que vem de fora e que tenta grudar no seu campo vibracional.

Outra coisa que é importante saber, é que a luz daqueles que já se tornaram um faról, frequentemente atrai aqueles que estão procurando pela luz. 
E é neste momento que alguns se entregam diante daquele/a que é considerado Superior, e acabam fazendo a verdade do outro a sua própria.

Discernimento meus irmão, use o discernimento!

Se uma grande quantidade de luz for emitida de todos nós juntos, conscientemente, todos os dias, a luz dissipará a escuridão e o que irá pairar sobre o planeta serão energias iluminadas.

Juntos podemos formar um grande sol, e é por isso que a nossa união fica sendo cobrada.

Se uma grande quantidade de energia negativa, de medo e dúvidas são emitidos de nós todos os dias, a escuridão permanece.

Mas isso muitos de vocês já sabiam!
Bom, agora vamos ver quantos de nós estamos emitindo essas energias conscientemente ou inconscientemente através do que fazemos diariamente.

Se eliminarmos as CLASSIFICAÇÕES dos Índigos, preste atenção no que resta:

Doutores, advogados, professores, vendedores, enfermeiros, curandeiros, médicos, homens/mulheres de negócios, políticos, crediaristas, faxineiros etc...
Engenheiros, designers, arquitetos, astrounautas, pilotos, militares, atletas, etc..
Criativos, professores de artes, artistas, cirurgiões, pesquisadores, músicos, autores, escritores, etc...
Filósofos, religiosos, mandões, tirânicos, etc..

Agora eu pergunto:

Quantos de vocês exercem um dos cargos ou títulos acima?

Ou mais importante quantos de vocês estão cumprindo suas missões de forma inconsciente?

Quantos de vocês estão deixando suas luzes serem bloqueadas por causa da dúvida sobre se vocês estão no lugar certo, ou com as pessoas certas?

A sua missão não se encontra no título ou função pela qual você espera ou deseja receber. Mas sim na forma como você manifesta a ENERGIA que está dentro de você para fora, através do que você tem a oferecer.

É a sua energia que contribui com o lado de fora, de forma positiva ou negativa.

Se você, por exemplo, assistir um Índigo cantando, a energia dele irá penetrar-lhe através da música. E já que a missão dele é equilibrar a energia feminina e masculina, a energia dele em contato com a sua, estará cumprindo o trabalho que ele veio fazer.

Eu até li sobre uma mulher que foi convidada pelo marido a ir no show de um menino de oito anos(Índigo), mas que ela de início não queria ir, pois ela havia perdido o filho e não estava com vontade de sair de casa.
Ela conta que depois que assistiu o show do menino, que ela teve que dar um jeito de encontrar o menino para agradecê-lo, pois foi o melhor show que ela havia assistido. E que enquanto ela ouvia ele tocar, que a música tocava a alma dela e a fazia chorar, mas de uma maneira como se ela estivesse soltando toda a dor para fora e ficando mais leve.

O menino ao ouvir isso, olhou para um dos membros da banda, deu um tapinha na sua mão(High five) e disse:
“Yeah!!! That’s what I’m talking about!!"
Tipo: “Da hora, é disso que estou falando!!”

Ele ficou feliz em saber que o seu trabalho, a sua música, foi capaz de afetar aquela mulher de uma forma tão positiva. Pois o show dele não é somente para satisfazer o seu Ego, mas sim para expressar o que ele tem a oferecer aos outros.

A nossa missão, a nossa luz, pode se manifestar através do que escolhemos fazer e podemos oferecer. Basta estarmos conscientes que carregamos essa luz dentro de nós. E que quanto mais negatividade, medo, e dúvidas criamos ao nosso redor, mais bloqueada essa energia fica quando é emitida para fora.

Se a nossa energia é emitida com limitações por causa das nossas mentes, e por causa da energia negativa que está acumulada no nosso campo vibracional, esta energia é sentida por outros e recebida com bloqueios também.

Você que é faxineira, quando você limpa a casa de alguém com gosto e amor, quando você sai daquela casa você deixa para trás um ambiente limpo, e também sua luz.

Eu trabalhei na casa de uma chinesa, que ela não vê a hora de chegar a sexta-feira para a equipe de faxineiras irem limpar a sua casa. Ela disse que se sente renovada cada vez que ela olha para a casa dela tão limpinha. Ela diz que naquele dia ela se sente em paz com ela mesma, e ela não entende porque se sente assim. E ela tem um carinho muito grande pelas meninas.

Quando eu vou trabalhar na casa dela, eu acho muito engraçado, ela oferece tudo o que ela pode para mim. Se ela estiver comendo algo, ela me oferece. Se ela abre o armário, ela me oferece algo que está dentro do armário. Se ela vai para uma loja ou supermercado, ela me pergunta se eu quero algo.
Mas para o meu marido, ela nunca oferece nada...rsrsrs, e olha que meu marido tem trabalhado para ela há mais de três anos e eles se dão super bem.. Meu marido acha super estranho...rsrs

Mas acontece que ela sente a minha energia.
Antes de eu entrar na casa dela, eu elevo minha luz e carrego para dentro de sua casa muita luz e amor. Enquanto o meu marido por outro lado, carrega para dentro da casa dela uma grande esfera de estresse.
Quando eu cheguei nos Estados Unidos, logo no segundo mês, minha tia achou que seria uma boa idéia eu ser voluntária num asilo, para que eu estivesse entre americanos e pudesse ouvir mais Inglês.

Infelizmente, eram poucos os pacientes que podiam se comunicar.
E eu não falava Inglês algum. Eu estava morrendo de medo de ir para lá, achando que por causa da falta de Inglês que eu ficaria totalmente perdida.

Mas para falar a verdade, a falta do Inglês não fez diferença alguma.

Eu geralmente passeava com os pacientes que usavam cadeiras de roda por uma meia hora no pátio. E durante essa meia hora, eles me contavam coisas que eu não entendia muito bem.
Quando a meia hora acabava, e eu os levava para o quarto, eles olhavam para mim com os ólhos brilhando e diziam “THANK YOU”, e aquele brilho tocava o fundo do meu coração. E naquele momento eu sentia que o importante não era eu falar Inglês, era eu oferecer os meus ouvidos para ouví-los. Era eu estar presente e deixar eles contarem o que quisessem porque geralmente eles não tinham ninguém com quem conversar.

Durante as conversas, eu sempre ouvia palavras como: SON, DAUGHTER, GRAND-CHILDREN: Filho, Filha, netos.
E eu sabia que eles estavam falando sobre suas famílias, mas nem sempre entendia sobre o quê.

Quando eu não estava passeando com alguns idosos no pátio, eu passava creme hidratante nas mãos dos idosos que não conseguiam se comunicar, a pele das mãos deles estavam sempre ressecadas. E as vezes pintava as unhas de algumas senhoras que gostavam de estar sempre elegantes.
Mas com a maioria deles, a comunicação era sempre através de olhares, principalmente com os que não conseguiam falar.

E eu frequentemente me perguntava: “Da onde a minha tia tirou a idéia de que eu vou aprender Inglês aqui??”
Na época eu não entendia muito bem o porque da minha presença ali, mas hoje, tudo faz sentido.

Se eu soubesse que eu podia usar de forma consciente a minha luz, eu poderia ter elevado minha energia lá dentro do asilo todos os dias, e talvez ajudado a diminuir um pouquinho aquele sentimento de solidão que alguns me passavam. E poderia também ter transmutado um pouco do medo ali acumulado.

De forma inconsciente eu consegui fazer alguma diferença, pois a minha energia era sentida pelos idosos. Mas eu agora entendo que poderia ter feito muito mais. Pois a minha missão se encontra na luz que eu carrego. Eu não sabia que estava emitindo minha energia através do que estava fazendo. Mas hoje quando eu olho para trás, eu entendo a razão de tantos sorrisos sinceros que recebi.

Antes de ontem, algo aconteceu que eu não estava esperando.
Meu marido pediu para que eu ficasse em casa para esperar o rapaz que ía instalar a TV a cabo. E confesso que eu não estava muito contente com a idéia, porque eu estava cheia de coisas para fazer.
E o rapaz iria aparecer entre as duas da tarde e cinco da tarde.

Quando foi duas e dez ele apareceu, e eu fiquei feliz, pois eu sabia que a instalação seria rapidinha. E foi, durou menos de 15 minutos.

Mas não é que ele ficou conversando comigo até as 5:30 da tarde!!...risos...
Ele era um brasileiro. E assim como todo brasileiro aqui nos Estados Unidos, ele se sente sózinho e não tem ninguém com quem conversar.

Quando ele chegou eu não sabia que ele era brasileiro, pois ele estava falando Inglês. Conversamos uns quinze minutos em Inglês sobre a televisão e a instalação, e somente depois que ele viu uma foto onde estou com meu marido vestindo uma camisa brasileira, que ele se deu conta que eu era brasileira e então começamos a falar Português.
Foi engraçado, eu literalmente me senti como um padre, e que ele estava confessando seus pecados. Em três horas ele quase que me contou a vida inteira.. risos...
Quando ele chegou na parte do porque ele havia saído do Brasil, e eu vi os olhinhos dele brilharem, eu imeditamente entendi o porque ele estava se abrindo tanto. Ele precisava liberar energias!

E então, enquanto eu estava escutando ele, eu invoquei Saint Germain e a chama violeta e começamos a transmutar a energia que ele estava liberando ao me contar tudo aquilo.

Quando foi cinco e meia da tarde ele foi embora, mas parecia que não queria.

E naquele dia, eu pude perceber ainda mais o poder do que eu posso fazer através da luz que eu carrego.

Algo nele reconheceu a minha luz, e o fez ficar ali e começar a liberar toda aquela energia acumulada.

Então meus irmãos, a nossa missão não está em nenhum momento específico do futuro. Nossa missão está presente dentro de nós esperando por oportunidades para ser manifestada.

A sua missão é cumprida quando você eleva a sua luz, pois quando ela ocupa um espaço bem grande, ela é automaticamente transmitida nas suas ações cotidianas, seja nas refeições que você prepara, ou numa casa que você limpa, no local do seu trabalho, dentro da sua casa, com as pessoas com quem você estiver, com seu blog, com envio de e-mails e mensagens, etc..

Eu já não preciso esperar para realizar a minha missão, eu a realizo todos os dias porque estou ciente que carrego a energia que precisa ser emitida para fora, dentro de mim.
Eu não espéro por oportunidades, eu vou de encontro com elas.

E eu faço isso através dessas palavras neste momento.
Antes de eu escrever qualquer coisa eu invoco a Fonte, e peço para que ele me use como uma ferramenta de amor. Eu dou intenção para que todas as palavras que eu escreva sejam escritas com uma vibração que ajude vocês entenderem o que estou querendo passar.
Eu cumpro minha missão quando emito minha energia através dos e-mails que respondo.

Eu cumpro minha missão quando tento ajudar com os meus blogs.

Eu cumpro minha missão quando antes de entrar na casa de um cliente, ou de alguém, eu formo uma grande esfera de luz e a carrego comigo para dentro da casa da pessoa, para que ela e sua família sejam banhados por essa luz.

Eu cumpro minha missão
quando entro no supermercado, ou numa loja de roupas, quando estou ao lado do meu marido, quando estou enviando amor à Gaia, quando estou enviando luz aos blogueiros, aos canalizadores, aos tradutores, às equipes de resgates e grupos círculos.

Eu cumpro minha missão quando eu me recordo que a energia que está dentro de mim e que precisa ser emitida para ajudar o planeta e as pessoas, precisa sair sem bloqueios.
E que eu preciso liberar e transmutar as energias negativas que eu carrego, para abrir mais e mais espaço para a luz. Pois só assim eu estarei fazendo uma diferença positiva.

O trabalho precisa ser feito em nós primeiramente, porque é o que sai de nós que ajuda ou danifica o mundo.

Se é um título pelo qual você está procurando para começar a cumprir a sua missão, escolha um e mãos à obra.

Muitos ainda estão esperando pelo comandante Ashtar aparecer em seus sonhos e comunicar-lhes o que é que eles tem que fazer.

Se este fosse o caso, vocês não acham que isso já teria sido feito? Principalmente nessa altura da jornada, onde o tempo está passando tão rapidamente?

Não fiquem esperando por um título, pois o título não é sua missão, e sim a energia de amor e luz que você pode emitir conscientemente.

Se você ainda tem dúvidas, vamos usar outro exemplo:

Jesus aparece na sua frente e diz: Meu filho/a, eu preciso que você entre nessa nave comigo porque estamos precisando de ajuda no Haiti. Você gostaria de nos ajudar com a nossa missão?

Você imediatamente diz que sim, afinal de contas você tem esperado por esse momento por tanto tempo.

Ao chegar no Haiti você pensa: “O que será que eu vou fazer se eu não falo a língua deles? Como que eu vou me comunicar com eles?
Como eu vou ser capaz de passar uma mensagem para eles?”

  A nave aterrisa.
Jesus olha para você e aponta para várias caixas que contém garrafinhas de àgua e diz que você pode começar.

Aquele que já entende a sua missão, não precisará pensar duas vezes para começar a distribuir as garrafinhas de água entre a população, e enviar sua energia àqueles com quem tiver contato.

Aquele que ainda está confuso sobre a sua missão, que continua esperando pelo “título”, começa a se questionar:

“Mas, esta é a minha missão então? Entregar garrifinhas de àgua? Não, não pode ser.. este é somente um serviço...

Pera aí!!
- E ele corre atrás de Jesus.....
Ele chama: “Jesus, Jesus!! meu camarada... eu tenho uma pergunta:”
Sim meu filho, Jesus responde.
O fulano: “Eu vou ajudar a distribuir as garrafinhas de àgua, mas eu queria saber qual é a minha missão realmente, você pode me falar?”

E se ele vê um outro irmão fazendo algo que parece ser mais importante do que ele está fazendo, ele imediatamente começa a questionar: “O que é que eu fiz de errado que não estou fazendo aquele trabalho?”

Meus irmãos, se Jesus aparecer e disser que nós precisamos ir ao Haiti, cada um irá cumprir sua missão de acordo com que o local e as pessoas de lá precisarem. E mais importante, de acordo com o que cada um pode oferecer.
Então, aqui estão os títulos e cargos para aqueles que ainda procuram:

Se Jesus te pedir para você entregar garrafinhas de àgua, você será um “Entregador”.

Se você tiver que preparar refeições, você será um “Cozinheiro”.

Se você tiver que contar quantas pessoas se encontram num certo local, você será um “Contador”.

Se você tiver que cantar para acalmar algumas crianças, você será um “Cantor”.

Se você tiver que limpar casas e banheiros, você será um “Faxineiro”.

Se você tiver que ajudar com a limpeza de energias densas, você será um “Limpador”.

Se você tiver que prestar assistência aos doentes, você será um “médico”, um “curandeiro” ou um “enfermeiro”.

Se você tiver que liderar um grupo de pessoas, você será um "Líder".

Se você tiver que dar uma mensagem, você será um “Mensageiro”.

E se você fizer tudo isso, e aceitar cada uma dessas funções sem ficar reclamando ou questionando, Você será um verdadeiro Trabalhador da luz. Pois independente da função, você sabe que sua missão é SER LUZ, e não o título que você estará usando no momento.

Você já parou para pensar que, sim, os Trabalhadores da Luz, as Sementes Estelares, e os Índigos podem carregar energias com propósitos diferentes dentro de si, mas que todos nós iremos emitir essas energias para fora da mesma forma?
Nós iremos emitir essas energias e cumprir nossas missões através do que podemos oferecer.

A pergunta das hostes celestes para nós sempre será essa:
“O que eles podem oferecer? Como eles desejam contribuir?”

Eles sabem do que nós somos capazes, mas a pergunta é:
“Quantos de nós realmente sabemos do que somos capazes de fazer com a nossa luz?”

E a pergunta que você deve fazer a si mesmo quando estiver se olhando no espelho é essa:

“O QUE EU TENHO A OFERECER? COMO EU POSSO CONTRIBUIR?

Se você ainda não fez essa pergunta, você provavelmente ainda não encontrou o seu talento. Então, faça isso já!!!

O que existe de melhor em você, que você pode oferecer à si mesmo, à Gaia, à Fonte, aos seus irmãos adormecidos, e aos seus irmãos despertos?

Essa é a pergunta que você deve fazer sempre que surgir uma dúvida sobre a sua missão:

“O QUE EU TENHO A OFERECER? e não QUAL É A MINHA MISSÃO?”

E muito menos: “O que aquela pessoa tem a me oferecer? O que aquele trabalho tem a me oferecer? O que aquele amigo, namorado, ou noivo, tem a me oferecer?"
Pois se todos eles estiverem agindo como você no momento, eles estão esperando a mesma coisa de ti.
E o que vai acontecer? Todos ficarão esperando.....

Não é a energia de fora que deve influenciar você, mas sim a energia que sai de dentro de ti que deve contribuir positivamente com o que está sendo criado lá fora.
Você é quem deve levar às pessoas e lugares a sua missão, a sua a sua luz e seu amor. Pois essa é a única chance que você tem para poder fazer a diferença.
E saiba que muitas dessas pessoas e lugares estão esperando para receber sua energia, assim como você tem esperado pela deles.

Alguns de nós, sentimos um grande chamado para ir à outros países. As vezes nós não entendemos porque, mas sentimos que o coração que ir para lá.

As vezes, é porque no passado moramos naquele país e o nosso espírito ainda sente-se atraído pelo lugar.
Mas lembrem-se: Todos nós encontramo-nos no local certo.

Muitas vezes, o sinal que o coração está enviando para você ir para um outro local ou país, é porque sua energia pode ajudar com o equilíbrio, ou com a liberação de almas desencarnadas que se encontram presas no lugar, ou com a limpeza de algumas energias densas acumuladas que se encontram em uma certa região.

A manifestação da sua luz e amor feita conscientemente pode ajudar com a limpeza de energias densas de qualquer região ou população.

Se você se der conta do que pode fazer com a sua luz e o seu amor, a quantia de portas que irão se abrir para você cumprir sua missão serão infinitas.

Mas o que você pode fazer com a sua luz lá no outro país, você já pode fazer aqui. Pois a energia que você carrega dentro de si é a mesma aqui e lá.

Vocês, que pensam que suas missões só serão cumpridas num momento específico do futuro. Vocês acham que essa luz específica pela qual vocês tem esperado somente surgirá naquele momento do futuro? E que no momento atual você não carrega nenhuma luz ou amor dentro de você?

Você caminha vazio/a? Sem energia nenhuma por dentro?

Se você responder: “Claro que não Josi, eu caminho com a minha luz e amor dentro de mim!”

Hmmm, então porque ao deixar a sua casa você tranca a sua luz e seu amor dentro do quarto e sai para fora sem nada?

Se a sua missão pode ser cumprida a qualquer minuto de qualquer dia, através da manifestação da luz e do amor. Por que você não está usando essa energia para banhar com luz os lugares em que entra?
Para banhar com luz e amor as pessoas que encontra?
Para banhar com luz e amor os clientes com que irá ter contato?
Para banhar com luz e amor seus familiares?
Para banhar com luz e amor seus negócios?
Para banhar com luz e amor o seu local de trabalho mesmo antes de você entrar nele?
Para banhar com luz e amor seu veículo?
Para banhar com luz e amor aqueles que não te valorizam?
Para banhar com luz e amor a natureza?
Para banhar com luz e amor os doentes?
Para iluminar Gaia?
Para resgatar almas desencarnadas?
Para ajudar na limpeza da Patagônia?
Etc...

Se o poder se encontra na manifestação da sua luz, pelo o que você está esperando para usá-la?
Pelo título não é? Porque até agora você não sabia qual era a sua missão. Você pensou que seu talento precisava de um nome para poder ser manifestado, e não de uma energia.

Quantos de vocês reclamam do seu local de trabalho e das pessoas que lá se encontram?

Quantos de vocês reclamam de seus maridos ou de suas esposas?

Isso acontece porque a pessoa não entende a sua missão.

Se ele entendesse que a missão dele é ELEVAR A LUZ E EMITÍ-LA para onde for e distribuir essas energias entre as pessoas, ao invés de receber essas energias de fora, a pessoa não estaria se sentindo tão incomodada com a energia do local onde trabalha e nem das outras pessoas. Pois a pessoa saberia que a missão dele é ajudar no equilíbrio, ou aumento de luz, ou amor, ou harmonia, a onde ele estiver.

Parte de ser um Mestre na minha opinião, é usar de forma consciente o que temos aprendido através das nossas experiências. É ser capaz de transformar uma energia densa numa energia mais alta, utilizando os métodos de limpeza e transmutação para podermos ver o resultado que desejamos, seja na nossa vida pessoal, ou nos lugares que frequentamos.

A capacidade de transformar e transmutar energias que nos incomodam, é que nos abre uma porta para um amanhã mais sadio e feliz.

Você não consegue mudar a energia de um local, muito menos das pessoas, se você continua pensando que pode interferir no livre-arbítrio deles.

E você não consegue mudar a sua vida, e muito menos as experiências que tem com certas pessoas e em certos lugares, se você continuar pensando que são eles que tem que te oferecer algo de bom, algo de novo, que precisam te presenciar com o que você acredita que deve receber deles. E que somente quando você finalmente receber algo, é que então irá oferecê-los sua luz e seu amor. Isso não é amor incondicional, pois você está colocando uma condição.

A transição está no transformar o antigo para o novo. Se você não está fazendo a sua parte, e continua esperando que outros façam por você, você irá demorar para ver os resultados e continuará experienciando as situações atuais. Pois você não entende que o novo deve ser VOCÊ em qualquer lugar. E que a diferença será feita por você.
E que você foi levado àquele emprego, àquele País, ou àquele local para ajudar a transmutar a energia das pessoas e do lugar.
Se você correr dali por causa das energias densas, você estará fugindo da sua missão.

Os Mestres estão sempre repetindo que nós somos os “FARÓIS DE LUZ”.
 
O que vocês entendem por isso?
 
Para que serve um faról? Para iluminar e servir como guia.

As vezes, uma oportunidade aparece para que possamos servir como um faról na vida de uma pessoa, e as vezes, assim que a pessoa consegue enxergar a nossa luz nós saimos correndo; por causa da nossa própria dúvida sobre se somos um Trabalhador da luz, e frequentemente por causa da pressão que o medo coloca sobre nós. E naquele momento, a chance da pessoa ser guiada por uma luz desaparece, e ela se torna um barco navegando em àguas escuras novamente.

Seu trabalho não é correr das energias densas, mas sim, se for possível, ajudar na transmutação delas.
Seu trabalho não é afastar as pessoas com suas energias negativas, mas sim, envolver-se com luz e amor, e principalmente elevar-se, para que sua energia tenha um impacto favorável no planeta e nas pessoas.
Se a pessoa estiver abusando de você fisicamente é diferente, você precisa sair dali, pois aquilo significa que suas energias não estão sendo aceitas naquele lugar. Você não pode forçar sua energia em ninguém ou em lugar algum.

Se sua energia for aceita, a utilize da melhor forma que puder.
Se sua energia não for aceita, não persista!

Mas não saia correndo sem antes oferecer o que você tem capacidade para oferecer.
Antes de fugir de um lugar ou de uma pessoa, esteja atenta a razão do porque você quer fugir.

Se pergunte: É por causa de medo?
É por causa de abuso físico?
É por causa de complexo de inferioridade?
É porque você se sente incapaz?
É porque você está absolutamente ciente do que está fazendo?
É porque você deseja espalhar sua luz em outro lugar?
É porque você deseja oferecer seu amor em outro lugar?

O segredo está na sua intenção e ação.
 
Não fique esperando por uma oportunidade. Reconheça a oportunidade assim que ela aparecer, acontece em vários momentos no nosso dia a dia.

Por isso os Mestres pedem tanto para liberarmos e transmutarmos nossas energias negativas primeiramente, para que a nossa luz esteja cada vez mais brilhante. O quanto mais brilhante estiver a nossa luz, mais espaço ela ocupará no meio da escuridão.

Só há uma razão para você fazer qualquer coisa: “Uma declaração ao Universo sobre quem você é.”
E só há uma razão para desfazer qualque coisa: “Porque aquilo já não é algo que te representa. Aquilo já não te reflete mais. Aquilo não te re-presenta.”
E se você deseja ser re-presentada/o com precisão, você deve mudar qualquer coisa na sua vida da qual não se encaixa com a imagem que você deseja projetar na eternidade.” – Livro Conversando com Deus – 1.

Portanto, não queira mudar de namoro, de marido/esposa, de emprego, de vizinhança, etc... simplesmente por causa do que você não está recebendo, pois você é um faról de luz, você deve oferecer a sua luz incondicionalmente.
Se você não doa nada, você não recebe nada. O que vai volta!

Mude qualquer coisa na sua vida quando aquilo já não mais te re-presentar. E não pela falta de empenho de trabalhar naquilo que pode transformar a sua vida.

É totalmente okay querer mudar quem você é, a onde você está, as pessoas com quem você se socializa, o emprego a onde você trabalha, etc... Contanto que você dê uma razão compreensível para o seu coração. Pois se a desculpa é por causa do que você não é capaz de fazer, seu coração pode não aceitar, pois seu coração se sente capaz de fazer tudo.

Imagine como estaria a energia ao nosso redor, se em todos os lugares que entrássemos fossemos banhados pela energia de amor de nossos outros irmãos.... A vibração planetária mudaria de forma muito rápida.

Preste atenção na vibração do que você escreve. Na vibração do que você fala. Nas vibração dos pensamentos que você tem sobre uma pessoa. Na vibração em que você se encontra quando você entra em um lugar. Na vibração em que você se encontra quando está ao redor dos seus filhos, familiares e amigos, etc...

Pois a sua missão é cumprida através da energia que você emite de dentro para fora.

Sua energia tem o poder de afetar qualquer pessoa ou local, basta você dar uma intenção para que isso se realize com harmonia, sem interferir no livre-arbítrio de ninguém.

Se tudo o que você tem a oferecer às pessoas ou lugares que frequenta é sua atitude negativa, suas críticas, sua falta de ânimo, e sua insatisfação, por que você fica esperando por receber algo diferente em troca?
Se você não se aplica a transmutar e harmonizar a energia ao seu redor, você fica se deparando com um espelho que fica refletindo aquela energia que você mesmo carrega.

Bom, recapitulando. Eu sei, eu sei, o texto foi grande.
Mas havia muitas questões e dúvidas que eu precisava responder nesses textos.

“O OBJETIVO DE TODA CRIAÇÃO É ELEVAR-SE.”

A minha missão é SER LUZ
(seja qual for a luz: de cura, de transmutação, de limpeza, de amor, de equilíbrio, de harmonia, etc...) em tudo que eu escolher por fazer.

A sua missão é SER LUZ (seja qual for a luz: de cura, de transmutação, de limpeza, de amor, de equilíbrio, de harmonia, etc...) em tudo o que você escolher por fazer.

E a nossa missão juntos, é a de SER LUZ E FORMAR UM GRANDE SOL, para que possamos juntos ocupar um espaço bem grande, emitindo luz para todos os lados, e acelerar o processo de limpeza das energias negativas acumulada, e facilitar o processo de transição do planeta.

Pois a nossa luz unida, consegue alcançar um espaço bem maior do que a nossa luz individual.

Qualquer coisa que alguém queira adicionar sobre qual é a nossa missão, fique à vontade. Toda ajuda é bem vinda!

Que minha luz alcance todos vocês e banhe seus corações com muito amor.


Josi Santana.
http://rumoaodespertar-josi.blogspot.com

Poderá também gostar de:
O.M. AÏVANHOV – 16 de maio - I Parte
UM AMIGO
O.M. AÏVANHOV - 16 de julho de 2011
Arcanjo ANAEL
MA ANANDA MOYI - Estrela de Maria

Exibições: 28

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço