Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Rondonópolis - MT - Brasil, 13 de Dezembro de 2010


Pessoal. preciso de ajuda.


Há algum tempo fiz um trabalho para o curso de Técnico em segurança do trabalho, com o tema Desenvolvimento Sustentavel.

nesta tema juntei três subtítulos:
* Kibutz (irrigação por gotejamento);
* Irrigador de Bambu oco: O cano que vem da Natureza
* Reciclagem da Água das chuvas

mandei este trabalho a um amigo que tem uma comunidade alternativa, na região sudeste do Brasil. Mas, para que eu possa completar e futuramente a implantação deste projeto na comunidade, preciso de mais informações sobre o Bio-digestor.

Coisas importantes como:


* Matérial usado na construção (se possuir o alternativo, melhor)
* Profundidade que precisa escavar (caso tenha necessidade)
* e outras infomações necessarias.

já procurei em sites Brasileiros, mas não encontrei nenhuma que pudesse mostrar, tudo que eu preciso, quero ou devo saber.

DESDE JÁ, AGRADEÇO A AJUDA DE TODOS.

BEIJOS

CAMILA

Exibições: 132

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de camila cristina em 14 dezembro 2010 às 20:05

Sergio Ubiratan Manes Vc e por acaso é quimico??? pq nesta materia. sou uma negação.

 

Esta parte das plantas, ja tinha ouvido falar, proncipalmente na pate que trato da reciclagem das aguas, dou uma pincelada nesta vantagem.

esta do biodigestor ja pronto, tambem dei uma pincelada. no meu trabalho na epoca. mas prefiro evitar algo industrial que muitas vezes sai mais caro, e dependendo da situacao vc pode nao encontrar nada pra de peças de reposição no futuro, ai ja viu né....lasca tudo.

Mas vc ainda mantem contato com ele: com o dona da empresa?

 

Não se preoculpe, vou publicar tudo que encontrar no meu blog. assim evito usar links intermediarios.

 

bjos. e valeu pela ajuda

Comentário de camila cristina em 14 dezembro 2010 às 19:51
Dona Maria Aparecida Ricardo 

Quem bom saber q a Sra e prof de gestão ambiental, ja add a Sra. no msn, vamos poder trocar figurinhas....hehehhe

os sites q vc me passou, dos bio digestores devem ter sidos, colocados a pouco na internet. pq na epoca nao tinha. mas vou dar uma xeretada.

bjos. valeu pela ajuda

Comentário de Jorge da Rosa Silva em 14 dezembro 2010 às 19:51
Comentário de camila cristina em 14 dezembro 2010 às 19:44

josefa guedes da costa valeu dona Josefa.... ainda vou achar a sra no orkut....rsss. O duro e saber qual das veinhas do orkut e vc ....rssss

 bjos, valeu pela ajuda.

Comentário de camila cristina em 14 dezembro 2010 às 19:35

Dinara valladão  Edina Rodrigues Montelli 

 

Por onde vc acha que comecei isso tudo...rsss.... aki em casa tenho uma porrada de revistas da Globo rural, mas nenhuma delas, dava muitos detalhes.

Aki onde Moro EMBRAPA, EMPAER e etc. e furada... pois aki eles nao ajudam em nada. Infelismente.

Comentário de M. E L I S A em 14 dezembro 2010 às 19:13

Olá Camila, tem um biodigestor feito de barril no manual do Arquiteto Descalço:

http://www.scribd.com/doc/3265481/Manual-do-Arquiteto-Descalco

 

esse manual vale a pena guardar pois ensina muita coisa...

abs.

Comentário de Maria Isaura Silva Martins em 14 dezembro 2010 às 16:07

Biodigestor - manual de installação


Adaptada da manual completa (ingles) na

http://www.fao.org/WAICENT/FAOINFO/AGRICULT/AGA/AGAP/FRG/

Recycle/biodig/manual.htm


Lylian Rodriguez and T R Preston

University of Tropical Agriculture Foundation

Finca Ecologica, University of Agriculture and Forestry,

Thu Duc, Ho Chi Minh City, Vietnam


Manual de instalação do biodigestor de plástico tubular


O biodigestor é um sistema onde matéria orgânica está fermentada. O carbono da

matéria orgânica está transformado em gás de metano e dióxido de carbono. Este gás

pode ser utilizado para cozinhar. O efluente é um excelente fertilizante.


Decidir o lugar do biodigestor e cavar a terra para o fosso


O primeiro passo na instalação do biodigestor é identificar a localização mais

apropriada. Em geral isto deveria estar perto da fonte de adubo. É relativamente fácil

de transportar o gás através de mangueira mas difícil transportar líquidos.

O adubo produzido por 10 porcos requererão um biodigestor de 4 m³ capacidade

líquida. Para um número pequeno de animais, é aconselhável usar um diâmetro de 80

cm, e vai então ser precisa 10 m de comprimento.

Quando cavando a trincheira é importante observar o seguinte:


.

Os lados e o fundo deveriam ser lisos sem ter pedras ou raízes que poderiam

danificar o filme de plástico.


.

O chão deveria ter uma inclinação de cerca 2.5% da entrada para a saída (isto seria

25 cm para um biodigestor de 10m).


.

A terra que está escavada deveria ser movida fora das extremidades da trincheira

de forma que movimento ao redor do biodigestor depois de instalação, ou chuvas

pesadas, não causa terra a cair sobre o plástico.


Photo 1


 


Preparando o tubo de plástico


Se a trincheira do biodigestor está 10m um adicional 75 cm deveriam ser somados no

cada lado do tubo de plástico para permitir embrulhar em cima dos tubos da entrada e

saída. Assim o comprimento para ser cortado será 11.5m.

São requeridas duas pedaços como um será posto dentro doutro para dar mais força.

Quando está inserido o segundo tubo dentro do primeiro, deveria ser tomado cuidado

para assegurar que os dois filmes se ajustaram bem juntos e que há nenhuma dobras

ou pregas.


Photo 2


 


Photo 3


 


Materiais precisados para o biodigestor:


.

Filme tubular de polietileno transparente de 80 cm de diâmetro. A espessura

deveria ser 200 a 250 mícron. O material mais apropriado é o tipo normalmente

usado para estufas como isto contém um filtro de raios ultravioletas que ajuda

prolongar a vida do plástico quando completamente exposto ao sol.


.

2 tubos cerâmicos ou de PVC de 75 a 100 cm de comprimento e 15 cm diâmetro

interno.


.

Tubo de PVC de 12.5 mm diâmetro interno (o comprimento depende da distância

para a cozinha).


.

2 adaptadores de PVC (macho e fêmea) de 12.5 mm diâmetro interno.

.

2 anéis de borracha (dum tubo), com diâmetro de 7 cm e espessura de 1 mm e com

um buraco central dum diâmetro de 12.5 mm.


.

2 anéis de plástico rígidos de 10 cm diâmetro e um buraco central de 12.5 mm.

Estas anéis podem ser cortadas de velhos baldes de plástico ou outros materiais

feitos de plástico forte.


.

2 m de tubo de PVC de 12.5 mm diâmetro interno.

.

4 tubos internos usados (de bicicleta, mota ou carro) cortado em faixas com 5 cm

de largura.


.

1 garrafa de plástico transparente.

.

1 adaptador PVC de 90º de 12.5 mm diâmetro interno.

.

3 PVC de T de 12.5 mm diâmetro interno.

.

Cola de PVC.

Colocar a saída de gás


Os componentes da saída de gás e a sequencia em qual será colocados no biodigestor

está indicado em baixo:


Figure 1


 


O primeiro passo é marcar o lugar onde a saída de gás será colocada. Isto deveria ser

1.5m do fim do tubo de plástico e no centro do que vai ser o topo do biodigestor.

O tamanho do buraco é determinado pelo diâmetro externo do adaptador masculino de

PVC.

As anéis de borracha estão cortados dum pedaço de tubo usado.

Os componentes são ajuntados para assegurar os adaptadores masculinos e fêmeas se

ajustam bem juntos.

O adaptador masculino, complete com anel de plástico e sobre este o anel de

borracha, está inserido por dentro do tubo de plástico. O adaptador fêmea, com os

anéis de borracha e de plástico está juntado firmemente no adaptador masculino

protraindo.

A instalação da saída de gás está agora completa.


Colocar o tubo de entrada


Borracha de 5 cm largura está cortado de tubos.

Um saco é colocado no solo debaixo da área de trabalho para evitar danos para o tubo

de plástico.

A metade do tubo cerâmico (ou PVC) está inserido no interior do plástico e o plástico

está dobrado ao redor do tubo. Faixas de borracha estão colocadas ao redor do tubo,

começando 25 cm da extremidade do plástico e trabalhando para a parte exposta do

tubo cerâmico. Cada faixa sobrepõe o prévio, e termina no tubo cerâmico de forma

que as extremidades do plástico são completamente cobertos.


Photo 4


 


Encher o tubo de plástico com ar


O tubo da entrada está fechado com um sacola de plástico e borracha.

A saída do adaptador fêmea está fechada com plástico e borracha.

O tubo de plástico está enchido com ar antes de ser colocado na trincheira. Do lado

aberto, ar está forçado dentro do tubo em ondas formadas agitando o fim do tubo com

movimentos dos braços. O tubo está então amarrado com uma faixa de borracha

aproximadamente 3m do fim de forma que o ar não escapa.


Photo 6


 


Photo 7


 


Fases finais na preparação do tubo de plástico


O segundo tubo está colocado na saída do plástico usando o mesmo procedimento que

o tubo da entrada.

É muito importante que as extremidades do plástico são completamente cobertas pelas

faixas de borracha que são aplicados cada um sobrepondo o prévio, e terminando no

tubo cerâmico. Quando o tubo de saída está fixado um sacola de plástico está usado

para fechar o tubo. A faixa de borracha, que foi previamente colocado para prevenir ar

sair, está removido agora. O passo final para encher o plástico completamente com ar

consiste em juntar 4 m de tubo de plástico (vai ser usado mais tarde para deposito de

gás) para o tubo de saída, e encher isto com ar pelo procedimento agitando, e depois

remover o plástico para permitir este ar entrar no biodigestor. O processo pode ser

repetido até o biodigestor está completamente cheio com ar. O plástico e a borracha

estão colocados novamente em lugar para fechar o tubo de saída.

O tubo enchido está levado à trincheira cuidando que não entra em contacto com

qualquer objecto que poderia perfurar o biodigestor.

Está colocado na trincheira de tal um modo que a saída de gás está em cima do tubo.

Um apoio está preparado para segurar o tubo de gás

O tubo de gás (PVC de 13 mm diâmetro interno) esta juntado usando cola de PVC.

O biodigestor está enchido com água até os tubos da entrada e da saída estão cobertos.

O ar dentro do biodigestor agora fica presa na parte superior. As sacolas de plástico na

saída e na entrada podem ser removidos.


Photo 8.


 


Photo 9


 


Photo 10


 


Photo 11


 


A armadilha de água (válvula para saída de gás)


Um "T" está preparado de três pedaços de tubo de PVC, dois pedaços pequenos e um

mais longo que ajustará dentro duma garrafa de plástico.

Um buraco de 3x3 cm está cortado na parte superior da garrafa, pelo qual será

possível juntar água para formar o selo de gás.

São feitos dois buracos pequenos em cima da garrafa que serão usados para prender a

garrafa com arame.

A peça "T" é inserido na garrafa e água esta juntada a uma profundidade de 4-5 cm

sobre o mais baixo ponto do "T"

São perfurados buracos pequenos nos lados da garrafa a um ponto 2 cm sobre o mais

baixo fim do "T". Isto assegura que se a pressão de gás dentro do sistema excede 2 cm

coluna de água, o gás pode escapar para aliviar a pressão.

A "armadilha" de água é suspendida num lugar conveniente de forma que o nível de

água pode ser observado facilmente e pode ser enchido quando necessário.

Um tubo de plástico flexível está juntado à saída de gás e está unido a um braço do

"T". O outro lado de "T" está juntado com outro tubo de plástico para a cozinha.


Photo 12


 


Photo 13


 


O reservatório de gás


Este é uma sacola de plástico grande (4m de comprimento) do mesmo tipo que foi

usado para o biodigestor.

Um lado está fechado com borracha.

Um adaptador "T" de PVC está juntado com o outro lado.

O reservatório está então suspendido num lugar conveniente perto da cozinha.

Um dos braços do "T" está conectado ao tubo de gás para o biodigestor. O outro para

o tubo da fogão da cozinha.


Photo 14.


 


Levando o gás para a cozinha


Depois de montar o reservatório de gás, a saída esta ligada com a fogão com uma

mangeira.

Uma cintura ou corda está colocada em volta do deposito de gás. Se precisa mais

pressão de gás coloque alguma coisa pesada na corda. É normalmente necessário

depois de cozinhar um tempo.

O tempo que leva antes de gás está produzido depende da composição e quantidade

do adubo que é posto no biodigestor. Com adubo fresco leva entre 21 e 28 dias.


Photo 16


 


Photo 17


 


Protecção do biodigestor


Photo 18


 


Photo 19


 


Photo 20


 


. Com poucos animais tem suficiente gás para cozinhar para todo a família


. Uma cobertura prolonga a vida do

 

plástico


. Uma cerca ao redor do

 

biodigestor para proteger o plástico


. Uma corda em volta do tubo está

 

usada para aumentar a pressão de gás


. Cozinhando com biogas

Tying with rubber band Photo 15.

The reservoir bag full of biogas


. Os outros lados do “T” estão

 

juntados – um ao biodigestor, o outo ao

reservatório.


. O tubo de PVC está

 

colocado dentro da garrafa e um

pequeno buraco está feito para definir

o nível de água


. Connectando o tubo PVC para a

 

saída de gás


. Colocando o biodigestor no

 

fosso


. Forçando o ar do pequeno tubo para

 

o biodigestor


Tirando a corda que amarre o

 

tubo


. Amarrando o tubo mas deixando

 

plástico para colocar o tubo de saída.


. Bombeando ar

. Terminando um lado Photo 5.

Colocando as borrachas em volta do tubo de

 

plástico e o tubo cerâmico


. Materiais para a saída de gás e a sequencia


. Colocando um tubo de plástico dentro

 

doutro para dar mais força


. Juntando um tubo de

 

plástico em preparação de colocar

dentro doutro.


. Escavação da terra

 

 Casmila,

 

 encontrei isto num site,

 espero lhe dê jeito

 se precisar de mais, peça

 bj

 

 Isaura

Comentário de Viviane Medeiros Strack em 14 dezembro 2010 às 12:20

                Oi Camila! Eu coloquei no google " como fazer um biodigestor " e ele me deu várias alternativas em português, como tu quer: com tamanho, dimensão...e aqui vou te passar dois sites que acabei de pegar da pesquisa do google: http://www.ruralcostarica.com/biodigestor-portugues.html e http://www.gaia-movement.org/files/Manual%203p%20%20Biodigestor.PDF

                  Viviane

 

Comentário de Pat Poll em 14 dezembro 2010 às 11:37

Oi Camila, aqui vc encontra um manual em inglês, tem o passo a passo

http://www.fao.org/corp/google_result/en/?cx=018170620143701104933:...

Comentário de Pat Poll em 14 dezembro 2010 às 11:29

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço