Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

ESU(Jesus) FALA SOBRE A VINGANÇA, A RESPONSABILIDADE E A REDENÇÃO

 

através de Jess Anthony
31 de março de 2013
Comecemos. Elegi Páscoa para falar destas coisas, porque é um dia - o Dia da Páscoa - dedicado à minha crucificação e minha ressurreição. É este um evento que mudou o pensamento espiritual do mundo. Não ocorreu nada que fosse diferente de muitas outras execuções similares, porém, apesar disso, meu propósito e meu ato de redenção tem colorido o pensamento religioso desde então.
Os acontecimentos, falados assim de boca, lamentavelmente, tem sido um catalisador para a percepção humana da culpa e vingança. O ser humano é rápido em atribuir-se a culpa e apaixonado em sua busca por corrigir os erros detectados. Muitos dos sistemas de crenças tem surgido para defender a um grupo, ante outros pontos de vista sobre minha situação. Se formaram grupos religiosos à causa desse evento, e se tem formado guerras para argumentar a justiça da percepção destes eventos por parte de um grupo frente a outro. Eu fui crucificado por erro e nem grupos políticos e nem religiosos tiveram culpa, seja o que seja o que os historiadores e escritores de interpretações religiosas discutam.
Minhas razões para seguir adiante com o ato, em muito só se considerou marginalmente. O próprio ponto de vista humano de minha execução e a percepção do que significa, em última instância, é mais importante em seu pensamento do que, inclusive, minha própria percepção. Esta visão particular de sua própria existência espiritual é o mais preocupante; parece mais importante que sua porção de reconhecimento espiritual seja maior do que o de outros.
A visão do ser humano para os demais e suas ações contra eles, tem muitas vezes, em seu núcleo a superioridade religiosa. As percepções individuais de uma pessoa são moralmente melhores e o comportamento político dos grupos - embora sejam brutais ou degradantes - é absolvido por sua aprovação espiritual. A religião foi criada para dar poder.
Em essência, o ato de minha crucifixão foi para mim o de assumir a responsabilidade. O utilizei para assumir a responsabilidade de toda a criação. Decidi criar este exemplo intencionalmente. Ao viver numa sociedade que entendia o símbolo do sacrifício, eu conscientemente me converti na imagem dessa forma de redenção. O ser humano necessitava de uma demonstração visível do compromisso espiritual, e eu lhe proporcionei uma, sabendo que se transformaria num símbolo que re-dirigiria o pensamento espiritual do ser humano.
O ser humano havia dado as costas ao seu Criador e ignorava a verdade que estava à sua disposição. Seu pecado não foi o de romper tabus culturais, senão o de sua escolha de ignorar a natureza de sua existência. O ser humano foi esquecendo ou ignorando deliberadamente as verdades espirituais que seu Criador lhe havia proporcionado. Uma vez que o ser humano fez a sua escolha, tive que experimentar seus resultados; o estado do mundo naqueles tempos era esse resultado. Inclusive para minha tristeza, eu permiti que esta criação chegasse até esse ponto.
Como encarnação física do Criador na Terra, me converti em minha própria vítima expiatória e aceitei a culpa por permitir ao ser humano dirigir-se às trevas. Eu mostrei ao ser humano um exemplo supremo ao assumir a responsabilidade de toda minha criação. Esta era uma responsabilidade abrangente. Tudo era parte de minha responsabilidade, porque eu estava em tudo. Eu estava aceitando a carga completa de mudar sua direção e minha ação visível mostrou meu compromisso.
O ato de redenção do que se fala na Páscoa, foi em realidade meu compromisso de ser responsável. Ao igual que Eu era responsável pela natureza de minha criação, o ser humano é responsável de si mesmo e de todos os demais, está conectado como parte de sua própria criação.
Ser responsável significa que cada vez que se toma uma decisão, deve recordar que ele é parte desta conexão. A conservação deste alinhamento com o Criador significa o discernimento e o equilíbrio com todos. A redenção para o ser humano significa honrar esta conexão em cada decisão e em cada ação concreta. O ser humano deve assumir sua própria redenção, continuamente, o mesmo que, continuamente, deve recordar sua conexão com qualquer outra parte de minha criação.
Ao esquecer desta conexão está desonrando o lugar do ser humano como parte da Criação. O - ir contra os demais - qualquer que seja a razão - é irresponsável. A busca consciente deste conflito é um pecado e separa um da conexão com a Criação e o Criador.
Utilize este Dia da Ressurreição para gravar em vossa mente que sois tão responsáveis pelo estado de vossa criação, como o foi Cristo no momento de sua crucifixão. É vossa vida a que estais criando e é responsabilidade vossa, não de outra pessoa. Vós decidis quê forma dar-lhe e como interagir com os demais. Tu determinas a medida com que honras o plano do Criador. Tu redimirás tua existência segundo o grau de teu compromisso com ela.
Esu Emmanuel Sananda.
***
Traduzido por Mario Pardo do inglês
Traduzido por Ligia do espanhol.
http://abundanthope.net/pages/Jess_Anthony_29/Esu-speaks-on-Revenge...
http://abundanthope.net/pages/Spanish_50/Esu-habla-sobre-la-Venganz...

Exibições: 19

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço