Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Participante: Me é um tanto difícil amar sem ajudar o próximo ao meu lado. Não é que eu tenha síndrome de ajuda, mas faço quando me é possível.

Fazer o que e para quem? Vou ser bem claro com você: o espírito é filho de Deus. Será que o Pai, que é o Senhor Todo-Poderoso do Universo, precisa de você para educar e fazer crescer bem o Seu filho? Será que Ele dependerá de você, um ser humano para poder exercer a Sua paternidade?

Se sua resposta é sim, eu afirmo que Deus estaria em “maus lençóis”, já que o ser humano só ajuda quem ele quer e da forma que quer. O ser humano ajuda de acordo com suas próprias vontades e por isso só ajuda quem ele acha que precisa. E fundamentando-se naquilo que ele acha importante.

Esta forma de ajudar não conduz a lugar nenhum. Primeiro porque todos são filhos de Deus, mesmo aqueles que você acha que não precisam de auxílio. Segundo, porque o que é importante para você não é para o outro…

Sendo assim, afirmo: você não está ajudando os outros, mas satisfazendo seus próprios desejos, ou seja, ajudando-se… Desculpe, mas imaginar que compete ao ser humano auxiliar o espírito, o ser universal, é soberba. É pensamento daquele que imagina que o ser humano é o supremo no Universo.

Não se sinta ofendido com o que estou dizendo, porque não estou falando diretamente com você. Na verdade estou falando como todos os seres humanizados que imaginam isso.

Todos os egos humanos possuem como característica (verdade, conceito) acharem que podem realizar alguma coisa e que Deus precisa deles para poder criar. Isso é característica do ego humano, mas esta crença perde força quando aprendemos que Deus é Onipotente. Por isso, apesar do seu ego lhe afirmar que você é o responsável em ajudar os outros, eu lhe digo que não deve comprometer-se sentimentalmente com esta ilusão criada por sua personalidade humana.

Como diz o Espírito da Verdade: o ser humano que acredita que pode agir independente da emanação divina é aquele que quer ser o próprio Deus. No entanto, este não vê a sua pequenez frente ao Universo e ao próprio Senhor, pois um simples sopro de Deus pode acabar com ele…

Deixe me dizer mais…

Sabemos que aquilo que é considerado por vocês como vida nada mais é do que uma encarnação do espírito. Ela tem apenas um objetivo: realizar determinadas provações para alcançar a elevação espiritual. Sendo assim, pergunto: se o espírito precisa passar por uma prova de ser assassinado, a melhor ajuda a este ser não será meter uma bala nele?

Você está disposto a dar esta ajuda a quem precisa? É claro que irá me responder que não…

Você acha que ajudar é dar alimento, dinheiro e cobertor para acabar com o frio. Ou seja, a sua ajuda está condicionado aos bens terrestres que Cristo ensinou que não devemos nos prender. Apesar disso, ainda diz que é um ato divino fazer a caridade dentro dos padrões materiais…

Mas, e quanto ao bem celeste? E quanto ao auxílio ao irmão espiritual que precisa promover a sua elevação espiritual? Para este aspecto você tapa as vistas, não? O que realmente importa, o que realmente poderá ter utilidade eterna para o espírito não lhe interessa, mas apenas aquilo que você acha certo fazer, mesmo que este auxílio seja estéril…

Sim, o seu auxílio é estéril, pois o frio, a fome e as necessidades acabam, mas a bem-aventurança é eterna… Ensine um espírito a amar, mas para isso é preciso que você ame. Não este amor fundamentado em elementos materiais como vocês conhecem, mas o amor universal, aquele que traz uma felicidade que independe de satisfações materiais.

Na verdade, moço, o ser humano não ajuda ninguém, mas busca a apenas a sua satisfação própria. Isto acontece porque ele ajuda do jeito que quer, ou seja, aprisionado aos seus próprios valores e interesses. Diz que ajuda aos outros, mas está apenas preocupado em satisfazer seus próprios conceitos…

O Universo possui uma lei que rege os acontecimentos universais, entre eles aqueles que ocorrem durante as encarnações. Esta lei é a do carma, que pode ser expressa na seguinte máxima que Cristo ensinou: Deus dá a cada um segundo as suas obras.

Sendo assim, ele utiliza um ser humano para socorrer apenas aquele que mereceu receber. Ela não deixa ser socorrido quem, espiritualmente falando, não merece ser atendido.

NOTA: Neste caso o termo “merece” não deve ser ligado a nenhum critério positivo ou negativo. O merecer aqui deve ser entendido como precisa. Só é socorrido aquele que, como provação, precisa ser.

Além disso, existe também o merecimento de quem vai ajudar. Ou seja, se você não precisar passar pela prova da doação, Deus não lhe fará atender os outros. Para isso, Ele encontrará um outro ser humanizado que precisa desta situação como carma.

Isso é dar a cada segundo as suas obras: exerce o papel de recebedor e de doador apenas quem precisa e merecer vivenciá-lo. Este é um Universo onde Deus é o Senhor Onipotente, Onipresente e Onisciente. Onde existe uma Causa Primária que possui uma Inteligência Suprema que é Soberanamente Justa e Amorosa…

Não é nisso que você diz que acredita? Só estou pegando o que você diz que acredita e trazendo para a realidade da vida…

Participante: O problema é me sentir mau negando uma ajuda solicitada…

A prova é exatamente essa…

Na hora que você se sente mau, não amou. Você não passou na prova. Aquele que não recebeu não tem nada a ver com o que você sentiu, mas vivenciará o seu próprio carma, a sua prova e deverá fazê-lo amando-o neste momento.

Isto é o que ensino a sete anos fundamentado no que vimos no estudo dos ensinamentos dos mestres. Mas, uma coisa importante precisa ser destacada ainda: eu não estou dizendo que você deve negar auxílio aos outros.

O que estou falando é que, como Krishna ensinou, você deve manter-se equânime negando ou não ajuda aos outros. Mas, para ter o seu coração em paz é preciso compreender que tudo está acontecendo como deveria ser, tudo está sendo regido por Deus através de Suas emanações.

O que estou falando é que como Buda ensinou, tudo o que você participa são apenas criações de seus cinco agregados e que nada tem a ver com a Realidade espiritual. O que estou dizendo é que você deve amar a Deus e ao próximo acima de tudo, inclusive de sua ação. Mas, para fazer o que Cristo ensinou, é preciso permanecer feliz, ajudando ou não outro.

Apesar de estar dizendo tudo isso, quando ensino desta forma, as pessoas afirmam que estou dizendo que não se deve ajudar o próximo, mas eu nunca disse isso. O que sempre digo é que você não pode depender de ajudar os outros para se sentir bem, porque isso é egoísmo.

Portanto, não importa o que você faça, ame e mantenha feliz…


RETIRADO DE: www.universalismo.org

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de CIÇA BERRO em 24 fevereiro 2011 às 23:34

SABER AJUDAR.................SEM SE SENTIR LIGADO NAS EMOÇÕES DOS OUTROS...

E JUSTAMENTE O QUE OS NOSSOS IRMÃOS DIVINOS NOS DIZEM....

PRINCIPALMENTE NESSES ACONTECIMENTOS TRÁGICOS QUE ESTAMOS VIVENCIANDO...

NÃO NOS DEIXAR PERTUBAR...E SIM CONTINUAR LIGADOS EM PENSAMENTOS E ORAÇÕES ,AFIRMATIVAS QUE AJUDEM A MUDAR TODO UM CONTEXTO CÁRMICO PLANETÁRIO...

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço