Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

FIAT LUX (Condensado do livro Planeta Terra Sua Origem, Sua História, Seu Destino) - Parte 1.

                                                                    

1) CRIAÇÃO

A NATUREZA DE DEUS

“E criou Deus o homem à sua imagem: Fê-lo à imagem de Deus, e criou-se macho e a fêmea” ( Gênesis 1:27 ).


A verdadeira natureza de Deus, Luz, é expandir a perfeição. Por amor, Ele deu consciência á vida, para que o homem e outras formas de vida pudessem compartilhar a alegria da Sua Criação.
Toda criação consiste de formas perfeitas, acompanhadas por som harmonioso. A criação cósmica dá lugar á uma sinfonia de refinada melodia. Todo indivíduo lançado do coração do Criador tem uma nota ou tom próprio, o qual é estabelecido por um comprimento de onda conscientemente criado. O tom cósmico, emitido por todo elétron daquela corrente de vida em particular, flui continuamente como parte da “música das esferas”. Enquanto os elétrons se movem livremente pelo núcleo central do Amor, sua velocidade determina a nota, que pode ser usada em qualquer número de combinações e essa criação é uma harmonia cósmica de sons.
Cada elétron, contendo dentro de si o fogo da criação, pode se tornar o núcleo ou causa de qualquer forma que o indivíduo determine dar existência. Consequentemente, um elétron pode se tornar o corpo de uma criança, a semente de uma idéia espiritual, o coração de um romance ou uma sinfonia celestial.
Todo sistema solar é governado por uma par de seres perfeitos, um masculino e um feminino. Hélios e Vesta são inteligências que estão liderando o sistema solar do qual nossa Terra é parte.


O Amor é a chave. Através do Amor, Hélios e Vesta projetaram todos os planetas na distancia certa. Através do Amor, toda Galáxia é presa á sua órbita ao redor de um fogo central, enquanto ela corre através do espaço á velocidade do relâmpago rumo a um destino conhecido somente pela mente de Deus. Similarmente, o Amor e a radiação de um sol para os seus
planetas ocasionam que cada um rode em torno do seu próprio eixo e se mova numa procissão ordenada ao redor dele. Essa ação é parte de um glorioso trem de luz feito de milhões de Galáxias que se movem por Inteligência Cósmica, cuja consciência está além da descrição. Todos se movem, com precisão, ao redor de um fogo central, o qual pode ser
chamado de Mente de Deus.
A razão da existência do homem, então, é se tornar um consciente co-criador com Deus, para atrair a energia da vida, para receber algumas idéias do Pai, plantá-las na sua consciência, moldá-las e trazê-las á frutificação no reino físico, com isso expandindo a Consciência Divina.
A criação no plano físico é mais difícil do que a criação nos reinos de um nível vibratório mais elevado. Porém, os indivíduos que escolhem essa experiência serão capazes de fazer mais completamente o aprendizado na Terra. O objetivo é atingir maestria sobre energia e vibração e se tornar mais parecido com Deus. Se o homem atingir esse objetivo, ele será capaz de cumprir tarefas mais elevadas. Ele pode se tornar um membro da Inteligência que, unida, governa um planeta, ou ele pode até criar um planeta, um sol, uma galáxia inteira.


A CRIAÇÃO DA NOSSA TERRA

“Assim como é acima, também abaixo” é uma expressão muito conhecida da Tábua de Esmeralda ou Tábua de Hermes Trismegisto. Toda manifestação física é precedida por alguma ação em níveis superiores e internos.
A Terra não foi criada em seis dias – seis períodos de vinte e quatro horas como declarado na Bíblia. Ela se manifestou por um longo período, como resultado de uma série de decisões, feitos e ações envolvendo, principalmente, os Sete Criadores do nosso Sistema Solar. Esses criadores são chamados de Elohim.

Após Hélios e Vesta decidirem se tornar os Deuses Pai-Mãe do nosso Sistema Solar, Eles tiveram que provar, através do direcionamento de Raios de Luz, que Eles podiam irradiar energia concentrada o suficiente para, primeiro, criar um Sistema Solar, e depois, manter seus planetas numa certa posição orbital e sustentar vida daí em diante. Hélios e Vesta passaram
por tal iniciação; consequentemente, Alpha e Omega os declararam responsáveis por tal Sistema.

O primeiro decreto criado por Hélios e Vesta foi “Faça-se a Luz”. Através do pensamento e do sentimento, Hélios e Vesta determinaram o tamanho dos planetas, suas localizações e o número de fluxos de vida que subsistiria em cada um. Isso poderia ser comparado com o nosso projetar uma casa e seus interiores.
Quando o padrão de Luz foi completado, Hélios e Vesta colocaram o projeto nas mãos da Veladora Silenciosa Cósmica que é responsável pela manutenção do padrão da nossa Galáxia. O nome da Veladora Silenciosa Cósmica é CIRCULATA, um Ser feminino.
Circulata absorveu o Padrão do projeto e aceitou a responsabilidade de manter o Conceito Imaculado para cada planeta até a hora em que Hélios e Vesta designassem a exteriorização de cada um. Os projetos continham os oceanos, mares, rios, lagos, terras, árvores, arbustos e vegetações, as montanhas e a atmosfera de cada planeta.
Quando chegou a hora de criar a Terra, a Veladora Silenciosa Cósmica entregou os projetos para a Veladora Silenciosa Planetária da Terra. O seu nome é IMMACULATA, um Ser feminino.
Então, Hélios e Vesta criaram os sete Elohins e os Devas, que dirigiriam os construtores das formas. Encontrando-se em regular e específicos intervalos de tempo, juntos Eles começaram a manifestar a Terra em forma física, usando o padrão para a criação de um planeta, um processo chamado “as sete etapas para a precipitação”.

A CRIAÇÃO DO HOMEM

Após os Sete Elohins e os Construtores menores da Forma ( os Devas e os Elementais) criarem e embelezarem o planeta, Hélios e Vesta atraíram do Sol Central bilhões de centelhas de espírito. Uma centelha de espírito pode ser definida como uma inteligência primitiva, tendo um corpo causal de cor branca e precisando do Amor de um Lorde Solar, nesse
caso, Hélios e Vesta, para expressão ulterior.
Enquanto essas centelhas de espirito descansavam por algum tempo na proximidade (aura) dos Deuses Pai / Mãe, esses projetavam Raios de Luz de seus corações. Esses Raios convergiam e formavam Chamas Trinas individuais da Consciência de Deus. Utilizando essas chamas como magnetos para atrair Substancia de Luz Universal, Hélios e Vesta criaram,
então, vestes desenhadas individualmente para as centelhas espirituais. Esses corpos de Luz são chamados de Corpos Eletrônicos.
Quando isso foi realizado, cada centelha espiritual foi transferida por Hélios e Vesta para a Chama dentro do coração de um Corpo Eletrônico. Essa ação resulta em um ser de Fogo Branco, também chamado de Presença Eletrônica. Ele é consciente da sua identidade e, através das palavras “I AM” ( EU SOU ), encontra uma inteligência viva que respira, investida
de vida, oportunidade e livre arbítrio.
Agora, o Ser de Fogo Branco precisa decidir se, voluntariamente, projetar ou não o aspecto dual ( Masculino e Feminino ) de sua natureza Divina. Aqueles que escolhem continuar em frente, projetam dois Raios chamados “Raios Gêmeos”. No final de cada Raio, está a Chama Trina, em volta da qual é atraída a substancia luminosa, formando o Corpo Eletrônico da Presença I AM. Essas presenças I AM não têm ainda um corpo causal definido, sendo incolor ( corpos causais são discutidos em “Os sete corpos do Homem” ). As presenças I AM são agora preparadas para encarnar ao entrar para uma sala de aula. Essa preparação é chamada de “A jornada através das sete Esferas”.


                                                                 OS SETE CORPOS DO HOMEM

Para encarnar no plano físico e passar pela experiência do mundo, todo indivíduo precisa ter sete corpos. Cada corpo é criado da substancia do Reino no qual é para funcionar. A seguir, há uma descrição breve dos sete corpos:

Corpo Eletrônico da Presença I AM: Sua origem e função já foi descrita. É o “Eu Verdadeiro” e está ancorado no coração do corpo físico. Essa criação está mencionada na Bíblia “E Deus criou o homem á Sua Imagem e Semelhança; Fê-lo á Imagem de Deus” ( Gênesis 1:27 ). O corpo eletrônico da Presença I AM é o Deus dentro de nós e só conhece a perfeição.

Corpo Causal da Presença I AM: O Corpo Causal, originalmente branco, consiste de sete faixas concêntricas de cor. A cor da primeira faixa é Azul e corresponde á primeira Esfera. As cores das outras faixas são idênticas, correspondendo, em seqüência, com as cores das sete Esferas. A primeira banda concêntrica está mais perto do centro. O Corpo Causal está
sempre por perto do Corpo Eletrônico da Presença I AM. A cabeça do Corpo Eletrônico é o centro do Corpo Causal . O Corpo Causal contém ainda o “Bem Acumulado”, o oposto de Karma, o qual a energia do indivíduo é construtivamente acumulada.

O Ser Crístico: Também chamado de Santo Ser Crístico ou Corpo Mental Superior, reside numa posição entre a Presença I AM e o Corpo Físico. É uma réplica ( em forma ) da Presença I AM, mas vibra em uma freqüência menor. Operando em uma freqüência menor, ele está alerta para as imperfeições, tais como as doenças, porém não as incorpora ou aceita. O Ser Crístico pode ser considerado o transformador-regulador da Presença I AM e é UM em ação com Ela. Pode ser considerado o mediador entre o Ser Divino do indivíduo e sua consciência exterior. O Ser Crístico é discriminativo ao dirigir a Inteligência através da qual a Presença trabalha. Ele guia a personalidade, o ser exterior. É a calma, pequena voz interior,
também chamada de Anjo da Guarda, algumas vezes dando lembretes para fazer certas coisas. O número de lembretes é, habitualmente, de três. Se não forem seguidos, serão suspensos após a terceira vez.

O Corpo Etérico: Nele estão contidas as memórias de todas as ações, pensamentos e sentimentos passados durante encarnações anteriores. O acúmulo desses registros é chamado de Alma. Quando um indivíduo não está encarnado, ele vive no seu Corpo Etérico e tem a consciência da Alma. O Corpo Etérico, assim como os Corpos Emocionais e Mentais, interpenetram o Corpo Físico. A forma do Corpo Etérico é muito similar á do Corpo Físico.

O Corpo Emocional: O maior dos quatro Corpos inferiores, contém o nosso mundo de sentimento. O seu serviço correto é alimentar Idéias Divinas com o sentimento positivo de ealização. Tem uma forma oval e se estende, pelo menos, um metro além do Corpo Físico. Ter o controle total dos sentimentos é um objetivo desejável, freqüentemente difícil de conseguir,
especialmente para os encarnados ocidentais.

O Corpo Mental: Foi designado para ser o cálice de receptividade de Idéias Divinas. O Corpo Mental tem o poder de moldar essas idéias em formas funcionais. A mente está contida nesse corpo. A mente, também chamada de consciência, é para ser o servidor da Chama Individualizada, não o seu mestre. Ela foi planejada para ser o instrumento com o qual se cria
e mantém o Padrão Vibratório ou Visão, até que a manifestação física possa ocorrer.

O Corpo Físico: Proporciona a ancoragem para a Terra. É o instrumento através do qual o homem funciona e expande os limites do Reino de Deus em plano de vibração mais baixa. O Corpo Físico, consequentemente, é o Templo de Deus.-
Originalmente esse corpo não era tão denso quanto é agora. Ele vibrava num nível muito mais alto e consistia no que podemos chamar de substancia etérica. A humanidade, como ela existia na primeira Idade de Ouro, pareceria hoje para nós, como seres etéricos, nebulosa e sombria, porém de forma idêntica á humanidade atual, se pudéssemos ver esses seres.
O cordão prateado entra no Corpo Físico na parte de cima da cabeça ( a moleira do recém-nascido ) e proporciona a conexão do Ser Crístico e a Presença I AM. Ele é fonte de energia doadora e mantenedora da vida. Se ficasse sem essa fonte de força de vida, o Corpo Físico não poderia funcionar e resultaria na morte.
O cérebro é o órgão físico através do qual a mente funciona. Ele registra impressões do mundo exterior. É o veículo da mente. O Sistema Nervoso funciona como uma rede de fios finos, os quais são transmissores de mensagens dos impulsos de pensamento e sentimento para todas as partes do corpo. Através da coluna vertebral de cada pessoa, duas atividades
trabalham constantemente: o arco descendente de energia elétrica, o qual ancora o corpo na superfície da Terra, e a potente corrente ascendente, a qual permite se manter em e ereto, e locomover-se ao invés de gatinhar pelo chão. Quando a atividade da vida é mais poderosamente carregada no arco ascendente, chegamos ao ponto em que a força da gravidade da Terra não mais segura os fluxos de vida, e a ascensão é possível.

Os corpos etérico, mental e emocional não são tão intangíveis quanto se possa pensar.
Os videntes estão bem cientes desses corpos e alguns videntes já chegaram a pintar os três corpos chamados sutis. É possível tambem, que os efeitos das emoções possam ser vistos através de fotografia Kirllian. Em demonstrações, a aura das impressões digitais de um indivíduo em paz com ele próprio e o mundo se mostrou azul, onde a aura de uma mesma
pessoa com raiva mostrou-se como vermelho vivo. Em outro teste, a fotografia feita por equipamento de alta energia mostrou, predominantemente as cores douradas, pois o indivíduo, logo antes da foto ser batida, havia pedido orientação Divina.


                                                                 PROPÓSITO DA ENCARNAÇÃO

Três tipos distintos de vida inteligente teriam a oportunidade de desenvolver sua Natureza Divina no nosso planeta. Essas formas de vida eram Anjos, Humanos e Elementais, cada um contribuindo, de qualquer maneira, para o bem estar e progresso do outro, e sua força de vida combinada foi ordenada a construir a ponte espiritual para a Terra ao Coração de
Deus.
O propósito da encarnação é controlar a energia num plano vibratório mais baixo. Assim, na substancia mais densa do plano terra, a humanidade aprende como lidar com as forças do pensamento, sentimento, palavra falada, ação e a criar conscientemente como o faz o Pai.
A criação é mais difícil num plano vibratório mais baixo do que num mais alto. Por isso, indivíduos que tenham tido essa experiência adicional e tenham ganho maestria, tem a oportunidade de progredir mais do que aqueles que escolhem não encarnar.


                                                                 PREPARAÇÃO FINAL DA TERRA

Antes dos inocentes terem sido convidados para a Terra, Amaryllis, a Deusa da Primavera, acompanhada por legiões de ajudantes angélicos e elementais, vestiu a Terra com o ritmo da Primavera em floração e a beleza da natureza. Os elementais teceram a menor e mais delicada das flores. O Lótus foi a primeira flor a ser trazida para a Terra . Para a melodia
da música rítmica da Criação, a natureza trabalhou durante novecentas primaveras nesse processo de embelezamento para adornar a Terra para a descida do Homem. Havia os rios, cachoeiras, montanhas, lagos, oceanos, árvores, as outras viçosas vegetações. Com sua superfície como alabastro, a Terra brilhou como uma jóia.


2) AS DUAS PRIMEIRAS IDADES DE OURO – O JARDIM DO ÉDEN

O ADVENTO DO HOMEM NA TERRA

Depois que Amaryllis, a Deusa da Primavera, completou sua tarefa, a Chama Sétupla do Elohim significou para o mundo que a Terra estava pronta para ser habitada.
Era 21 de Março e o começo do Solstício da Primavera ( no hemisfério Norte ), quando Hélios e Vesta escolheram trazer para a encarnação a primeira sub-raça da Primeira Raça Raiz. O ano não estava determinado em termos igualmente precisos; contudo, pela informação dada pelos Mestres Ascensionados, esse evento provavelmente ocorreu há quatro milhões e
meio de anos atrás, mais ou menos.
Estavam presentes, além dos membros da Primeira Raça Raiz, Hélios e Vesta; os membros do Reino Angélico, incluindo o Arcanjo Miguel; os Diretores dos Elementos Terra, Água e Ar, chamados Virgo, Netuno e Áries; o Maha Chohan; o Manu da Primeira Raça Raiz e os Espíritos Guardiães. Entre os Espíritos Guardiães estavam Sanat Kumara , um Ser Ascensionado de Vênus e Zarathustra, um Ser do Sol Central , representando o elemento Fogo.
Um Raio gigantesco de Luz foi projetado do Sol e a majestosa descida para a Terra começou. O Arcanjo Miguel foi o primeiro a tocar a superfície da Terra. Ele jurou que daria assistência a toda a humanidade, até que o último fluxo de vida ganhasse sua Ascensão. Então o Maha Chohan estabeleceu a Chama do Espírito Santo e a Chama do Conforto. A descida ocorreu nas vizinhanças das Montanhas de Teton ( Wyoming ). Esse retiro nas Montanhas Rochosas é o foco mais antigo dos Mestres Ascensionados na Terra. É também chamado o Templo da Precipitação. Precipitação significa “ir adiante” e isso se refere ao Advento do Homem na Terra. Daqui, os Homens recém-nascidos foram para Norte, Sul, Leste e Oeste para levar a Luz de Deus para os quatro cantos da Terra.

                                                     AS QUATRO PRIMEIRAS RAÇAS RAÍZES

A primeira sub-raça da Primeira Raça Raiz veio para a América do Norte, encarnando aos arredores de Teton e espalhando-se pelas Américas, conforme entravam as sub-raças seguintes. A Segunda Raça Raiz encarnou toda na Atlântica. A Terceira Raça Raiz encarnou na Lemúria e a Quarta Raça Raiz encarnou toda na Ásia.
A Lemúria era uma grande massa de terra, cobrindo parte do Oceano Pacífico. A sua costa leste alcançou a área perto de San Diego, na Califórnia, indo até Austrália, Nova Zelândia. O Havaí e as Ilhas Fidji faziam parte de Mu.
Os Mestres explicam que nunca tinha havido uma terra tão bela, afora o reino do Paraíso, onde o Homem andasse com tanta graça e beleza como na China, durante a Idade de Ouro. Era impossível distinguir os Seres Ascensionados dos que estavam se desenvolvendo na Terra.
Durante a Idade de Ouro na China, Kwan Yin, a Deusa da Misericórdia, juntamente com as doze damas da sua Corte Espiritual, caminhava e falava com o povo de seu país. Ela era uma Mestra não ascensionada naquele tempo, e fazia palestras nas maiores cidades da China, assim como em seu Retiro em Peking.
Naqueles dias, beleza e harmonia eram a tônica da China e uma encarnação inteira era consumida no entalhe de uma miniatura, na pintura de uma flor ou na tecelagem de um manto cerimonial.
Mensageiros eram enviados de toda parte do mundo para convidar os escolares, os sacerdotes e os mestres da China para trazerem sua cultura para a juventude de todas as terras. Todos naquele império estavam tão conscientes da Presença I AM quanto o Homem de hoje está cônscio das suas mãos e pés.Kwan Yin ministrou por mais de 1.000 anos para o povo da Ásia Ocidental antes de aceitar a liberdade de sua Ascensão.


3) A QUEDA DO HOMEM

Foi durante a chegada da Quarta Raça Raiz, que um conselho cósmico se reuniu e sua decisão mudou drasticamente o curso de todas as evoluções da humanidade da Terra.
Esse conselho, assistido pela Hierarquia Espiritual da Terra, foi chamado para decidir o que fazer com bilhões de fluxos de vida que viviam em outra Galáxia. Esses fluxos de vida tinham um desenvolvimento espiritual insuficiente para ganhar habitação contínua para evolução em seus próprios planetas. Como parte do Plano Divino, o planeta deles deveria passar por uma etapa de Inspiração, trazendo-o uma etapa mais perto do Sol.
De acordo com a Lei Cósmica, a grande proximidade com o Sol requer uma aceleração da vibração do planeta e seus habitantes. Os indivíduos se recusaram a prosseguir com o Plano Divino. Eles estavam complacentes em seus pensamentos e sentimentos e atrasados no seu processo natural de evolução.
Por essa razão, eles não estavam qualificados a se adiantarem com seu planeta. Os Mestres se referem a esses indivíduos como “retardatários”.
Um plano era faze-los passar pelo que chamamos “segunda morte”, a qual termina com a vida do indivíduo, reduzindo seus componentes a uma substancia universal, da qual não há retorno. Foi, então, que a Hierarquia da Terra, num ato de misericórdia, ofereceu a Terra como um Lar Planetário para ajudar os retardatários a completar sua evolução.
As condições neste planeta ainda eram perfeitas e harmoniosas mas, comparada com outros planetas, o seu padrão vibratório era ligeiramente mais baixo. Era esperado que os retardatários fossem guiados pela pureza e perfeição dos pensamentos e sentimentos do povo da Terra e, seguindo esse exemplo, eles gradualmente transmutariam o seu karma. Os
Sacerdotes Supremos e os Espíritos Guardiães foram informados da chegada dos retardatários; o restante da humanidade não estava a par do evento. Por cem anos, os Sacerdotes Supremos tentaram, através de invocações, estabelecer uma proteção em volta dos fluxos de vida da Terra, para prevenir a sua contaminação pelos retardatários.

Qual era a aparência dos retardatários quando eles chegaram á Terra? Presos agora às mesmas leis que se aplicavam ao restante da humanidade na Terra, eles foram providos com corpos semelhante e, por isso, não eram distinguíveis dos naturais da Terra.

O principal defeito dos retardatários era a arrogância, a rebelião, a resistência ao progresso, teimosia e ressentimento com a mudança. Naturalmente, eles trouxeram essas más qualidades com eles. As formas-pensamento impuras dos retardatários se espalharam pela atmosfera da terra como neblina. Foi o começo da névoa que a Bíblia comenta “e uma névoa se levantou e cobriu todo o chão”. ( Gênesis 2:6 )
Com o tempo, o povo da Terra sucumbiu á tentação sutil da curiosidade. Eles se ligaram ás formas-pensamento impuras dos retardatários e começaram a brincar com elas. Esse experimento com o mau uso do livre arbítrio causou o que é conhecido como a “Queda do Homem”. A humanidade começou a dar ouvidos ao “grupo errado”. Independentemente da orientação de Deus, a humanidade escolheu, deliberadamente, experimentar a impureza.
Desse modo, a atenção do Homem não mais estava voltada á sua Presença interior, á diretriz da sua atividade de vida. O Homem se tornou cônscio dos sentidos ao invés de Deus e, então, de acordo com a Lei Cósmica, manifestou aquilo para o que sua atenção estava voltada e aquilo que ele mais pensava. Ele, deliberadamente e conscientemente, deu as costas para a
Perfeição e para o controle com os quais o Pai o dotou desde o começo.
Quando a neblina primeiro apareceu, era como uma pequena nuvem de fumaça. Mais tarde, conforme o tempo foi passando, ela se tornou uma neblina crescente que, gradativamente, isolou a presença visível da Hoste Ascensionada.
Com isso, a glória da perfeição das duas primeiras Raças Raízes chegou ao fim. Mais tarde, quando a cultura Atlante floresceu, existiram outras Idades de Ouro, durante os quais o véu entre a Hoste Ascensionada e a humanidade foi parcialmente rasgado; contudo, a perfeição das duas primeiras Idades Douradas foi ímpar e nunca igualada. Os Mestres
asseguram que nos é possível rasgar o véu mais uma vez e que o Homem, novamente, será capaz de andar e falar com os Anjos.
Os retardatários não vieram para a Terra de uma vez. Ao todo, havia bilhões deles e foram chegando gradativamente.


4) A IDADE DO HOMEM

A pergunta “quando, pela primeira vez, o Homem apareceu neste planeta?” tem intrigado a muita gente pelos séculos afora. Dependendo da fonte, a resposta varia de 4.000 A.C. á milhões de anos.
Estudiosos da Bíblia, depois de exaustivas contas e estudos concluíram que o mundo foi criado em 4.004 A.C.. A maioria dos arqueólogos, geólogos e outros cientistas de Ciências Naturais acreditam que a evolução do Homem se desenvolveu por um período de milhões de anos.
Na verdade, nós podemos nos considerar afortunados, pois os Mestres Ascensionados – depois que a Lei Oculta foi suspensa em 1930 – puderam nos revelar algumas datas, permitindo-nos responder, com alguma certeza, perguntas sempre presentes. Não precisamos mais ficar fazendo conjecturas sobre os dados ocultos. Essa é a informação que Helena Blavatski desejava, mas que não podia ser revelada naquela ocasião pelos Mestres, por causa da Lei Oculta que ainda estava em vigor.


A INFORMAÇÃO EXAMINADA
As instruções transmitidas por vários Mestres Ascensionados sobre a Idade do Homem podem ser divididas nas seguintes categorias:
1)O espaço de tempo que cabe a existência do Homem sobre a Terra.
2)O espaço de tempo antes de o “véu” encobrir a presença visível da Hoste Ascensionada.
3)O espaço de tempo subsequente, quando a humanidade “viveu nas trevas”.
Uma análise dos períodos acima mencionados nos permite conferir a informação sobre a idade total do Homem.
Ao pesquisar esse item, encontrei as seguintes referencias:

“Devemos todos compreender que os seres humanos vivem na Terra por mais de 4 milhões de anos.” ( Elohim Vista, também conhecido como Cíclope ).
“Esta é a Luz que é a Nossa Acumulação do Bem por 4 ½ milhões de anos....” ( Arcanjo Miguel ). Ele se referia á acumulação do Bem de cada encarnação, que é armazenada no corpo causal.
“As palavras I AM são as mais poderosas palavras, em qualquer idioma, que já surgiram para o uso da humanidade, em 4 ½ milhões de anos. São o sinal para todas as Forças de Luz se porem em ação no seu ponto no Universo.” ( Arcanjo Miguel ).
“Sanat Kumara tem guardado a Terra por esses 4 ½ milhões de anos.” ( Jesus ).
“Sanat Kumara há mais de 4 milhões de anos tem abençoado a Terra com sua Presença.” ( Ser Cósmico Victória ).
“Vênus, por sua própria escolha, elegeu dar assistência á Terra e o tem feito há 4 ½ milhões de anos.” ( Kwan Yin ).
“Espíritos Guardiães vinham de Vênus, Urano, Mercúrio e até de outras Estrelas. Alguns, como Sanat Kumara, já eram Ascensionados.” ( Arcanjo Miguel ).
“Vim de Vênus, por minha própria escolha, há mais de 4 milhões de anos para prestar assistência ao povo da Terra.” ( Sanat Kumara ).
“As palavras I AM, tal qual são escritas hoje, existem desde o início do surgimento da humanidade. No Grande Teton, no retiro, existem registros dessas civilizações, de cada uma que existiu sobre a Terra, desde há 4 ½ milhões de anos; e cada uma delas usou as palavras I AM, demonstrando que essas palavras são as palavras de Deus.” ( Arcanjo Miguel ).

Sanat Kumara foi um dos Espíritos Guardiães originais que veio, há 4 ½ milhões de anos passados, de Vênus, para prestar assistência á Terra. Há 2 ½ milhões de anos passados, quando a energia construtiva acumulada na Terra atingiu seu ponto mais baixo e o Homem degradou-se a ponto de tornar-se um homem das cavernas, Sanat Kumara ofereceu-se como
voluntário para doar Sua Própria Energia acumulada ao planeta, a fim de restabelecer seu equilíbrio, estabelecendo residência em Shamballah e, dessa maneira, salvando a Terra da dissolução. Essa foi uma ação diferente daquela de um Espírito Guardião.


                                          O PERÍODO EM QUE O HOMEM “VIVIA NAS TREVAS”

“Por 2 ½ milhões de anos, a humanidade fez mau uso da vida, brincou com ela e qualificou-a erroneamente. Então, a Grande Luz Cósmica disse: Não mais podeis fazer mau uso e qualificar erroneamente a vida, pois agora vos tornastes seres inteligentes.” ( Ser Cósmico Victória ).

“Nós estamos agindo na Esfera da Terra, dissolvendo, consumindo, e incessantemente removendo a viciosidade daqueles que são os habitantes dos planos físicos ou astral, que é a força destrutiva gerada e criada pela humanidade no decorrer de 2 ½ milhões de anos.” ( Arcanjo Miguel ).
“No decorrer desses dois milhões de anos, muitas vezes, em várias partes da Terra, a humanidade alcançou um alto nível, mas nenhuma civilização, nenhum povo jamais pode obter um Saber permanentemente sustentado enquanto não conseguir ter o conhecimento da Presença I AM, que dá vida á Terra. Essas civilizações esqueceram, mas vós tendes a oportunidade de relembrar.” ( Sanat Kumara ).


SUMÁRIO

Os dados indicam que o Homem apareceu pela primeira vez neste planeta há cerca de 4 ½ milhões de anos passados. De um modo geral, podemos dividir o desenvolvimento da humanidade em três estágios:

1)O Jardim do Éden. Após o aparecimento do Homem sobre a Terra houve absoluta perfeição durante aproximadamente 50.000 anos que terminou quando os retardatários vieram e pela primeira vez surgiu a desarmonia.
2)De 50.000 anos após o advento do Homem sobre a Terra até cerca de 3 milhões de anos passados. O período em que gradualmente a Consciência Crística do Homem foi obscurecendo até quase a animalização do homem nas cavernas. A
humanidade progredia em escala descendente.
3)De 3 milhões de anos passados até a presente data. Esse período inicia quando a humanidade começou a progredir em escala ascendente, ou seja, primeiramente retomando consciência de suas potencialidades e da Natureza e finalmente, nos 

dias de hoje, uma vez evoluídos em Ciência, no entanto restando ainda a retomada da Consciência Crística.-
Durante esse espaço de tempo, o ponto mais baixo da nossa civilização, a época das cavernas, situou-se por volta de 2 ½ milhões de anos atrás.


5) O PONTO BAIXO DA NOSSA HISTÓRIA

Quando os retardatários foram trazidos para a Terra, a humanidade começou o seu caminho involutivo. A “névoa localizada” ( Gênesis 2:6 ), causada pelos retardatários, transformou-se numa cortina completa. Esse caminho involutivo prosseguiu até a Terra atingir um nível tão baixo que se transformou numa preocupação da Hierarquia da Galáxia.-
A Lei Cósmica exige que cada planeta emita, pelos seus habitantes, uma certa quantidade de Luz ( energia qualificada harmoniosamente, construtivamente ), como uma condição para poder manter seu lugar num Sistema Solar. Por volta de 2 ½ milhões de anos passados, durante a Idade Lemuriana, na Terra escasseavam os seguintes quesitos:

1)Não emitia suficiente radiação construtiva;

2)Não contribuía suficientemente para a música da Galáxia, assim chamada “Música das Esferas”;

3)Seu eixo de rotação tinha uma inclinação de 45 graus. Se essa inclinação houvesse se acentuado, teria sido desastroso. (Agora, em 1994, está com uma inclinação de 23 graus );

4)Os Espíritos Guardiães não podem permanecer indefinidamente em um planeta.

Devem retornar a seus próprios planetas, sua esfera natural de atividade. Seus lugares devem ser ocupados pelos fluxos de vida naturais da Terra. Isso não ocorreu. As primeiras três Raças Raízes ascensionaram, mas dessas milhões, bilhões de fluxos de vida, nem uma só individualidade contribuiu, de qualquer maneira, para as Raças subsequentes. Todas essindividualidades escolheram progredir em níveis internos e, portanto, elegeram não dar assistência aos habitantes da Terra;

5)O Homem decaiu ao estágio conhecido por nós como homem das cavernas. Até mesmo o conhecimento de como acender uma simples fogueira tornou-se um item olvidado;

6)A centelha no coração do indivíduo, que mantém a vida, e que ancora a Presença I AM, estava reduzida a um centésimo de milímetro;

7)O Reino da Natureza revoltou-se e recusou-se a fazer nascer qualquer nova vegetação para uma humanidade tão repleta de discórdia, e sem capacidade para preciar seus serviços. Era a Idade do Gelo. Para fazer frente ao cenário desses alarmantes desenvolvimentos, Hélios e Vesta foram convocados a comparecer a um Conselho Cósmico. O Conselho estava formado por Representantes da Galáxia da qual a Terra faz parte, assim como por Representantes de outras Galáxias. A reunião foi presidida por Alfa e Ômega, que são responsáveis por nossa Galáxia.
Após a consideração de todos os fatores pertinentes, foi feita uma proposta para considerar a Terra como uma experiência infrutífera. Como resultado dessa proposição, a Terra deveria ser retirada de seu Eixo, consequentemente, dissolvendo-se. Isso teria significado a “Segunda morte” para seus habitantes, da qual não há volta á encarnação e portanto, significa
a completa aniquilação, para todo o sempre, de toda a vida sobre a Terra.
Sanat Kumara, um Ser Ascensionado de Vênus, e um dos seus Regentes, neste momento sugeriu que, se um Ser Ascensionado com suficiente Luz ( energia construtivamente qualificada ) escolhesse permanecer na atmosfera da Terra e oferecer Sua Luz como uma compensação pela quota de Luz que faltava á Terra, essa poderia ser salva. Isso teria que ser
feito até que algumas correntes de vida pertencente á Terra ( não incluindo Espíritos Guardiães) pudessem ser treinadas para tomar o lugar desse Ser Ascensionado.
O Arcanjo Miguel concordou e pediu voluntários. Sanat Kumara disse que Ele estaria interessado, desde que Sua Chama Gêmea, Vênus, a outra co-regente do planeta Vênus, desse Seu consentimento. Vênus subseqüentemente concordou e, assim, liberou Sanat Kumara para prosseguir com Sua missão.

Sanat Kumara já havia realizado missões semelhantes anteriormente, de cada vez retornando vitorioso para casa. Outros planetas, antes do nosso, já passaram por problemas semelhantes. Na Bíblia, Sanat Kumara é chamado “o Ancião dos Dias”

( Daniel 7:10 ). Também é conhecido nos meios esotéricos como “o Eterno Jovem”.

8) O PERÍODO DE POSEIDON A JESUS
INCAS E MAIAS

Depois da Civilização Meru veio uma Civilização chamada Pirua, depois da qual surgiu a Civilização Inca. Todas essas civilizações localizavam-se na América do Sul. Os incas possuíam uma colônia no Estado de Oaxaca, México. Seu foco central situava-se onde, hoje em dia, fica Mitla.
As civilizações Pirua e Inca perduraram por milhares de anos. O que os arqueólogos encontraram até agora, sobre a civilização Inca, diz respeito á sua época de declínio. As futuras descobertas atestarão o alto nível alcançado por essa civilização.
Os incas possuíam uma cor de pele similar á dos índios americanos; tinham olhos e cabelos escuros. Diferentemente da civilizações do Egito, da Atlantida e do Sahara, os encarnados que formavam as massas do povo inca não eram muito desenvolvidos. Os líderes das civilizações Pirua e Inca, no entanto, eram seres adiantados ao nível de desenvolvimento.
Os incas nutriam grande devoção a Deus e foram-lhes ensinado uma boa compreensão e conhecimento prático da Lei Cósmica e da atividade do Sol Central. O dirigente inca era orientado por Saint Germain, cujo nome naquela ocasião era “Filho Uriel”.
A informação que se segue sobre a civilização Maia foi dada pelo próprio Mestre Ascensionado Saint Germain e a seguir, transcrevo um resumo dessa mensagem:

“Muitos anos antes da Dispensação Cristã, uma Idade de Ouro existiu na província do Yucatán. Sob a orientação de seu sábio governante, Kenich Aham ( desde então, um Mestre Ascensionado ), a atividade de Doação da Vida do Sol, sob a direção de Hélios e Vesta, era conhecida e venerada. O ouro era livremente usado para adornar o povo e os Templos, e todo mundo compreendia as Leis de Deus e as obedecia.
Antes de serem conquistados por Cortez, Kenich Aham e os componentes do clero Branco gravaram toda a história construtiva dessa civilização sobre cinqüenta e duas placas de ouro. Essas placas estão preservadas em uma montanha chamada Uxmal, há cinqüenta milhas de Mérida. Para o turista comum de hoje, trata-se apenas de um grande monte de terra, contendo em seu interior e sobre sua superfície remanescentes de vários templos.
Os fluxos de vida que originalmente prestavam assistência a Kenich Aham, em número de 730, algum dia serão responsáveis por tornar esse Foco Visível a toda a humanidade, mostrando que jamais souberam de algo tão glorioso e magnificente.”
Pouco se fala sobre as civilizações da América do Sul porque existem ainda acertos kármicos a serem feitos na região. Várias centenas de fluxos de vida encarnaram com o objetivo de resolverem esse acerto, e serão eles mesmos, os responsáveis pelas descobertas cientificas e arqueológicas feitas no local e que explicarão muito das civilizações Inca e Maia. Como explicado anteriormente, um local onde houve um massacre que levou a população a morrer com um grande sentimento de temor, registra em seu campo áurico esse magnetismo negativo, precisando de muito trabalho de índole construtiva para ser
contrabalançado. A história das civilizações Inca e Maia ainda não terminou de ser vivenciada.


9) A VIDA DE JESUS E MARIA

Uma vez que a ênfase deste trabalho está calcada na história, mais do que na Lei Cósmica, apenas alguns poucos detalhes de mensageiros de Jesus serão mencionados aqui, mas torna-se necessário enfatizar que Seus Ensinamentos correspondem, em todos os aspectos, aos de outros Mestres Ascensionados.


A DISPENSAÇÃO CRISTÃ

A cada século, dentro dos 2.000 anos de um Ciclo, os Senhores do Karma dão uma dispensação de energia á Hierarquia Espiritual da Terra. O Senhor do Mundo, o Instrutor do Mundo e o Maha Chohan decidem, em Conselho, qual a melhor maneira de investir essa energia. Eles examinam as individualidades espiritualmente adiantadas que podem desempenhar um papel para por em execução a dispensação, examinam as condições existentes sobre a Terra e investigam a aplicação da Lei Cósmica sobre a Dispensação. Baseados nesses fatores, apresentam um plano para a Grande Fraternidade Branca.
Cada membro, então, convoca vários chelas, oferecendo-lhes a oportunidade de participar do plano, desde que possuam qualificações e se ofereçam como voluntários para esse serviço.
A Dispensação Cristã foi trabalhada aos níveis internos muito antes que Jesus assumisse Sua Missão. O Ciclo predominante era o Sexto Raio da Devoção, e a Dispensação estava destinada a dar maior glorificação possível aos fluxos de vida que encarnariam durante os próximos 2.000 anos, sob aradiação benéfica desse Raio.-
Antes que compromissos individuais fossem tomados, toda a Dispensação Cristã foi projetada sobre a Tela Cósmica, mostrando como seria primeiramente originada e desenvolvida por um humilde grupo de individualidades e, depois, como a Dispensação amadureceria mais intensamente á medida que um maior número de pessoas se dedicassem ao serviço.
Ao final da apresentação, foram solicitados voluntários. Jesus, Maria, José, João Batista, e pessoas que seriam os discípulos de Jesus estavam entre os voluntários e os eventualmente qualificados.
Foi solicitado ao Lorde Maytreya que testasse a força de cada voluntário e, através do processo de iniciação, alguns fluxos de vida foram eliminados.
Maria também passou por um teste que durou três horas. Durante esse período, Maria teve que provar que podia sustentar Sua atenção e manter a imagem concentrada na Natureza Divina de Jesus como uma criança de Deus, contra qualquer força mental e pressão concebíveis enviadas à Ela por um Mestre. Parece ser um teste fácil, mas não o é, se imaginarmos que, sem pressões ou sugestões do meio ambiente, um ser humano dificilmente mantém o pensamento em uma única coisa por mais de 5 minutos eguidos, tendo o pensamento desviado por qualquer outra coisa que ocorra enquanto isso. Ao final dessa
iniciação, foi dado á Maria o direito de encarnar e aguardar a vinda de Jesus. Uma das razões porque Maria foi qualificada decorreu do fato de que Ela havia sido treinada sobre o Poder da Concentração – concentra-se em um conceito de cada vez – por ter servido em Templos para Elementais em Eras precedentes. Foi lhe avisado que o teste pelo qual passara era menor, comparado aos que teria que enfrentar quando a viciosidade de algumas forças das trevas fossem lançadas contra Ela. Antes de encarnar, Ela solicitou, e foi lhe concedido, o favor que veio tornar-se o mas essencial para o sucesso da Missão de Jesus. Ela solicitou que o Arcanjo Gabriel lhe anunciasse a vinda de Jesus no futuro, quando Ela estivesse encarnada e não retivesse a consciência de Sua Missão.
Quando era criança, Maria tinha interesses diferentes dos das outras meninas da Judéia. Enquanto outras crianças brincavam com bonecas, Ela contemplava todas as profecias do Velho Testamento e desenvolvia uma grande devoção á amada Vesta. Ela recebeu de Vesta o sentimento de Divino Amor materno e o Sentimento da Doçura.
Com a idade de três anos, Maria foi levada por seus pais, Joaquim e Ana, para o Templo de Luxor para receber instrução. Seus pais, Joaquim e Ana, eram membros da Fraternidade Branca e a Ordem dos Essênios e tinham recebido o comunicado á respeito da missão da pequena Maria, o que os levou a fazer tudo para prepara-la. Em Luxor, ela permaneceu até atingir a maturidade. Era uma vida solitária para uma criança e as severas disciplinas não foram suavizadas nem mesmo para uma criança tão jovem. Os sacerdotes treinaram-na nos poderes de concentração. Dessa maneira, Ela estaria preparada para Sua futura Missão, de sustentar firmemente a “Concepção Imaculada”, que é a Divina Concepção do Homem, para seu filho, Jesus. Enquanto suas jovens amigas deleitavam-se com jogos de crianças brincavam nos relvados, Maria, aos cinco anos, tinha a tarefa de copiar textos das Escrituras. Sua tarefa era manter a atenção presa ao trabalho e não deixar-se distrair pelo Sol brilhante ou pelo som das crianças brincando. Durante Sua estada no Templo, Maria teve que passar por alguns testes severos e iniciações. Ela disse aos estudantes da Fraternidade que esperava que nenhum outro ser tivesse que passar pelos mesmos testes novamente.

Às tardes, Maria encontrava descanso e solidão recolhendo-se a um lugar quieto onde recebia o conforto de Sua Chama Gêmea, o Arcanjo Rafael. Ela desfrutava muito a felicidade dessa associação e a beleza dessa companhia.
Maria cresceu em beleza e graça, e os Anjos eram seus constantes companheiros, apreciando as constantes lições juntos. Praticamente não existia véu nenhum entre o Reino Angélico e Seu próprio doce Ser. Ela era verdadeiramente a “Rainha dos Anjos”.
Mais tarde, pouco antes de deixar o Templo, a lembrança de Sua associação com os Anjos tornou-se mais vaga. Durante esse período, Maria tinha que meditar, em Seu coração, sobre a unidade de Deus e Sua criação perfeita, o Homem. Maria explicou aos estudantes que o tipo de camaradagem e amizade estabelecida entre o indivíduo e sua Presença Divina, nas tarefas diárias da vida, constróem um “momentum” para ele. Ela continuou afirmando que nunca estendia a mesa, nunca varria o chão, nunca plantava uma flor, nem cuidava de um animalzinho ( Sua grande paixão ) sem faze-lo com a certeza de que era a vida de Deus que lhe permitia realizar aquela tarefa, e ela cumpria para a Glória de Deus. Toda a juventude de Maria foi dedicada, com zelo, á Sua preparação para o momento em que Sua Missão deveria começar.
Após Sua saída do Templo, Ela passou por um processo de esquecimento sobre o que tinha aprendido e treinado, como forma de fazer o teste final de que os ensinamentos tinham penetrado fundo em Sua consciência. Era necessário também que Ela não se lembrasse para não estragar a juventude de Jesus, que deveria, em princípio, ser igual a de qualquer outra criança.
José era membro da Irmandade Essênica, um homem muito adiantado espiritualmente. Tinha um conhecimento muito bom da Lei Cósmica, e Ele transmitiu esse conhecimento à Maria. Foi Sua força silenciosa, Sua serenidade e dignidade que ajudaram Maria durante muitas das difíceis experiências pelas quais Ela passou mais tarde em Sua vida.
Finalmente, se casaram e Maria vivia em um estado de constante “graça auditiva”, ou seja, não dava ao pensamento e ao comportamento uma atitude relaxada e sim, mantinha uma conexão permanente com o Seu Cristo Interno. Portanto, foi fácil para o Arcanjo Gabriel desempenhar o pedido que Ele havia concedido á Maria antes de Sua encarnação, aproximando-se Dela com as palavras triunfantes: “Ave Maria, cheia de graça”. Ele comunicou á Maria que, através de Seu corpo, viria a forma física de Jesus, que seria o Messias. Foi solicitado a Maria que contasse apenas á José e Sua prima Isabel esse
acontecimento. Sua prima estaria esperando o nascimento de João Batista e á ela também foi dado o comunicado do futuro nascimento do Batista.
Se Maria não estivesse em um constante estado de graça auditiva, o que significa estar sempre preparada para escutar a pequena e tranqüila voz interior, Ela não teria recebido a Mensagem de Gabriel.

Maria e José prepararam-se para o nascimento de Jesus. Maria fez pequenas roupas para o infante, e juntos planejaram seus futuros para que pudessem ter a força para cumprir Suas Missões em Glória.

Jesus nasceu numa época em que a energia coletiva da Terra estava construtivamente qualificada em seus níveis mais baixos desde os dias de Atlantida. Sua vida e Sua Missão bem sucedida mudou o rumo dos acontecimentos.
Jesus nasceu sem karma. Em encarnações anteriores Ele foi Apolonio de Tyana, Zoroastro da
Pérsia, o Profeta Josué e José do Egito.
O agora Mestre Ascensionado El Morya ( que foi um dos “Três Reis Magos”, juntamente com os agora Ascensionados Mestres Kuthumi e Djwall Kuhl ) recorda Sua encarnação anterior como se segue:
Eles, os Três Reis Magos, não eram apenas reis em seus países, mas sacerdotes e astrólogos pertencentes á Ordem dos Essênios, ordem esta que era a depositária do “segredo” do nascimento daquele menino. Apesar disso, as Escrituras já previram e todos aguardavam o nascimento do Messias.

A Missão de Jesus tinha que coadunar-se com as Leis tal como ela era aplicada á Terra naquela ocasião. Ele não recebeu privilégios especiais, tal como o dom da consciência consecutiva. Ele foi atado ao “vínculo do esquecimento” como qualquer outro fluxo de vida á procura de sua evolução sobre o planeta Terra. Portanto, quando Ele acordou como um lindo recém-nascido, nos braços de Maria, ou mais tarde, quando mais velho, Ele não tinha lembrança de Suas encarnações anteriores. Somente, como parte de Sua Missão, recebeu o privilegio de poder transmutar uma quantidade adicional de karma e por esse 

motivo, Ele conseguia realizar mais curas do que poderia fazer se não tivesse recebido esse privilégio.
Desde muito criança, foi ensinado a Jesus a magnetizar PAZ. Essa Paz transformou-se numa grande reserva. Permitiu a Jesus dizer com autoridade: “Paz, aquieta-te”. As turbulentas águas do Mar da Galileia obedeceram. Esse sentimento de paz também estava presente quando Ele disse: ”Ama teus inimigos, trata bondosamente aqueles que malevolamente te usam”.
Invocando todo o Impulso aglutinado da Vida Eterna, e dirigindo essa energia para o coração de Lázaro, Jesus pôde prestar um serviço. A energia que Ele invocou era mais poderosa que o lamento, choro, curiosidade, ceticismo e outras qualidades de uma natureza imperfeita que se manifestava através das pessoas que estavam presentes. Lázaro respondeu
e voltou da assim chamada morte.-
Enquanto realizava Seus muitos milagres, Jesus tinha assistência espiritual de Deus Todo Poderoso, de Seu professor Lorde Maytreya e Sua mãe Maria. Jesus, em uma de Suas comunicações, insistiu para que os estudantes estivessem preparados o tempo todo para usar habilidades concedidas a eles por Deus. Nunca se sabe quando a oportunidade aparece. Ele disse: ”O momento é agora! Não consulte o calendário para saber quando é que certa coisa deve ser feita. Nunca me avisaram com
antecedência qual experiência Eu iria ter. Nunca tive um pergaminho manuscrito dizendo que nesta e naquela data o Espírito Santo desceria e que nesta e naquela data Eu deveria curar.”.
Jesus declarou em uma comunicação: ”Por causa da má interpretação da Lei, Eu fui apontado, infelizmente, como o Único Filho Gerado. Eu vim para dar o exemplo da Vida Eterna, vencendo, por intermédio da assistência dos Seres Divinos, a experiência chamada morte. Depois tive que convencer Meus discípulos de que Eu ainda estava vivo Me movendo entre eles, ressuscitado. Todas essas coisas Eu fiz porque o mundo precisava, naquela ocasião, assim como agora, da vinda de um Ser Perfeito que pudesse cumprir o Desígnio e representar, na Terra, o Pai Celestial. Alguma vez fostes açoitado em público, com uma coroa de espinhos enterrada em vossa fronte? Tivestes vossas vestes rasgadas em público? Não! As coisas que vos aconteceram durante esta encarnação são muito suaves se comparadas com aquelas experiências através das quais Eu passei voluntariamente para mostrar que o Filho de Deus era um Mestre da energia neste mundo.”
A amada Maria disse:
“As forças das trevas ainda perambulam pelo mundo, enfatizando a parte errada da Missão de Jesus. Elas glorificam um CRISTO Crucificado, calando-se sobre um CRISTO RESSUSCITADO.”
As palavras de Jesus acrescentam ênfase, como se segue: ”O Cristo crucificado, que o mundo ortodoxo coloca perante o povo, é o símbolo da expiação substitutiva. É a maneira que o ser exterior tem de fazer com que seu próprio pecado seja carregado por outros fluxos de vida. O crucificado deve ser substituído pelo Cristo Ascensionado. Cada indivíduo deve ser responsável por seus próprios pecados.”
Falando Ele próprio sobre a presente acuidade e autenticidade da Bíblia, o Maha Chohan explicou, que houve alguns letrados da Bíblia que embelezaram o texto original, modificaram sua interpretação para satisfazer melhor os desejos e omitiram o que lhes parecia melhor. Não é de admirar que existam mais de cem “Fés cristãs” diferentes.
Em Suas comunicações, Jesus enfatizou repetidas vezes que os milagres de 2.000 anos passados podem ser realizados hoje pelos estudantes da Lei Cósmica. Também mencionou que foi apenas após a Dispensação de 1930 que o ápice desse serviço que Ele pretende prestar foi atingido. Como parte desse serviço, é dada oportunidade pelos Mestres Ascensionados aos estudantes como raramente aconteceu antes na história. Disse Ele:

“Apenas esses estudantes são a esperança de ensinar ao povo a Verdade. As religiões tiveram oportunidade de liberar a humanidade e no entanto, o povo ficou cada vez mais preso aos dogmas. Eu vos imploro, em Nome do Pai de toda a Vida, SE ME AMAIS, FAZEI O QUE EU FIZ!”-

 

 

http://www.escoladaluz.com.br/artigos-ver.php?id=93

(livro completo...Saint Germain e El Morya - Planeta Terra - Sua Origem, Sua Historia...)

 

Exibições: 1059

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de Regina Lucia Milano de Matos em 17 julho 2012 às 20:38

Que linda matéria, agradecida pela quantidade e qualidade do conteudo aqui exposto, foi-me muito esclacedor tudo que lí e espero ter interiorizado profundamente.

Obrigada

Regina

Comentário de sandra maia em 16 julho 2012 às 23:09

 Grande informação, muitíssimo obrigada!!!!!!!!!!

Comentário de Jo Sf em 16 julho 2012 às 14:19

Muito esclarecedor!

Comentário de Rosangela Mascarenhas em 16 julho 2012 às 11:58

   Texto muito bom . Obrigada .

Comentário de Eliana Cristina Barros Torres em 16 julho 2012 às 10:45

Agradeço.Meu abraço de luz dourada!Om shantí.

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço