Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

          Amigos, ao me registar neste site, estava certo de que a "luz" que aqui se busca, fosse a luz da compreensão que pode nos levar à verdade libertadora, que é Deus. No entanto, depois vi que há muitos assuntos que nada têm a ver com o que supus inicialmente. Pensei que o mais importante fosse a busca de como fugir da armadilha que é a vida, de como nos aproximar da Divindade Radiante, afastar as trevas de nossos olhos e alcançar a iluminação.

          Assim, peço a algum amigo que, por favor, me diga qual é, afinal, o objetivo do site Anjo de Luz que tenha alguma vinculação com a experiencia de Deus, chamada por eminetes homens, como Jung e Einstein, de "experiencia de concordância universal" pois, tenha ocorrido há dez mil anos ou agora, e em qualquer latitude/longitude do planeta, é igual para todos que a experimentaram. 

          Pesquisadores cristãos (me refiro ao cristianismo porq ele é a mais conhecida religião de nosso hemisfério) afirmam que “o que falta, no cristianismo de hoje, é o conhecimento de que podemos ir além da teoria e da doutrina; que podemos passar para a percepção direta” ( vejam bem, “percepção direta”), podemos perceber, diretamente, aquilo de que a doutrina fala. Isto é, podemos ter a percepção direta de Deus. Esse conhecimento existia no cristianismo dos primeiros séculos, mas a igreja cristã se esqueceu de divulgar.

          Jung, o famoso psicoterapeuta, disse que essa “é a experiência mais importante e sublime na vida do ser humano”. E, prestem atenção a estas outras palavras de Jung:

          “O fato, que tenho comprovado numerosas vezes, em meu consultório, é que a experiência de Deus é a verdadeira terapia e, na medida em que as pessoas por ela passam, se afastam da maldição da patologia”.

          Perceberam? Quanto mais próximos estamos de “sentir” Deus, mais longe nós estamos das doenças do corpo e da mente.     

          Sem dúvida, toda luta do homem, do mais virtuoso ao mais vicioso, seja uma luta no sentido do bem ou no sentido do mal, é a conquista da felicidade que lhe trará a libertação de todos os sofrimentos. Essa é a vida de todos os momentos do homem. Por isso, a extrema importância de se conhecer a verdade que liberta, como afirmou o mestre nazareno.

 

Exibições: 48

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Luis, muito prazer, sou também uma buscadora, visando aprender e evoluir um pouco a cada dia sempre. Observei que aqui também você discorre sobre o que diz a religião, o que diz Carl Jung, o que diz Albert Einsten e sobre a experiência deles. Aqui sinto a necessidade de ler sobre sua experiência, seu contato, sua busca dentro e não mais fora.

Por exemplo: Deus não está fora. Deus está dentro. OK?

A alma é o senso do espírito, se meu espírito é uma parte de Deus e se Deus se realiza através de mim. Tenho que conversar com meu espírito, fazer contato e entender o que Ele precisa para eu dar a chance ao meu espírito para se expressar através de mim e se realizar.

Talvez esse seja o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. 

Seria o espírito?

Mas para chegar nesse estágio, precisamos nos conhecer, entender os pensamentos e sentimentos, saber o que é seu e o que não é. Conhecer a sua verdade e pureza, separando a moral do mundo. Livrar-se de crenças e mitos aprendidos desta vida e ficar no espírito.

A hora é agora. Aqui mesmo no Anjo de Luz, você encontrará muito material e conhecimento, mas o mais importante é colocar tudo que for aprendendo e entendendo passar para a prática.  Sem colocar seu conhecimento em prática ou na ação, esse conhecimento nada irá valer.  Não existe mágica de chegar e iluminar.

Gratidão por compartilhar seus questionamentos.

Paz, Luz e Alegria Sempre.

          A MI ANRIM (?!) disse: “... Por exemplo: Deus não está fora. Deus está dentro. OK?”

          Lu: olá, companheira de jornada; desconheço ainda as regras do site, os amigos que interagem, os assuntos que devo tratar; mas se sua filosofia de vida/crença/religião vem do cristianismo, se já estudou conceitos do misticismo ocidental ou oriental, a amiga percebeu que aquilo, a que damos o nome de Deus, está tanto dentro como fora (como diz Paulo: “Ele está à esquerda, à direita, à frente, atrás, em cima, embaixo, dentro e fora”, não só das criaturas sencientes mas de tudo, objetos e coisas. Veja: “Vós sois o templo do Altíssimo”, “O Senhor habita em vossos corações”. Teresa de Ávila, hoje “santa” e doutora teologal da igreja de Roma, por pouco não foi condenada pelo Santo Ofício, à morte pelo fogo, por ensinar, às noviças, coisas como estas: “É insensato querer subir aos céus para encontrar Deus, sem entrarmos em nós mesmas, pois é dentro de cada um de nós que Deus está e só aí vamos encontra-lo e compreende-lo”. E Santo Agostinho: “Senhor, como uma ovelha desgarrada inutilmente Te procurei pelo mundo, para, afinal, encontrar-Te aqui mesmo, dentro de mim”, Essa é a afirmação dos misticos de séculos ou milênios antes de Jesus, até hoje, e, atualmente dos cientistas quanticos. Dentro da concepção de infinitude, da ação em todos os tempos e lugares e mesmo pela nossa compreensão, embora deficiente e limitada, a Divindade não está circunscrita a um lugar no universo; ela “lá”, nós “aqui”. Está em tudo, em todos os lugares e em todos os tempos. É verdade que isto, para nós, não passa de conjectura; e não é panteísmo, filosofia advinda da observação e elucubração de mentes sérias e devotadas a conhecer o Todo e suas razões; mas é fruto de “experiencias” de séculos e séculos de medatação dos buscadores de Deus.

          MI: “... se meu espírito é uma parte de Deus...” .

          Lu: minha amiga, por mais que pareça absurdo, em face de nosso condicionamento devido à cultura, tradições, costumes, religiões, sociedade , não somos “parte” de Deus: somos o próprio Absoluto, um com Ele, como muitos perceberam, como Jesus que afirmou: “eu e o Pai somos um”.

          MI: “Talvez esse seja o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim”. 

          Lu: amiga, essa é uma tradução incorreta: a correta é algo que muda totalmente o sentido do que aí está e que é muito mais profundo: “O <eu> é o caminho, a verdade e a  vida; ninguém vem ao Pai senão pelo <eu>”, percebeu?

          MI: “Seria o espírito?”

          Lu: é isso mesmo; quando dizemos <eu>, estamos nos referindo ao espirito puro e perfeito que somos.

          MI: “Mas para chegar nesse estágio, precisamos nos conhecer, entender os pensamentos e sentimentos, saber o que é seu e o que não é. Conhecer a sua verdade e pureza, separando a moral do mundo. Livrar-se de crenças e mitos aprendidos desta vida e ficar no espírito”.

           Lu: precisamos conhecer a totalidade da vida, a nós mesmos e o que nos rodeia, como a vida é com todos os seres humanos ou não humanos; só assim vamos perceber que o sofrimento é para todos, sem exceção, e que temos de encontrar, para dele nos livrarmos, uma solução, não paliativa, como as religiões, a ciencia, a psicologia apresentam, mas definitiva que vem da compreensão de que temos de eliminar o “ego”, único obstáculo entre nós e Deus.

          MI: “... mas o mais importante é colocar tudo que for aprendendo e entendendo passar para a prática.  Sem colocar seu conhecimento em prática ou na ação, esse conhecimento nada irá valer.  Não existe mágica de chegar e iluminar”.

          Lu: o que significa “colocar tudo em prática”? Qual conhecimento, aquele que diz que devemos “amar o próximo como a nós mesmos”? Com o tempo, voce verá que não é isso; não é o amor que salva; é o conhecer a verdade que liberta, como disse Jesus.

                      Fique em Deus.

Mi:   "passar para a prática".      (conhecimento, entendimento - o )

Lu: "não é o amor que salva; é o conhecer a verdade que liberta, como disse Jesus".

Mi:  Lu então voltamos ao ponto zero. Para amar ao próximo, deves amar a ti mesmo em primeiro lugar e sem o Amor por ti não terás acesso ao teu espírito e à verdade que liberta. 

Beijos no seu coração. Paz, Luz e Alegria Sempre.


Anjo de Luz existe porque trabalha na energia da :

PorA acreditar no grande potencial de distribuição de informação (que chamamos de LUZ) por meio da internet este site foi criado.  Nosso objetivo, portanto , é possibilitar o acesso dos Trabalhadores da Luz espalhados pelo planeta a Informação é Luz


    Sempre considerei que a informação muda as pessoas , a mentalidade e o mundo , por isso sempre gostei de passar adiante uma informação útil e que trás em si um potencial de realizar mudanças. Uma boa informação é como uma semente que depende muito das condições para poder brotar , tudo depende do que fazemos com ela, onde a colocamos e se estamos dispostos a zelar para que ela se desenvolva, cresça e dê seus frutos.


    A proposta desse site é passar  informações relativas a mudança planetária . Todos os textos e informações que encontro e considero interessantes vou postando por aqui, alguns citando a fonte , outros sem referência porque achamos muitas coisas boas que não sabemos quem escreveu. Nos propomos a ser parte da rede planetária dos trabalhadores da luz que provavelmente você que nos acessou também faz parte !


    Encontrei um texto muito bom do Fritjof Capra que diz o seguinte:


" Em uma célula, por exemplo, todas as estruturas biológicas são produzidas, reparadas e
regeneradas de forma continua por uma rede de reações químicas. Similarmente, ao nível de um organismo multicelular, as células do corpo são continuamente regeneradas e recicladas pela rede metabólica do organismo. Redes vivas de forma contínua criam ou recriam a si próprias, quer transformando ou substituindo seus componentes.

A vida no campo social também pode ser compreendida em termos de rede, mas não estamos aqui abordando reações químicas; e sim comunicações. Redes vivas em comunidades humanas são as redes de comunicação. Assim como as redes biológicas são também autogeradoras, mas o que geram é especialmente o impalpável. Cada comunicação cria pensamentos e significados, os quais por sua vez dão lugar a comunicações posteriores, e assim uma rede inteira gera a si própria."


    A internet nos possibilita entrarmos em rede uns com os outros, a ter a informação que precisamos de maneira imediata e isso precisa ser aproveitado pelos trabalhadores da luz. Não sabemos por quanto tempo disporemos dessa preciosidade, portanto...precisamos aproveitar o máximo de instrumento para entrarmos em conexão com os irmãos da luz e as informações que eles tem para nos oferecer visando o crescimento pessoal interior e a transformação planetária.


    Cito um trecho de uma entrevista de Pierre Lévy:


 "Já existe um acesso verdadeiramente livre à informação na Internet. Um número enorme de sites, de universidades e dos governos (para não falar dos sites de mídias, de empresas e dos sites pessoais), oferece uma quantidade impressionante de informações muito úteis e absolutamente gratuitas. A disponibilidade de informações grátis na Internet está aumentando a um ritmo exponencial. O fato de que esteja havendo um crescimento de informações pagas e protegidas pelo direito do autor não contradiz a primeira tendência. Não são coisas contraditórias, mas complementares.


    Os movimentos open source e de copyleft representam uma renúncia à propriedade intelectual que é voluntária e regulamentada legalmente. A finalidade desse movimento é de levantar todas as barreiras à cooperação e aos processos de inteligência coletiva. Trata-se de uma inovação importante e positiva."


    Quero me unir a mente e ao espírito de todos os trabalhadores da Luz para que as informações de Luz se propaguem e convido a todas as pessoas que tem esse tipo de informação para passar que entre em contato comigo . E desejo a todas as pessoas de boa vontade que acreditam em um mundo melhor  muitas alegrias , uma paz inquebrantável e muito ânimo em seus trabalhos. Vocês não estão sós !!(Regina Sylvia)

Vamos nos lembrar de nossa origem cósmica,

acreditar que somos peças fundamentais atuando na

transformação planetária

Conectando mentes

espalhando sementes de paz...

 

http://www.anjodeluz.net/sobre_anjo_de_luz.htm

 

Congregamos com pessoas as mais variadas crenças, procurando um diálogo amoroso.

 

Sugiro o vídeo: http://anjodeluz.ning.com/video/a-invocacao-parte-1  , se gostar, assista aos outros.

 


A amiga MI afirma que temos de praticar o que aprendemos. É verdade; praticar o que aprendemos de bom, não para a realização espiritual, mas para que os seres humanos vivam em mais harmonia. Embora, muitos não admitam,: não é o amor que salva, mas é o “conhecer a verdade que liberta”, como disse Jesus".

Mi: “Lu então voltamos ao ponto zero. Para amar ao próximo, deves amar a ti mesmo em primeiro lugar e sem o Amor por ti não terás acesso ao teu espírito e à verdade que liberta”.

Lu: “amiga, essa é a concepção tradicional. Mas, o que é o amor ao próximo? O que é o amor por si mesmo? Primeiramente, o amor por si mesmo não passa de amor pelo ego, egoísmo portanto.

 Quanto ao amor ao próximo: observe que qualquer uma daquelas qualidades a que denominamos virtudes, não passa de psudo-virtude, enquanto não conhecermos a verdade que liberta. Todas as virtudes, como o amor ao próximo, a capacidade de perdoar, a humildade, são forçadas, imitações e até falsas quando não nascem do conhecimento da verdade. Dizem os sábios que somente a experiência de Deus pode nos dar as virtudes genuínas, como o amor, a humildade e a sabedoria.

                Chegam a dizer que dificilmente podemos encontrar, no mundo, um verdadeiro cristão! E porquê?  Porque, como eles mesmos perguntam: “como alguém pode amar por mandamento (por ordem, imposição, obrigação)? Mas é isso que a igreja cristã manda: que amemos o semelhante como a nós mesmos; que perdoemos, não sete, mas setenta vezes sete vezes; que apresentemos a outra face e tantas coisas mais que o homem comum até julga loucura (parece que os homens não perceberam que essas palavras eram lições do ponto de vista de um iluminado; por isso parecem loucura porque, como afirmou Paulo, “a sabedoria de Deus é loucura para os homens”). O mesmo acontece com outras religiões pois, ensinam que, pelos serviços de amor, mesmo forçando a própria natureza, que ainda não está pronta para amar, alcançamos a emancipação do espírito.

        A igreja manda que nos amemos uns aos outros, mas esqueceu de ensinar como despertar esse amor. No entanto, Jesus ensinou como chegar às virtudes que ele teve, entre elas esse amor. Mas, sua lição foi esquecida ou mal interpretada e os homens não receberam, e não recebem ainda, esses ensinamentos.

        Quem conhece o cristianismo sabe que Jesus e Paulo, muitas vezes, enalteceram o amor (a maior das virtudes), mas nunca afirmaram que é o amor que “salva”. Contudo, Jesus foi claro (é o que está nos evangelhos) ao afirmar que é a “verdade que liberta”: “... e a verdade vos libertará”. E observe que ele não disse “<se> conhecerdes a verdade...”; disse “conhecereis”! Essa é, também, a afirmação do misticismo milenar e, hoje, da ciência moderna. O que acontece é que todos, desde que viemos à existência, fomos condicionados pelos pais, tradições, cultura, religiões, sociedade a acreditar que a “prática” do amor é “regra de salvação”, enquanto, na realidade é apenas uma “regra de bem conviver”. Veja o que os líderes, depois conhecidos, erradamente, como “criadores” de religiões, tiveram de fazer, antes de qualquer coisa: procurar fazer que seu povo se relacionasse sem muita “turbulência”. Veja Moisés, no êxodo, tendo de comandar uma multidão nervosa, desorganizada, indisciplinada, pronta para matar, roubar, mentir, cobiçar o bem alheio, sem, talvez, a menor disposição para bem se relacionarem uns com os outros... Sem dispor de qualquer recurso que lhe permitisse ser obedecido em suas ordens, solucionou a situação apresentando aos hebreus, um “Deus” todo poderoso, mas cruel, sanguinário, vingativo, nervoso, orgulhoso, parcial, cujas ordens, se não obedecidas, resultariam castigos terríveis como ocorreu tantas vezes. Buscou fazer que, pelo medo, o povo o obedecesse. Como vindos desse “Deus”, apresentou aos hebreus os “dez mandamentos” que traziam exatamente a proibição da prática a que estavam inclinados: matar, roubar etc. Veja que, quanto aos primeiros mandamentos, eram inócuos, pois se destinavam apenas a que o povo respeitasse e até mesmo temesse aquele ser tão poderoso. Observe que no decálogo não existe qualquer regra de “salvação”; apenas regras de “bem conviver”.      

As regras de “salvação” estão (felizmente algumas (?) foram preservadas, mesmo com tantas alterações introduzidas nas escrituras à conveniência dos poderosos), em poucas passagens de Jesus, de Paulo e outros: “Buscai, em primeiro lugar, o reino de Deus, que...”, “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”, e ensinamentos como “É o Senhor que opera em nós o pensar e o fazer” e “Não sois salvos por vossas obras, mas pela graça de Deus” e outros.

Assim, amiga MI, o que é imprescindível é que devemos buscar a verdade a todo custo pois, antes de encontrá-la, o amor será falso-amor; encontrando-a, será amor genuíno, incondicional, um amor ainda desconhecido pelo mundo; e isso traz, também sabedoria e bem-aventurança.

          Fique em Deus.

 

Resposta a Fada San

Nova companheira de jornada, Fada San; me perdoe por eu fazer muitas perguntas; já me perguntaram se meu teclado só tem ponto de interrogação. A intenção é fazer refletir, pois a reflexão pode trazer maior compreensão do que estamos estudando.

 

Lu: “É verdade, a informação pode mudar as pessoas. Porém, se a informação só diz respeitoa às coisas da vida e do mundo, muda as pessoas somente quanto às suas condições terrenas; auxiliam a viver melhor, levam a compreender que se deve agir com amor (?), a se relacionarem sem desentendimentos, a terem mais satisfação, saúde, coisas dessa natureza; portanto, será luz apenas para as circunstâncias da sobrevivencia, do dia-a-dia. Entretanto, analise, não nos fazem avançar sequer um passo na direção de Deus, a felicidade definitiva”.  

        “Mas, há informações e INFORMAÇÕES. Desconheço sua filosofia de vida, mas, se é cristã, deve ter percebido que Jesus, o Cristo, sempre trazia informações e INFORMAÇÔES, aquelas, em muito maior número, na tentativa de fazer que os homens se relacionassem mais harmonicamente; são seus conselhos de “amai o próximo”, “abençoai os inimigos”, “perdoai não sete vezes, mas setenta e...”, “oferecei a outra face”,  “teu credor te levará ao juiz...”, “dali não sairás até que tenhas pago o último ceitil...”, “será lançado na geena” e muitos mais. As INFORMAÇÔES, em menor número, são aquelas destinadas aos que desejam o encontro com Deus: “Buscai em primeiro lugar o reino...”, “Conhecereis a verdade...”, as parábolas do homem que se desfez de tudo para comparar “aquele campo”, o conselho de “aquele que não abandonar pai e mãe não é digno...” e outras mais. E Paulo, com suas lições: “O Senhor habita em vossos corações”, “É o Senhor que opera em nós o pensar...”, “Não sois salvos por vossas obras...”. Estas são informações úteis para o buscador de Deus. As outras, úteis para uma vida mais tranquila”.

          “As informações (letras pequenas) são coisas não essenciais: a beleza e fenômenos da natureza, as cores de flores e passaros, as paisagens, os gestos de serviço ao próximo, poesias etc. Não nos aproximam de Deus; apenas nos embalam, nos dão pequenas satisfações, despertam emoções agradáveis; elevam o ânimo, a esperança (erradamente), mas não elevam/libertam o espirito da ilusória escrvidão ao ego. Este é todo o mistério para a experiencia denominada por notáveis como “experiencia de concordancia universal”. Destruído o ego, estamos na verdadeira Luz.

 

Fada: “Uma boa informação é como uma semente que depende muito das condições para poder brotar , tudo depende do que fazemos com ela, onde a colocamos e se estamos dispostos a zelar para que ela se desenvolva, cresça e dê seus frutos”.

 

Lu: “amiga Fada, de quais condições dependem para brotar as sementes plantadas pelas informações? Se estamos nos referindo às coisas do dia-a-dia de nossa vida, o que brotar pode nos ser agradável, fazer bem para, vamos dizer, a vida na Terra, como homens, pssoas. Pois, para a vida além do espaço e do tempo, são improfícuas; apenas mais trazem ilusões e mais nos prendem,  impedindo a caminhada rumo a Deus”.

 

Fada: “A proposta desse site é passar  informações relativas a mudança planetária...” .

 

Lu: “minha amiga, me perdoe: qual o valor dessas informações planetárias, para o crescimento espíritual? Essas informações sempre serão novos “ganchos” a nos deterem no caminho; despertam nossa admiração, emoções belas e esperanças num lindo ou perfeito futuro de recompensas e felicidade duradoura; apenas isso! São, como são as crenças e religiões: como tomar um refrigerante num dia de calor; o efeito passa logo e o calor volta. Assim é, também, o benefício que religiões, psicologia, filosofia, ciencia, medicina nos trazem: são ilusórios, impermanentes e incertos; nunca trazem a solução definitiva e, quase sempre, nos enchem de receios, remorsos, esperanças em coisas que não sabemos se um dia vão se realizar, muitas dúvidas e ilusões”. 

Quanto a Capra, ele, como outros, tenta fazer, em várias obras,  o mesmo que líderes de povos, depois tidos como líderes religiosos, tentaram fazer: como os homens não sabem como fugir dessa armadilha que é a vida, aconselham que, ao mesnos, se relacionem codignamente para uma vida mais feliz ou menos infeliz. Mas, é verdade, também, que Capra contribui, sim, para aumentar nossa compreensão da verdade de que temos, de algum modo, de fugir da prisão cheia de  dores, que é a vida”. Veja, se não viu, “O Tao da Física” “Além do Ego”, “O Ponto de Mutação”...”.  

 

Fada: “...portanto...precisamos aproveitar o máximo de instrumento para entrarmos em conexão com os irmãos da luz e as informações que eles tem para nos oferecer visando o crescimento pessoal interior e a transformação planetária”.

 

Lu: "com essas palavras – crescimento interior - a amiga responde perfeitamente, à pergunta sobre o objetivo do site. Só tenho uma coisa a considerar: se as informações recebidas contêm verdadeiramente instruções de como fazer para eliminar o ego, elas são de valor; senão, nenhum valor têm. Como dizem sábios “O ego/mente é a assassina de Deus; mate a assassina!”, e “Quando o ego é eliminado, Deus se manifesta”. Também, o profeta do Antigo Testamento aconselhou: “Aquieta-te e sabe: eu sou Deus!”, isto é aquiete sua mente/ego, afaste-a e voce perceberá que aí está Deus”.

 

Fada: "Vamos nos lembrar de nossa origem cósmica, acreditar que somos peças fundamentais atuando na transformação planetária".

 

Lu: "Fada San, existe algo que não seja de “origem cósmica”? 

Agradeceria à amiga Fada se dissesse alguma coisa sobre sermos “peças fundamentais na transformação planetária”. Existirão peças mais importantes e peças menos importantes?

          Fada, obrigado pelos muitos esclarecimentos.

          Fique em Deus.

 

 

 

 

 

Amigos, peço que alguém me esclareça do porq algumas respostas ou comentários são removidos.

Obrigado.

Olá, Robson, não foi assunto meu; foram (plural) respostas a meu assunto. Voce citou censura e lhe peço me informe como devemos nos conduzir ou escrever, ou não escrever, para que a censura não remova textos nossos? Outra coisa, amigo, como podemos nos comunicar com a administração ou com os orientadores dos estudos? E onde estão as regras a serem obedecidas? Obrigado.
Olá, amigo, Robson, não vi nenhuma observação infeliz; fique tranquilo. Abraço.

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2019   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço