Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Saudações, segue uma pequena estória:

Uma família de
tartarugas decidiu sair para um piquenique.
As tartarugas, sendo naturalmente lentas, levaram 7 anos
preparando-se para o passeio.
Passados 6 meses, após acharem o lugar ideal, ao
desembalarem a cesta de piquenique, descobriram que estavam
sem sal. Então, designaram a tartaruga mais nova para
voltar à casa e pegar o sal, por ser a mais rápida.

A pequena tartaruga lamentou, chorou e esperneou. Concordou
em ir, mas sob a condição que ninguém comeria até que
ela retornasse. Três anos se passaram...seis anos....e a
pequenina não tinha retornado.
Ao sétimo ano de sua ausência, a tartaruga mais velha já
não suportando mais a fome, decidiu desembalar um
sanduíche.
Nesta hora, a pequena tartaruga saiu de trás de uma
árvore e gritou: - Viu! Eu sabia que vocês não iam me
esperar. Agora mesmo que eu não vou buscar o
sal!
Na nossa vida as coisas
acontecem mais ou menos da mesma forma. Desperdiçamos
nosso tempo esperando que as pessoas vivam à altura de
nossas expectativas. Ficamos tão preocupados com o que os
outros estão fazendo que deixamos de escrever a nossa
própria história.

Reflita...

Amor e Luz!
Om Shanti!
Namastê!
Eu Sou Sandra Regina

Exibições: 76

Respostas a este tópico

Saudações!

Pequena Estória narrada por Swami Vivekananda

Vou contar-lhes uma estória. Uma leoa em busca de presa chegou a um rebanho de ovelhas. Ao saltar sobre uma delas, deu à luz um filhote e morreu ali mesmo. O leãozinho criado no rebanho comia grama e balia como um cordeiro. Nunca soube que era um leão. Um dia, outro leão deparou com o rebanho e ficou espantado de ver aquele enorme leão comendo relva e balindo. Ao avistá-lo, o rebanho fugiu e, junto, o leão-carneiro.
O leão, porém, esperou por uma oportunidade e, um dia, encontrou o leão-carneiro adormecido. Despertou-o e disse-lhe: _ Você é um leão. _O outro respondeu, _ Não_ e começou a balir como uma ovelha. Então o leão intruso levou-o a um lago, pediu-lhe que visse sua própria imagem refletida na água e verificasse se não era parecida com a dele. O leão criado no rebanho verificou a semelhança. Então o leão forasteiro soltou uns rugidos e pediu ao outro que fizesse o mesmo. O leão-carneiro experimentou a sua voz e logo estava rugindo com força idêntica: não era mais carneiro.
Meus amigos, gostaria de dizer-lhes que vocês são fortes como leões.
Se a sala estiver escura, você sai esbarrando e batendo em tudo, reclamando e repetindo “está escuro”? Não. O único modo de acabar com a escuridão é acender a luz. A única maneira de perceber a luz que brilha acima de você é acender a luz espiritual em seu interior, e a escuridão do pecado e da impureza voará para longe. Pensem em seu self superior, e não no inferior.
(Texto extraído do livro O Que É Religião de Swami Vivekananda)

Namastê!
Eu Sou Sandra Regina



Sacudindo a Terra

Um dia, o cavalo de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria.
Por isso o animal chorou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer.
Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que o cavalo já estava muito velho e não servia para nada, e também o poço já estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma.
Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o cavalo de dentro do poço. Ao contrário, chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o cavalo. Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço.
O cavalo não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele, e chorou desesperadamente.
Porém, para surpresa de todos, o cavalo quietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou.
O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu. A cada pá de terra que caía sobre suas costas o cavalo se sacudia, dando um passo sobre esta mesma terra que caía no chão.
Assim, em pouco tempo, todos viram como o cavalo conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando.

A vida vai lhe jogar muita terra, todo o tipo de terra. Principalmente se você já estiver dentro de um poço.
O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e dar um passo sobre ela.
Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos. Use a terra que te jogam para seguir adiante.

Recorde as 5 regras para ser feliz:

1- Liberte o seu coração do ódio.
2- Liberte a sua mente das preocupações.
3- Simplifique a sua vida.
4- Dê mais e espere menos.
5- Ame mais e... Aceite a terra que lhe jogam, pois ela pode ser a solução não o problema.

(Desconheço a autoria)


Saudações!

Uma pequena reflexão:

A ilha dos sentimentos

Havia uma vez uma ilha, na qual viviam todos os sentimentos e valores do homem:

O Bom Humor, a Tristeza, o Saber...

Como também todos os outros, incluindo o Amor.



Um dia avisaram os sentimentos que a ilha estava prestes a afundar-se.

Então, todos prepararam os seus barcos e partiram. Unicamente o Amor ficou, esperando sozinho, até ao último momento.

Quando a ilha estava a ponto de desaparecer no mar, o Amor decidiu pedir ajuda.

A Riqueza passou perto do Amor num barco luxuosíssimo e o Amor disse-lhe:

“Riqueza, podes-me levar contigo?”

“Não posso porque tenho muito ouro e prata dentro do meu barco e não há lugar para ti.”



Então, o Amor decidiu pedir ao Orgulho que estava passando numa magnífica barca:

“Orgulho, rogo-te, podes-me levar contigo?”

“Não posso levar-te, Amor...” respondeu o Orgulho: “Aqui tudo é perfeito, poderias arruinar-me a barca”.



Então, o Amor disse à Tristeza que se estava aproximando:

“Tristeza, peço-te, deixa-me ir contigo.”

“Oh, Amor” respondeu a Tristeza, “estou tão triste que necessito estar só”.



Logo, o Bom Humor passou em frente ao Amor; mas dava gargalhadas tão altas, que não ouviu que o estavam a chamar.



De repente uma voz disse:

“Vem Amor, levo-te comigo...”

Era um velho o que havia chamado.

O Amor se sentiu tão contente e cheio de alegria que se esqueceu de perguntar o nome ao velho.



Quando chegou a terra firme, o velho desapareceu.

O Amor deu-se conta de quanto devia ao velho e, assim, perguntou ao Saber:

“Saber, podes dizer-me quem me ajudou?”

“Foi o Tempo”, respondeu o Saber.

“O Tempo?”, perguntou-se o Amor,

“Porque será que o Tempo me ajudou?”.



O Saber, cheio de sabedoria, respondeu:

“Porque só o Tempo é capaz de compreender quão importante é o Amor na Vida”.



Autor: Professor, escritor, poeta e compositor de MPB, Reinilson Câmara.

Amor e Luz!
Om Shanti!
Namastê!
Eu Sou Sandra Regina



Bendita Seja a Chama de Deus em Ti!

A fábula da estrela verde

Havia milhares de estrelas no céu. Estrelas de todas as cores : brancas, prateadas, verdes, douradas, vermelhas e azuis.

Um dia, elas procuraram Deus e lhe disseram :

-- Senhor, gostaríamos de viver na Terra entre os homens.

-- Assim será feito, respondeu o Senhor. Conservarei todas vocês pequeninas como são vistas e podem descer para a Terra.

Conta-se que, naquela noite, houve uma linda chuva de estrelas.

Algumas se aninharam nas torres das igrejas, outras foram brincar de correr com os vaga-lumes nos campos; outras misturaram-se aos brinquedos das crianças e a Terra ficou maravilhosamente iluminada.

Porém, passando o tempo, as estrelas resolveram abandonar os homens e voltar para o céu, deixando a Terra escura e triste.

-- Por que voltaram ? Perguntou Deus, à medida que elas chegavam ao céu.

-- Senhor, não nos foi possível permanecer na Terra. Lá existe muita miséria e violência, muita maldade, muita injustiça...

E o Senhor lhes disse:

-- Claro ! O lugar de vocês é aqui no céu. A Terra é o lugar do transitório, daquilo que passa, daquele que cai, daquele que erra, daquele que morre, nada é perfeito.

O céu é lugar da perfeição, do imutável, do eterno, onde nada perece.

Depois que chegaram todas as estrelas e conferindo o seu número, Deus falou de novo :

-- Mas está faltando uma estrela. Perdeu-se no caminho ?

Um anjo que estava perto retrucou :

-- Não Senhor, uma estrela resolveu ficar entre os homens.

Ela descobriu que seu lugar é exatamente onde existe a imperfeição, onde há limite, onde as coisas não vão bem, onde há luta e dor.

-- Mas que estrela é essa ? - voltou Deus a perguntar.

-- É a Esperança, Senhor. A estrela verde. A única estrela dessa cor.

E quando olharam para a Terra, a estrela não estava só.

A Terra estava novamente iluminada porque havia uma estrela verde no coração de cada pessoa.

Deus já conhece o futuro, e a Esperança é própria da pessoa humana, própria daquele que erra, daquele que não é perfeito, daquele que não sabe como será o futuro.

(Autor Desconhecido)

Receba neste momento esta "estrelinha" em seu coração, sua estrela verde.

Não deixe que ela fuja e nem se apague.

Tenha certeza que ela iluminará o seu caminho...

Amor e Luz!
Om Shanti!
Namastê!
Eu Sou Sandra Regina


Saudações!

Compartilhando com os irmãos de jornada.
Bênçãos do Amado Mestre Jesus.
Namastê!
Eu Sou Sandra Regina

Olá JESUS, Eu Sou o ZÉ

Todos os dias ao meio-dia, um pobre velho entrava na Igreja, e poucos minutos depois saía.
Um dia, o sacristão perguntou-lhe o que fazia (pois haviam objetos de valor na Igreja).
Venho rezar, respondeu o pobre velho. Mas é estranho, disse o sacristão, que o senhor consiga rezar tão depressa.
Bem, retorquiu o velho, eu não sei recitar aquelas orações compridas. Mas todos os dias, ao meio-dia, eu entro na Igreja e digo: "Olá Jesus, eu sou o Zé, vim Te visitar". Num minuto já estou de saída. É só uma oraçãozinha, mas tenho certeza que Ele me ouve.
Alguns dias depois, o Zé sofreu um acidente e foi internado num hospital e, na enfermaria, passou a exercer alguma influência sobre todos os doentes. Os mais tristes ficaram mais alegres, muitas risadas passaram a serem ouvidas.
Zé, disse-lhe um dia a irmã, os outros doentes dizem que tu estás sempre tão alegre...
É verdade, irmã, que estou sempre muito alegre. É por causa daquela visita que recebo todos os dias. Faz-me feliz, disse o Zé. A irmã ficou atônita.
Já tinha notado que a cadeira encostada na cama do Zé estava sempre vazia. O Zé era um velho solitário, sem ninguém. Que visita? A que horas? Perguntou a irmã. Todos os dias, respondeu o Zé, com um brilho nos olhos. Todos os dias, ao meio-dia, Ele vem ao pé da cama. Quando olho para Ele, Ele sorri e diz: "Olá Zé, Eu Sou Jesus, vim te visitar".

(desconheço a autoria)


Saudações!

Toda vida tem lições, que poucos percebem.
Até na morte Alexandre desmostrou objetividade e percepção...


Só nos resta tirar o chapéu e abrir os nossos olhos.


Os 3 últimos desejos de ALEXANDRE O GRANDE:

1, Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;

2, Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistado como prata , ouro, e pedras preciosas ;

3, Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.

Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a ALEXANDRE quais as razões desses pedidos e ele explicou:


1, Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;

2, Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;

3, Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.

Pense nisso....

Amor e Luz!
Om Shanti!
Namastê!
Eu Sou Sandra Regina


"Construíndo Pontes"

Saudações no Amor!

Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta. “Estou procurando trabalho. Sou carpinteiro. Talvez você tenha algum serviço para mim.” “Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta.” “Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos.” O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi construída ali, ligando as duas margens do riacho. Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou: “Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei.” Mas as surpresas não pararam ai. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio. O irmão mais novo então falou: “Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse.” De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte. O carpinteiro que fez o trabalho, começou a fechar a sua caixa de ferramentas. “Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você.” E o carpinteiro respondeu: “Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir…” Já pensou como as coisas seriam mais fáceis se parássemos de construir cercas e muros e passássemos a construir pontes com nossos familiares, amigos, colegas do trabalho e principalmente nossos inimigos… Muitas vezes desistimos de quem amamos por causa de magoas e mal entendidos. Vamos deixar isso de lado, ninguém é perfeito, mas alguém tem que dar o primeiro passo. Portanto, construa pontes ao seu redor, ao invés de construir cercas!
Ótimo período para reflexão!
Desejo uma semana linda a todos, com mais compreensão, amor ao próximo e paz no coraçãO

Namastê!
Eu Sou Sandra Regina
Prezados amigos de Luz!

A Flor da Honestidade

Conta-se que por volta do ano 250 a.c, na China antiga, um príncipe da região norte do país, estava às vésperas de ser coroado imperador, mas, de acordo com a lei, ele deveria se casar.
Sabendo disso, ele resolveu fazer uma "disputa" entre as moças da corte ou quem quer que se achasse digna de sua proposta.
No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebração especial, todas as pretendentes e lançaria um desafio.
Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe.
Ao chegar em casa e relatar o fato à jovem, espantou-se ao saber que ela pretendia ir à celebração, e indagou incrédula :

- Minha filha, o que você fará lá? Estarão presentes todas as mais belas e ricas moças da corte.
Tire esta ideia insensata da cabeça, eu sei que você deve estar sofrendo, mas não torne o sofrimento uma loucura.
E a filha respondeu :
- Não, querida mãe, não estou sofrendo e muito menos louca, eu sei que jamais poderei ser a escolhida, mas é minha oportunidade de ficar pelo menos alguns momentos perto do príncipe, isto já me torna feliz.
À noite, a jovem chegou ao palácio.
Lá estavam, de fato, todas as mais belas moças, com as mais belas roupas, com as mais belas joias e com as mais determinadas intenções.
Então, finalmente, o príncipe anunciou o desafio :
- Darei a cada uma de vocês, uma semente.
Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura imperatriz da china.
A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito a especialidade de "cultivar" algo, sejam costumes, amizades, Relacionamentos etc...
O tempo passou e a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia que se a beleza da flores surgisse na mesma extensão de seu amor, ela não precisava se preocupar com o resultado.
Passaram-se três meses e nada surgiu.
A jovem tudo tentara, usara de todos os métodos que conhecia, mas nada havia nascido.
Dia após dia ela percebia cada vez mais longe o seu sonho, mas cada vez mais profundo o seu amor.
Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia brotado.

Consciente do seu esforço e dedicação a moça comunicou a sua mãe que, independente das circunstâncias retornaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe.
Na hora marcada estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores.
Ela estava admirada, nunca havia presenciado tão bela cena.
Finalmente chega o momento esperado e o príncipe observa cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção.
Após passar por todas, uma a uma, ele anuncia o resultado e indica a bela jovem como sua futura esposa.
As pessoas presentes tiveram as mais inesperadas reações.
Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado.
Então, calmamente o príncipe esclareceu :
- Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma imperatriz.

A flor da honestidade, pois todas as sementes que entreguei eram estéreis.A honestidade é como uma flor tecida em fios de luz, que ilumina quem a cultiva e espalha claridade ao redor.

Aurea Regina
esta mensagem foi extraida: http://www.velhosabio.com.br/mensagem/961/A+Flor+da+Honestidade.html

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço