Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Exibições: 114

Respostas a este tópico

HORTALIÇAS DE A A Z

HORTALIÇAS DE A a Z
ABÓBORA
ACELGA
AGRIÃO
ALCACHOFRA
ALFACE
ALHO-PORÓ
ALMEIRÃO
ASPARGO (ou Espargo)
BATATAS
BERINJELA
BERTALHA
BETERRABA
BRÓCOLIS
BROTOS EM GERAL
BARDANA
CARÁ
CEBOLA
CENOURA
CHICÓRIA
CHUCHU
COUVE
COUVE DE BRUXELAS
COUVE–FLOR
ERVILHA
ESCAROLA
ESPINAFRE
FAVA
FEIJÕES
GRÃO-DE-BICO
INHAME
JILÓ
LENTILHA
MANDIOCA
MAXIXE
MILHO VERDE
MOSTARDA
NABO
PALMITO
PEPINO
PIMENTÃO
QUIABO
RABANETE
RAIZ FORTE
REPOLHO
RÚCULA
SALSA
Salsão
TAIOBA
TOMATE
VAGEM

O QUE SÃO HORTALIÇAS?
São assim genericamente denominadas as verduras, os tubérculos, as raízes e as leguminosas, isto é, aqueles que são cultivados em hortas.
QUAL É A SUA IMPORTÂNCIA NA ALIMENTAÇÃO?
Devido à composição variada de cada grupo, contendo proteínas, aminoácidos, ácidos graxos, gordura, carboidratos, vitaminas, sais minerais e água, enfim, tudo que o nosso organismo precisa para viver bem, daí o grande número de pessoas que, através do tempo, tem se alimentado, exclusivamente de vegetais – são os chamados vegetarianos, como já vimos anteriormente.
QUAL A DIFERENÇA ENTRE VERDURAS E LEGUMES?
VERDURAS : São as hortaliças verdes, folhudas;
LEGUMES : São as demais: cenoura, rabanete, nabo, cebola, etc.
QUAIS SÃO OS TIPOS DE HORTALIÇAS
Flor : alcachofra, brócolis e couve-flor;
Fruto : abóbora, berinjela, chuchu, ervilha em grão, jiló, maxixe, moranga, pimentão, pepino, quiabo e tomate;
Legume : ervilha e feijão-vagem;
Raiz : batata-doce, beterraba, cenoura, mandioquinha, mandioca, nabo e rabanete;
Tubérculo : batata, cará e inhame;
Bulbo : cebola;
Haste : aspargo.
QUAIS OS CUIDADOS QUE DEVEMOS TER AO CONSUMIR VERDURAS CRUAS?
1 - Antes de usar, lavar bastante em água corrente;
2 - Deixar de molho, durante 20 minutos numa vasilha com água filtrada ou fervida, misturada com água sanitária (uma colher das de sopa);
3 - Enxaguar bastante, usando água filtrada ou fervida.
Obs.: Se não quiser usar água sanitária, há a alternativa de produtos próprios, encontrados no setor de verduras dos supermercados, em forma de pastilha ou mesmo líquido, bastando seguir as instruções impressas no frasco.
AS HORTALIÇAS TÊM AÇÃO TERAPÊUTICA?
Sim, mas com restrições e, apenas, como auxiliar de tratamento médico. Como temos preconizado sempre neste espaço, em edições anteriores, NUNCA se deve deixar de consultar o Médico ou terapeuta qualificado, pois cada pessoa reage de maneira diferente diante de cada situação específica.
AS CARACTERÍSTICAS DE CADA HORTALIÇA.
AABÓBORA:
TIPOS : abóbora rasteira (ou madura); - moranga; - híbrida (abóbora + moranga); - abobrinha verde (do mesmo tipo da abóbora rasteira).
ABÓBORA RASTEIRA (ou Abóbora Madura)
COMPOSIÇÃO → Proteínas → 1,2 g / Cálcio → 12 mg / Fósforo → 27 mg / Ferro → 0,7 mg / Vitamina A → 350 mmg / Vitamina B 1→ 0,05 mg / Vitamina B 2 → 0,04 mg / Vitamina C → 42 mg
VALOR ENERGÉTICO → 40 calorias (em 100 gramas, cozida)
MODO DE CONSUMO → sopas, saladas, purês, etc. – as sementes podem ser tostadas e temperadas, e servidas como aperitivo.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS
Seu grande teor de betacaroteno, é grande auxiliar na prevenção de várias doenças, tais como câncer, cardiopatias, catarata e derrame cerebral.
Sementes: são muito utilizadas no tratamento da próstata aumentada;
- consumidas cruas, sem casca, combatem os parasitas intestinais.
- cozidas em água, são eficazes contra a bronquite.
- torradas ou cozidas, são purgativas.
- mastigadas em jejum, funcionam como poderoso vermífugo.
ABÓBORA MORANGA (Abóbora-Jerimum /Jerimum):
ORIGEM → América do Sul, desde as civilizações pré-colombianas.
COMPOSIÇÃO → Em 100 gramas de polpa: - 1,5g. de proteínas; - 15mg. de cálcio; - 27mg. de fósforo; - 0,7mg. de ferro; - 350mmg. de Vit. A; - 0,05mg. de Vit. B; - 0,04mmg. de Vit. B22; - 42mg. de Vit. C.
VALOR ENERGÉTICO → 100 gramas, fornecem 20 calorias
MODO DE CONSUMO → Folhas: - Sopas; - Suflês; - Refogados; - Doces; - Nhoque; - Pão; - Purê;- Saladas.
Sementes: tostadas, como aperitivo
ABOBRINHA VERDE
TIPOS → Abobrinha-italiana ou abóbora-de-moita.
COMPOSIÇÃO → Betacaroteno, Vitamina C, Sais minerais: Cálcio, Fósforo, Ferro, Fibras.
VALOR ENERGÉTICO → 28 calorias –quando cozida (100 gramas).
MODO DE CONSUMO → Saladas, refogados, sopas, caldos, recheios de lasanhas e suflês – atenção: os nutrientes estão na casca, então é preciso comê-la junto.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS → Previne doenças intestinais, como o câncer, por exemplo, devido ao grande teor de fibras, principalmente na casca; - tem ação oxidante.
ACELGA:
TIPOS → acelga-crespa; - acelga-de-cardo; - acelga-japonesa.
COMPOSIÇÃO → Em 100 gramas: - Vitamina A, C, Niacina (vitamina B 3) - Fibras; - Sais minerais (ferro, fósforo e cálcio – a presença de oxalato em sua composição, dificulta a absorção deste mineral, aconselhando-se consumir com moderação); - Ácido fólico
VALOR ENERGÉTICO → 28,6 calorias, em 100 gramas.
MODO DE CONSUMO → Folhas e talos, em saladas, refogados e sopas – como sempre acontece, o cozimento causa perda de alguns nutrientes.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS → Cálculos biliares: Misturar com suco de agrião (partes iguais) – 1 copo por dia, em jejum; → Prisão de ventre: ½ copo de suco de acelga + 1 colher das de sopa de azeite; → Hemorróidas, feridas em geral, úlceras, contusões, furúnculos e queimaduras: fazer cataplasma com as folhas e colocar sobre o local.
AGRIÃO:
TIPOS → aquático, cultivado na água, às margens de rios, lagos, córregos, etc.; terrestre, cultivado na terra enxuta, mas o sabor de ambos é idêntico.
COMPOSIÇÃO → Vitaminas A, B, B 2, E, F, PP; - Sais Minerais: fósforo, cálcio, ferro, cobre, iodo, magnésio, zinco, enxofre, potássio, sódio
VALOR ENERGÉTICO → 22 calorias, em cada 100 g; 1 xícara, somente 5 calorias.
MODO DE CONSUMO → Pode-se comê-lo cru, em saladas, ou cozido, em sopas , suflês, – tem um forte sabor, devido à presença de iodo em sua composição, não se devendo desprezar os talos.
ATENÇÃO: Pessoas com problemas renais, NÃO devem consumir agrião...
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS → Controla as taxas de açúcar do sangue; - o Potássio mantém a pressão arterial sob controle; - Tem ação antiinflamatória; - É diurético; - Combate: - o ácido úrico, - a tuberculose; - o raquitismo; - o cálculo renal; - a cistite; - os efeitos maléficos da nicotina; -a bronquite (quando misturado com o mel); - a falta de apetite
ALCACHOFRA:
ORIGEM → Mar Mediterrâneo, em clima de temperado a frio (média de 20 graus C) e áreas úmidas; em regiões mais quentes, apesar de se desenvolver bem, não chega a formar a parte comestível. Antes de desabrochar, a flor (da família do girassol e da margarida), forma uma espécie de cabeça, revestida por folhas, de base carnuda (o “coração” ou “fundo”).
TIPOS → Há vários, de cor e de tamanho, conforme a região em que se desenvolvem.
DICA PARA COMPRAR → Pegue por um dos talos e movimente de maneira suave – se estiver madura, boa para o consumo, ficará flexível e não, rígida.
COMPOSIÇÃO → - Rica em proteínas e em fibras; - Sais minerais: manganês, potássio, enxofre, silício, magnésio, fósforo, iodo, ferro; - Vitaminas: A, B 1, B 2, B 3, C; - Ácido Fólico
VALOR ENERGÉTICO : Cada 100 gramas, cozida, fornecem 16,7 calorias
MODO DE CONSUMO : Consome-se inteira, cozida em água ou no vapor, sendo que as partes inferiores podem ser gratinadas, ingeridas cruas, como aperitivo (com azeite, ou limão), ou ainda em saladas. Há inúmeras receitas à disposição dos interessados, sempre de acordo com a criatividade culinária de cada pessoa.
MODO DE PREPARO : Colocar 2 litros de água para aquecer. Quando estiver fervendo, juntar suco de um limão e as alcachofras. Deixar cozinhar de 25 a 30 minutos. Para verificar se está cozida, retirar uma das folhas da base; se ela soltar facilmente, estará cozida.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Ajuda a diminuir os níveis do mau colesterol; - Baixa a pressão arterial; - É diurética; - Protege o fígado e a vesícula biliar; - É antioxidante; - Reduz o nível do ácido úrico; - Auxilia a digestão; - Considerada de grande poder afrodisíaco (desde o império Romano).
ALFACE
ORIGEM : Asiática, mas há registros de que foi também muito consumida por romanos, gregos, egípcios e outros povos antigos.
CUIDADOS : É fundamental lavar bem (principalmente se for usada crua), em várias águas ou deixá-la de molho, com algumas gotas de limão – evitar as folhas mais externas, que concentram mais agrotóxicos.
TIPOS : Varia de coloração: verde-claro ou escuro; e de forma: - francesa; - repolhuda; - lisa; - crespa ou frisada).
MODO DE CONSUMO : Pode ser usada crua, em saladas, ou cozida, em sopas.
COMPOSIÇÃO → Sais minerais (- fósforo, - cálcio; - potássio; - iodo; - ferro; - manganês; - magnésio); - Vitaminas A, B, C, D, E; - Fibras.
VALOR ENERGÉTICO → Em cada 100 gramas, há 15 calorias apenas
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS → Insônia; - Diabetes; - Bronquite; - Reumatismo; - Artrite; - Ansiedade; - Diurese; - Anemia (temperar com gotas de limão); - Tem grande teor de água, daí o seu consumo ser muito indicado para pessoas que fazem dietas de emagrecimento; - É de fácil digestão, refrescante e diurética.
ALHO-PORÓ:
ORIGEM : Europa – também recebe o nome de alho-porro (sem acento), ou somente porro; pertence à família da cebola e do alho e, mais distante do aspargo; - se adapta bem às regiões de clima mais frio, como o sul do Brasil.
COMPOSIÇÃO : Rico em sais minerais: ferro, cálcio, fósforo; - proteínas; - vitaminas A, B1, B2 e C; - celulose (fibras)
VALOR ENERGÉTICO : 100 gramas fornecem 57 calorias; - picado e cozido, apenas, 15 calorias
MODO DE CONSUMO : A maioria das pessoas prefere a parte mais polpuda da base, pois as folhas são mais amargas, lembrando a cebola. É usado em muitos pratos, dependendo sempre da criatividade culinária de cada pessoa; pode ser usado numa sopa; refogado, pode ser servido grelhado, acompanhando legumes, etc.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Ação contra o câncer; reduz o colesterol
ALMEIRÃO:
ORIGEM : Europa Mediterrânea, mas se desenvolve bem em quase todos os países do mundo – pertence à família da alface, do dente-de-leão, da serralha e da chicória (em alguns sítios, é conhecido como “chicória amarga”).
COMPOSIÇÃO: Vitaminas: - A; - C; - Complexo B; - Betacaroteno; - Sais minerais: - Cálcio; - Fósforo; - Ferro.
VALOR ENERGÉTICO : 100 gramas = 20 calorias
MODO DE CONSUMO : - Saladas cruas (em pequenas quantidades, por ter sabor amargo – para diminuir esse sabor, devem ser cortados os talos e passados em água fria corrente); - Refogado, como acompanhamento para feijões e outros pratos.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : - Abre o apetite; - Estimula o funcionamento do fígado e da vesícula biliar.
ASPARGO (ou Espargo)
ORIGEM : Europa. Foi muito utilizado pelos romanos e egípcios, que o consideravam afrodisíaco.
TIPOS : Há vários tipos (verde, branco ou rosado), todos com alto conteúdo de água (mais de 90%).
COMPOSIÇÃO : Vitaminas: A, B (ácido fólio) e C; - Sais minerais: - Ferro; - Cálcio; - Magnésio; - Fósforo; - Glutadiona (antioxidante – anticancerígeno); - Baixo teor de fibras.
VALOR ENERGÉTICO : Em 100 gramas: cozido = 18 calorias; em conserva = 16 calorias.
MODO DE CONSUMO : É mais comum, em conserva, mas pode ser servido fresco, em sopas, refogados, suflês ou até mesmo em saladas.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Não deve ser consumido por pessoas que apresentam alto teor de ácido úrico no sangue (gota), pois um dos seus componentes, a purina, causa aumento da crise da doença; - Auxilia a digestão; - Tem leve ação diurética e sedativa.
B
BATATAS
TIPOS:
1 - Batata Comum (ou Inglesa);
2 - Batata Baroa (ou mandioquinha);
3 - Batata Doce.
1 - BATATA COMUM ou INGLESA:
É uma hortaliça do tipo tubérculo, pertencente à família Solanaceae, a mesma do tomate, berinjela, jiló e pimentão, sendo a 3ª fonte de alimento para a humanidade, superada apenas pelo arroz e o trigo.
VARIEDADES : São inúmeras, sendo que no Brasil, são mais de 100 tipos e, no mundo, mais de 600.
ORIGEM : Fatos históricos: Embora seja conhecida no Brasil como “Inglesa”, a batata comum é cultivada há séculos, na região da Cordilheira dos Andes, pelas tribos indígenas locais, graças ao tipo de solo peculiar. Somente no século 16, foi levada para a Europa pelos colonizadores espanhóis, mas ficou conhecida e passou a ser aceita como alimento, graças ao botânico francês, Antoine Augustine Parmentier, que, em 1769, descobriu os seus valores nutritivos, pois, até então, era considerada, apenas, uma planta ornamental. A consolidação da sua preferência, deu-se quando o rei francês Luís 16 a impôs como alimento substituto do trigo, que ficou muito escasso na ocasião. A Inglaterra também a adotou, passando a usá-la como acompanhamento de pratos mais consistentes, como carnes e peixes (daí, talvez, o motivo pelo qual se tenha confundido aqui a batata comum como sendo de origem inglesa), mas, durante um largo espaço de tempo, os europeus usavam a batata apenas para alimentar os animais. Hoje em dia, a Europa é onde mais se planta e se consome a batata, sendo que, em muitos países daquele continente, onde não há condições climáticas ideais para o cultivo de frutas, usa-se a batata como grande fonte de vitamina C.
COMPOSIÇÃO : Em 100g, encontramos: - Proteínas: 1,80g; - Fósforo: 69 mg; - Cálcio: 9 mg; - Ferro: 1 mg; - Sódio: 47,4 mg; - Potássio: 394,4 mg; - Fibras: 10,9 g; - Contém ainda: - Carboidratos; - Amido; - Vitaminas do grupo B; - Vitamina C; - Ácidofólico; - Enxofre; - Magnésio; - Zinco.
OBS.: Alguns desses nutrientes se perdem durante o cozimento; lembre-se de que a casca da batata é comestível e quando o cozimento é feito com a casca, a perda de nutrientes é menor.
VALOR CALÓRICO → Cozida = 75 calorias; Frita = 275
ALGUMAS INFORMAÇÕES GERAIS
EVITE COMPRAR
Batatas que têm brotos e/ou têm cor esverdeada, porque já estão velhas, perderam o sabor e podem provocar intoxicação, devido à presença de uma substância venenosa chamada solanina, que causa cólicas, gastrite, etc.
Que estejam expostas ao sol, porque ficam com o sabor alterado, bastante amargo;
Se for preparar com a casca, prefira as batatas menores;
Se a casca for amarelo-claro, significa que tem muita água, ideal para ser cozida;
Se for bem amarela, a batata tem pouca água, sendo melhor para fritar.
PROPORÇÃO → Um quilo de batata rende, aproximadamente:
Em forma de purê = 2 quilos;
Cozida = 1 quilo e 100 gramas;
Assada = 750 gramas;
Frita = 400 gramas
MODO DE PREPARAR:
Em qualquer tipo de preparo, para evitar que as batatas escureçam, depois de cortadas, é conveniente deixá-las dentro de uma vasilha com água, até o momento de usar;
Ao passar por um espremedor, as cascas das batatas cozidas, ficarão aderidas ao aparelho, não precisando, portanto, serem descascadas antes – economiza-se tempo e as cascas desprendem-se mais uniformemente;
Se um determinado prato (sopas, por exemplo) ficar salgado demais, convém cortar algumas batatas cruas e acrescentar ao preparo, pois elas absorvem o excesso durante o cozimento;
Se descascou as batatas além do que calculou, basta colocá-las numa vasilha com água e acrescentar algumas gotas de vinagre. Essa providência conservará as batatas durante cerca de 4 (quatro) dias;
Para conservar a cor original das batatas, depois de descascadas, convém cobrir com uma camada de farinha de trigo;
Se quiser aumentar o valor nutritivo das batatas, basta combiná-las com diversos alimentos.
Exemplos:
Como é pobre em Fósforo, uma boa medida é prepará-las com ovos;
Misturar as batatas com azeite ou manteiga, melhora a quantidade de vitamina A e de gorduras;
Batatas murchas e moles são recuperadas, quando colocadas numa vasilha com água gelada, durante cerca de 30 minutos.
MODO DE GUARDAR
Colocar as batatas em lugar arejado, seco, para evitar que criem brotos;
Evitar a luz solar direta ou local muito quente, para que não fiquem com sabor amargo e/ou com cor esverdeada;
Não guarde na geladeira, porque a baixa temperatura deixará as batatas com sabor adocicado, devido à transformação do amido em açúcar;
O ideal é acondicionar as batatas em recipientes que permitam o livre arejamento e também não fiquem amontoadas, confinadas em caixas e caixotes, por exemplo, o que as leva a um envelhecimento precoce.
BATATAS FRITAS
Cortar as batatas e colocar durante meia hora no congelador – ficam mais secas e macias depois de fritas;
Para salgá-las uniformemente, coloque as batatas num saco de papel com um pouco de sal; em seguida, agite bastante durante segundos – isso fará que com que fiquem mais secas e já ficam temperadas;
Transforme as cascas em aperitivo: É só lavá-las bastante, depois enxugue e frite em óleo bem quente, temperando-as com um pouco de sal;
Para que a batata não escureça ao ser fritada e fique com sabor adocicado, não a coloque na geladeira, após cortar;
Uma maneira prática para evitar que as batatas não fiquem encharcadas e colocar 1 cebola média, cortada em fatias, numa salmoura, deixando-as de molho – depois essa cebola poderá ser aproveitada para outros pratos;
Para que não fiquem murchas, depois de escorridas num papel absorvente, coloque numa panela, cobrindo com papel impermeável – mantenha a panela fechada e só retire o papel quando for servir;
Se optar por fazer bolinhos fritos com batatas, convém passar primeiro em clara de ovos batida, evitando assim que desmanchem durante o processo de fritura.
BATATAS ASSADAS COM A CASCA (OU PELE)
Para que fiquem com a casca intacta, mais saborosa e macia, unte as cascas com um pouco de manteiga ou azeite;
Se quiser preparar as batatas para assar mais tarde, cozinhe-as em água temperada com sal, por cerca de 10 minutos – quando for usar, coloque-as no forno bem quente;
Se quiser um sabor diferente, passe casca de limão nas batatas;
Faça furos na casca com um garfo, para ficarem assadas mais uniforme e rapidamente, evitando também que estourem;
Para assar mais rápido, é bom colocá-las em água fervente e um pouco de sal, durante cerca de 10 minutos, antes de levar para o forno, deixando lá por, aproximadamente, uma hora, mas se foram cozinhadas antes, reduza o tempo à metade;
BATATAS COZIDAS COM A CASCA
Como a maioria dos nutrientes está junto à casca, é conveniente cozinhar as batatas sem descascá-las, conservando assim também o sabor.
Lave bem em água corrente, podendo usar uma pequena escova, para retirar a terra e demais detritos que ainda estejam presentes;
Em seguida, coloque as batatas numa panela com água suficiente para cobri-las e um pouco de sal – cuidado, pois há uma grande absorção pela batata;
Nessa água em que vai cozinhar as batatas, adicione algumas gotas de limão, evitando assim que escureçam;
Leve ao fogo e, quando a água estiver fervendo, junte as batatas inteiras, tampe a panela e deixe no fogo por 25 a 35 minutos – se usar panela de pressão, diminua o tempo para 10 a 15 minutos;
Teste o ponto de cozimento espetando um garfo ou uma agulha em várias batatas. Se elas estiverem macias, é a prova de que já estão no ponto certo;
Retire do fogo e escorra logo, a fim de eliminar imediatamente a água, caso contrário, a batata continuará a absorvê-la.
Deixe esfriar apenas um pouco, depois retire a casca. puxando com os dedos, tomando cuidado para não se queimar;
Se preferir descascá-las frias, mergulhe as batatas numa vasilha com água.
BATATAS COZIDAS SEM A CASCA
Usadas em determinados pratos, ensopados, por exemplo.
Descascar de maneira bem fina, usando uma faca de aço inox;
Siga as mesmas instruções usadas nas batatas cozidas com casca, mas diminua a quantidade de sal.
Se for o caso, corte a batata em pedaços grandes, mas cuidado com o ponto de cozimento, não esquecendo de que a batata está sem a casca e foi cortada, portanto, cozinha mais rápido e pode esfarelar ou desmanchar porque levou muito tempo cozinhando.
Mantenha a panela tampada para melhor aproveitamento do calor, o que economiza também o combustível usado, além do tempo de cozimento.
É comum a panela de alumínio ficar escura, enquanto se cozinha a batata, mas, para que tal não ocorra, uma boa dica é juntar folhas de couve para esse cozimento;
Um pouco de óleo na água, evita que as batatas desmanchem e/ou fiquem aderidas ao fundo da panela;
Se quiser que as batatas fiquem mais claras, junte uma colher das de chá de limão à água usada para o cozimento;
Quando cozinhar uma boa quantidade para ser usada nos dias seguintes, é bom acrescentar uma cebola média, para evitar que as batatas escureçam.
BATATAS COZIDAS NO VAPOR
Considerada a melhor maneira de conservar os nutrientes dos alimentos em geral, especialmente, algumas hortaliças.
Não descasque as batatas, lave-as como já foi recomendado – em água corrente e usando uma pequena escova para remoção dos detritos;
Use uma panela funda, colocando dentro dela um escorredor ou uma peneira;
Encha a panela com água e leve-a ao fogo;
Quando a água começar a ferver, coloque as batatas dentro do escorredor ou peneira;
Em seguida, tampe a panela, o que levará à formação do vapor;
Deixe cozinhando durante cerca de 45 minutos, sempre observando a quantidade proporcional de batatas e o tamanho da panela;
Faça o citado teste do ponto de cozimento, espetando as batatas com um garfo – se estiverem macias, estão cozidas.
EM FORMA DE PURÊ
Muito indicada para pessoas de mais idade e/ou com dificuldade de mastigação
A água usada no cozimento das batatas, concentra os seus nutrientes;
Junte leite em pó e manteiga para fazer um bom purê;
Para ficar mais saboroso ainda, bata clara de ovo e acrescente à mistura citada;
Se verificar que o purê ficou mais salgado do que deveria, acrescente um pouco de açúcar, misturando bem;
Para incrementar mais o sabor, tempere com uma pequena porção de alecrim ou outro condimento similar;
Pode também juntar meia xícara de queijo ralado ao purê ainda quente, misturando bem até verificar que o queijo derreteu todo;
Quando as batatas ficam cozidas demais e o purê se torna aguado, misture uma pequena porção de leite em pó e ele ficará no ponto certo;
Se precisar requentar o purê, ponha-o em banho-maria durante cerca de 20 minutos; após esse tempo, misture-o bem e voltará a ficar macio, como se estivesse fresco.
SALADA
Convém cozinhar as batatas com a casca, como já foi recomendado, descascando-as enquanto estiverem mornas;
Para incrementar o sabor, a sugestão é despejar uma colher das de sopa de leite fervido sobre as batatas que irão para a salada;
Temperar as batatas enquanto estiverem ainda quentes, melhora o resultado final.
BATATAS CONGELADAS
Após serem cozinhadas, devem ser amassadas como se fora purê. Em seguida, embrulhe num plástico apropriado e leve ao congelador.
Outra forma: lavar bastante as batatas, descascar e picar em cubos. Após isso, coloque em água fervente, durante cerca de 5 (cinco) minutos, resfriando-as logo em seguida, numa vasilha com água e gelo; logo que escorrer a água, coloque os cubos de batata num plástico e leve ao congelador.
AS MUITAS UTILIDADES DA BATATA
Limpeza de talheres de prata à Usar a água onde foram cozidas as batatas, mergulhando os talheres nessa água, durante algumas horas e, em seguida, passe por água corrente, recuperando assim o brilho natural;
Limpar objetos de couro à Esfregar batata em objetos de couro marrom em geral, ajuda a mantê-los limpos;
Eliminar baratas à Torrar cascas de batata e espalhar em ralos, bueiros e outros locais onde elas costumam ficar;
Fabricação artesanal de carimbos à As crianças podem se divertir bastante, aproveitando batatas para fabricação de carimbos artesanais. Corta-se uma batata de tamanho médio no meio e basta esculpir uma figura nela, com uma faca ou outro instrumento que se preste a essa prática e logo estará pronto um carimbo. Em seguida, passa-se tinta, do tipo guache, e comprime-se sobre um papel ou um tecido, neste acaso, usando tinta apropriada
Limpeza de telas pintadas a óleo à Corta-se uma batata de tamanho médio ao meio, passando-se suavemente sobre a tela, removendo assim a sujeira acumulada, principalmente, poeira – conforme a batata ficar saturada de sujeira, substitui-se por outro pedaço.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS (Ver observações no início desta matéria)
Dores de Cabeça → Evidentemente, é importantíssimo descobrir a causa dessas dores, pois de nada adianta eliminar os efeitos somente, se a causa persiste. Como medida paliativa, porém, pode-se colocar rodelas de batata crua sobre a testa, por exemplo;
Irritações da pele, picadas de insetos → Usar batata crua ralada sobre o local atingido;
Irritações do estômago e dos intestinos → Tomar suco de batata crua, em jejum, eventualmente, ajuda a combater esses males;
Câimbras das gestantes → Comer batatas cozidas, ajuda a eliminar esse mal-estar, devido ao potássio contido nelas;
Olheiras à Colocar rodelas de batata crua em cima das pálpebras, durante, pelo menos, 15 minutos;
Doenças renais à Algumas dessas doenças podem ser aliviadas, através da ingestão de batatas, graças ao alto teor de potássio que possuem – além do efeito diurético, mantém equilibrado o pH do organismo (potencial Hidrogeniônico: regula o binômio ácido/base, do corpo)
2 – BATATA BAROA (Mandioquinha)
ORIGEM → Região da Cordilheira dos Andes – Da mesma família da cenoura.
OUTROS NOMES → No Brasil, dependendo da região onde é cultivada: Mandioquinha, Batata Fiúza, Batata Galinha, Batata Salsa. Batata Suíça, Batata Baronesa, Barão, Baroa, Cenoura amarela; Na Região andina: Racacha, Zanória Blanca, Arracacha, Apoio Criollo;
Na língua inglesa: Peruvian Carrot, Yellow Carrot.
COMPOSIÇÃO → Comparando-se com os outros tipos de batata, é mais rica em Fósforo, Cálcio, Potássio, Ferro, Betacaroteno (pró-Vitamina A), Vitaminas do Complexo B (principalmente, Niacina), Vitamina C (que se perde, em parte, no cozimento) e amido (daí o seu grande valor energético, indicada para pessoas em convalescença, bem como para idosos e crianças).
VALOR ENERGÉTICO → 100 gramas = 110 calorias; Cozida = 125 calorias
MODO DE COMPRAR → Prefira as que estejam firmes, de cor amarelo-claro; as raízes de formas regulares (lisas e retas) e sem pontos escuros e/ou reentrâncias.
PROPORÇÃO: 1/2 kg de mandioquinha serve bem 4 pessoas.
ÉPOCA DE COMPRAR → Mais encontrada no inverno - agosto, por exemplo.
MODO DE PREPARAR → Ao preparar, evite descascar, raspando-a somente.
MODO DE CONSUMIR → Em sopas, ensopados, cremes, papinhas, caldos, como também na forma de pães, purês, suflês, nhoques, bolos, sucos e as folhas, em saladas ou para alimentação de animais, principalmente coelhos e bovinos. Algumas pessoas a rejeitam, alegando gosto enjoativo, por ser ligeiramente doce.
MODO DE GUARDAR → Deve ser guardada em um lugar arejado ou na geladeira, em baixo, na gaveta de hortaliças, onde resiste a, pelo menos, duas semanas de armazenamento. Após este prazo, começa a se deteriorar, perdendo o sabor e o aspecto viçoso. À semelhança da batata inglesa, também pode ser preparada para congelamento.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS → Mantém a saúde da pele, sistema nervoso e aparelho digestivo (graças à Niacina), assim como promove razoável ação diurética.
3 - BATATA DOCE
ORIGEM → Nasceu na América do Sul e foi levada para a África pelos portugueses
CARACTERÍSTICAS → Tem a casca (ou pele) avermelhada, podendo ser violeta ou parda; a polpa tem sabor açucarado, farinhenta, com variação de cores, podendo ser amarelo-alaranjada, rosa ou violeta. É a 4ª hortaliça mais consumida no Brasil.
TIPOS → Há vários tipos, mas as mais comuns e saborosas são: Virgínia (que tem a polpa amarelada) e Málaga (com a polpa rosada).
COMPOSIÇÃO → Idêntica a da batata comum (ou inglesa), já vista anteriormente, porém com maior teor de Betacaroteno (provitamina A) – 7 mil Unidades, contra 40 da batata comum; - Carboidratos; - Sais Minerais (Ferro, Cálcio, Fósforo, Potássio) . As folhas contêm: Betacaroteno, Vitamina C e Vitaminas do Complexo B.
VALOR ENERGÉTICO → 100 gramas de batata doce cozida, fornecem 120 calorias.
MODO DE PREPARAR → Cozinha-se com a pele (ou casca), em panela com tampa, a fim de aproveitar ao máximo os nutrientes; outra forma altamente válida de preparo, é através do processo do vapor.
MODO DE CONSUMIR → Identicamente à batata comum, pode-se consumir esse legume de várias maneiras, seja em forma de purê, suflê, creme, no forno e de uma série de outras maneiras, conforme a criatividade culinária de cada um. As folhas, com alto valor nutritivo, na maioria das vezes, são desprezadas pelos consumidores, mas podem e devem ser consumidas como as outras verduras.
MODO DE GUARDAR → Da mesma forma que as outras batatas, esta também deve ser armazenada em local arejado e seco, podendo resistir por cerca de 15 dias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS → É indicada no tratamento de cegueira noturna, da seborréia do couro cabeludo e em infecções das vias respiratórias. Pelo seu conteúdo de betacaroteno, previne doenças cardíacas, derrame e diversos cânceres A vitamina A é indispensável à vista, conserva a saúde da pele, auxilia o crescimento e evita infecções. As vitaminas do Complexo B (B1 e B5) evitam problemas de pele e ajudam na regularização do sistema nervoso e do aparelho digestivo. Os minerais, por sua vez, contribuem para a formação dos ossos, dentes e sangue.

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço