Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Exibições: 51

Respostas a este tópico

verá soltar-se facilmente.
QUANTIDADE: É recomendável comprar meio quilo para 4 pessoas.
TÓXICA - Para saber se a mandioca é tóxica ou não, use o seguinte artifício: - Como os dois tipos são muito parecidos, morda um pequeno pedaço cru, porém, sem engolir; e, se estiver muito amargo, significa que tem uma quantidade maior do ácido (veneno).
COMO TIRAR A TOXIDEZ – Descascar a mandioca; - Cozinhar (mas não tampe a panela); - Jogar fora a água onde foi cozida, que NUNCA deve ser reutilizada para preparar algum prato.
MODO DE CONSERVAR O ideal mesmo é consumir logo após comprá-la, lembrando ainda que não se deve guardar por mais de dois dias, pois é uma hortaliça muito frágil; se precisar guardar por um tempo superior, convém conservar numa vasilha com água, na geladeira.
- Umidade: É preciso ter muito cuidado quando for guardar, porque a tendência é a peça escurecer muito rapidamente. Para evitar isso, é aconselhável, ao contrário da maioria das hortaliças, mantê-la num ambiente com boa umidade, porém, evitando-se as temperaturas muito baixas, pois ocorrerá uma grande desidratação, o que levará a uma deterioração, principalmente se passar de uma semana;
- Congelamento: Deve-se remover a casca, cortar em pequenos pedaços e guardar num saco plástico, podendo ficar assim durante meses no congelador ou freezer; é fácil encontrar nos supermercados e mercearias o produto já congelado;
- Manter em imersão na água: É uma boa alternativa, remover a casca e deixar numa vasilha com água, cobrindo-a totalmente, até que prepare para o consumo, que deve ser logo em seguida, como já foi dito;
- Parafina líquida: Outra tática válida, embora mais complicada para algumas pessoas, é manter a mandioca imersa em parafina líquida, antes de guardá-la.
MODO DE PREPARAR - A forma mais usual é cozinhar em água e sal; - Colocar a mandioca somente quando a água estiver fervendo; - Não tampar a panela, para que o ácido cianídrico desapareça. Tempo de cozimento: Quando a mandioca é de boa qualidade, bastarão, apenas, 15 ou 20 minutos.
MODO DE CONSUMIR à É um alimento bastante versátil, podendo ser usado também das seguintes maneiras:
- Em forma de farinha;
- Frita (embora nunca se deva consumir frituras);
- Pão;
- Cuscuz;
- Polvilho;
- Tapioca;
- Xinxim de galinha;
- Virado à Paulista;
- Bolos e bolinhos;
- Torta;
- Pudim;
- Ensopado;
- Salada;
- Farofa;
- Purê;
- Sopa;
- Nhoque;
- Bobó de camarão (é um dos ingredientes mais importantes);
- Pirão;
- Paçoca;
- Polvilho Doce ou Azedo (com este, prepare-se o famoso pão-de-queijo mineiro);
- Tucupi (prato típico da Amazônia: água da mandioca + sal + pimenta + alho);
- Maniçoba (prato típico da Bahia, Norte e Nordeste;
- Vaca ou galinha atolada (oriundo de São Paulo, tem este nome, porque o alimento fica “atolado”, isto é, todo imerso na mandioca.
OBS.: Por ser muito calórica, deve ser evitada por pessoas: - que estejam fazendo regime para emagrecer; - que não queiram engordar, porque tem grande concentração de carboidratos (cerca de 80%); - que sejam diabéticas. Pelo mesmo motivo, sendo ótima fonte energética, deve ser consumida pelos desportistas em geral.
COMPOSIÇÃO : - Vitaminas: - do complexo B; - C; - Sais minerais: - Cálcio; - Fósforo; - Ferro; - Potássio; - Tem poucas proteínas; - Quase nenhuma gordura; - É rica em fibras solúveis .
Folhas : Proteínas bastante digestíveis, quando desidratadas; - Ricas em Vitaminas: - A; - B1; - B2; - Sais Minerais: - Cálcio; - Zinco; - Magnésio; - Cobre; - Ferro.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de mandioca cozida fornecem 119 calorias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS:
- Farinha: - Com ela, preparam-se cataplasmas para debelar abscessos, inflamações superficiais e até mesmo queimaduras leves;
- Raiz cozida: - Eficiente coadjuvante no combate a diarréias (torna as fezes mais rijas);
- Mingau: - Recomendado para crianças, convalescentes em geral, e também para pessoas idosas.
MAXIXE
ORIGEM O maxixe é uma hortaliça originária da África que, ao chegar no Brasil em tempos coloniais, trazida pelos escravos, acabou tornando-se um ingrediente típico da culinária do Nordeste. O nome maxixe é originário da língua africana Banto. É da mesma família da abóbora, pepino, melão e melancia.
COMO COMPRAR Os frutos têm uma forma ovalada, com casca espinhosa ou lisa, de consistência fina e delicada, de cor verde clara.
Escolha:
- Frutos firmes, com cor uniforme e com os espinhos inteiros.
- Mas rejeite frutos amarelados, pois mostram que são mais velhos, apresentando sabor ruim e sementes duras;
- Sem usar a unha ou apertar muito, caso contrário, murcharão rapidamente e escurecerão nos locais magoados;
- Os já lavados, raspados e embalados, mas lembre-se de que duram menos quando assim são oferecidos.
COMO CONSERVAR Porque murcham e amarelem com muita facilidade e rapidamente, não podem ser guardados na temperatura ambiente, por mais de 3 dias. Na geladeira, desde que bem acondicionados em sacos plásticos e colocados na gaveta inferior, agüentam por cerca de uma semana.
COMO CONSUMIR:
- Cozido: fica delicioso, quando colocado na panela do feijão que está a cozinhar;
- Refogado: nesses dois casos, convém colocar o maxixe no final, evitando excesso de cozimento;
- Cru: em rodelas, com sal e limão – ideal, porque todos os nutrientes são mantidos intactos;
- Maxixada”: prato típico nordestino, em que o maxixe é cozido junto com outros alimentos, tais como carne, abóbora (jerimum), quiabo, tudo devidamente temperado;
- Salada: usando-se frutos mais verdes.
COMPOSIÇÃO - Sais minerais: - Cálcio; - Fósforo; - Ferro; - Sódio; - Magnésio; - Zinco; - Vitaminas: - C; - do Complexo B e Beta- caroteno (provitamina A).
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS:
- Auxilia no combate e prevenção dos distúrbios da próstata;
- Diminui o depósito do mau colesterol;
- Acaba com aquelas manchas brancas das unhas;
- É bom coadjuvante de cicatrização de ferimentos diversos.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de maxixe fornecem 5,1 calorias.
MILHO VERDE
ORIGEM : Embora muito apreciado pelos índios norte-americanos, o milho verde, na verdade surgiu na América do Sul.
CARACTERÍSTICAS:
- Espiga – É a forma como o milho cresce;
- Sabugo – É a base em que estão dispostos, em fileiras;
- Cabelos – São fios macios, alongados e marrons que cobrem a espiga;
- Palha – É a capa externa, feita de folhas verdes, que protege os grãos e os cabelos. Depois de seca, a palha é usada para embrulhar a pamonha (uma iguaria feita com o próprio milho), ou para fabricar cigarros, artesanalmente;
- Grãos - Mudam de cor e de formato, conforme cada variedade.
TIPOS : - Verde; - Maduro; - Para pipoca; - Para canjica (ou munguzá).
CARACTERÍSTICAS:
- Milho Verde: - Amarelos ou brancos, com grãos longos e achatados;
- Milho Maduro: -A cor pode ser vermelho-laranja, amarela ou branca; grãos curtos, arredondados e brilhantes;
- Milho de pipoca: - Cor amarela ou branca; grãos menores do que os outros; -
- Milho para canjica (munguzá): - Branco e sem germe
COMO COMPRAR:
- Folhas: Cor deve estar bem verde;
- “Cabelo”: De cor marrom-escuro, é a parte que cobre os grãos;
- Casca: É a parte que cobre tudo e não deve estar amarela nem seca, pois o milho estará mais duro;
- Milho já descascado: Observe a parte de baixo da espiga, que deverá estar bem macia, significando que o milho está mais fresco;
- Espigas: Os grãos devem estar preenchidos até a parte superior, e ter consistência macia, o que se constata, através de uma leve pressão no grão, que liberará um pouco de líquido;
- Enlatado: Examine o estado da lata, que não poderá estar amassada e/ou perfurada;
- Rendimento: Quando ralado ou triturado, rende pouco, na seguinte proporção: 100 gramas = 40 gramas.
COMO CONSERVAR:
- Espiga (por 10 dias): Guardar a espiga sem a casca verde e sem o cabelo, mantendo na geladeira, na gaveta de baixo;
- Espiga (por 30 dias): Colocar no congelador, lembrando que, nessas condições, o milho perderá um pouco do sabor, além de ficar menos macio;
- Grãos: Manter na geladeira, em vasilha bem fechada.
COMO CONSUMIR:
VERDE: - Espiga completa: assada na brasa ou cozida; - Grãos podem fazer parte de saladas, ou como componentes de inúmeros pratos;
MADURO: - Matéria-prima para o fabrico de: - farinha; - óleo; - xarope; - fécula; - fubá; - pipoca; - pamonha; - curau; - cremes.
COMPOSIÇÃO à Rico em sais minerais diversos, proteínas e vitaminas: Betacaroteno, Complexo B, C, carboidratos, fibras.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de milho verde cozido fornecem 132 calorias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : - Grande auxiliar do sistema nervoso; - Devido às fibras, melhora o funcionamento dos intestinos; - Aumenta a resistência orgânica.
MOSTARDA
CARACTERÍSTICAS:
- FRESCA: Tem sabor bastante amargo, cujas folhas são confundidas com as do brócolis, tanto no tamanho como na forma; a maneira de distinguir, é observar o tipo de flores da mostarda (amarelas e que nascem da haste principal da planta);
- DESIDRATADA: Usada para fabricar um condimento, de sabor bem picante. É adicionada a vinho ou vinagre, e outros temperos, com sabor variando entre o extra-forte, suave e médio, bem como na cor, que poderá ser branca, negra ou marrom
MODO DE COMPRAR : Pode ser encontrada no comércio, das seguintes maneiras: - frescas (hortaliça), em maços: não deve ter folhas amareladas e/ou murchas; - desidratada; - em pó.
MODO DE CONSERVAR : Acondicionar em saco plástico e colocar na geladeira – assim guardada, ela dura cerca de uma semana.
MODO DE CONSUMIR : Ela pode ser consumida crua, bem picadinha, em saladas; - cozida; - em tortas; - em sopas; - em sanduíches, mas é preciso cuidado, quando misturar com outros alimentos, porque o seu sabor muito forte, pode sobressair.
COMPOSIÇÃO : Rica em sais minerais (- Cálcio; - Fósforo; - Ferro); - Vitaminas (A,; - Complexo B (B1, B2 e B5); - C; - Fibras
VALOR CALÓRICO : Cem gramas, fornecem 31 calorias apenas.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Sua ação pode ser anti-séptica, digestiva ou desinfetante.
N
NABO
ORIGEM : É nativo da Europa e Ásia Central - foi cultivado pela primeira vez no Oriente Médio, há cerca de 4.000 anos.
TIPOS : Existem muitas variedades, sendo as raízes mais cultivadas no Brasil as do tipo: - chato-topo-roxo; - redondo-topo-roxo; - algumas variedade híbridas, de origem japonesa, com raízes mais compridas.
CARACTERÍSTICAS: É semelhante à cenoura e ao rabanete, porém menos nutritivo, sendo que alguns não devem ser ingeridos e são usados para a fabricação de sabões, a partir de um óleo dele extraído.
MODO DE COMPRAR : Verifique as condições seguintes, ideais para consumo:
- PELE - Lisa, sem rompimentos e/ou manchas;
- FOLHAS – Frescas e bem verdes;
- CORPO – Fibroso e oco – não pode estar duro e muito leve.
QUANTIDADE Um nabo, de tamanho grande, dá para 4 pessoas, em média.
MODO DE CONSERVAR : Pode-se guardar esta hortaliça na geladeira ou fora dela. Se optar por colocar dentro, acondicione num saco plástico e ponha na gaveta inferior apropriada. Se preferir manter na temperatura ambiente, escolha um local arejado e não úmido, afastado da luz solar e, claro, longe dos insetos; arrume de tal maneira que não fique imprensada, o que poderá provocar a germinação.
MODO DE CONSUMIR à Todas as partes desta hortaliça podem ser ingeridas, em assados, fritos ou cozidos, ou ainda:
- Folhas (que muita gente despreza e joga fora): podem ser comidas em saladas, sopas, caldos, refogados ou recheios;
- Talos: Preparados e ingeridos da mesma maneira;
- Raiz (conforme a espécie, é comprida ou redonda, branca ou amarela) - podemos fazer saladas cruas, aliás, esta é a melhor maneira de aproveitamento de todos os seus nutrientes.
COMPOSIÇÃO : - Sais minerais ( - cálcio; - ferro; - potássio); - Proteínas (poucas); - Gorduras; - Vitaminas B1, B2 e C (mais nas folhas); - Ácidos aromáticos (que lhe dão sabor forte e picante); - Fibras.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas: Cru à Fornece cerca de 35 calorias; Cozido à 25 calorias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS:
- Elimina a retenção de líquidos no organismo;
- Purifica o sangue;
- Ativa o metabolismo;
- Alivia a tosse, a bronquite e a asma, a partir de um xarope, preparado com seu suco, feito com a raiz, cortada em rodelas;
- Atua contra os cálculos da vesícula biliar, quando feito um suco do nabo branco;
- Inflamações intestinais crônicas são combatidas com a raiz do nabo branco, preparando-se um caldo ou mesmo uma sopa e bebendo-se duas xícaras das de chá, durante o dia;
- Preparado em forma de cataplasma, depois de cozido, é eficaz contra frieiras e inflamações;
- Contém alguns compostos sulfurosos protetores contra alguns tipos de câncer.
Observações : 1 - Pode causar flatulência e distensão do abdome; 2 – Contém substâncias que podem agir na produção de hormônios da glândula tireóide.
LETRA O = Não existe
P
PALMITO
ORIGEM : O produto era usado pelos índios que viviam na área de Domínio da Floresta Tropical Atlântica, sendo um dos primeiros alimentos oferecidos aos portugueses, na época do descobrimento.
TIPOS : O palmito é um talo macio e fibroso encontrado na fase de formação de determinadas palmeiras, dentre os muitos tipos existentes. Na região amazônica, encontramos a Pupunha e o Açaí; na Mata Atlântica, o palmito Jussara, Juçara, ou Jjissara, que produz palmito branco e doce, havendo, ainda, a Palmeira Real da Austrália.
PALMITO DE PUPUNHA : Tem a característica de não escurecer rapidamente após o corte, situação muito comum na maioria das palmeiras usadas para palmito, o que facilita o processamento, além de permitir outras formas de comercializar o produto. Além disso, esse palmito tem a coloração mais amarelada do que o da juçara e do açaí, e possui um sabor bem mais doce. Outra característica importante: a palmeira é perene, isto é, depois de cortada, brota e continua produzindo, sem que haja devastação de florestas.
MENOS ESPINHOS : Um fator fundamental para o aumento da exploração desse tipo de palmito, é que, normalmente, há grande quantidade de espinhos no tronco da palmeira, o que dificulta muitíssimo o trabalho. Mas o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), descobriu espécies sem espinhos, na região Amazônica Peruana, e repassou as sementes para várias instituições em todo o País, que as plantou, aumentando assim a aceitação e o consumo, evidentemente.
CLANDESTINIDADE : O Brasil já foi o maior produtor mundial e exportador de palmito, mas, hoje, a Costa Rica e o Equador são os que mais exportam. Os maiores responsáveis pela queda da aceitação internacional ao nosso palmito, são: a má qualidade e o baixo padrão de higiene do nosso produto, pois a clandestinidade na sua extração, tem causado a perda de controle da desejada boa qualidade. A produção clandestina permite o crescimento do roubo de palmito, seja em propriedades privadas, ou em áreas de domínio público, inclusive as que são destinadas à preservação florestal. Como o palmito é um produto que não tem grande valor nutritivo, o produto roubado não se destina a alimentar quem o rouba, e sim ao mercado consumidor. Portanto, os que patrocinam a clandestinidade, tais como: determinadas empresas de fabricação de conservas, restaurantes, redes de supermercados, hotéis, etc., grupos poderosos que não vacilam em manter um verdadeiro “exército”, que chega a matar e/ou ameaçar a quem se interpuser no seu caminho de crimes. A mais famosa delas, a Palmeira Juçara, graças à sua qualidade superior, é intensamente explorada, de forma ilegal e predatória, na região que vai do Rio Grande do Sul ao Espírito Santo, já estando ameaçada de extinção.
MODO DE COMPRAR : Para maior segurança na compra do palmito em conserva, seja em lata ou em vidro, é recomendável seguir estas instruções:
- Não compre palmito sem rótulo;
- Veja se a embalagem está em boas condições e não apresenta traços de ferrugem na lata ou na tampa do vidro;
- Confira o registro do IBAMA e da ANFAP (sendo que este não é obrigatório), além do carimbo do Ministério da Saúde, bem como o endereço do fabricante;
- Não compre palmito in-natura, porque a venda deste produto é ilegal, mesmo quando é feita por indígenas, sendo que os infratores estão sujeitos a multas e a abertura de processo-crime.
MODO DE CONSUMIR : Por ser altamente versátil, o palmito pode se adaptar muitíssimo bem a várias combinações de alimentos, compondo variados pratos, como nos seguintes exemplos:
- Pizza; - Pastel; - Canelone; - Lasanha; - Patê; - Panqueca; - Musse; - Empada e Empadão; - Creme; - Torta; - Assado; - Sopa; - Salada; - Refogado; - Grelhado; - Pão; - Moqueca; - Suco; - Sorvete; - No forno; - Crepe; - Carpaccio; - “Strogonoff”; – Bolinho.
TIPOS DE CONSERVA Encontramos no comércio, os seguintes tipos de palmitos em conserva: - picado; - em rodelas; - inteiro (isto é, em pedaços maiores).
COMPOSIÇÃO : - Proteínas; - Carboidratos; - Fibras; - Sais Minerais (Cálcio; - Ferro; - Fósforo; - Potássio; - Ferro); - Vitaminas do Complexo B e C; - Tem 90% de água
VALOR CALÓRICO : 100 gramas (fresco) fornecem 25cal.
PEPINO
ORIGEM : Regiões montanhosas da Índia.
TIPOS : Conforme a variedade, o pepino pode apresentar a casca lisa ou enrugada, e, quando estão maduros, ficam amarelados.
CARACTERÍSTICAS : O pepino é um legume da mesma família da abóbora e da abobrinha,
“LENDAS” : O pepino não é consumido como deveria, devido aos seguintes tabus ou lendas: - É indigesto; - Não se deve ingerir pepino com leite; - Causa indigestão, sendo que não há nenhum fundamento nessas afirmações.
MODO DE COMPRAR : Observar as seguintes características:
- Casca: - Lustrosa, firme e verde intenso;
- Peso: - Entre 2 pepinos do mesmo tamanho, escolha o mais pesado;
- Forma: - Prefira os mais retos, pois são menos amargos;
- Compactação: - O interior deverá estar compacto e, para constatar isso, bata de leve no corpo do pepino, porque, se o som for fraco, mostra que ele está oco por dentro, não sendo adequado para consumo;
QUANTIDADE : Calcule da seguinte maneira: - A casca pesa cerca de 50 gramas; - 100 gramas de pepino cru, dão, em média, para uma pessoa; - Quando cozido, rende, aproximadamente, 300 gramas, cada porção.
MODO DE CONSUMIR : Uma das formas, é em conserva, mas a maneira mais comum e saudável, é comer o pepino cru, em salada, de preferência, com a casca, que tem fibras, sais minerais citados a seguir, além de enzimas que facilitam a digestão.
Observação : Para comer com a casca, aconselha-se: - lavar bastante em água corrente e, em seguida, colocar numa vasilha, contendo uma colher de sopa de água sanitária, para cada litro de água, deixando em repouso durante 30 minutos.
COMPOSIÇÃO: Contém: - Vitaminas A e C; - Sais minerais ( - Sílica; - Flúor; - Ferro; - Potássio; - Enxofre; - Magnésio); - Fibras; - 95% de água; - Carboidratos.
VALOR CALÓRICO Cem gramas de pepino fornecem 15 calorias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Principais ações terapêuticas, sempre com as restrições já amplamente explicadas no decorrer deste trabalho:
- Ótimo para: fígado, rins, vesícula, cabelos, unhas – devido à presença da Sílica e do Flúor;
- Suco: eficaz para o aparelho digestivo e a bexiga – também é purificante, e ajuda a eliminar a gordura da pele, sendo muito usado em máscaras faciais, em cremes, loções e outros cosméticos;
- Misturado com mel: eficiente para distúrbios da garganta;
- Regula a pressão arterial;
- É calmante e diurético.
PIMENTÃO
ORIGEM : Sul do México e América Central - pertence à mesma família da batata, do tomate, do jiló, da berinjela e das pimentas em geral.
TIPOS : Apresentam as seguintes características:
- Cor: - Durante o amadurecimento, de acordo com a variedade, o pimentão muda de cor, gradativamente, passando do verde para o amarelo, chegando ao vermelho. Se for colhido ainda verde, não chega ao vermelho, pois só fica maduro, na própria pimenteira; - Os de cor Roxa e Creme, mantêm a cor inalterada, durante todo o seu desenvolvimento.
- Tamanho: - Grandes: têm sabor mais adocicado (vermelhos); - Pequenos: com sabor mais picante (são usados como pimenta, tendo como exemplos os tipos “Chile” e “Dedo de Moça”);
- Formato: - Pode ser: - Quadrado; - Retangular; - Cônico
MODO DE COMPRAR: O bom produto deve ter as seguintes características: - Firme; - Brilhante; - Cabo sempre verde; - Sem manchas; - Sem marcas de insetos.
Melhor época para comprar: - Entre setembro e janeiro.
Manipulação: Não apertar nem quebrar .
MODO DE CONSERVAR:
- Normal: - Colocar em saco plástico e acondicionar na geladeira, na gaveta inferior:
- Congelado cru: - Limpar bem, cortar em rodelas, colocar numa vasilha e levar ao congelador; quando as rodelas estiverem congeladas, colocar em vasilha própria e guardar no freezer ou no próprio congelador;
- Congelado cozido: - Usar método convencional para congelar legumes, o que garante o produto por cerca de 9 meses em perfeitas condições de uso.
COMO CONSUMIR : O pimentão tanto é usado como prato principal, como complemento de diversos outros, conforme nos seguintes exemplos: - Saladas; - Maioneses; - Molhos; - Pastas; - Ensopados; - Recheados; - Canapés; - Cru, fatiado (aperitivo); - Cozido no vapor; - Geléia, e muitas outras saborosas maneiras, conforme a criatividade de cada um.
OBSERVAÇÕES : 1 - Não se deve cozinhar ou fritar o pimentão, por um tempo que exceda 2 minutos, para podermos aproveitar integralmente todos os seus nutrientes; 2 - Se precisar tirar a pele do pimentão, coloque, durante cerca de 1 minuto, ou até que se rompa a pele dele, numa vasilha com água fervendo; 3 – Se pretende fazer pimentões recheados, é conveniente cozinhá-los antes, por aproximadamente 3 a 5 minutos.
COMPOSIÇÃO : O pimentão verde, contém grande concentração de Vitamina C, enquanto o vermelho tem mais Vitamina A; - De um modo geral, o pimentão tem: - Sais minerais (- cálcio; - fósforo; - ferro; - sódio, embora em pequena quantidade), mas é rico em potássio; - é pobre em hidratos de carbono e proteínas; - é boa fonte de Beta-caroteno (provitamina A); e contém ainda vitaminas A, B1, B2, B3, P (bio-flavonóides).
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de pimentão verde cru fornecem 29 calorias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS:
- EFEITOS GERAIS: - Acelera a cicatrização de feridas - Previne a arteriosclerose; - Controla o colesterol; - Aumenta a resistência física; - Combate alergias; - Previne a formação de hemorróidas; - Ajuda na absorção do Ferro nos intestinos; - Reduz a concentração de histamina, sendo muito útil nos casos de asma; - Eficaz nos casos de enjôos; - Eficiente para controlar a incontinência urinária.
- EFEITOS LOCAIS: - Gargarejo: - Meia colher das de café, de uma tintura feita com pimentões, numa proporção de 10%, diluída num copo d’água – muito eficaz nas faringites;
- Suco: - Espremer pimentão fresco, numa dose de 10 a 15 ml, para ativar e esvaziar a vesícula biliar.
Q
QUIABO
ORIGEM : África, chegando ao Brasil juntamente com os escravos, no início da colonização pelos portugueses.

OUTROS NOMES : Quiabo, quimbombô ou gombô.
MODO DE COMPRAR : Prefira os que são tenros, bem cheios e firmes, e a ponta quebra com facilidade quando a ponta apenas dobrar, é sinal de que o legume já está murcho ou muito fibroso; O quiabo também não deve estar muito deformado ou manchado. Quanto à cor, deve-se preferir os verdes-claros, pois uma cor amarelada indica que estão maduros demais; quando verdes, bem escuros, é sinal de que ainda não estão amadurecidos o suficiente. Para quatro pessoas, a quantidade a comprar é de aproximadamente 400 g.
MODO DE CONSERVAR : Conserva-se bem durante cerca de 5 dias quando guardado em saco plástico e colocado na gaveta da geladeira. Mas não deve ser lavado antes, para que não estrague mais rápido.
MODO DE CONSUMIR : refogada, cozida, assada, em sopas e em saladas.OBSERVAÇÃO: Se você não gosta daquela “babinha” do quiabo, basta pingar gotinhas de limão, depois de cortado, antes de prepará-lo. . Sua viscosidade não agrada algumas pessoas, mas é uma forma excelente de espessar sopas e ensopados. Para evitar essa secreção viscosa que o quiabo libera à medida que cozinha, o jeito é cozinhá-lo no vapor ou escaldá-lo até que fique macio.
COMPOSIÇÃO : O quiabo é urn vegetal de alto valor nutritivo. Contém boa quantidade de vitaminas A e C e do complexo B. Além disso, é rico em sais minerais, como cálcio, ferro, fósforo e cobre. O quiabo é um alimento rico em Fibras, além de ser fonte de Cálcio, Sódio, Potássio e Magnésio. Também apresenta Vitaminas C, do Complexo B e Betacaroteno (provitamina A). O quiabo é um alimento rico em Fibras, além de ser fonte de Cálcio, Sódio, Potássio e Magnésio. Também apresenta Vitaminas C, do Complexo B e Betacaroteno (provitamina A).É um vegetal pobre em calorias e rico em amido, que apresenta alto teor de folato. É, também, uma rica fonte das vitaminas antioxidantes A e C e de potássio, eletrólito que mantém o equilíbrio de líquidos no organismo e que ajuda a transmitir os impulsos nervosos, além de ser necessário para o exercício muscular e o metabolismo.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de quiabo refogado fornecem 90 calorias
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS: Entre outras propriedades, o quiabo age como regulador do intestino, como suave laxante e ajuda na formação dos glóbulos vermelhos do sangue.
R
RABANETE
ORIGEM : Originário de regiões da China e da Europa, cultivado desde a civilização egípcia Na Grécia, o rabanete era oferecido em um vaso de ouro ao Deus Apolo, em rituais de adoração.
TIPOS: redondos, alongados e cilíndricos; de diversas cores: vermelhos, rosados, arroxeados, cinzentos ou brancos; e com tamanhos que variam entre 2 e 5 cm de diâmetro.
MODO DE COMPRAR à O rabanete fresco e bom para o consumo deve ser liso, firme, sem manchas ou machucados. As folhas também devem estar viçosas e bem verdes. Para saber quanto comprar, calcule 4 ou 5 rabanetes por pessoa.
MODO DE CONSERVAR : Retire as folhas, cortando bem rente à raiz. Lave os rabanetes, coloque em saco plástico e guarde na gaveta da geladeira.
MODO DE CONSUMIR : deve ser consumida crua em saladas, para um melhor aproveitamento de seus nutrientes. Já as folhas e sementes, que também contém Vitaminas e minerais, podem ser preparadas em saladas, sopas e refogados.
COMPOSIÇÃO : O Rabanete é um alimento muito rico em Vitamina C. Mas, além disso, também apresenta Enxofre, Potássio, Cálcio, Fósforo, Ferro, Sódio, Cloro e Magnésio.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de rabanete cru fornecem 15,9 calorias
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Possui muitas propriedades terapêuticas, dentre elas, estimula as funções digestivas, limpa as vias respiratórias, ajuda o funcionamento dos rins e do fígado, além de evitar a formação de cálculos na vesícula e rins.
RAIZ FORTE Wasabi
ORIGEM : Leste europeu – é muito usada como tempero na cozinha japonesa, pertencendo à mesma família do nabo, do rabanete e do agrião.
CARACTERÍSTICAS : As três espécies de Raiz Forte mais conhecidas são: - Armoracea lapathifolia; Narturtium armoracea e Raphanus magna, com raízes idênticas às do nabo comprido, as folhas são fibrosas, com sabor picante, tanto quanto o da mostarda.
OUTROS NOMES : Em outras línguas: - Inglês: Horseradish; - Espanhol: Raiz picante; - Francês: Raifort; - Italiano: - Rafano; - Japonês: Wasabi; - Alemão: Meeretich.
MODO DE COMPRAR : Erva fresca ou em pó.
MODO DE CONSUMIR : É usada para temperar carnes, embutidos em geral, verduras, ovos, molhos, sopas, marinados, vinagres aromáticos e iguarias orientais, como o sushi. Deve ser consumida logo depois de moída, caso contrário, perde o aroma.
Observação : É contra-indicada para pessoas com distúrbios do estômago ou do intestino, além disso, pessoas sensíveis podem apresentar náuseas, queimação, vômitos, irritação nasal.
COMPOSIÇÃO : Rica em vitaminas A e C; - Sais minerais.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Eficiente ação anti-séptica, antiescorbútica, digestiva, diurética, estimulante e laxativa, bem como é eficaz na gripe, febre, infecção urinária, reumatismo, dores musculares, bronquite e rouquidão.
REPOLHO
ORIGEM : É um dos alimentos mais antigos utilizados pelo homem, pois há referências ao seu uso desde o período neolítico, que vai desde 5000 a 2500 a.C. Faz parte da mesma família da couve, mas se diferencia desta pelo formato redondo e compacto.
TIPOS : Pode ser encontrado nas seguintes variedades e tipos: - Branco, mais comum; - Verde ou repolho-crespo; - Roxo. Podem ser redondos, achatados ou pontudos, e variam também na consistência, que vai da mais macia até a mais dura.
MODO DE COMPRAR : É facilmente encontrado em feiras-livres, quitandas e supermercados, vendido por peça ou por peso, sendo preferível escolher os mais pesados e firmes. Quanto às folhas, escolha as viçosas, rijas, sem rasgos ou sem marcas de insetos. Quanto ao talo, deve ser compacto e claro, porque, se estiver mole e com cor mais escura, é uma peça mais velha.
Quantidade : Uma peça pequena, em torno de 300 gramas, dá para duas pessoas, em média, lembrando que cerca de 100 gramas do repolho não são podem ser aproveitados.
MODO DE CONSERVAR : O repolho pode ser guardado na gaveta da geladeira por 8 a 10 dias, pois tem uma boa resistência. Mas é preciso ter o cuidado de, antes, retirar as folhas de fora se observar que estão murchas ou rasgadas. Uma boa tática é cortar o repolho em fatias, ao invés de cortar no meio, caso não vá usá-lo de uma vez só. Em seguida, coloque num saco plástico e guarde na gaveta inferior da geladeira, pois resiste bem, pelo menos, por mais três dias, em média, mas pode ser congelado, caso conclua ser vantajoso, pois, como é facilmente adquirido, talvez não compense usar o método do congelamento.
MODO DE CONSUMIR : O repolho pode ser usado em saladas, sopas, ensopados e refogados, além de outras opções, tais como na culinária oriental – caso do “charuto árabe” , quando é recheado com carne, cebola e outros temperos. Pode ser consumido cru ou cozido, mas o ideal é que seja cru, porque é menos indigesto e provoca menos gases e, além disso, há maior aproveitamento da Vitamina C nele contida.
COMPOSIÇÃO : É rico em: - fibras; - sais minerais (cálcio, ferro, fósforo, potássio, enxofre); - vitaminas A, do complexo B, C.
VALOR CALÓRICO à 100 gramas de repolho cru, fornecem cerca de 25 calorias.
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Contém antioxidantes e substâncias que melhoram a resistência contra doenças. Diminui o risco de doenças do coração, derrame e ajuda a prevenir o câncer de cólon e os tumores malignos causados pelo estrogênio, além de ajudar na cicatrização de úlceras pépticas. Mas pode causar distensão abdominal e flatulência, desprende um odor forte e desagradável de enxofre, durante o cozimento e ao expelir gases intestinais.
RÚCULA
ORIGEM : Hortaliça originária do Mediterrâneo e da Ásia Ocidental, a rúcula é uma planta de sabor picante, também conhecida como pichão, e é muito consumida na Itália.
CARACTERÍSTICAS : Também conhecida como mostarda persa, é uma planta da família da mostarda e também tem sabor picante, embora seja mais forte e mais amargo, o que restringe seu uso, porque pode interferir nos demais alimentos.
COMO COMPRAR : É vendida em maços. Quando fresca, as folhas devem bem verdes, firmes e viçosas. Se estiverem amareladas, murchas ou com pequenos pontos pretos, não servem para o consumo.
QUANTIDADE : Deve-se calcular 1 maço para 4 pessoas (se for preparar em forma de salada) e comprar 2 maços, se a intenção for refogar.
COMO CONSERVAR : Se colocar num saco plástico e guardar na gaveta inferior da geladeira agüenta por 2 ou 3 dias.
COMO CONSUMIR : É um excelente equilíbrio para as refeições mais pesadas. As formas de preparo podem ser: - crua, em saladas; - refogada; - recheio de pizzas ou, como sempre, conforme a criatividade e o gosto pessoal de cada pessoa.
COMPOSIÇÃO : É semelhante a da mostarda, já abordada nesta série: - Rica em proteínas; - Vitaminas A e C; - Sais minerais: - Cálcio; - Ferro; - Fósforo; - Potássio; - Sódio; - Manganês e Magnésio.
VALOR CALÓRICO : 100 gramas de rúcula crua fornecem 19 calorias
INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS : Ajuda no funcionamento do intestino, atuando como antiinflamatório nas colites.
S

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço