Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

A Manifestação da Ordem do Coração Unificado!

 


 

Uma mensagem das Estrelas Anciãs canalizada por Aluna Joy 25-01-2011

 

A seguinte é a Quarta e última parte das mensagens que recebemos durante a nossa mais recente viagem a Palenque, em Dezembro de 2010. Estamos a partilhá-la aqui convosco tal como a recebemos, no momento actual, com pouca edição. Fazemo-lo por uma importante razão. Sabemos que as mensagens que recebemos não são somente para os nossos grupos, mas também para a humanidade. Assim, enquanto a ledes, imaginai que estais aqui connosco… os Mestres e as Estrelas Anciãs asseguram-me que a mensagem e a energia correspondente serão transmitidas para vós. Podeis imaginar que estais sentados connosco aqui nos Templos Maia.

 

Leia aqui todas as partes :

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

 

Os Maias têm um mundo chamado Zuvuya. Isso significa que, a fim de compreendermos algo completamente, temos que olhá-lo do lado inverso. As Estrelas Anciãs levam esta idéia ainda mais longe e dizem que nós temos que olhar para as coisas esfericamente ou a partir de muitas dimensões de uma vez para as compreendermos totalmente. O que as Estrelas Anciãs me estão a mostrar esta manhã é que a humanidade e a Terra têm, na verdade, empurrado um Zuvuya cósmico. Temos vindo a viver/criar em sentido contrário, e é por isso que a vida às vezes não parecia certa para nós. Não sentimos que esta realidade fosse o lar para nós, e também não fazia muito sentido. Porque temos estado a criar o mundo para trás, manifestando a realidade caída no desequilíbrio, criando tudo desde a guerra, a poluição, o ego negativo, doenças, envelhecimento, separação e dualidade … e talvez até mesmo a morte! O universo tem vindo a passar por um processo de abanar a nossa realidade. O plano divino da consciência coletiva está a começar a manifestar esta inversão e a colocar-nos de volta nos trilhos, o que inclui uma forma de criar que esteja em equilíbrio e harmonia com as leis naturais do universo. 

Como acima, é embaixo … O nosso SOL completa deslocações polares a cada 11 anos. A última deslocação foi em 2011. A próxima será em 2012. A NASA diz “O Sol é como uma cobra a perder a sua pele.” A 13 de Dezembro de 2010 houve uma imensa erupção global do Sol. Ele enviou esta energia para a Terra. Penso que esta EMC (Explosão de Massa Coronal) ancorou a energia do lançamento da evolução na Terra.

Lembrais-vos quando estávamos em Yaxchillan e vimos a ampulheta cósmica? Bem, hoje as Estrelas Anciãs dizem que existe peso suficiente na consciência coletiva, no lado do futuro da ampulheta, para pender a balança para o lado da harmonia (Ler sobre a ampulheta na última mensagem, em arquivos). Temos vindo a viver para trás durante muito tempo … por um enorme ciclo de tempo. Agora estamos a avançar. Irá haver um ajustamento porque a humanidade vai ter que dar uma volta de 180 graus para se alinhar com esta evolução para a frente. Temos vindo a criar ao inverso, e isso foi contra o código universal natural que temos dentro de nós. Agora que estamos a criar para a frente, as coisas que estão fora de alinhamento vão dissolver-se. Assim, hoje estamos a dar os primeiros passos no criar para a frente. Temos estado a viver entre dimensões desde há algum tempo. Agora estamos a começar a criar para a frente em vez de vivermos para trás. Isto faz sentido?

Bem, algo mais está a entrar … Eu posso ver o que parece, uma grande face de pedra de um dos ancestrais e estou a ver se ele quer dizer alguma coisa. Isto faz-me lembrar uma enorme face de pedra num sítio chamado Itzmal. David Catherwood desenhou esta face no séc. XIX, mas o sítio já não existe. Este rosto de pedra é a representação do sinal do dia Ik, o vento, que tem a ver com mudança. Ele tem uma boca aberta, como se estivesse a soprar ar, e está a enviar muita informação.

Quando a energia muda, fica oscilante. Por vezes podemos ver com os nossos olhos e/ou podemos sentir-nos enjoados. Reparei que hoje me sinto um pouco vaga, como se não estivesse bem aqui. Toda a gente está a sentir este tipo de imprecisão? Precisamos de tomar atenção às alterações de energia para sabermos o que se está a passar no mundo. Estamos realmente a começar a entender a diferença entre as energias porque temos estado aqui em Palenque (e terra) o tempo suficiente para que tenhamos criado uma linha base de frequência. Nós compreendemos o que se sente um dia, e depois no próximo dia, e depois no dia seguinte. Podeis ver que os lugares e o mundo mudam/ evoluem de dia para dia. Temos estado em Palenque durante este período em que a evolução se inverteu e foi reiniciada. Assim, isto pode fazer-nos sentir como se estivéssemos num sonho. Podemos sentir-nos confusos acerca do que é real e do que não é. Podemos sentir alguma pressão nas nossas frontes. Os nossos olhos podem parecer que não estão a ver corretamente, e continuamos a piscar tentando recentrar-nos.

Então, nós estamos no final de um ciclo muito largo… 104.000 anos, o que faz quatro ciclos de 26.000 ou quatro ciclos da conclusão do desfile de equinócios, a nossa viagem através das Plêiades. O que fizermos nestes próximos passos vai ser a nossa base para o mundo novo. Antes de chegarmos hoje a este momento, as Estrelas Anciãs sincronizaram os nossos corações. Este processo não demorou muito tempo porque nós estávamos quase em sincronia, de qualquer modo. Elas apenas o ancoraram e selaram para ficarmos em sincronia. Então, agora, quando sairmos para o mundo para vivermos as nossas vidas, vamos trazer cada vez mais pessoas para este novo coração sincronizado. Vamos trazer pessoas para este espaço do coração que é o legado natural de Palenque. Lorde Pacal surgiu e disse “É a Ordem do Coração Unificado.” Assim… Somos os primeiros membros da Ordem do Coração Unificado. Pacal está a encher o nosso espaço com uma tremenda quantidade da sua energia, que eu chamo de neutralidade profunda. Não se trata somente de paz e harmonia. Quando dizemos a palavra “paz” neste mundo, ela significa uma falta de guerra. O que Ele carrega é a neutralidade que Jesus carregava. É uma das razões por que Jesus veio a Palenque encontrar-se com Pacal, porque Ele e Pacal continham energias semelhantes no coração. Frequência igual atrai frequência igual. É por isso que Palenque tem esta maravilhosa frequência única.

Se se trata do vosso primeiro lugar sagrado, não conheceis a diferença na energia porque não estivestes noutros locais cuja energia é diferente. É por isso que viajar para um local sagrado é tão útil no nosso caminho para o despertar. Podemos pensar que todos os locais sagrados têm esta energia. Não têm. Palen      que possui uma qualidade particular do coração na qual me acho em “Casa”. É bom que aprendamos sobre as diferenças de frequência.

Lorde Pacal está a enviar-nos um oceano da sua maravilhosa energia. Isto ajuda-nos a compreender a magnitude da Ordem do Coração Unificado. Nós (e os que lêem isto) fomos iniciados nesta ordem sagrada. Agora quando nós sairmos e quando tocarmos outras pessoas vamos magnetizá-las para esta ordem. Trata-se de uma ordem secreta. É algo que sabemos dentro de nós de que nunca falamos. É algo que fazemos sem pensar. Quando praticamos actos simples de amabilidade, as pessoas são impelidas a entrar nesta ordem secreta chamada o Coração Unificado. Esta ordem não será conhecida por um nome, mas por uma qualidade do coração.

Ao longo dos anos, temos falado acerca do homem borboleta. É inesperado, porque esta é a primeira viagem em vários anos em que não falamos sobre o homem borboleta. É que as asas da borboleta já não batem. Elas reúnem-se em silêncio. As asas a bater eram os nossos corações a trabalharem para viver em dois mundos ao mesmo tempo. Mas agora esse tempo acabou. Nós chegamos. À medida que estas asas se reúnem, nós temos cada vez mais momentos de despertar… cada vez mais daqueles momentos “Aha”. As asas, tal como os dois lados do nosso coração, estão agora unificados. O mundo antigo está a ser absorvido pelo mundo novo. Tal como uma pequena luz pode engolir a escuridão. Tudo o que já não é necessário do mundo velho vai ser dissolvido. Estamos a entrar num lugar de total neutralidade em que até mesmo a dualidade começa a dissolver-se.

Haverá sintomas que têm a ver com o dissolver da dualidade. Neste momento, no nosso ADN, nós entendemos tudo comparando-o com outra coisa. Quando perdemos dualidade, perdemos a capacidade de comparação e, junto com ela, a capacidade de entender as coisas. Agora nós conhecemos o dia, porque temos a noite para comparar com ele. Vamos começar a compreender as coisas como simplesmente frequências tal como as estrelas Anciãs fazem. Não vamos limitar mais nada através de uma definição ou de uma comparação. As definições limitam e separam tudo. Se o definirmos, também o estamos a limitar de evoluir. Nada fica o mesmo, toda a criação é uma contínua evolução. Agora estamos a terminar a limitação da realidade física.

Há uma harmonização a começar e uma profunda neutralidade pacífica nesta Ordem do Coração Unificado. O Arcanjo Miguel surgiu e agora tem uma anedota. Ele diz “Não, vós sois a ordem da tosse da floresta.” Todos temos a tosse da floresta, e isto está a quebrar os bloqueios e coisas à volta dos nossos corações. Assim, talvez seja por isso que o Tarzan fazia isto (Aluna bate no seu peito) …, para separar a energia à volta dos nossos corações. Estamos a tossir as coisas de que já não precisamos mais. Estamos a tossir os bloqueios e a dualidade, então a única coisa que sobra será o coração unificado. Estamos a tornar-nos um (quando chegarmos a casa vamos ouvir o que os médicos chamam de tosse dos 100 dias).

Bem, isto é interessante… parece que as Estrelas Anciãs decidiram trabalhar em nós. Elas estão aqui com Lorde Pacal e Eles estão a trabalhar para nos dar uma pele nova. Estamos a mudar de pele e a largar a pele velha como a serpente. Deixar cair a pele é a conclusão de um ciclo e o começo de algo novo. É um período em que a serpente pega o seu rabo e o come ela mesma. Quando somos engolidos pela serpente, isso significa que somos despertados e renascidos porque as serpentes digerem todo o lixo em nós e a única coisa que sobra é a kundalini desperta, que criamos para usar um mundo novo. Há muitas esculturas em pedra nas terras Maias que mostram um ser humano a acordar saindo da boca da serpente.

Enrique: “Se virdes nas fachadas dos lugares ao longo da parte sul de Campeche, como em Labna, são as assim chamadas fachadas monstro. A entrada é como uma boca de uma grande serpente. As mandíbulas estão acima e abaixo da porta com os dentes à mostra e estão preparadas para receber o xamã ou o sacerdote para entrar no mundo espiritual. Vós sois comidos pela serpente. Então vós andais, literalmente, fisicamente na boca da cobra… e lembrai-vos, Palenque é a casa da serpente do céu. Na Chan Kan. Na é casa e Chan é cobra, na língua local Maia daqui.”

Então Eles estão a mostrar-me este rosto de pedra que nos devia dar uma mensagem. Parece que nos está a levar até Ele. Está a pedir-nos para o acompanharmos. É um professor, mas também um mostrador de caminhos e vai ajudar-nos a criar um caminho novo. Vai ajudar cada um de nós a saber a decisão adequada para tomar em cada momento. À medida que criarmos um mundo novo, Ele ajudar-nos-á a fazer as escolhas certas porque nós estamos acostumados a andar para trás. As coisas já não vão funcionar da maneira que funcionavam antes porque estamos a ir numa direcção diferente. Fizemos a Zuvuya. Estamos agora a criar para a frente na Ordem do Coração Unificado. Este é um caminho que não vamos descobrir com a mente. É um caminho que vamos sentir com os nossos corações. Esta Pedra Anciã não fala com a sua boca. É por isso que não podemos ver a sua boca. Ela envia mensagens da sua alma e os olhos são as janelas para a alma. Esta Pedra Anciã vem do primeiro povo. Eu vejo Deuses Gregos, Atlantes, Egípcios e Lemurianos. Isto vai até eras passadas para que não temos nomes. Trata-se de um ser velho… um muito velho. É como os deuses que ajudaram a criar esta Terra, Ele está agora a ajudar-nos a criar uma nova. A sua mensagem vai direto para os nossos corações e os nossos corações irão saber os passos certos a dar. Portas abrir-se-ão e oportunidades se levantarão. Nós saberemos que caminhos apanhar porque Ele vai estar a ajudar-nos por algum tempo, não muito longo, mas apenas enquanto estivermos a aprender a dar os nossos novos primeiros passos. Temos de nos acostumar a esta idéia de criarmos para a frente. É como as rodas de apoio na nossa primeira bicicleta. Uma vez que possamos navegar nesta nova energia, este Ancião vai desvanecer-se porque se trata do nosso mundo para criarmos. É o nosso mundo novo. Nós somos os ancestrais do futuro. Somos os que estamos a estabelecer as bases de pedra para um novo mundo em folha.

Agora a face da Pedra Anciã está a transformar-se em todo o lado. Ela está a mudar para diferentes seres que conhecemos através da história. É quase como um campo de energia que mantém as coisas em evolução. É a energia da evolução. Precisamos de ser capazes de avançar e de criar conscientemente. Precisamos desta energia de uma nova evolução dentro de nós. Ela está a perguntar se pode colocar esta nova energia de evolução para a frente no nosso ADN. É um nível cósmico e natural de evolução. Assim, se o desejardes podeis permitir este processo. Novamente … fazei somente o que sentirdes que é certo para vós. Esta Pedra Anciã é o arquétipo para o campo de energia ou o modelo que mantém a energia da evolução. Temos vindo a criar ao inverso durante tanto tempo que precisamos de ser lembrados de como criar para a frente. Ele está a irradiar evolução dos seus olhos em direcção a nós, para que possamos absorver esta sabedoria. É importante porque nesta mudança de eras estamos a levar os nossos corpos físicos connosco. Esta energia de evolução da nossa alma vai ajudar-nos a tolerar a nova energia fisicamente enquanto estamos a avançar.

Ao longo das eras, temos vindo a trabalhar de formas diferentes para trabalhar e evoluir as nossas almas. No Peru, ancoraram as suas almas nos corpos físicos. Estas são as múmias do Peru. No Egito, ancoraram as suas almas nas pirâmides e selaram magneticamente as câmaras de modo a que o saber permanecesse lá dentro. Também havia lá múmias, mas elas tinham que ser magneticamente seladas de modo a que o seu conhecimento não deixasse o planeta e, assim, pudéssemos regressar mais tarde e obter essa sabedoria. Aqui, nas terras Maias, eles ancoraram as suas almas em pedra. Assim, aprendemos imensas maneiras diferentes de trabalhar com a alma. A alma é quem nós somos. Nós não somos a forma física que vemos ao espelho. Contudo, queremos manter a alma no corpo e evoluir durante esta mudança de eras. É por isso que estamos a receber uma pele nova. A pele nova vai ser um meio de nos ajudar a lidar com a mudança vibratória de criarmos para a frente em vez de mais inversões familiares. Vamos ser harmonizados e unificados para o podermos fazer. Aqueles que não querem evoluir vão fazer a passagem à maneira antiga e voltarão reencarnando na próxima era. Algumas pessoas não querem fazer este trabalho. É sua a escolha, e está bem. Não há certo ou errado aqui. Todos estão a participar nesta nova evolução, quer o saibam ou não.

Nós somos os ancestrais do futuro. Estamos a deixar um legado para aqueles que se nos seguirão. Daqui a 26.000 anos, o que nós ancorarmos aqui neste mundo novo é aquilo com que a humanidade futura estará a trabalhar. Isso será a sua pedra base. Então o Arcanjo Miguel surgiu e disse, “Sabeis que isso soa como um grande trabalho realmente e é um raio de um peso para pôr nos ombros de todos.” Mas as Estrelas Anciãs dizem, “NÃO vai ser um trabalho duro ou pesado porque estamos a trabalhar a partir dos nossos corações.” Precisamos somente de ficar no coração, e isso manifestar-se-á. Estamos a viver no fluxo do universo que já está dentro de nós. Estaremos a criar para a frente e para a frente é muito mais fácil.  É como ir rio abaixo numa canoa com remos, em vez de ir subindo sem remos. A vida agora está mais sintonizada com o eu natural. Está mais em sintonia com a nossa alma. Não há resistência quando estais neste fluxo.

Haverá alguns ajustamentos porque estamos a perder a capacidade de comparar as coisas para as compreendermos. A dualidade está a desvanecer-se. Estamos a aprender a entender as coisas através da frequência em vez daquelas coisas “escritas em pedra”. Quando entendemos as coisas pela frequência, tudo é permitido evoluir e crescer. Se entendermos as coisas por definição, separamos tudo e limitamos a sua evolução. Nós costumamos comparar as coisas para podermos compreendê-las. Esta é a única forma de podermos sobreviver quando estamos a criar ao inverso. Agora que estamos a criar para diante, estamos a perder a capacidade de comparar. Assim, estamos lentamente a ser educados na aprendizagem de como compreender as coisas unicamente pela frequência. Lembrai-vos de que o mundo externo ainda vai ser criado ao inverso por um tempo. Assim, não sejais enganados pelas ilusões externas. É por esta razão que as Pedras Anciãs vão continuar a enviar-nos essa energia da nova evolução. É por isso que Pacal continua a preencher-nos com a energia do coração unificado porque os primeiros passos neste movimento para a frente podem ser hesitantes. Vamos apenas estar no mundo, e interagir da forma que temos vindo a interagir uns com os outros aqui neste momento. Esta nova evolução é muito contagiosa. A boa energia é sempre contagiosa. O que estamos a levar de volta para o mundo exterior é um vírus; um vírus muito, muito bom que se irá espalhar através de planeta de uma boa maneira.

Foi e É o nosso trabalho, como antigos seres estelares, ajudar a despertar este planeta … pouco a pouco… nós povoamo-lo, trazemo-lo de volta à vida e aumentamos a sua vibração. Viemos para ajudar toda a vida a estar em sincronia… como os nossos corações que estão em sintonia. É hora de ter o nosso planeta em sincronia com todos os outros planetas. É por este motivo que não temos conseguido perceber a vida em outros planetas, porque estamos um pouco fora de sincronia com o universo. A minha estimativa é que estamos cerca de 60 segundos fora de sincronia com o universo. Se a Terra abrandasse a sua rotação, sincronizar-nos-íamos com o ciclo principal/calendário que atravessa todo o universo. Não sei onde está o pedal de travão para a Terra, mas estamos fora apenas cerca de 60 segundos por dia. Não teremos ano bissexto quando isto acontecer e estaremos totalmente em sincronia com o calendário sagrado. Os cientistas sabem que a Terra está a abrandar a sua rotação.

Howard partilha: a minha sensação é que o quer que isso tenha feito, inclinou o planeta e isso levou-nos de 360 dias para 365 dias por ano.

Aluna: sim, tem havido um par dessas oscilações. Uma delas foi quando os dinossauros estiveram na Terra e um meteorito a atingiu. Ele atingiu um ângulo que acelerou a rotação do planeta. Nessa altura, a Terra era como um disco a saltar e tudo evoluiu fisicamente, mas não intelectualmente. Nesse tempo, a Terra tinha dinossauros gigantes com um cérebro do tamanho de uma noz, mas não evoluiu. A Terra precisava de acelerar para que pudesse haver evolução. É difícil de explicar, mas isso é baseado na cosmologia Maia e demasiado longo para trazer para aqui. MAS…, o que vamos agora fazer é fazer evoluir a Terra SEM este tipo de catástrofes em massa. Vamos harmonizar o sistema solar com a nossa consciência unificada, porque agora estamos despertos o suficiente para assim o fazer.  Não precisaremos de catástrofes para evoluir mais. Lembrai-vos, a Terra vai mudar sempre. Vai sempre haver tremores de terra, tempestades, vulcões e esse tipo de coisas. Mas NÃO vamos ter catástrofes em massa. Isso é apenas “catastrofobia” baseada no nosso ego inconsciente e somente um eco da história que não tem que se repetir.

O nosso guia Enrique partilha: então vai ser uma mudança consciente; não uma mudança por defeito.

Aluna: exatamente. Não mais criando por defeito. Temos estado a ir contra o fluxo da nossa alma e, agora que a Terra se inverteu, e eu penso que é disto que tratou aquela coisa toda em Yaxchillian… a ampulheta e as estrelas a atravessarem e o oceano da criação. É um tipo diferente de mudança que nunca vivemos anteriormente. Tem havido imensas secas e práticas e ensaios gerais. Este é a única que vamos percorrer todo o caminho. Não é um ensaio geral. As Estrelas Anciãs dizem que nós vamos ser bem sucedidos. Deste modo, não me preocupo com o futuro, não importa o quão assustador pareça o mundo lá fora. Nós estamos agora iniciados no que pode evoluir conscientemente e temos a energia para o fazer.

Esta história tem ligação com algo que eu vivi em 1990, quando passei a noite aqui em Palenque. Elas mostraram-me a energia da evolução e a história e a força criativa do universo, mas não me deixaram alcançá-la. Puseram dentro de mim o conhecimento, mas não me deixaram usar a energia. Penso que estamos a receber um gosto de a sermos capazes de a usar agora. Estamos, na verdade, a ser responsabilizados e encarregados de usar esta energia. Porque como a usarmos é como vamos criar a nossa vida. Assim, vós vedes que todos os dias a história se desenrola pouco a pouco.

É interessante que todos estejamos a começar a ver as mesmas coisas e ao mesmo tempo agora. Tenho tido esperança que o pudéssemos fazer, e temos estado a fazê-lo pouco a pouco. Sei que o podemos fazer todos juntos, unidos. Certo… Elas dizem, “É isso”. As Estrelas Anciãs não sabem como dizer “adeus”. Elas não sabem acabar as coisas graciosamente. Dizem apenas “Está bem, basta.” Acabamos. Estamos cozinhados. É hora de irmos para casa e de espalhar o vírus bom da evolução da transmissão da evolução.


 

Direitos de Autor 2010 – É concedida permissão para copiar e distribuir este artigo na condição de que o seu conteúdo seja mantido completo, os créditos sejam atribuídos plenamente ao(s) autor(s) e que seja distribuído livremente. CENTRO DO SOL – Aluna Joy Yaxk’in, PO Box 1988 Sedona, AZ 86339 USA Ph: 982-282-6292 Ph/Fax: 928-282-4622 – Email: alunajoy@1spirit.com.website:

www.alunajoy.com  

Fonte: sipiritlibrary

Tradução: Ana Tavares Belo – anatbelo@hotmail.com

Exibições: 46

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de Paula Moira Purana Silva em 3 maio 2011 às 21:45

Frequentemente me sinto estranha, vazia, às vzes triste, outros momentos estou bem, cm se fosse duas pessoas, de uns tempos p/ cá tenho sentido um mêdo tão grande, de me deixar angustiada, mas como não sei o motivo me sinto perdida,  mas é um aperto no peito. Sinto vontade de fugir, ficar longe, sozinha, me recompor, devido a essas alterações de emoção dentro de mim. Uma senhora disse p/ me aproximar de Deus, me aproximar mais e mais e  mais, que tudo vai passar. Muito obrigada pela mensagem. Muita PAZ p/ todos nós...

Comentário de Cleide dos Santos em 14 fevereiro 2011 às 23:50

Querida Fada San, grata pelo conhecimento partilhado.

Que sejamos AMOR/HARMONIA/ LUZ e PAZ.

Namaste.

Comentário de sandra mara iurck vosgerau em 2 fevereiro 2011 às 12:13

Fada, agradeço o partilhar mais uma vez. Espalhemos o vírus do Amor a toda Humanidade e que o coração humano esteja cada vez mais contaminado por esse vírus. Que o Amor Universal transforme- se em epidemia planetária.

Namastê!

Comentário de renata botelho cardoso em 31 janeiro 2011 às 11:37

uma dor no estômago.......

o que eu comi que me fez mal? pque tal pessoa me tratou assim? pque sinto raiva de tal situação? NÃO POSSO sentir isso, sou do bem e vou mudar essa forma de ver....vou aprender a sentir amor por essa pessoa, ou situação....

 

hje..uma dor no estômago....

qual a vibração dessa energia? onde ela vibra em meu corpo físico, e no emocional? como é a vibração dessa energia?

Diferente?!!!!!

Namastê.

Comentário de Cledir Mirian Bárbara krug kothe em 31 janeiro 2011 às 9:35
"O tempo é aqui e agora, o espaço....o do CORAÇÃO...." Shalon.
Comentário de Solange Saccomano Alexandre em 30 janeiro 2011 às 16:29

Chega de voltar ao passado,agora é sempre RUMO AO FUTURO E A EVOLUÇÂO ESPIRITUAL!!!

FADA,com NOSSOS CORAÇÕES UNIFICADOS,vamos transmitir ao planeta o "vírus" da Evolução.

Abraços amada.

Comentário de Neide maria de Assis em 30 janeiro 2011 às 14:40

Abramos nossos corações a LUZ DO AMOR, para nos fortalecermos.

LUZ e PAZ.

Comentário de Semente Amarelo do Sul Galáctico em 30 janeiro 2011 às 12:48
...EM SINCRONIA!!!
Comentário de maria olveira em 30 janeiro 2011 às 11:00
unamos nossos corações no amor incondicional e seremos felizes.
Comentário de maria olveira em 30 janeiro 2011 às 10:59

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço