Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

PENSAMENTOS TÊM COR, FORMA E CHEIRO.

 

 

Esta semana, no momento de luz, Gregório nos revela que os pensamentos têm cor, forma e cheiro.

Após consciência de tal fato, convido-os a colori-los, reconstruí-los e perfumá-los, pois perceberão que a “estética” deles, depende, exclusivamente, de cada um de nós.

Leiam o texto e compartilhem estas cores.

Muita Luz!

Andréa

 

 

PENSAMENTOS TÊM COR, FORMA E CHEIRO.

  

Certa manhã, despertei ao raiar do dia incomodado com a situação que vivenciara na noite anterior.

Ao andar pelas ruas, fiquei verdadeiramente injuriado. Não pude acreditar no que presenciava. Duas senhoras a fofocar, literalmente sobre a vida alheia. Pensei. Como algo assim pode acontecer por esses lados?

Enfurecido me aproximei. Ia começar um discurso de orientação quando fui reconhecido.

- Gregório, como anda passando? Espero que bem! Tenho acompanhado seu progresso e estou feliz com a sua evolução dia após dia.

Inicialmente, fiquei mudo. Sorriso sem graça, pela primeira vez, respondi monossilabicamente:  - Bem! Obrigado!

E a mesma continuou:

- Algum problema? Parece que não está muito bem está manhã.

Enchi o peito de coragem e iniciei a palestra:

- Cara senhora, fui desperto dos meus pensamentos pela proza que desenvolvia com sua suposta amiga.  

Neste momento, virei-me para outra mulher que ainda não havia se pronunciado e, permanecendo incentivado pela insensatez do julgamento, voltei a falar.

A primeira senhora interrompeu-me apresentando a si e a outra.

- Parece que não está lembrando-se de nós? Sou Marta e esta é Jaqueline.

Sem puder segurar a língua dentro da boca, me precipitei a tagarelar.

- Como ia dizendo... chamou-me a atenção a conversa a qual se dispunham. E confesso que não compreendo como distintas senhoras, num lugar como esse, desprendem de seus lábios, palavras tão argilosas, quanto as que ouvi. Entristece-me saber que nada foi, por vocês, verdadeiramente absorvido sobre a moralidade e adequação ética das condutas em terras tão distantes e diferentes das quais deviam permanecer.

Enquanto falava, percebi as duas senhoras, inabaláveis, olhavam-me como a uma criança necessitando de orientação. O que foi me inervando cada vez mais. Pensei. Como se atrevem a olhar-me com tamanho descaso, quando falo sobre assuntos de suma importância?

Ao acabar da fala, desolado fiquei com a aproximação de meu cuidador, que me alcançou através de meus pensamentos negros e enfurecidos. E foi logo se dirigindo a mim, como pai, ao perceber um tropeço do filho.

Pauso para explicar-lhes que pensamentos têm cor, forma e cheiro. Assim os percebemos por aqui, quando capacitados somos, digo melhor, quando evoluídos somos. Certo dia, lá na terra, quando na excursão, sai a caminhar com Samuel pelos arredores da vila da Casa do Cristo.

Percorremos longo caminho até chegar a um ambiente escuro e sombrio. Era sombrio, não pela escuridão que se despontava na noite, mas pelas condutas que era possível ver, ouvir e sentir.

Na aproximação, meu corpo ficou diferente. Uma brisa gelada alcançou meu peito e me fez estremecer. Senti tontura e desânimo. Samuel me socorreu convidando-me a oração. Continuamos a penetrar a escuridão e foi possível ouvir gritos e risadas abafadas. Eram vozes de homens e mulheres misturadas à música alta e ao choro de criança.

Logo chegamos numa clareira, no meio da mata densa. Então, pude ver uma casinha pequena e descuidada. Cadeiras e mesas à porta. Som alto a tocar sem interrupção, apesar de uma briga que acontecia na frente da porta. Dois homens se esmurravam dentro de um circulo formado por muitas outras pessoas que comemoravam cada soco dispensado e torciam ora por um, ora pelo outro.

Uma criança, ainda de colo, estava sentada ao chão na liteira da porta aos berros. Sozinha, sem poder andar, pedia por socorro no meio daquela confusão. Temi que sobrasse alguma agressão para ela. Corri ao seu alcance, porém, não pude carregá-la como imaginei, no afã, que pudesse fazer.

Entrei em desespero. Comecei a suar. Fiquei tonto, desequilibrei e caí. No chão, percebi bebidas por todo lado. Um cheiro forte de álcool me sufocou e eu desmaiei. Acordei aos pés de Samuel, que, impondo as mãos, me fornecia energias fluídicas edificantes. Ao me ver desperto, ajudou-me a levantar. E, novamente, impondo as mãos, agora sobre nossas cabeças, criou um campo de força magnético ao nosso redor. Senti uma sensação de segurança. Longe da confusão, que ficou do lado de fora, melhorei.

Perguntei a Samuel se ele nada faria. Sem nada dizer, colocou minha mão sobre meus olhos, ampliando meu campo de visão. Pude ver que, de nós, saía uma energia clara e luminosa, porém, por mais forte e poderoso que fosse o feixe, não conseguia alcançar o grupo que estava em desalinho.

Com o olhar mais apurado, identifiquei uma nuvem negra que circundava todo o grupo, novos calafrios me tomaram e pude sentir um odor fétido que me nauseou. Voltei a passar mal e fui socorrido pelo companheiro de todas as horas.

Então, Samuel começou uma prece. Solicitava, humildemente, a presença do Pai. Pediu misericórdia pelos irmãos que se destruíam sem nenhum motivo. Orou com fervor e foi atendido. Pouco a pouco percebi que o feixe ficava mais intenso e começou a penetrar, delicadamente, na nuvem enfurecida que parecia ter vida e resistia, brigando por sua existência.

Pequenos feixes iam penetrando calmamente, sem pressa ou agressão. E pude ver que gotículas caiam sobre os que brigavam e torciam. A nuvem escurecida foi ficando cada vez menos densa e se deixou diluir.

A mãe que, interessada no atrito, esquecera a criança no canto, pode, finalmente, ouvir seu choro e correu ao seu socorro acalmando-a em seu colo. Dois rapazes mais fortes que observavam tudo, sem nada fazer, encorajados pelas energias salutares que permitiram penetrá-los, separam os dois homens que se engalfinhavam.

O grupo foi dispersando e retomado suas mesas. Alguns, mais sensíveis, se deixaram penetrar pela luz divina, absorvendo-a. Sentindo-se cansados, partiram em direção ao lar aonde a família os esperava.

Atônito a tudo, observei com tamanho interesse e surpreendido fiquei ao perceber que, minutos depois ao encerramento do passe coletivo, um grupo menor se desequilibrou, retornando a confusão anterior.

Samuel, dirigindo um último olhar, rogou a Deus que os iluminasse e, olhar triste, se afastou, levando-me com ele.

Não pude esperar até a vila para entender tudo que havia acontecido. Samuel compreendendo minha aflição convidou-me a sentar e disse:

 -Caro Gregório, trouxe-o aqui para que observasse o que o mau direcionamento dos pensamentos e atitudes podem fazer ao espírito. Aquele grupo se entregou aos desatinos do prazer e do vício e afastaram-se das Leis Divinas, ensinadas pelo amoroso Jesus.

- Cegam-se com o que veem e desejam, impossibilitando-se de enxergar o mau que fazem a si mesmo e aos outros ao seu redor. Pais esquecem de seu filhos, mães não conseguem ouvir o choro de seus bebes, famílias são destruídas, amigos tornam-se inimigos. E o pior que nada podemos fazer, pois assim não o desejam.

- Só após muita oração pudemos penetrá-los com energias salutares provenientes do Senhor, porém, logo depois, baixam suas vibrações despertas pelo submundo que escolhem vivenciar e retornam a escuridão, não permitido a clareza da luz.

Nada consegui dizer ou questionar. Uma dor enorme tocou meu peito. Lembrei-me de mim, a bebericar sem juízo pelos bares da vida. Um após o outro, sem limites, sem discernir que era hora de para e retornar ao leito. Embriagado, saía pelas ruas a discursar, incomodando aos que passavam e os que dormiam. Recebia xingamentos, empurrões, baldes de água.

 Certa noite, cheguei em casa com hematoma no olho e nariz sangrando. Levaram-me correndo para o hospital. Minha esposa injuriada, olhar de desaprovação, cuidou-me com afinco. Disse mais tarde, que passará a noite a orar por minha segurança e saúde. Podem pensar de que nada serviu tanta oração. Afirmo-os que, naquele dia, escapei da morte e consciente nunca mais voltei a beber em demasia, ou sem limite.

Por me prolongar mais que o devido. Encerro aqui nossa proza. Comprometo-me a retornar e a continuar de onde parei.

Deixo-os com a grande lição aprendida à duras penas: Nada podem fazer por nós os amigos de luz, se não abrirmos o coração para Deus e aceitarmos sua presença em nossas vidas.

Até breve.

Gregório

19.08.12



Leia mais: http://www.cacef.info/news/pensamentos-t%c3%aam-cor%2c-forma-e-chei...

Quem quiser acompanhar mais o blog, procure o nosso grupo:



O nosso BLOG tem a seguinte organização semanal:

Segunda - Poesia para iniciarmos com arte a nossa semana.
Terça - Material coletado pelos diversos Grupos de Estudos da Casa.
Quarta - Mensagens para alma. Muitas delas psicografadas nos trabalhos realizados pela casa.
Quinta - Relato de Vivências Mediúnicas, com todo o aprendizado que elas trazem.
Sexta - Textos que abordam a psicologia do ser.
Sábado - Dia do Cinema, em que traremos videos e músicas edificantes.

Visto as atividades do BLOG, quem tiver interesse em receber na sua caixa de e-mail as mensagens diárias pode oferecer seu e-mail nos comentário ou mandar um e-mail para gabi04@terra.com.br.
UPDATE: A página cacef.info já está com o cadastro automático de e-mail. Veja do lado direito da página.

 

CURTAM A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK, JÁ SÃO MAIS DE 5000http://www.facebook.com/cacef

E pelo twitter: @centrocacef


Espero contribuir com um MOMENTO DE LUZ na vida de cada um de vocês.

Beijos e gotas de luz na alma de todos.

Exibições: 51

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de eva iza da silva em 22 agosto 2012 às 15:03

mto Grata*

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço