Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

AULA Nº 08:

ASSISTA ONLINE ABAIXO A GRAVAÇÃO EM VIDEO DESTA AULA

Clique no PLAY para assistir:

OU CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O AUDIO DESTA AULA EM MP3

 

CAPÍTULO IV

 Memórias da zona de livre-arbítrio

 (1ª Parte)

 

 

[A equipe dos Guardiões da Luz]

 

Era uma vez seres que tinham muita vontade de criar alguma coisa. Para fazer isso, precisavam, com muita sutileza, mudar parte da criação. Estes seres trabalhavam, eram asso­ciados e guardavam, com muito cuidado, um aspecto da cons­ciência chamado luz. Em várias ocasiões, estes Guardiões da Luz encontraram-se, trabalharam juntos e cruzaram seus ca­minhos em diferentes níveis da realidade. Eles planejavam, partilhavam projetos e determinavam a época em que seus pla­nos seriam executados.

Alguns membros desta equipe da luz articulavam as pro­babilidades do Criador Primordial: o que ele iria fazer, onde iria agir e como seria estimulado. Estas entidades sabiam o que poderia ser feito com a luz e seus planos eram cuidadosa­mente orquestrados. Durante milênios, estes seres de luz fo­ram treinados para desenvolver esse plano. Uma parte do plano seria a preparação para o choque cósmico que, segundo a sua previsão, viria do Criador Primordial.

Houve grande dedicação e preparação à medida que os fundamentos foram estabelecidos e o treinamento começou. Muito precisava ser aprendido antes que o plano pudesse ser executado, pois era um plano realmente ousado. A intenção dos Guardiões da Luz era trazer luz, ou conhecimento, para uma realidade onde a luz não era bem recebida, nem se ade­quava. Era como calçar sapatos que não cabiam nos pés.

Estes seres preparavam um plano para o momento em que a luz fosse adequada. Estes seres são vocês, e o momento é agora.

O tempo foi cuidadosamente orquestrado, e cada um de vocês sabe, no mais profundo do seu ser, que vieram para cá com um propósito - dar início ao movimento central de libera­ção de tudo o que os prendia à vossa realidade até hoje, tudo o que os aprisionava como finos fios de aço e os trancava dentre de idéias sobre vocês mesmos e sobre o vosso relacionamento com o cosmos.

 

[o plano dos Guardiões da Luz]

 

Para aqueles que vieram executar o plano e trabalhar com a conscientização da luz, o momento é agora. A vossa ação brota deste momento. É só permitir que a energia entre no vos­so corpo. Precisam começar a vibrar com essa energia e a limpar as passagens internas, as energias emocionais aprisionadas [e assim estaremos nos libertando também do domínio do ego e da mente racional, dos traumas, dos medos, das crenças, condicionamentos e dos apegos materiais e emocionais]. À medida que começarem a examinar o vosso interior, irão des­cobrir muitos 'Eus' para onde poderão viajar pelas estradas interiores, ou sistema nervoso da consciência.

Vão descobrir que a sociedade, engenhosamente, os im­pede de conhecer a parte mais íntima, gratificante e emocio­nante de vocês mesmos. Como Guardiões da Luz vão criar opções de realidade e trazê-las para a conscientização das mas­sas do planeta. Executarão isso primeiro em vocês, criando paz e amor no vosso interior, aceitando quem são e tudo o que fizeram, ou lhes foi feito na vida. Vão aceitar e integrar estas coisas, porque perceberão terem sido elas as situações neces­sárias para trazê-los ao estágio final de ancoramento da luz [e com a compreensão disto virão a compaixão e o perdão].

Esta é uma história antiga e está arquivada dentro do vosso corpo. Uma parte do que estamos lhes pedindo e lem­brando é que abram esta casa, este tesouro histórico, e se tor­nem arqueólogos do vosso interior. Viajando pelas estradas da memória desta e de outras vidas, começarão a delinear um re­trato do propósito de conscientização. [o 1º passo é conseguir acessar estas informações e adquirirmos a lembrança de tudo (e isto só irá ocorrer de forma natural, no tempo certo, sem qualquer pressa, tensão ou ansiedade), o 2º passo é, acessadas estas informações, promovermos uma espécie de inventário, uma auditoria e uma classificação destas informações e o 3º é realizarmos a grande síntese de tudo, com o devido distanciamento, procurando entender o sentido de cada vivência, de cada emoção e sentimento e o porque de cada uma de nossas condutas, mesmo as mais infelizes e condenáveis (nesta ou em qualquer outra vida) e desta forma incorporá-las ao nosso Eu Maior. O caminho para isto é a meditação, mas não precisa ser a meditação baseada em regras e técnicas, basta apenas a meditação simples e natural através da qual se busca através do coração a nossa conexão com o Criador Primordial (o Deus Maior), num ato de total comunhão e entrega tendo como base apenas a alegria, a gratidão e o amor incondicional]

Quando começarem a ter uma visão do propósito da vossa própria consciência e perceberem as manobras espertas durante as vossas viagens, os diversos disfarces que usaram, ou ainda as múltiplas atividades de que participaram, apren­derão a aceitar a totalidade do vosso ser. Quando forem ca­pazes de aceitar seus comportamentos que não tenham sido dos mais nobres, a vossa identidade sexual e às vezes em que valorizaram ou deixaram de valorizar a vida, em todas as suas encarnações, um chakra localizado em seu corpo próxi­mo à glândula timo, entre o quarto e o quinto chakras, irá se abrir, permitindo às informações fluírem pelo sistema nervo­so regenerando o corpo e possibilitando a mudança para o amor incondicional.

À medida que aceitarem e explorarem todas as coisas de que já participaram, terão uma compreensão maior do que está ocorrendo no planeta. Irão permitir que as pessoas dancem conforme a música que melhor as ensina nesta época [frutos da compreensão, da tolerância, da compaixão e do amor incondicional]. Existem melodias bem caóticas sendo tocadas no planeta e existe um propósito para todas elas. O propósito é fortalecer o Eu, para que ele possa tornar-se completamente informado sobre a rea­lidade. O Eu pode, então, decidir com clareza o caminho da alma, ou o seu caminho pessoal, através da realidade que se apresenta.

De acordo com o plano original, a Terra seria um cen­tro de troca de informação para todos os sistemas galácticos. Os Planejadores Originais não desistiram deste plano. Eles eram membros da Família da Luz e alguns de vocês foram muito íntimos destes Planejadores Originais. Sintam isso por um momento.

Nós queremos despertar a vossa memória. Queremos que comecem a compreender a magnitude do que está ocor­rendo com a vossa espécie neste planeta, para que possam ope­rar confortavelmente com sabedoria e conhecimento. Os Planejadores Originais são capazes de projetar diferentes cursos e diferentes realidades.

Como já foi mencionado, num universo de livre-arbí­trio tudo é permitido pelo Criador Primordial. Portanto, uma vez que o tempo não existe da maneira que vocês conhecem fora do vosso setor local, as coisas desenvolvem-se por si só. Assim, para os humanos, parece ter passado muito tempo sem que nada muito emocionante, do ponto de vista cósmico te­nha ocorrido na Terra. Num esquema evolutivo mais amplo não faz tanto tempo, mas como vocês estão presos dentro da estrutura temporal da Terra, a sensação é de que passou um tempo enorme.

A luz distribui informação, as trevas retêm a informa­ção. Assim, nos tempos que estão chegando, será fácil discernirem quem é quem, e o que é o quê, quando viajarem para fora do plano tri-dimensional. Só precisam discernir se algo é luminoso e estão recebendo informação, ou se é som­brio e estão sendo desinformados, mal informados ou se a informação está sendo completamente sonegada de vocês.

As trevas e a luz nasceram do mesmo criador, o Criador Primordial, que gerou uma hoste de deuses criadores para que partissem e trabalhassem. Foi concedida a todos esses deuses criadores liberdade para formarem mundos: descobrir como criar a vida, como se tornar administradores responsáveis pela vida e como se tornar pais dos planetas nos sistemas galácticos que haviam criado. Aprender como se tornar um bom pai era uma constante no processo.

Os deuses criadores se tornaram, se fizeram e alimen­taram seus mundos de si mesmos. No Egito, há uma lenda sobre um deus criador que se masturbou e criou o mundo. O deus pegou a si mesmo e fez pequenas identidades a partir de si, para que pudesse estar dentro, e não fora, do que havia criado.

 

 (Continua na Aula 10 ...)

 

 NOTA: Todas as informações que se encontram entre colchetes [ ] e inclinadas são comentários inseridos pelo Coordenador de Estudos do Grupo no texto original , visando facilitar a sua compreensão.

 


RESUMO:

Era uma vez seres que tinham muita vontade de criar alguma coisa. Para fazer isso, precisavam, com muita sutileza, mudar parte da criação, eram asso­ciados e guardavam, com muito cuidado, um aspecto da cons­ciência chamado luz. Alguns membros desta equipe da luz articulavam as pro­babilidades do Criador Primordial: o que ele iria fazer, onde iria agir e como seria estimulado. Durante milênios, estes seres de luz fo­ram treinados para desenvolver esse plano. Uma parte do plano seria a preparação para o choque cósmico que, segundo a sua previsão, viria do Criador Primordial.

A intenção dos Guardiões da Luz era trazer luz, ou conhecimento, para uma realidade onde a luz não era bem recebida, nem se ade­quava. Estes seres são vocês, e o momento é agora.

O tempo foi cuidadosamente orquestrado, e cada um de vocês sabe, no mais profundo do seu ser, que vieram para cá com um propósito - dar início ao movimento central de libera­ção de tudo o que os prendia à vossa realidade até hoje.

Para aqueles que vieram executar o plano e trabalhar com a conscientização da luz, o momento é agora. É só permitir que a energia entre no vos­so corpo. Precisam começar a vibrar com essa energia e a limpar as passagens internas, as energias emocionais aprisionadas [e assim estaremos nos libertando também do domínio do ego e da mente racional, dos traumas, dos medos, das crenças, condicionamentos e dos apegos materiais e emocionais]. Como Guardiões da Luz vão criar opções de realidade e trazê-las para a conscientização das mas­sas do planeta. Executarão isso primeiro em vocês, criando paz e amor no vosso interior, aceitando quem são e tudo o que fizeram, ou lhes foi feito na vida. Vão aceitar e integrar estas coisas, porque perceberão terem sido elas as situações neces­sárias para trazê-los ao estágio final de ancoramento da luz [e com a compreensão disto virão a compaixão e o perdão].

Viajando pelas estradas da memória desta e de outras vidas, quando forem ca­pazes de aceitar seus comportamentos que não tenham sido dos mais nobres, um chakra localizado em seu corpo próxi­mo à glândula timo, entre o quarto e o quinto chakras, irá se abrir, permitindo às informações fluírem pelo sistema nervo­so regenerando o corpo e possibilitando a mudança para o amor incondicional.

À medida que aceitarem e explorarem todas as coisas de que já participaram, terão uma compreensão maior do que está ocorrendo no planeta. Irão permitir que as pessoas dancem conforme a música que melhor as ensina nesta época [frutos da compreensão, da tolerância, da compaixão e do amor incondicional]. Existem melodias bem caóticas sendo tocadas no planeta e existe um propósito para todas elas. O propósito é fortalecer o Eu, para que ele possa tornar-se completamente informado sobre a rea­lidade. O Eu pode, então, decidir com clareza o caminho da alma, ou o seu caminho pessoal, através da realidade que se apresenta.

Os Planejadores Originais são membros da Família da Luz e alguns de vocês foram muito íntimos destes Planejadores Originais. Os Planejadores Originais são capazes de projetar diferentes cursos e diferentes realidades.

Portanto, uma vez que o tempo não existe da maneira que vocês conhecem fora do vosso setor local, as coisas desenvolvem-se por si só. A luz distribui informação, as trevas retêm a informa­ção. As trevas e a luz nasceram do mesmo criador, o Criador Primordial, que gerou uma hoste de deuses criadores para que partissem e trabalhassem. Foi concedida a todos esses deuses criadores liberdade para formarem mundos: descobrir como criar a vida, como se tornar administradores responsáveis pela vida e como se tornar pais dos planetas nos sistemas galácticos que haviam criado. Aprender como se tornar um bom pai era uma constante no processo.

Os deuses criadores se tornaram, se fizeram e alimen­taram seus mundos de si mesmos para que pudesse estar dentro, e não fora, do que havia criado.

 

 

COMENTÁRIO:


A PALAVRA CHAVE DESTA AULA É A COMPREENSÃO, ACEITAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO INTERIOR.

A compreensão de quem nós somos, de onde viemos, do que estamos aqui fazendo e do porque estamos aqui.

A compreensão de quem são os nossos Deuses Criadores Originais, de quais foram e são suas intenções e de qual a nossa ligação com eles.

A compreensão de quem são os deuses criadores usurpadores que vieram depois, quais foram suas intenções, o porquê fizeram o que fizeram, porque estão voltando e quais são suas intenções.

A compreensão do momento que estamos vivendo no planeta, do porque da atitude das pessoas a nossa volta, do que está para acontecer e do porque isto irá acontecer e do sentido maior de tudo que está por vir.

Só quando formos capazes de entender tudo isto estaremos prontos para ancorarmos a luz e a difundi-la aos nossos irmãos promovendo o despertar de suas consciências e assim cumprirmos com a nossa missão nesta fase de transição do planeta.

Antes porem é necessário promovermos a nossa transmutação interior e para isto precisamos da aceitação. Aceitar o que somos, o que fomos e o que fizemos de certo, mas tambem de errrado, de vergonhoso. Isto implica tambem em compreensão, mas principalmente em aceitação e auto-perdão, para que então possmos promover a grande síntese e a transmutação interior.

Nosso momento é agora e a nossa meta neste momento é trabalharmos na expansão de nossa consciência, no aumento da nossa compreensão acerca de nós mesmos e das várias vidas e vivências que tivemos ao longo delas, a compreensão do todo, não visando apenas a nossa ascensão, pura e simples, mas sim o cumprimento da missão para a qual temos sido treinados ao longo do tempo.

O momento é de fazermos a nossa parte e o primeiro passo para isto é adquirirmos total compreensão de nós e do todo, contudo temos que trabalhar isto dentro da perspectiva de que não estamos aqui apenas em função de nós mesmos, nossa presença aqui é um ato de amor incondicional, de fraternidade e doação para com o planeta, para com a humanidade e acima de tudo para com o Criador Primordial.

Se nossa missão fosse apenas a ascensão pessoal pura e simples, de uma forma egoísta e individualista, não haveria lógica e não teria porque termos aceitado esta missão para a qual fomos convidados pelas Altas Hierarquias Espirituais, levando-nos a abrir mão da nossa vida e trabalho em dimensões mais elevadas que levávamos, para nos dedicarmos a treinamentos aqui neste planeta ao longo dos últimos milênios, embora esta seja sempre uma experienciação única e engrandecedora.

 

 

PERGUNTAS DESTINADAS A FACILITAR A COMPREENSÃO DO TEXTO E PROMOVER O DEBATE:

  

1 – Quem são os Guardiões da Luz que nos últimos milênios vem planejando, se preparando e sendo treinados para uma missão na Terra?

2 – Qual era a intenção desta equipe da luz através desta missão na Terra?

3 – De que condições dependia este plano para sua execução e quando seria executado?

4 – Por onde começa a execução deste plano, qual a sua primeira etapa?

5 – Qual a condição básica para que possamos começar a ter uma maior compreensão do que esta acontecendo na Terra?

6 – Quem eram os nossos deuses planejadores originais e qual nossa ligação com eles?

7 – Como podemos discernir entre o que é luminoso e o que é sombrio?

8 – Qual a origem da luz? E qual a origem das trevas?

 


Exibições: 71

Anexos

Respostas a este tópico

Querido amigo Ibiatan

 De acordo com o plano original, a Terra seria um cen­tro de troca de informação para todos os sistema

galácticos. Os Planejadores Originais não desistiram deste plano. Eles eram membros da Família da Luz e alguns de vocês foram muito íntimos destes Planejadores Originais. Sintam isso por um momento.

Me emocionei muito!

Chorei muito, tem acontecido em varios trechos do livro 

Grande abraço

  1. Olá , meu querido amigo !
  2. Após leitura, fiquei com algumas dúvidas:
  3. Quem são os usurpadores? Apenas seres das trevas? 
  4. O desejo deles, seria só de atrapalhar o plano ou isso tb fazia parte do plano inicial?
  5. Sabe meu querido, embora esteja passando por mtas transformações interiores e externas e saiba no fundo do meu Ser que o caminho seja este, ainda não consigo me ver como um desses seres. Beijos no coração.
IBIATAN. OBRIGADO. AULA Nº 09: CAPÍTULO IV - MEMÓRIAS DA ZONA DE LIVRE-ARBÍTRIO. GRANDE ENSINAMENTO. ÓTIMA REFLEXÃO. ASSIM É.

Entrei no grupo e estou dentro de mim, vasculhando estrelas. Bom estar aqui!

Bom estou estudando, lendo e pesquisando muito, as noticias ainda pra mim esta um pouco distante, tbem me emociono e tem partes do livro que parece já ter vivido aquilo super interessante tipo algo que eu já sabia sabe ...Mais como diz minha irmã de luz Rosa vou tentar sentir mais o momento e descobrir esta intimidade na verdade  aprendemos melhor se vivenciamos por isso é importante sentir, Saudações a família de Luz e um forte abraço a todos.  

Amigo Ibiatan

 Como percorrer a estrada da memória para que haja a transmutação aceitação e o perdão , seria através da meditação? Como permitir que a energia entre, e como vibrar com essa energia, para limpar as energias emocionais aprisionadas?

Grande abraço!

Querido Amigo e Irmão Ibiatan. Às vezez sinto que já tinha alguma informação sobre isso. A cada dia a certeza do que vim fazer aqui fica mais forte e a busca interior fica mais intença. tenho acordado de madrugada para refletir. Sempre leio uma mensagem que parece escrita especialmente para mim. Estou agradecida por tudo que venho recebido. bjos. PAZ E LUZ.

1.quem são os guardiões da Luz ? - os sinto como os "seres invisíveis, que, às vzs parece que se densificam um pouco, mas é passageiro. Cada dia os aceito mais e mais como os Mestres ascensos, os seres da hierarquia do bem, que são clamados , creio que desde os primeiros sinais de conexão encefálica, quando o sistema límbico fora desenvolvido e o ser  humano passou a  poder ter uma sensação de existir.     Nesse período, penso que deu-se  o ínicio, o fio da meada. do que nos cabe recordar. Os ancestrais xamânicos  nos trazem essas chaves primitivas essencias, e eles são grupais, a gente não fala Daquele Xamã, como falamos Daquele Krishna ou Daquele Buda ou Daquele Jesus Cristo. São tribais, são Os Xamãs...assim como somos tribais em nossa essência. Somos nós, também, muitos seres encarnados no planeta atualmente, os guardiãos da luz. Mas o nosso desenvolvimento foi nos conduzindo a formações mais organizadas e diferenciando o indivíduo. Os seres humanos, enquanto o desenvolvimento do cortex ocorria, ocorriam também as formas de apresentação holográfica do modelo a ser tomado como uma lanterna acendendo o caminho do viajante pra que não se perdesse durante a jornada. Acho que nem é perder-se pois o caminho tem um fim, mas é esquecer-se de que esta caminhando...por isso esses mestres iluminam o caminho, pra que nosso propósito seja vislumbrado ao menos,  enquanto a evolução da jornada acontece  .

Quando fui convidada pela primeira vez a participar desses estudos e não aceitei, me foi lançado sem meios termos,por vc Ubiratan, uma passagem de minha jornada que eu não me atentava a ela, apesar de sentí-la desde tenra idade dessa existencia atual. Uma recordação que me tinha sido apagada e que servia pra justificar o meu medo , naquele caso, o medo que eu tinha de me expor em grupos envolvidos nesse assunto da Verdade . Após alguns meses ainda me sentindo incomodada com  essa revelação, fui também percebendo que uma parte minha se mostrava mais distencionada e propensa a paz, o medo estava se esvaindo sem que eu me esforçasse e algumas situações de encontros inusitados aconteciam e, eu percebia que eram desenlances de pactos . Alguns bem claramente feitos nas épocas das inquisições, onde meu medo iniciou....onde o esquecimento foi imposto pelo pavor e pela dor . Porém, a lanterna nunca foi apagada e, apesar dos pesares creio que me embrenhei floreta a dentro durante a jornada, seguindo os vislumbres de sua luz. Chegamos aqui. Seres que contém em si a guarda da luz e a expande, a reflete quando encontra um irmão meio que perdido na sombra

Creio que sejamos nós os guardiãos da luz , seres humanos encarnados por diversas passagens e que, apesar de tudo, acompanhou a luz. Até o momento evolutivo atual, onde estamos, ainda como humanos , dsenvolvendo o que poderia ser considerado a 4º camada cerebral, a áurea, os novos paradígmas, visões e contatos canalizados.   2) como o projeto é ter experiência criativas, manifestá-las pelas possibilidades que nos foi originalmente concedidas, então como crianças se lambuzando com chocolates, ou mesmo o Krishna criança se lambuzando com a manteiga roubada de sua mãe (passagem histórica para ilustrar o funcionamento da lanterna nos lembrando da jornada) nos lambuzamos com as possibilidades que nos foram dadas. E criamos prazer e dor. Aqui penso que , como somos geradores de emoções que servem como alimentos para diversos seres não manifestos fisicamente. , tanto daqueles que se alimentam de nossas claras e puras emoções, como as águas cristalinas, e tem aqueles que se alimentam das emoções nocivas e turvas, como coca-cola Esses seres claros não necessitam de criações mirabolantes de nossa parte como alimento pois eles já são bem plenos e nos conhecem como seres de plenitude em sua essência, mas, por outro lado, os que se alimentam de subprodutos, necessitam de que nos esforcemos pra criar esses alimentos manipulados e temperados e quimicamente produzidos por nossas emoções de medo, que nos gera venenos em nosso organísmo e que nos faz sofrer e gerar uma rede de restaurantes de emoções próprias para o consumo dos que se alimentam desses destroços emocionais.  ( 5 ) a condição básica para termos uma maior compreensão do que está acontecendo na Terra, é a consciência não localizada, ou seja, a nossa consciência não se encontra presa em nosso corpo físico, isso é fato aceito já pelos pesquiadores mais renomados de diversas áreas da medicina tradicional e alternativa. Então, baseado nesse atualíssimo paradígma, a nossa consciência pode nos transportar atemporalmente e podemos nos recordar do nosso ser essencial e passar  sentir nossas experiêncas vividas sem julgamentos e dramas consequêntes aos julgamentos. Através da consciência expandida pelo ato de estar no aqui e agora, fazendo afirmativas de Eu Sou como o ser que esta ciente de seu poder de Ser "criador"(essa palavra em português me trai, pois a vejo como cria-a-dor, então preferi utilizar o termo "criação", que cria-a-ação) então,o Eu Sou Ser Criação é a chave do portal para a origem que é criação de manifestações intencionais. Se a intenção é o belo, o bom, o harmonioso , o pleno, a criação será essa. E isso é trabalhoso atualmente pois é necessário faxinar as cozinhas dos restaurantes aos quais servimos durante muitos tempos pretéritos e ainda presentes.  (7)Aquilo que é claro, não deixa esconder sujeira, ou seja, as manchas sempre serão vistas numa camisa branca, portanto o que é claro é confiável, não deixa dúvidas, não gera desconfianças nem confusões que nos perturbam e nos envolvem no medo (o ingrediente do alimento nocivo a nós mesmos). O que gera medo é sombrio, é turvo, como as informações que nos fazem ficar em dúvidas quanto ao nosso poder de sermos capazes de realizar , ou que nos causam emoções tristes e magoadas, raivosas ou profanas ao nosso amor, criações de solidão e desafetos, dor e dor, isso tudo é obscuro  .Apesar de ser comum, não nos é natural, pois nosso corpo sofre e ficamos desconfortáveis no mundo, criando doenças e lacunas existências, isso não é de nossa natureza, portanto dá pra sentir que algo esta errado, oculto, sombrio, nas trevas...sendo assim, não é Luz.  È simples.   ( 8 ) A criação exige os opostos, criar a ação necessita de polaridades em movimento. Portanto, luz e sombra são complementares, luz e trevas são opostos complementares....uma sutil diferença que faz toda a diferença.  Pois como seres criados para vivenciar experiências e manifestá-las, é tranquilo que luz e sombra nos integrem, interagimos com essas características inerentes ao nosso ser. Mas, a treva é o oposto da luz, não é seu complemento e sim sua inversão. Quando temos uma visão invertida de algo, temos que adaptar para que esse algo visto invertido seja acomodado ao nosso ponto de vista.....exemplo fácil :" quando A inveja B porque B tem mais dinheiro, A cria uma realidade para B que, nem chega perto do que B vive realmente. A se ajusta em sua manifestação de inveja proclamando que B é rico então tem uma vida tranquila, feliz e realizada e por isso, A sente-se inferior e fica com malícias em relação a B. Porém, o que a inveja , ou seja a visão invertida de A não o deixa saber é que B, apesar de rico, vive um drama de doenças na família, não é feliz e sofre muito pois dinheiro nenhum lhe compra a saúde e a paz que B gostaria de ter."    Daí vem a tal Torre de Babel, pois cada um vendo o outro de forma obscura, cria realidades separatístas e manifesta um mundo fragmentado e caótico. Como caminhar no escuro absoluto, não se sabe pra onde vai, nem com quem se esta lidando, é gerado privações que causam aflição, dor , medo.  Mas creio que Luz e Treva são manifestações conjuntas, como inspirar e expirar, abrir e fechar.  Portanto, são partes de uma Ordem Caótica da Criação. O que nos chama a atenção é o processo em que nos encontramos no aqui/agora, estamos na inspiração ou na expiração ?Ou mesmo no instante do estático absoluto que se faz necessário pra retomar a ação ? estamos na Luz ou na Treva, ou no exato instante em que se manifesta a escolha ?????

........Agora tenho que parar.....beijos luz, irmãos queridos, muito grata pela oportunidade de expressão, aprendizagem, recordações e conhecimentos.

1-nos mesmos,2-ensinar e esclarecer todos para a realidade de nossos propósitos(luz),3-tudo no tempo certo,do criador primordial,4-desde o início pelos guardiões da luz,5-Aceitação,compreensão,compaixão,tolerância,amor incondicional,6-Seres de luz e guardiões de luz da origem,7-a luz esclarece e informa,as trevas esconde e camufla a verdade9sempre retém informações),8-do mesmo criador primordial para aprendermos a discernir sobre o bem e o mal e fazer escolhas com o livre arbítrio.

RSS

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2019   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço