Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Nada nos conecta mais à natureza do que nossa característica cíclica. Se observamos a natureza de perto poderemos perceber que os ciclos estão presentes em toda vida.
A Lua exerce grande influência sobre os ciclos na Terra: das águas dos rios e oceanos (a maré), das plantações (princípio da capilaridade e fluxo da seiva), e também em nosso organismo, que é composto por mais de 70% de água.
A volta da Lua em torno da Terra acontece em 28 dias, assim como o nosso ciclo reprodutivo. A mulher é regida por um micro ciclo lunar pessoal. As mulheres ancestrais da Terra, de diversas culturas e continentes tinham este conhecimento presente e chamavam o próprio ciclo menstrual de “Lua” devido a relação cósmica direta com astro, que rege o fluxo natural da vida em nosso planeta.
O ciclo lunar é composto por 4 fases: Lua Nova, Crescente, Cheia e Minguante. Na menstruação estas fases são conduzidas pela ação hormonal sobre nossos órgãos reprodutores e na maturação do óvulo.
Cada fase deste ciclo dura 7 dias:
Lua Nova: correspondem ao sangramento menstrual, quando o endométrio, que não recebeu um embrião, se desprende. Uma fase de renovação do ciclo, hormônios estão em menor concentração em nosso organismo. Momento de limpeza, onde o velho deve dar espaço ao novo. Momento de abertura para um novo Ciclo.
Lua Crescente: Nos 7 dias seguintes as concentrações de estrógeno aumentam e o óvulo cresce. Esta é uma fase de intenso cuidado, de foco em projetos e metas, desenvolvimento máximo do potencial.
Lua Cheia: quando acontece a maturação do óvulo segue-se a ovulação, quando o mesmo é liberado de um dos ovários e segue pelas trompas de falópio até chegar ao útero. Este momento é considerado o período fértil, quando pode ocorrer a fertilização do óvulo. Os hormônios estão em seu pico máximo e afetam nossa temperatura corporal, nosso ânimo, humor e libido. Momento de celebração, criatividade e beleza se manifestam.
Lua Minguante: Caem as taxas hormonais de estrógeno e aumentam as taxas de progesterona, ocasionando transformação brusca do padrão hormonal que pode afetar vários aspectos orgânicos e emocionais (TPM) e o endométrio volta a encher-se de sangue. Período delicado, de morte e renascimento, extrema sensibilidade.
Vivemos um tempo em que as mulheres foram desconectando-se destes ciclos e nosso ritmo de vida ficando cada vez mais descompassado com a natureza. Segundo a terapeuta britânica Miranda Gray (pesquise mais sobre a “Tenda da Lua Vermelha” e a “Benção do Útero”), é muito importante que toda mulher saiba a fase que se encontra no momento, pois ficará mais fácil tomar consciência das mudanças de humor que ocorrem ao longo do mês, além de compreender melhor suas atitudes e atender as necessidades de cada momento.
Para isso é importante que voltemos a sincronizar nosso organismo com as fases da Lua. Contemplar a Lua, observá-la e admirá-la, fazer anotações sobre o ciclo menstrual e as reações emocionais de cada fase, participar de círculos de mulheres, ritualizar e celebrar nossa natureza feminina são exercícios simples que podem contribuir.
Como é a sua relação com os seus ciclos, com o seu sangue e o seu corpo? Já notou alguma similaridade com as fases lunares?

TORNANDO-SE CONSCIENTE:

A cada momento em que recebemos nosso sangue menstrual, algo que está sendo finalizado, terminado e concluído em nós e/ou em nossas vidas. À medida que nos conectamos mais a esta ciclicidade e a nós mesmas, começamos a perceber que existe aí uma sabedoria maior do que nossa mente pode compreender; uma sabedoria que diz respeito aos processos de cura e crescimento como seres espirituais vivendo uma jornada como mulheres. Uma sabedoria que nos ensina a respeito dos tempos de vida, de morte, de renascimento; e que nada tem a ver com datas, calendários, números ou padrões pré estabelecidos. Uma sabedoria que se manifesta, mesmo que não estejamos conscientes dela.

É interessante pensar que não existe um ciclo certo ou errado e nem um ciclo melhor do que o outro. Não existe uma necessidade de que seu ciclo ocorra sempre no mesmo período, sempre com a mesma quantidade de dias, ou sempre na mesma fase da lua; assim como não existe a necessidade de que seja em uma ou outra lua específica. A melhor perspectiva que podemos ter neste estudo é de que nosso corpo é sábio e ele nos trará sinais, mensagens a respeito do que estamos vivendo a um nível mais profundo; utilizando o ciclo menstrual como ferramenta para se conhecer e se situar com mais consciência na verdade que se manifesta em ti, para ti, a cada novo momento... e assim como é. A LUA E O CICLO PESSOAL

A Lua em que recebemos o nosso sangue, diz respeito ao que estamos nutrindo ou curando, de acordo com a energia específica de cada fase. Existe um forte mito a respeito de que menstruar na Lua Nova é melhor, ou que menstruar na mesma Lua todos os meses significa estarmos mais conectadas; mas esta crença é simplesmente uma manifestação de nossa mente controladora, racional e limitada, buscando rotular os nossos processos.

Para compreender isso de forma prática, podemos citar alguns exemplos: ficar menstruada na Lua Crescente, pode estar indicando algum processo de limpeza de aspectos de nossa infância, de nossa criança interna... ou de alimentação de algum novo projeto, uma nova idéia que se inicia. Menstruar na Lua Nova pode estar relacionado a curas de aspectos de nosso subconsciente, de acesso a nossas sombras e padrões arraigados; ou de nutrição de nosso potencial de recolhimento, quietude e solitude. Estes são apenas exemplos, mas a melhor forma de saber o que significa cada uma destas fases é a observação de si, da lua e desta equação que se forma entre a lua no céu, a lua em ti, e as diferentes manifestações que ocorrem a partir disso!

DIFERENTES FACETAS DO SER MULHER NO CICLO MENSTRUAL:

É comum estipularem também arquétipos e padrões específicos para cada ciclo e suas fases; como a Menina, a Mãe, a Anciã, etc. Porém, é extremamente importante que cada mulher se dedique a conhecer os seus próprios padrões, os próprios arquétipos que estão sendo ativados a cada lua, a cada fase do ciclo menstrual; e as manifestações pessoais e individuais de seu caminhar único e individual através desta Mandala do Ciclo.

Respondendo a estas perguntas passamos a observar a nós mesmas com mais atenção; compreendendo e reconhecendo nossas fraquezas e potencialidades enquanto imersas neste interminável ciclo de vida-morte-vida desde o nosso ventre. Neste ato de amor próprio e cuidado de si, podemos utilizar a nossa energia de forma mais sábia e eficiente; caminhamos por nosso ciclo em equilíbrio dinâmico: um exemplo prático disso é iniciar projetos quando estamos com uma energia mais focada (fase pré ovulatória); compartilhar de nossa presença quando estamos mais abertas e extrovertidas (fase ovulatória); finalizar e concluir projetos, fechar ciclos (fase pré menstrual); descansar, meditar e se recolher nas fases de maior introspecção (durante a menstruação); etc.

"CONHECER A NÓS MESMAS NOS EMPODERA EM MUITOS NÍVEIS... NOS POTENCIALIZA TANTO NA FORMA COMO LIDAMOS COM OS NOSSOS PROCESSOS INTERNOS, COMO NA FORMA COMO NOS MANIFESTAMOS NO MUNDO."

A TPM COMO FERRAMENTA DE AUTOCONHECIMENTO:

Outra interessante pergunta a se fazer a cada novo ciclo, especialmente na fase pré menstrual (conhecida como TPM) é: "O que eu gostaria de transformar em minha vida?" , " O que deveria estar sendo diferente?", "O que estou carregando para o meu novo ciclo mas que não mais está alinhado com que sou e o que almejo?". "O que eu deveria deixar para trás para me viver o novo ciclo de forma mais alinhada com minha verdade interna?" ou "O que desejo para o novo ciclo?"

Fazendo estas perguntas a cada mês e comparando estes padrões do que vem à tona em nossa TPM, podemos perceber com mais clareza o quanto estamos crescendo e espiralando em nossa jornada de vida, ou , do contrário, o quando estamos girando em círculos, empurrando nossas frustrações com a barriga e repetindo continuamente os mesmos padrões. Neste exercício é importante que a mulher assuma 100% da responsabilidade pelos seus processos, compreendendo que tudo o se que manifesta fora é resultado de construções internas. Os padrões estão ai, se mostrando a cada novo ciclo, pedindo para serem transformados... mas lembre-se: a mudança começa sempre dentro!

Algumas outras dicas também podem te ajudar no processo de controle e reconhecimento do período fértil. São elas:

- A temperatura do corpo aumenta;

- Seus seios podem se tornar maiores e mais sensíveis nas datas próximas à ovulação. No período infértil se encontram menores e mais flácidos.

- Os lábios internos e externos da vagina podem se encontrar mais abertos e exuberantes nas datas próximas da ovulação;

- Pode-se notar desconforto na região dos ovários ou da cintura;

- Suor aumentado- pele e cabelos mais oleosos;

- Pode haver mais desejo sexual;

- Você se sente mais disposta, expansiva, amorosa, criativa e confiante;

- O colo do útero se encontra mais aberto, maleável e alinhado com a vagina. Este exame se faz introduzindo os dedos médio e indicador na vagina até que se encontre o colo do útero. Diferente do período fértil, no período infértil ele se encontra duro, baixo e fechado, inclinado sobre a parede da vagina.

- Muda a aparência e sensação do muco vaginal: No período infértil a sensação é de secura e o muco é pegajoso e escasso- um padrão sem mudanças reflete a inatividade ovárica. O período fértil se caracteriza por muco aumentado, sensação molhada e escorregadia; a aparência do muco é transparente, como clara de ovo(você pode experimentar esticá-lo com os dedos polegar e indicador e perceber como ele é elástico e não se rompe).

- A fase fértil começa nas primeiras mudanças do padrão básico de infertilidade- seis dias mais ou menos antes da ovulação. O último dia de muco aumentado é o mais fértil do ciclo, chamado Ápice. Para que o óvulo não seja fecundado, não poderá haver ejaculação entre o primeiro dia de mudança do padrão de infertilidade até o quarto dia depois do Ápice(considerando que o espermatozóide pode sobreviver até 72 horas no corpo da mulher).

PS- Para as mulheres que estão deixando os Métodos Contraceptivos Artificiais, é sugerido a utilização de preservativo para acompanhar o processo de transição. Este tempo será necessário para que o seu corpo possa entrar novamente no ritmo do ciclo menstrual natural e também lhe dará suporte até que você sinta confiança e segurança de que já aprendeu a reconhecer seu período fértil. Ter relações sexuais em dias alternados pode também ajudar(para não confundi o liquido seminal ou a umidade da vagina por estimulação com o muco vaginal do período fértil. Muitas mulheres, neste período de transição, optam também por um tempo de abstinência sexual; experimentando a limpeza, purificação e reorganização de sua sexualidade e se estudando mais profundamente.

Estes são alguns sinais que podem ser observados como padrão de fertilidade, porém observe através das suas próprias anotações quais são as características físicas, emocionais e mentais que se expressam neste período! Ao se conhecer com mais profundidade e assertividade, você pode se prevenir de uma gravidez indesejada ou potencializar uma possível gravidez, se assim desejar. Este é também um estudo que lhe permite ir tomando as rédeas sobre sobre seu próprio corpo, sobre como você escolhe manifestar a sua sexualidade neste templo sagrado. É uma forma de utilizar as energias de sua ovulação com o propósito da criatividade, da expressão; gastando e parindo a realidade que você deseja criar para ti mesma- em forma de ideias, projetos, soluções criativas, etc.

COMO PREENCHER A SUA MANDALA
1) Há 29 luas em cada gráfico. Eles foram coloridos de preto para ilustrar as fases de um ciclo lunar. A lua preta representa a lua nova. A lua branca representa a lua cheia. Você deve começar a preencher uma nova Mandala no primeiro dia de seu ciclo, no primeiro dia de menstruação e completa-la todos os dias até que chegue a próxima menstruação; quando você passa a usar uma nova Mandala. É sugerido que se faça este estudo por pelo menos 3 meses, para que as mandalas sejam comparadas e para que os padrões sejam observados e encontrados.

2) Para começar o seu mapeamento, você precisa saber que a fase da lua é o Dia 01 do seu ciclo. O dia 01 de seu ciclo é o dia em que você começa a sangrar. Para saber qual fase da lua está no dia 01, você precisa checar a data em que começou a sangrar no anexo do Calendário Lunar (por exemplo, se você começou a sangrar no dia 04 de Janeiro de 2016, então olhe o calendário lunar e descubra qual o dia e qual a fase da lua estava naquele dia:, terceiro dia de Lua Minguante). Depois de ter este ponto de referência, você pode começar a anotar os dados na Mandala da Lua. Os dias (1,2,3 etc) e as datas correspondentes de seu ciclo (04 de janeiro, 05 de Janeiro, 06 de Janeiro, etc) ; de acordo com as imagens da lua mostradas na Mandala.

3) Os dias do seu ciclo são registrados na área intitulada "Dia".

4) As datas correspondentes de seu ciclo da lua são escritos na área intitulada "Data".

5) A área intitulada "Físico" é onde você deve documentar as mudanças que acontecem em seu corpo- por exemplo, aumento dos seios, muco na vagina( e características deste muco), mamilos sensíveis, prisão de ventre, diarreia, sede, cansaço físico ou vitalidade, cólicas, gases, falta ou excesso de sono, oleosidade ou secura no cabelo e na pele, dores musculares, acne, quantidade do fluxo menstrual, etc.

6) A área intitulada "Emocional" é onde você deve documentar as mudanças que acontecem em seu ser a nível emocional- irritabilidade, extroversão, introversão, receptividade, passividade, determinação, euforia, criatividade, protetora, carinhosa, ansiosa, estressada, etc.

Você pode complementar também com informações como: sonhos, como você se veste, quais os tipos de programa você faz ou sente vontade de fazer, libido, quais alimentos você sente desejo ou aversão, se você sente mais ou menos apetite, a qualidade e o tempo de seu sono, etc.

7) O espaço ao lado da lua, você pode colorir de vermelho nos dias da menstruação e de alguma cor específica para fazer referência aos possíveis dias férteis. O controle de fertilidade aqui não acontece linearmente, apenas baseado nas datas, mas sim pela conscientização das características e padrões físicas/emocionais encontrados durante o ciclo; ou seja, através de auto estudo, observação e consciência de seus próprio padrões. (sugiro que para o aprofundamento do assunto participem das aulas online ou workshops presenciais)

8) Perceba que nossa Mandala da Lua não está pronta; você quem irá consolidar este material através de suas informações e através de sua arte! As ilustrações em torno da Mandala são um convite para que você expresse seu universo interno e se envolva mais subjetivamente; em forma de cores e criações.

DICAS DE MAPEAMENTO:

* Consistência é a chave: Para criar um hábito diário de anotações, é recomendado que você mantenha sua Mandala da Lua em um lugar de fácil acesso, como a sua mesa de cabeceira por exemplo.

* Faça valer a pena: Tente criar em sua mente o contexto de que este tempo que você está alimentando sua Mandala, é um momento para refletir, para se observar; é um ato de carinho, cuidado e amor-próprio. Um ritual de reconexão com você mesma.

* Consolidar: Você pode também anotar uma visão geral de 2-4 dias, se a sua experiência ao longo destes dias é relativamente semelhante. Isto irá facilitar encontrar o padrão de cada fase.

Exibições: 68

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2019   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço