Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar


Mais um desabafo do que um mero texto numa noite de insônia....

A Minha alma tem vivido um silêncio mais complexo do que tantos outros silêncios vivenciados por ela. Não me refiro ao silêncio causado pela falta de palavras de pessoas que estão a minha volta ou q fazem ou fizeram parte do meu relacionamento. Sem dúvida alguma, também esse silêncio incomoda, quando existe. E muito! Principalmente se parte das pessoas q amamos e das quais gostaríamos de sentir o abraço da palavra dita, verbalmente ou por escrito. Dificilmente eu conseguiria fazer alguém entender o que ele representa, realmente, para mim, neste momento.Mas vou tentar...

Pois bem, há muito, muito tempo, venho somando experiências que se de um lado me permitem a evolução espiritual q tanto quero e preciso, permitindo me conhecer melhor a mim mesmo e ao ser humano que infelizmente pratica cada vez mais, o egoísmo, a vaidade, a prepotência, o orgulho, a mesquinhez, a mentira, a imaturidade observada nos seus atos e no seu poder de comunicação, por outro lado, ele vai se instalando bem lá no fundo, como se quisesse me isolar, isolar o meu íntimo do contato com o mundo exterior, com pessoas q são ou se tornaram “experts” na arte de magoar ou humilhar as outras, limitando-se ao seu egoísmo, ao seu exclusivo bem estar, não se importando se é necessário praticar atos que a façam passar como trator sobre o que ou quem encontram pela frente. Óbvio que toda a regra tem exceção, mas creio que essas exceções têm passado longe de mim!

Se por um lado tudo isso me ajuda a evoluir como pessoa, como ser humano e também espiritualmente, pois tenho praticado e exercido a arte da paciência, do perdão, da compreensão, da perseverança, da esperança, por outro lado tenho também praticado a arte do isolamento. Melhor dizendo a arte do calar-se, do evitar expor os verdadeiros sentimentos, os pensamentos mais íntimos, o que para mim significa ausência de autenticidade. Também entendo isso como uma espécie de representação teatral, uma presença sem alma, sem sentimentos profundos, ainda que sinceros.

Não sei se conseguem me entender, mas o que quero expor aqui é que o fato de ter que manter um controle sobre o que sinto ou penso, não podendo gritá-los aos quatro cantos do mundo, até porque nem sussurrando e nem aos gritos eles seriam ouvidos ou compreendidos ou partilhados, me dá a sensação de que alguém me tira o direito de ser autêntica, de expor a minha alma da forma como ela é, como ela está no momento em que esse grito (ou sussurro) está a ser sufocado. Oq me falta é aquela paz imensa que só existe quando somos fiéis e sinceros a nós mesmos em primeiro lugar, e em seguida aos outros.Como conseguir deixar o eu exterior ouvir o eu interior sussurrando, implorando , pra gritar e dizer oq realmente vai no fundo da nossa alma????

Aquela paz q só é completa quando existe a certeza de q sempre fomos fiéis aos nossos sentimentos,aquela que só tem razão quando temos consciência de que nunca traímos quem amamos, qualquer que seja a forma de traição, dizer que nunca atribuímos a outros os nossos próprios erros, sempre ouvindo e dando crédito a quem não conhecemos,quando deveriamos dar a quem nos ama e conhecemos profundamente, ou batendo em portas erradas para manifestar o nosso despeito, visando manchar a dignidade do outro ou ainda negando os nossos sentimentos verdadeiros, qualquer que seja o motivo que nos leva a negá-los.
Claro que cometi erros como todo ser humano. Mas nunca responsabilizei ninguem! Pelo contrário, sempre os reconheci e me arrependi sinceramente, quando os detectei, de tê-los praticado. E o que nos faz crescer é exatamente isso: reconhecer os nossos erros, nos arrepender de tê-los cometidos e nos esforçarmos ilimitadamente para não mais cometê-los. Apesar dessa paz imensa que me eleva e eleva os meus pensamentos , é inevitável passar por tantos acontecimentos que, somados durante tanto tempo e que realmente me abalaram profundamente, sem sentir esse silêncio que paira. Um silêncio ensurdecedor que me leva as mãos aos ouvidos, na esperança de não mais ouvi-lo. Um silêncio que está dentro de mim e que não pode, não deve e não será exteriorizado porque no meu aprendizado infelizmente, aprendi que no geral as pessoas querem que digamos apenas o que elas querem ouvir, e que se a coragem me permitisse de dizer o perderia para sempre. Para sempre?! Ninguém cruza a nossa vida por acaso e diante desta convicção, eu tenho certeza de que num outro momento, as nossas vidas voltarão a se cruzar até que ambos tenham consciência de que não nos é possível caminhar através de estradas paralelas. Enquanto isso, cubro a cabeça com meu travesseiro, tentando não ouvir os gritos desse silêncio que me tira o sono.

Tentando me apegar firmemente nessas palavras que me são ditas sempre quando grito por socorro.

O CALADO SEMPRE VENCE!

Como é dificil aceitar isso...mas faz parte da minha evolução com toda certeza.

A única esperança que resta é que todo aprendizado na dor não é em vão, que tudo faz parte de um processo de evolução, tudo tem um porque..e que por mais inaceitável que foi e ainda é para mim, não podemos ter todas as respostas sempre.Temos apenas que viver da melhor maneira possivel aceitando as provações e dificuldades dessa passagem.

Sabendo e aceitando que muitas vezes a alma precisa silenciar....

Exibições: 305

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Comentário de ALMERY CARVALHO DE CARVALHO em 10 novembro 2010 às 20:39
Querida Nah, que belo desabafo, que coragem!
Agradecida, pela veracidade do texto, muito bem vivenciado, por muito de nós lemos e parecia escrito para cada um. aí em silencio, analisamos, ponderamos e calamos.
Voce, fez-me lembrar, a fórmula mágica de PATANJALÍ.
A fórmula poderosa é;:::

OUSAR.
SABER.
FAZER.
CALAR.
Om Shanti.
Comentário de Maria elizabeth dallariva em 7 novembro 2010 às 23:25
Obrigada, parece que vc entrou dentro da minha alma e decifrou tudo que estou pensando em fazer;
Fazer a lei do silêncio. Sei que é dolorosa, mas necessária.
Esta leitura foi um incentivo pra mim.
Grata.
Paz e luz em seu coração.
Comentário de Sara Isabel Figueiredo Lopes em 5 novembro 2010 às 14:42
Obrigada pela partilha querida. Afianl parece que muitos de nós entendemos/vivemos a situação, mas você teve coragem para falar :) fique bem e em paz querida :) muito grata :)
Comentário de Celia Leon em 2 novembro 2010 às 10:08
Ah, querida Nah! Vc sintetizou de forma belíssima o que creio vai no coração da maioria das pessoas, inclusive no meu. Sinto este tipo de solidão que me abala e entristece. Mas é certo que assim como com vc, vamos dentro desse propósito de evolução, buscando uma aproximação maior conosco mesmo e com o Criador. Sinto-me mais próxima de mim mesma e meus diálogos com o Pai (não orações, mas diálogos mesmo) tem se tornado mais constantes. Penso que deixaremos de sentir isso qdo cada um de nós, conseguirmos resolver nossos conflitos íntimos, aí sairemos de nosso casulo, que nos dá uma fictícia sensação de segurança e fortaleza. Bjos com carinho.
Comentário de Francisco de Lima Ribeiro em 1 novembro 2010 às 7:07
Texto belíssimo. Muito obrigado.
Comentário de Cecilia Paulauskas em 29 outubro 2010 às 15:50
Tolerante como o céu
penetrante como a luz so sol
firme como uma montanha,
flexível como o galho ao sabor do vento,
ele não tem destino em vista
e não faz usode coisa alguma
que a vida ponha em seu caminho.

Para ele, nada é impossível.
Porque se desapegou de tudo,
pode cuidar do bem-estar das pessoas
como a mãe cuida de seu filho.
Comentário de Tânia Cristina Chagas em 29 outubro 2010 às 12:53
Olá, sou nova na comunidade, ou blog e gostaria de dizer que fiquei feliz por saber que não sou somente eu que estou me sentindo assim!!!
Pior do que o silêncio é não ter com quem compartilhar esse momento , simplesmente pelo fato de não entendimento que as pessoas com certeza irão responder à esse questionamento.
O que acontece, eu creio é uma avaliação das pessoas e dos conteúdos que nela existem.... Será que vale a pena falar, expôr comentários que certamente não serão aceitos???
Penso que estamos simplesmente selecionando melhor com quem queremos dividir nosso tempo, que é tão valioso!!
Beijos e Muita Luz!!!
Comentário de Maria Miguel em 28 outubro 2010 às 19:44
Querida NAH,adorei ler o seu texto.Á medida que ía avançando na leitura comeceu a sentir um sufoco,
pois algo parecido me está a acontecer.
Na realidade,optei por pelo silêncio e refugiei-me no AMOR e com o AMOR.
AMA ,minha querida,AMA muito...fala se achares que vale a pena falar.
Também aprendi que o meu silêncio,a minha conduta,a minha mudança...valem mais que imensas
palavras.
Com imenso carinho deixo-lhe o meu abraço de LUZ.
Comentário de denis alexandre em 28 outubro 2010 às 13:53
Muito bacana seu depoimento, tem muito em haver com o que passamos no nosso dia a dia,,, é dificil nossa jornada mas só de perdoarmos a si mesmo, já é um grande passo positivo p/nossa tentativa de evoluir, grato, bçs,,
Comentário de IARA CARVALHO SOTELLO em 27 outubro 2010 às 22:03
Estamos irmanadas neste sentimento ( pensamento ), gostaria de ter escrito este texto pois ele diz tudo que me vai na alma.Quanta verdade !!! Os acontecimentos podem ser totalmente diferente, mas o sentimento é o mesmo. Muita Luz.

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2020   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço