Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Terrorismo, sua superação 


Sacha Calmon

A Europa ocidental e os EUA, os xiitas (por razões antigas), os israelenses, em razão da instalação do Estado e da ocupação territorial da Palestina cisjordânica, estão absolutamente inseguros, passíveis de sofrer de repente atentados coletivos ou individuais a faca.

No que diz respeito aos EUA e à Europa ocidental, a situação é crítica e tende a ficar pior. O terrorismo, podemos dizer, tem uma lógica binária. Por primeiro, é ativo, atinge o alvo, mata, estropia, interfere na realidade cotidiana das populações eleitas como alvo. Em segundo lugar, mantém aceso o temor das vítimas com a terrível percepção de que outros atos virão (e virão mesmo), de tal modo que o medo é permanente e o mal-estar constante. Ninguém se sente seguro. O sobressalto é constante, onipresente, pesado, angustiante.

Vejam os casos das caricaturas de Maomé, primeiramente nos países nórdicos e depois na França, vingadas em atentados. Foi realmente tocante todo mundo usar camisetas e dizer “Eu sou Charlie”, mas as caricaturas ofensivas sumiram! A resposta terrorista foi convincente. Bobagem dizer que o bem tutelado pela democracia e atingido foi a liberdade de expressão, embora esse valor mereça respeito (os humoristas também faziam caricaturas de Jesus e da Virgem Maria). O fato é que não é adequado troçar de modo ridicularizante das crenças religiosas, sejam elas quais forem. O humor, queiram ou não, tem limites, que se forem ultrapassados podem trazer dissabores. Essa foi a lição que ficou.

Difunde-se a tese de que o terrorismo árabe sunita (xiitas persas e turcos sunitas não praticam o terror) visa destruir os “valores da civilização ocidental”, uma balela. O terrorismo árabe está ligado às interferências e às destruições constantes que o Ocidente promoveu no Oriente Médio e na África. É uma reação ao inimigo. Não se veem turcos muçulmanos praticando o terror contra o Ocidente. Isso nos leva a outra ordem de considerações.

É realmente instigante indagar por que o terrorismo árabe é tão tardio, embora tenha se mostrado o mais eficaz. Ao longo de um milênio e meio, desde quando o cameleiro Mohamed recebia as instruções do anjo Gabriel (o mesmo da anunciação de Maria), e mandava os escribas escreverem-nas num livro (o Corão), os árabes expandiram-se e a última fé abraamica foi adotada por persas, povos turks, europeus (Bálcãs), península ibérica, Ásia (Indonésia, Paquistão, Índia, Sri Lanka, etc.).

Durante todo esse tempo até a última metade do século 20 não há relatos de terrorismo muçulmano. No livro As cruzadas vistas pelos árabes, o terror aparece invertido; eram os cristãos que aterrorizavam os civis (na tomada de Lisboa, com a ajuda da 2ª cruzada, o morticínio foi tal que até o bispo católico da comunidade cristã da cidade foi degolado). Antes da Al Qaeda, Al Shabab, Boko Haram e outros grupos sunitas, cevados na doutrina ultrarradical da Arábia Saudita (e por ela financiados) não houve terrorismo em nome de Alá (que é o mesmo Deus-pai cristão e o Jeová do povo judeu).

Em compensação, os europeus e asiáticos, mormente as hordas da Mongólia, praticaram intenso terrorismo. Os romanos, de uma vez só, crucificaram quatro mil civis judeus para subjugar a rebeldia judaica. Os mongóis amarravam corpos entre dois cavalos e os partiam ao meio, em cavalgada, para apavorar os civis resistentes das cidades que queriam conquistar. Foi fugindo de Átila, o Huno, tido como o flagelo de Deus, que, na Venécia, o povo ocupou as ilhas e ilhotas no Mar Adriático, que mais tarde viraria a deslumbrante Veneza. Quem não se lembra do terrorismo do IRA irlandês contra a ocupação inglesa (e anglicana) de sua terra? Os atentados em Londres eram constantes. É de ontem a deposição de armas pelo ETA basco para se livrar, pelo terror, da Espanha.

Portanto, não há novidade no terror político a envolver povos em épocas diversas, sem falar no terror religioso – que contrassenso – dos católicos, enquanto o Santo Ofício em Roma sustentou a vergonhosa Inquisição.

É preciso reverter essa situação, agravada com a deliberada política ocidental em favor dos sauditas, de fustigar os xiitas do Irã e do Iraque, onde são maioria, e agora a Síria, gerando um fluxo de migrantes para a Europa jamais visto.

Os xeques da família Saud – que por muito tempo desorganizaram a região – têm que encarar o fato de que o acordo com o Irã é definitivo. É o caminho para a paz. Queremos nos sentir seguros em Londres, Nova York ou Paris ou em Beirute ou no Cairo. Para tanto, é imperioso que os democratas ganhem as eleições nos EUA, os sauditas sejam desmascarados e o Estado Islâmico destruído, presos os seus chefes e financiadores para serem julgados por crimes de guerra no Tribunal Penal Internacional.

Encontroespiritual.org

_________________

Exibições: 20

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço