Anjo de Luz

Informação é Luz , ajude a propagar

Por pai Joaquim de Aruanda...

Vamos continuar a nossa investigação da vida. E vamos aproveitar que hoje estamos falando sobre esta parte mais espiritual, que não deixa de ser material porque é uma compreensão lógica, e continuar conversando a partir desse seu relacionamento com o mundo espiritual.

Muito se fala sobre o objetivo de cada um estar encarnado. Apesar das diversas opiniões a este respeito, há um consenso sobre o assunto. Ele é descrito por Cristo na Bíblia, citado por Krishna nos vedas e reafirmado pelo Espírito da Verdade em O Livro dos Espíritos. O objetivo da encarnação é aproximar-se de Deus. Para que isso se dê durante a vida humana é preciso que você realize um trabalho. Há diversos nomes para este trabalho, mas os espíritas chamam-no de reforma intima.

Definindo, então, o tema sobre o qual vamos conversar agora, diria que reforma intima é um elemento do mundo material. Um elemento da sua vida. Sendo isso, neste momento em que estamos dissecando a vida vamos falar um pouco da reforma intima ou do trabalho necessário para se aproximar de Deus.

Se eu perguntasse a um católico sobre o trabalho de aproximar-se de Deus, ele me daria algumas respostas sobre o que é preciso ser feito para que isso aconteça. Se perguntasse a um evangélico ele me daria outras respostas. Se perguntasse a um hindu as respostas seriam completamente diferentes. Da mesma forma, os espíritas também teriam uma visão diferente do que é preciso ser feito para se aproximar de Deus. Na verdade, cada corrente de pensamento teria uma resposta, ou seja, uma definição de qual trabalho deve ser realizado.

A partir desta constatação, pergunto: quem está certo? O católico, o evangélico, o espírita, o budista, o muçulmano, o taoista? Quem realiza o trabalho que precisa ser feito? A resposta seria nenhum deles. Isso porque a idéia que cada ser humano tem do trabalho necessário para a evolução espiritual é um conhecimento individual, não uma verdade, não uma realidade. A definição que é criada pelo ego para este assunto é fundamentada no egoísmo, naquilo que cada um acha certo e, portanto, não é absoluta.

Reparem, o católico se transforma em evangélico e muda de opinião e diz, eu estava errado e agora estou certo.  Depois vira espírita e de novo diz que estava errado, mas que agora acertou. Será, então, que todos os católicos e evangélicos estão condenados ao fogo do inferno por não saberem o certo que precisam fazer? Claro que não.

O que você precisa compreender, é que este trabalho, esse caminho, ou seja, aquilo que cada um imagina que precisa fazer para aproximar-se de Deus é apenas uma ilusão. Trata-se apenas do padrão de um determinado grupo religioso, não a verdade sobre o assunto.

Eu gosto de ouvir falar que existe uma igreja que é a de Cristo, mas o mestre não tinha igreja. Se tivesse, sua igreja seria a sinagoga, pois ele era judeu. Apesar de ter nascido neste povo e freqüentado as sinagogas até a sua morte, Cristo sempre disse que o templo de Deus está dentro de cada um e não fora. Por isso, se há uma igreja que seja de Cristo, ela está dentro de cada um e não num prédio externo ou em determinada congregação religiosa. Justamente por saber que a igreja estava dentro de cada um é que o mestre indicou como único rito a ser executado foi o amor a Deus acima de todas as coisas.

Acontece que quando você sabe alguma coisa inexoravelmente vai amar a si mesmo acima de todas as coisas, pois a característica primária da compreensão racional é sempre egoísta. Por isso afirmo que todas as idéias de qualquer religião sobre a forma como se aproximar de Deus é carma, é prova. É mais um elemento para você trabalhar o seu relacionamento com o ego.

Na verdade, reforma intima é abandonar o egoísmo, pois o seu íntimo é egoísta por natureza. Para libertar-se dele é preciso se libertar de todas as verdades que lhe vem à mente, inclusive as verdades que afirmam como se abandona o egoísmo.

Parece complicado o que estou falando. Parece que estou falando de uma forma difícil, mas não é isso: elevação espiritual e reforma intima é algo simples de compreender. Trata-se de reformar tudo que esta em seu intimo, inclusive aquilo que você acha que deve fazer e aquilo que acha que não deve fazer. Libertar-se de toda compreensão.

Isso é necessário porque ninguém pode amar ao próximo como a si mesmo enquanto ainda for egoísta, enquanto ainda tiver conceitos que precisam ser considerados como verdadeiros. Por conta da necessidade desta defesa a qual o egoísmo leva, existirá sempre a crítica e com ela o desamor.

Por isso saber qual o processo deve ser realizado para promover a reforma íntima é um carma que está fundamentado na posse moral (eu sei). Por isso, sempre que a mente lhe disser que sabe o que precisa ser feito para se aproximar de Deus o que realmente leva a esta aproximação é a declaração expressa de nada saber. Só no momento que o nada saber for alcançado não haverá necessidades de defesas e por isso não haverá críticas. Acontece, então, o amor ao próximo como a si mesmo.

Participante: devo não aceitar inclusive o que o ego fala a respeito dos seus ensinamentos?

Este ponto nós já ressaltamos há bastante tempo. Se vocês deixarem o ego aceitar o que digo como certo, verdade real e perfeita, estão criando um novo carma.

O trabalho de elevação espiritual é chegar apenas ao sei que nada sei, ou melhor, nem saber que nada sabe. É apenas nada saber. Para nada saber é preciso nem saber o que falo. Apenas nada saber.

Portanto, quando o seu ego lhe disser que agora você sabe o que fazer a partir de um ensinamento que tenha ouvido de mim, não acredite nisso. Você não precisa fazer as coisas que digo: precisa apenas nada saber. Se deixar a idéia gerada pelo ego sobre o que eu falo se transformarem em verdades, elas servirão para acusar os outros de errados e com isso você nada fez no sentido de aproximar-se de Deus.

Participante: você diz que a gente tem que fazer a reforma e depois diz que devemos esquecer tudo o que aprendemos. Fico mais perdido que cego em tiroteio

Esta é a intenção… Talvez, se você ficar perdido desista de buscar alguma saída.

Esqueça tudo, inclusive que tem que fazer uma reforma, pois isto é uma ilusão. Sentir-se obrigado a fazer a reforma intima é um carma.

Participante: É ter fé pura e simples. É ai que entra Deus. Deixá-Lo cuidar de tudo. É simples até demais. A complicação é dos homens apenas. É apenas deixar levar, não julgar e nem classificar nada.

Ele quem? Nós não acabamos de compreender que para fazer a reforma tem que nada saber a respeito de Deus. Então, não é aí que entra Deus…

Esqueça Deus… Deixe o nada lhe governar. Não deixe os valores de sua vida, ou seja, aquilo que você tem na memória, o seu conhecimento, inclusive sobre Deus, governar a sua vida. Se entregue ao nada e deixe que ele seja o seu guia. Ironicamente é neste momento que você realmente se entrega a Deus. Enquanto sua entrega fora a um deus conhecido, você não fez nada e por isso não O alcançou. Isso, porque ainda está se entregando a sua própria concepção de deus e não ao Senhor.

Sim, é simples demais, mas é mais ainda do que você imagina. Não é preciso conhecer Deus, saber como Ele age: é sim deixar o nada governar a sua vida. Quer exemplos? Alguém lhe pergunta se você vai a um determinado lugar naquele dia. Responda: ‘não sei, se for fui, se não for não fui’. Alguém lhe pergunta se você vai tomar banho. Diga: ‘não sei, se tomar tomei, se não tomar não tomei’.

Este é o trabalho de entregar-se ao nada e deixá-lo governar a sua vida, assumir o comando de sua vida. Ele é um nada porque não existe nenhuma convicção, nenhuma certeza, nenhuma verdade. Quando esta for a sua forma de conviver com os elementos deste e do outro mundo você terá realizado alguma coisa no sentido de aproximar-se de Deus. Entregando-se a uma idéia sobre Deus que tenha, ainda está entregando sua vida a esta imaginação e não a Deus.

Vejam como o estudo do carma é esclarecedor. Ele nos leva ao nada quando entendemos que toda compreensão racional é fruto apenas de um ego egoísta. É uma informação que visa criar uma provação a partir de possessões. Quando se estuda a existência do carma se compreende a vida: compreende-se que tudo que lhe vêem à mente é fundamentado uma posse, fruto do egoísmo. A vida muda completamente quando se conhece a ação carmática do espírito…

Participante: mas, e a afirmativa do espírito da verdade de que o nada não existe?

O nada que estamos falando é algo: a ausência de. O nada que estamos usando é a ausência de convicções, certezas, verdades. Já o nada que o Espírito da Verdade diz que não existe é o aquele que não seja coisa nenhuma.

O nada que estamos usando é alguma coisa, pois ele é a compreensão de que você se abstém de compreender. É um nada que surge pelo libertar-se de uma compreensão. O nada que o Espírito da Verdade cita é o nada haver. Isto realmente não existe, pois sempre há algo em alguma coisa.

Espiritualismo Ecumênico Universal

www.meeu.com.br

Exibições: 31

Comentar

Você precisa ser um membro de Anjo de Luz para adicionar comentários!

Entrar em Anjo de Luz

Seja um apoiador de Anjo de Luz

Para mantermos os sites de Anjo de Luz, precisamos de ajuda financeira. Para nos apoiar é só clicar!
Ao fazer sua doação você expressa sua gratidão pelo serviço! Lembre-se que dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia no Universo.

 
Visit Ave Luz

 

PUBLICIDADE




Badge

Carregando...

Co-criando A NOVA TERRA

«Que os Santos Seres, cujos discípulos aspiramos ser, nos mostrem a luz que
buscamos e nos dêem a poderosa ajuda
de sua Compaixão e Sabedoria. Existe
um AMOR que transcende a toda compreensão e que mora nos corações
daqueles que vivem no Eterno. Há um
Poder que remove todas as coisas. É Ele que vive e se move em quem o Eu é Uno.
Que esse AMOR esteja conosco e que esse
PODER nos eleve até chegar onde o
Iniciador Único é invocado, até ver o Fulgor de Sua Estrela.
Que o AMOR e a bênção dos Santos Seres
se difunda nos mundos.
PAZ e AMOR a todos os Seres»

A lente que olha para um mundo material vê uma realidade, enquanto a lente que olha através do coração vê uma cena totalmente diferente, ainda que elas estejam olhando para o mesmo mundo. A lente que vocês escolherem determinará como experienciarão a sua realidade.

Oração ao Criador

“Amado Criador, eu invoco a sua sagrada e divina luz para fluir em meu ser e através de todo o meu ser agora. Permita-me aceitar uma vibração mais elevada de sua energia, do que eu experienciei anteriormente; envolva-me com as suas verdadeiras qualidades do amor incondicional, da aceitação e do equilíbrio. Permita-me amar a minha alma e a mim mesmo incondicionalmente, aceitando a verdade que existe em meu interior e ao meu redor. Auxilie-me a alcançar a minha iluminação espiritual a partir de um espaço de paz e de equilíbrio, em todos os momentos, promovendo a clareza em meu coração, mente e realidade.
Encoraje-me através da minha conexão profunda e segura e da energia de fluxo eterno do amor incondicional, do equilíbrio e da aceitação, a amar, aceitar e valorizar  todos os aspectos do Criador a minha volta, enquanto aceito a minha verdadeira jornada e missão na Terra.
Eu peço com intenções puras e verdadeiras que o amor incondicional, a aceitação e o equilíbrio do Criador, vibrem com poder na vibração da energia e na freqüência da Terra, de modo que estas qualidades sagradas possam se tornar as realidades de todos.
Eu peço que todas as energias e hábitos desnecessários, e falsas crenças em meu interior e ao meu redor, assim como na Terra e ao redor dela e de toda a humanidade, sejam agora permitidos a se dissolverem, guiados pela vontade do Criador. Permita que um amor que seja um poderoso curador e conforto para todos, penetre na Terra, na civilização e em meu ser agora. Grato e que assim seja.”

© 2021   Criado por Fada San.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço